A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CARACTERÍSTICAS O nado mais rápido Nadar sobre a água Ação alternada de membro superior, Subaquática, Membros inferiores com movimento de tesoura na vertical.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CARACTERÍSTICAS O nado mais rápido Nadar sobre a água Ação alternada de membro superior, Subaquática, Membros inferiores com movimento de tesoura na vertical."— Transcrição da apresentação:

1

2 CARACTERÍSTICAS O nado mais rápido Nadar sobre a água Ação alternada de membro superior, Subaquática, Membros inferiores com movimento de tesoura na vertical. Decúbito ventral (abdômen voltado para a agua) Alinhamento horizontal e lateral. Cabeça em posição natural, Tronco em extensão total, Rolamento no eixo sagital (direito e esquerdo),

3 PERNADA pé na posição estendida, dedos apontando para cima (em flexão plantar) pé voltado para dentro (invertido). força da pernada para baixo O afastamento das pernas no plano vertical deverá ser mais ou menos a distancia do quadril. ação da pernada e solta e pés acelerados A ordem é quadril, perna, joelho, tornozelo e pé. os dedos dos pés apontando para o outro lado da cabeceira da piscina. (pé de bailarina).

4 A ação de membros inferiores tem três funções: 1. Equilíbrio 2. Sustentação 3. Propulsão. MOVIMENTAÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES

5 Movimento de pernada

6 PERNADA A pressão da água sob a perna, também empurra o pé para uma posição estendida, com os dedos apontando para cima (em flexão plantar) e o pé voltado para dentro (invertido).

7 PERNADA DO NADO O movimento global é alternado, sendo ascendente e descendente e executados no plano vertical. O movimento descendente é iniciado com a flexão do quadril, joelho, tornozelo, flexão plantar e inversão do pé. Na finalização do movimento, o joelho deve ser estendido. A maior utilização de força acontece durante o movimento descendente. Não São permitidos movimentos de tesoura com pernada na horizontal ou de golfinho. Quanto mais rápido você quiser ir, mais relaxado você deve estar. A ação da pernada deve ser solta e acelerando os pés, mas mantenha o trabalho forte e relaxado. A potência verdadeira da pernada parte do quadril iniciando na articulação coxofemoral.

8 A ordem da pernada é quadril, perna, joelho, tornozelo e pé. Tente manter a o movimento de pernada na água, o máximo possível, e os dedos dos pés apontando para o lado da cabeceira da piscina. (pé de bailarina). Flexibilidade também ajuda a prevenir lesões e no trabalho de perna ajuda (e muito) a manter o movimento fácil, relaxado e solto.

9 Para uma boa pernada deve-se combinar três coisas: 1. pernas alongadas (técnica), 2. pernas relaxadas (flexibilidade) 3. pernas fortes (trabalho de força). Controle e equilíbrio do corpo na água podem ser adquiridos com exercícios de pernada com poolboy, pernada vertical, pernada com ou sem prancha, sempre primando pelo equilíbrio e boa posição na água.

10 Movimento no plano sagital

11 FASES DA BRAÇADA Entrada na água (Fase aquática) Agarre ou pegada (Fase aquática) Tração ou puxada (Fase aquática) Finalização ou Empurrada (Fase aquática) Recuperação (Fase aérea)

12 1. Entrada na agua O movimento de entrada na água deve ser feito perfurando a água num único ponto, à frente do corpo, entre o deltoide e a linha sagital do corpo. O cotovelo deverá estar ligeiramente partindo dos dedos, seguidos pela mão, punho, pelo antebraço e braço. A mão deverá estar em pronação, ligeiramente inclinada para fora

13 1. Fase aquática-propulsiva Agarre ou pegada: a fase em que a mão entra na água (1). Os dedos devem estar unidos, e o punho ligeiramente flexionado. Ela precisa entrar “cortando” a água, entrando primeiramente o polegar e indicador, bem à frente da cabeça

14 2. Tração ou puxada Após os braços entrarem na água (1), é realizado um "S" alongado, com um pequeno movimento da mão para lateral(2) (apoio), passando por baixo do rosto e peito (3), chegando com o cotovelo no ponto máximo de flexão, e passando de uma puxada, para uma empurrada, (4) se aproximando do corpo (altura do quadril), mantendo o cotovelo alto, com o objetivo de "pegar grande quantidade de água em pontos diferentes" e, acelerando o movimento gradativamente onde a àgua será empurre para fora e pra trás.

15 Finalização ou Empurrada Passada a fase de transição, o braço será cada vez mais estendido e deverá ser cada vez mais acelerado, pois é a aceleração que gerará a potência necessária para um maior deslocamento do corpo, terminando então com a mão finalizando o movimento junto à coxa (4) e iniciando a recuperação. (5)

16 Fase aérea – Recuperação Desmanchamento: ocorre quando a mão passa próximo à coxa, (4) sendo o cotovelo o primeiro a romper a linha da água, mãos e braços precisam ser elevados e isso acontece quando há o rolamento do corpo saindo primeiro o cotovelo e ele deve permanecer elevado, sempre mais alto do que a mão. (5)

17 Recuperação: é feita de maneira relaxada, acima da água, cotovelo alto. A flexibilidade do ombro é fundamental. As mãos não podem ser trazidas para trás além da linha dos quadris, exceto durante a primeira braçada após a saída e em cada volta.

18

19 PONTOS IMPORTANTES DA BRAÇADA 1 - O estilo deve ser alongado e firme; 2 - Existe um rolamento natural do corpo; 3 - As mãos devem estar sempre firmes com os dedos fechados; 4 - As mãos devem passar sob o corpo na fase de propulsão e não ao lado dele, para conseguir o máximo de força na braçada; 5 - Do início ao fim, o aluno deve buscar a aceleração constante da braçada; 6 - A finalização é a parte mais forte e rápida da braçada;

20 Alongado e firme

21 Rolamento natural

22 Posicionamento das mãos

23 As mãos devem passar sob o rosto e o restante do corpo até a linha do quadril.

24


Carregar ppt "CARACTERÍSTICAS O nado mais rápido Nadar sobre a água Ação alternada de membro superior, Subaquática, Membros inferiores com movimento de tesoura na vertical."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google