A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Abordagem Estruturalista da Administração : Modelo Burocrático de Organização Cristina da Silva de Camargo Rodrigo de Paula Ferreira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Abordagem Estruturalista da Administração : Modelo Burocrático de Organização Cristina da Silva de Camargo Rodrigo de Paula Ferreira."— Transcrição da apresentação:

1 Abordagem Estruturalista da Administração : Modelo Burocrático de Organização Cristina da Silva de Camargo Rodrigo de Paula Ferreira

2 Objetivos: Identificar as origens da Teoria da Burocracia na teoria administrativa; Mostrar as características do modelo burocrático proposto por Weber; Identificar e definir as disfunções da burocracia; Analisar como a burocracia interage no meio externo; Descrever os diferentes graus de burocratização;

3 Max Weber Weber garantiu um lugar cativo na história da gestão devido à sua Teoria da Burocracia, que assenta nos princípios da hierarquia e da autoridade de comando como a forma de organização estrutural ideal para todas as empresas, caracterizado por regras rígidas e por sistemas de controle e hierarquias.

4 Max Weber Atualmente considera-se que o Modelo Burocrático estudado por Weber não tem vida própria. Contudo, parece que ele veio para ficar em muitas organizações que desprezaram a inspiração, em nome da eficiência, subjugando os indivíduos às regras de uma máquina burocrática.

5 Max Weber Nasceu em 1864 e faleceu em 1920, Max Weber foi um sociólogo alemão e economista político que começou a sua carreira como advogado e tornou-se mais tarde professor de Economia nas Universidades de Freiburg, Heidelberg e Munique.

6 Teoria da Burocracia Origens da Teoria: A Teoria da Burocracia desenvolveu-se dentro da Administração ao redor dos anos 40, em função principalmente dos seguintes aspectos: a)A fragilidade e parcialidade tanto da Teoria Clássica como da Teoria das Relações Humanas; b) Tornou-se necessário um modelo de organização racional capaz de caracterizar todas as variáveis envolvidas;

7 Teoria da Burocracia Origens da Teoria: c) O crescente tamanho e complexidade das empresas passou a exigir modelos organizacionais mais bem definidos d) O ressurgimento da Sociologia da Burocracia, a partir da descoberta dos trabalhos de Max Weber, o seu criador. Segundo essa teoria, um homem pode ser pago para agir e se comportar de certa maneira preestabelecida, a qual lhe deve ser explicada com exatidão, muito minuciosamente e em hipótese alguma permitindo que suas emoções interfiram no seu desempenho.

8 O que é a Burocracia? A burocracia é uma forma de organização humana e que se baseia na racionalidade, isto é, na adequação dos meios aos objetivos fins pretendidos, a fim de garantir a máxima eficiência possível. Em sua obra, Max Weber não considerou a burocracia como um sistema social, mas como um tipo de poder, para melhor entender a burocracia, Weber estudou os tipos de sociedade e os tipos de autoridade.

9 Tipos de Sociedade - Sociedade Tradicional: onde predomina características patriarcais e patrimoniais, como a família. - Sociedade Carismática: onde predomina características místicas, arbitrárias, como partidos políticos. - Sociedade Burocrática: onde predomina normas impessoais e a racionalidade, como nas empresas.

10 Tipos de Sociedade CaracterísticasExemplos Tradicional Patriarcal ou Patrimonialista Clã, Tribo, família CarismáticaPersonalistaArbitráriaRevolucionária Grupos Revolucionários Partidos Políticos Legal ou Burocrática Racionalidade dos meios e dos objetivos Estados Modernos, Grandes Empresas

11 Tipos de Autoridade - Autoridade Tradicional: quando os subordinados aceitam as ordens dos superiores como justificadas. - Autoridade Carismática: onde os subordinados aceitam as ordens do superior devido a sua liderança. - Autoridade Burocrática: onde os subordinados aceitam as ordens porque concordam com as normas.

