A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DIETA MEDITERRÂNEO DRª LUCIANA RESQUE BIOQUÍMICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DIETA MEDITERRÂNEO DRª LUCIANA RESQUE BIOQUÍMICA."— Transcrição da apresentação:

1 DIETA MEDITERRÂNEO DRª LUCIANA RESQUE BIOQUÍMICA

2 DIETA MEDITERRÂNEO A dieta mediterrânea (européia) tradicional se caracteriza pela abundância de alimentos como pão, massas, verduras, saladas, legumes, frutas e frutas secas, azeite de oliva como principal fonte de gordura, moderado consumo de pescado, aves, produtos lácteos e ovos, pequenas quantidades de carnes vermelhas e pequenas ou moderadas quantidade de vinho, consumidas normalmente durante as refeições. Esta dieta é pobre em ácidos graxos saturados, rica em carboidratos e fibra, e tem alto conteúdo de ácidos graxos monoinsaturados derivados do azeite de oliva. Vantagens- Proteger o coração contra infartos, diminuir o risco de câncer, defender a pele contra agressões, retardar os danos ao cérebro causados pelo envelhecimento e aumentar a longevidade. Esses benefícios à saúde oferecidos pela Dieta Mediterrânea em geral, e pelo azeite de oliva, em particular.

3 DIETA MEDITERRÂNEO DIETA PARA SAÚDE Um dos primeiros estudos publicado no New England Journal of Medicine em 2003 mostrou, em voluntários gregos, que a Dieta do Mediterrâneo reduziu a mortalidade por todas as causas. Cientistas chegaram à mesma conclusão no ano seguinte em um estudo publicado no Journal of American Medical Association que utilizou grupos de voluntários com mais de setenta anos, de dez países da Europa, e que fizeram à Dieta do Mediterrâneo, combinada com atividade física. Outra pesquisa de 2005 demonstrou que um grupo de indivíduos com doença cardíaca que utilizaram a Dieta Mediterrânea, diminuíram muito a taxa de mortalidade em um período de quatro anos, quando comparados com cardíacos que não utilizaram a dieta. Este estudo foi publicado na revista científica Archives of Internal Medicine. DIETA PARA DIABÉTICOS Um estudo publicado em 2008 indica que a dieta do mediterrâneoo é a melhor para a saúde dos diabéticos e a que leva à maior perda de peso entre as mulheres. O QUE É A DIETA MEDITERRÂNEA Dieta do Mediterrâneo é um tipo de alimentação específica de países da região do mar Mediterrâneo (Portugal, França, Itália, Grécia, Espanha, etc.). Este padrão de alimentação é formado de vegetais, legumes, tomate, alho, frutas e, principalmente, óleo de oliva, óleo de canola, cereais pouco moídos, nozes e sementes, queijo branco e iogurte, além de vinho. Vários estudos continuam confirmamdo estas observações. A conclusão é de que quanto mais a pessoa pratica a dieta mediterrânea tradicional, menor a chance de morrer por qualquer causa, incluindo câncer (risco menor de 24%) e doenças cardíacas (risco menor de 33%).

4 DIETA MEDITERRÂNEO Fitoesteróis Extrato vegetal de sementes de girassol e grãos de soja ajuda na redução do colesterol. Estudos realizados com fitoesteróis apontaram que ele reduz o colesterol total e o colesterol popularmente conhecido como ruim (LDL), não havendo alteração nos níveis de colesterol bom. ajuda a reduzir o colesterol devido à capacidade de impedir a absorção do mesmo no intestino. Isso ocorre porque os fitoesteróis agem como competidores, ou seja, são absorvidos no lugar do colesterol, que acaba eliminado pelas fezes. Dentre os alimentos ricos em fitosteróis destacam-se a soja, os frutos oleaginosos e os óleos vegetais em geral, principalmente de canola, arroz e girassol.

5 A ANTIGA PIRÂMIDE ALIMENTAR

6 A NOVA PIRÂMIDE ALIMENTAR


Carregar ppt "DIETA MEDITERRÂNEO DRª LUCIANA RESQUE BIOQUÍMICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google