A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROCESSO CATECUMENAL COMO ESTÁ A NOSSA CAMINHADA? Propomos que processo catequético de formação adotado pela Igreja para Iniciação Cristã seja assumida.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROCESSO CATECUMENAL COMO ESTÁ A NOSSA CAMINHADA? Propomos que processo catequético de formação adotado pela Igreja para Iniciação Cristã seja assumida."— Transcrição da apresentação:

1 PROCESSO CATECUMENAL COMO ESTÁ A NOSSA CAMINHADA? Propomos que processo catequético de formação adotado pela Igreja para Iniciação Cristã seja assumida em todo o continente. Depois virá a catequese permanente que continuará o processo. (DAp. 294)

2 ESTÁVAMOS ASSIM Como continuar concedendo Sacramentos a tantas pessoas que, apesar do curso, continuam influenciadas pelo sincretismo religioso, faltam aos encontros, não participam da Missa, não demonstram qualquer transformação na sua mentalidade ou atitudes?? E nos questionávamos

3 A Igreja percebe que, além da instrução nas verdades da fé, são necessárias a conversão de costumes e o comprometimento com o Cristo, que levavam os antigos cristãos, até mesmo, ao destemido martírio. conhecer a Jesus é o melhor presente que alguém pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas e fazê-lo conhecido em nossa palavra e obras é a nossa alegria. (DAp, n.29) Chegamos a uma conclusão

4 E HOJE A NOSSA TRILHA... O CATECUMENATO é o método proposto pela Igreja Católica para realizar a Iniciação Cristã. O candidato, desejoso de encontrar Deus, acolhe a sua Palavra e entra em um processo de conversão Muitas paróquias começaram a sentir necessidade urgente de mudanças e começaram a estudar, aprofundar, conhecer de perto como iniciar o processo.

5 Começaram a sentir necessidade de ouvir o que a Igreja propõe : REVALORIZAÇÃO DAS FONTES CRISTÃS E A SÁBIA UTILIZAÇÃO DOS TESOUROS DO PASSADO NO CONTEXTO DO MUNDO ATUAL.

6 Perceberam que não é só renovar algumas metodologias, adotar novos subsídios e/ou melhorar a formação de catequistas. Não é suficiente uma simples maquiagem no atual modelo... Impõe-se a tarefa irrenunciável de oferecer uma modalidade de iniciação cristã, que além de marcar o que, dê também elementos para o quem, o como e o onde se realiza, dessa forma, assumiremos o desafio de uma nova evangelização, à qual temos sido reiteradamente convocados (Dap, 287).Impõe-se a tarefa irrenunciável de oferecer uma modalidade de iniciação cristã, que além de marcar o que, dê também elementos para o quem, o como e o onde se realiza, dessa forma, assumiremos o desafio de uma nova evangelização, à qual temos sido reiteradamente convocados (Dap, 287).

7 Estão cada vez mais chegando a conclusão que O PROCESSO INICIÁTICO é uma necessidade religiosa e antropológica Daí a importância dos ritos, símbolos, celebrações na realidade humana Fenômeno histórico da secularização e descristianização... medíocre pragmatismo (Ratzinger)

8 O Doc. de Aparecida nos exorta É um desafio que devemos encarar com decisão, com coragem e criatividade, visto que em muitas partes a iniciação cristã tem sido pobre e fragmentada (DAp 287). COMEÇARAM A SE QUESTIONAR...

9 E Se Perguntaram: 1.Em nossa realidade, quais costumam ser os motivos que as pessoas têm para se aproximar ou se afastar da Igreja? 2. Como seria para nós, vivenciar uma comunidade atraente, de testemunho convincente? 3. Nós conhecemos pessoas batizadas que não se sentem Igreja? Porque será que isso acontece?

10 PARTINDO DESTES QUESTIONAMENTOS RESOLVERAM DAR UM PASSO... Várias destas paróquias estão sentindo dificuldades na Implantação do Processo de Iniciação, porque sabem que não é missão só da catequese: é trabalho de toda a comunidade, é trabalho de toda a comunidade, principalmente da dimensão litúrgica principalmente da dimensão litúrgica e dos ministros ordenados! e dos ministros ordenados! urgente união entre Liturgia e Catequese! urgente união entre Liturgia e Catequese!