12 Tipos de Autoridade CaracterísticasLegitimação Aparato ADM TRADICIONAL Não é racional Poder é herdado ou delegado. Baseado no senhor TradiçõesHábitos Usos e costume Forma patrimonial eFormaFeudal CARISMÁTICA Não é racional, nem herdada. Baseada no carisma Característica s pessoais (Magia, Heroísmo) InconstanteeInstável Legal,RacionalOuBurocráticaRacional,ImpessoalMeritocrática Justiça da Lei. Regulamento previamente definidos Burocracia

13 Características da Burocracia Segundo Weber: Caráter Legal das Normas e Regulamentos Caráter Formal das Comunicações Caráter Racional e Divisão do Trabalho -Impessoalidade nas Relações -Hierarquia de Autoridade Rotinas e Procedimentos Estandardizados Competência Técnica e Meritocracia Especialização da Administração que é Separada da Propriedade -Profissionalização dos Participantes -Completa Previsibilidade do Funcionamento

14 1.CARÁTER LEGAL DAS NORMAS E REGULAMENTOS A burocracia é uma organização ligada por normas e regulamentos previamente estabelecidos por escrito. Em outros termos, é uma organização baseada em uma espécie de legislação própria (como a Constituição para o Estado, os estatutos para a empresa privada etc.) que define antecipadamente como a organização burocrática deverá funcionar.

15 2. CARÁTER FORMAL DAS COMUNICAÇÕES A burocracia é uma organização ligada por comunicações escritas. As regras, decisões e ações administrativas são formuladas e registradas por escrito. Daí o caráter formal da burocracia: todas as ações e procedimentos são feitos para proporcionar comprovação e documentação adequadas.

16 3.CARÁTER RACIONAL E DIVISÃO DO TRABALHO A burocracia é uma organização que se caracteriza por uma sistemática divisão do trabalho. Essa divisão do trabalho atende a uma racionalidade, isto é, ela é adequada aos objetivos a serem atingidos: a eficiência da organização. Daí o aspecto racional da burocracia. Há uma divisão sistemática do trabalho, do direito e do poder, estabelecendo as atribuições de cada participante, os meios de obrigatoriedade e as condições necessárias.

17 4. IMPESSOALIDADE NAS RELAÇÕES Essa distribuição de atividades é feita impessoalmente, ou seja, é feita em termos de cargos e funções e não de pessoas envolvidas. Daí o caráter impessoal da burocracia. A administração da burocracia é realizada sem considerar as pessoas como pessoas, mas como ocupantes de cargos e de funções. O poder de cada pessoa é impessoal e deriva do cargo que ocupa.

18 5. HIERARQUIA DA AUTORIDADE A burocracia é uma organização que estabelece os cargos segundo o princípio da hierarquia. Cada cargo inferior deve estar sob o controle e supervisão de um posto superior. Nenhum cargo fica sem controle ou supervisão. Daí a necessidade da hierarquia da autoridade para fixar as chefias nos diversos escalões de autoridade. Esses escalões proporcionarão a estrutura hierárquica da organização.

19 6. ROTINAS E PROCEDIMENTOS ESTANDARDIZADOS A burocracia é uma organização que fixa as regras e normas técnicas para o desempenho de cada cargo. O ocupante de um cargo - o funcionário - não pode fazer o que quiser, mas o que a burocracia impõe que ele faça. As regras e normas técnicas regulam a conduta do ocupante de cada cargo, cujas atividades devem ser executados de acordo com as rotinas e procedimentos fixados pelas regras e normas técnicas.

20 7. COMPETÊNCIA TÉCNICA E MERITOCRACIA A burocracia é uma organização na qual a escolha das pessoas é baseada no mérito e na competência técnica e não em preferências pessoais. A admissão, a transferência e a promoção dos funcionários são baseadas em critérios, válidos para toda a organização, de avaliação e de classificação, e não em critérios particulares e arbitrários.

