A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC Ev. Sérgio Lenz Fone (48) 8856-0625 MSN: Lição.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC Ev. Sérgio Lenz Fone (48) 8856-0625 MSN: Lição."— Transcrição da apresentação:

1 Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC Ev. Sérgio Lenz Fone (48) MSN: Lição 4 – 22/04/2012

2 Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida (Ap 2:10c). VERDADE PRÁTICA Nada poderá calar a Igreja de Cristo, nem a própria morte.

3 LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Apocalipse 2: Ao anjo da igreja em Esmirna escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto e reviveu: 9 Conheço a tua tribulação e a tua pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que dizem ser judeus, e não o são, porém são sinagoga de Satanás. 10 Não temas o que hás de padecer. Eis que o Diabo está para lançar alguns de vós na prisão, para que sejais provados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até a morte, e dar-te-ei a coroa da vida. 11 Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. O que vencer, de modo algum sofrerá o dado da segunda morte.

4 Esmirna era uma igreja perseguida. A igreja de Cristo, hoje, está sendo perseguida. Compartilhemos o testemunho de Esmirna nesta lição.

5 1.1 – Esmirna, uma cidade soberba: Localizada ao norte de Éfeso, e com uma população de cerca de habitantes, a cidade de Esmirna era considerada a mais bela da Ásia Menor. Sua beleza natural era fascinante. Seu esplendor habitava entre o mar e as montanhas. Sua estrutura urbana era modelo para as demais cidades de sua época. O comércio internacional favorecia economicamente a cidade, que era grande exportadora de mirra. Na condição de centro religioso, em Esmirna eram adorados os deuses Cibele, Apolo, Asclépio, Afrodite e Zeus. O culto ao imperador, que incluía a queima de incenso a imagem de César, foi lá bastante difundido e praticado. Extraído de: Acesso em 19/04/2012

6 1.2 – A Igreja em Esmirna: Os historiadores sugerem que o bispo da igreja em Esmirna por ocasião desta carta era Policarpo (69 d.C.-155 d.C.). Como falar de Esmirna e não citar esse grande mártir da história do cristianismo? Extraído de: Acesso em 19/04/2012

7 1.3 – Esmirna, confessante e mártir: O tipo de fé vivenciada pela igreja em Esmirna deve provocar em nós uma reflexão sobre o tipo de fé que vivenciamos em pleno século XXI. Até que ponto não estamos praticando algum tipo de idolatria pós-moderna? Podemos não estar cultuando o imperador, mas será que não cultuamos o poder do imperador? Quando pastores abandonam os seus ministérios, ou dividem o pastoreio do rebanho com a política secular, não está aí presente o culto ao poder? Quando líderes fazem acertos com políticos em bastidores, chegando a negociar os votos da igreja em períodos de campanhas eleitorais, visando em alguns casos tirar proveito em benefício próprio, de familiares e de amigos, não estamos queimando incenso aos imperadores? Será que não trocamos os deuses em forma de estátuas e imagens, por deuses em forma de bens e recursos materiais?

8 1 – Onde ficava a igreja em Esmirna? 2 – Qual a natureza da igreja em Esmirna?

9

10 2.2 – Esteve morto e tornou a viver (Ap 2:8): Não desejava o Senhor Jesus que o anjo de Esmirna temesse aqueles, cujo poder limita-se a tirar-nos a vida física, mas aquele que, além de nos ceifar a vida terrena, tem suficiente autoridade para lançar-nos no lago de fogo (Mt 10.28). Por conseguinte, o martírio daqueles santos iria tão somente antecipar-lhes a glorificação ao lado de Cristo.

11 3 – Como o SENHOR Jesus apresentou-se à Esmirna?

12 3.1 – Tribulação: Jesus sabia e queria que os cristãos de Esmirna (e os de todos os tempos) soubessem também que a tribulação gera paciência. Essa paciência tão necessária para continuar a testificar sem esmorecer é o grande segredo do cristianismo vencedor de todos os tempos. Como a lagarta precisar transformar- se em borboleta com muito esforço, nossa santificação depende também de muitas tribulações…

13 3.2 – Pobreza: A AVALIAÇÃO DE JESUS É DIFERENTE DO MUNDO 1. Situação humana da igreja = pobreza. a) Pobres porque vinham das classes mais baixas; b) Pobres porque eram escravos; c) Pobres porque tinham seus bens saqueados; d) Pobres porque eram perseguidos; e) Pobres porque não se corrompiam. 2. Apesar da pobreza humana, eram ricos para com Deus. 3. Jesus avalia o ser humano pelo SER e não pelo TER.

14

15 3.3 – Os crentes em prisão:

16 4 – Como Esmirna enfrentava as perseguições? 5 – Que tipos de perseguição enfrentamos hoje?

17 Somente os que conhecem a natureza da segunda morte não temem as angústias da primeira. Oremos pela igreja perseguida e mártir!


Carregar ppt "Igreja Evangélica Assembléia de Deus São José - SC Ev. Sérgio Lenz Fone (48) 8856-0625 MSN: Lição."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google