11 QUE PROJETO TEMOS PARA UM FUTURO PRÓXIMO... Precisamos aos pouco ir implantando em nossas paróquias esta nova realidade de preparação sacramental. O PROCESSO DE INICIAÇÃO CRISTÃ COM INSPIRAÇÃO CATECUMENAL

12 todo o modelo tradicional de iniciação cristã dar um caráter mais catecumenal Não conseguindo renovar todo o modelo tradicional de iniciação cristã, será possível, aos poucos, dar um caráter mais catecumenal à catequese, para formar discípulos missionários. QUEREMOS INVESTIR DE FORMA MAIS CONCRETA NAS AÇÕES...

13 Preocupação primeira: não sacramentalizar, mas percorrer um itinerário adequado de vivência da fé cristã; Não se faz um processo de Iniciação sem priorizar a pessoa do iniciando. Cuidar da qualidade da atenção às pessoas e das relações humanas: acolhida, fraternidade, solidariedade.. comunidade jeito de casa acolhedora Com relação à comunidade: seu modo de viver e de se relacionar, deve ter um jeito de casa acolhedora, tornando-se cativante e atraente.

14 a)Os Introdutores/as: função nova, tarefa específica e indispensável – Primeiro Anúncio: tarefa missionária. Preparar os agentes para esta missão b)Os Padrinhos e madrinhas: precisamos superar critérios de amizade e compadrio; precisam conhecer o candidato e testemunhar sobre ele. Momento de formação paroquial para os possíveis candidatos c)As famílias no processo da Iniciação: primeiros e principais educadores na fé; integram o processo de catequese com adultos; considerações sobre as dificuldades com relação à vida de fé das famílias; insistir na colaboração da Pastoral Familiar num trabalho de parceria. PRECISAMOS OBSERVAR COM MAIOR PRECISÃO

15 d) Quanto aos catequistas: sua ação se dá sobretudo no 2º tempo (Catecumenato propriamente dito): - sejam apresentados à comunidade. O texto repete orientações e critérios do DNC. - sejam apresentados à comunidade. O texto repete orientações e critérios do DNC. - insistir em sua formação no estilo catecumenal: - insistir em sua formação no estilo catecumenal: - formar não só o pedagogo, mas sobretudo o mistagogo. - formar não só o pedagogo, mas sobretudo o mistagogo. - observar os critérios para ser catequista - observar os critérios para ser catequista

16 e) Acreditamos que é importante organizar uma Comissão de Coordenação da Iniciação à Vida Cristã da Iniciação à Vida Cristã, Batismo, Crisma e Eucaristia, Essa equipe é fundamental para o bom desenvolvimento do processo da Iniciação e) Acreditamos que é importante organizar uma Comissão de Coordenação da Iniciação à Vida Cristã da Iniciação à Vida Cristã, Batismo, Crisma e Eucaristia, Essa equipe é fundamental para o bom desenvolvimento do processo da Iniciação

17 f) A comunidade paroquial precisa também ser preparada: A f) A comunidade paroquial precisa também ser preparada: A importância do testemunho comunitário. Diante do frágil compromisso de parte de católicos com o testemunho e a missão, urge um processo iniciático de conversão que dinamize catequizandos e catecúmenos na vivência da fé.

18 E por último Os Ministros ordenados Presbíteros e diáconos Deles depende muito o êxito do processo iniciático; Preparação constante para poderem orientar, acompanhar e animar o processo iniciático; Zelar pela formação dos responsáveis pelos quatro tempos da Iniciação; E garantir a celebração e ritos das três etapas.

19 alegria do discípulo mundo atemorizado Conhecer a Jesusmelhor presente qualquer pessoa pode receberfoi o melhor que ocorreu em nossas vidasfazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegriaA alegria do discípulo é antídoto frente a um mundo atemorizado pelo futuro e oprimido pela violência e pelo ódio. [...] Conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer pessoa pode receber; tê-lo encontrado foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossa palavra e obras é nossa alegria (DAp 29) A nós basta acreditarmos e investirmos... Relembramos com firmeza


Carregar ppt "PROCESSO CATECUMENAL COMO ESTÁ A NOSSA CAMINHADA? Propomos que processo catequético de formação adotado pela Igreja para Iniciação Cristã seja assumida."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google