21 8. ESPECIALIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO A burocracia é uma organização que se baseia na separação entre a propriedade e a administração. Os membros do corpo administrativos devem estar completamente separados da propriedade dos meios de produção. Em outros termos, os administradores da burocracia não são os seus donos ou proprietários.

22 9. PROFISSIONALIZAÇÃO DOS PARTICIPANTES A burocracia é uma organização que se caracteriza pela profissionalização dos seus participantes. Cada funcionário da burocracia é um profissional, pelas seguintes razões: a) É um especialista; b) É assalariado; c) É ocupante de cargo;

23 9. PROFISSIONALIZAÇÃO DOS PARTICIPANTES d) É nomeado por superior hierárquico; e) Seu mandato é por tempo indeterminado; f) Segue carreira dentro da organização; g) Não possui a propriedade dos meios de produção e administração; h) É fiel ao cargo e identifica-se com os objetivos da empresa; i)O administrador profissional tende a controlar cada vez mais completamente as burocracias.

24 10. COMPLETA PREVISIBILIDADE DO FUNCIONAMENTO A conseqüência desejada da burocracia é a previsibilidade do comportamento dos seus membros. No modelo de Weber, todos os funcionários se comportam de acordo com as normas e regulamentos da organização, a fim de que esta atinja a máxima eficiência possível. Tudo na burocracia é estabelecido no sentido de prever antecipadamente todas as ocorrências e rotinizar sua execução, para que a máxima eficiência do sistema seja plenamente alcançada.

25 A burocracia é baseada em: -Caráter legal das normas; -Caráter formal das comunicações; -Divisão do trabalho; -Impessoalidade no relacionamento; -Hierarquização da autoridade; -Rotinas e procedimentos; -Competência técnica e meritocracia; -Especialização da Administração; -Profissionalização; -Previsibilidade do funcionamento. Conseqüências Previstas: Previsibilidade do comportamento humano. Padronização do desempenho dos participantes. Objetivo Máxima eficiência da organização.

26 Vantagens da Burocracia: - Racionalidade em relação ao alcance dos objetivos. - Precisão na definição do cargo e na operação. - Rapidez nas decisões, pois cada um conhece o que deve ser feito. - Univocidade de interpretação garantida. - Uniformidade de rotinas e procedimentos que favorece a padronização - Subordinação dos mais novos aos mais antigos - Confiabilidade, pois o negócio é conduzido de acordo com as regras conhecidas.

27 Características da Burocracia -Caráter legal das normas; -Caráter formal das comunicações; -Divisão do trabalho; -Impessoalidade no relacionamento; -Hierarquização da autoridade; -Rotinas e procedimentos; -Competência técnica e meritocracia; -Especialização da Administração; -Profissionalização; -Previsibilidade do funcionamento Presibilidade do funcionamento Disfunções da Burocracia -Internalização das Normas; -Excesso de formalismo e papelório; -Resistência as mudanças; -Despersonalização do relacionamento; -Categorização das decisões; -Superconformidade; -Exibição de sinais de autoridade; -Dificuldades com os clientes. Impresibilidade do funcionamento

28 Sistema Social Racional Exigência de controle Conseqüências previstas Previsibilidade do comportamento Maior eficiência Conseqüências imprevistas Disfunções da Burocracia Ineficiência Modelo Burocrático de Weber

29 Críticas à Teoria da Burocracia A burocracia representa uma maneira racional de organizar pessoas e atividades no intuito de alcançar objetivos específicos.Assim temos: *O excessivo racionalismo da burocracia *Mecanismo e limitações da Teoria da Maquina *Conservantismo da Burocracia *Abordagem do sistema fechado *Abordagem descritiva e explicativa *Posição do modelo burocrático dentro da Teoria das Organizações

30 Bibliografia Chiavenato, I. – Introdução a Teoria da Administração – 6ª Ed. – Rio Janeiro: Campus, 2000

31 Obrigado, Boa Noite!


Carregar ppt "Abordagem Estruturalista da Administração : Modelo Burocrático de Organização Cristina da Silva de Camargo Rodrigo de Paula Ferreira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google