A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 1 2 3 4 A filha de Jairo O cego de nascença.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 1 2 3 4 A filha de Jairo O cego de nascença."— Transcrição da apresentação:

1

2 1 1

3 2

4 3

5 4 A filha de Jairo O cego de nascença

6 5 A mulher hemorroissa A cura de um leproso

7 6 O paralítico de Cafarnaum O homem da mão ressequida A sogra de Pedro

8 7 O endemoninhado ganareno A mulher cananeia

9 8 O tanque de Siloé Os dez leprosos O centurião de Cafarnaum

10 9

11 10 Jesus acalma a tempestade A pesca maravilhosa Multiplicação de pães e peixes

12 11 Jesus anda sobre as águas Transforma água em vinho

13 12 Transfiguração Ressurreição de Lázaro Jesus prediz a traição de Judas

14 13 A sepultura vazia

15 14 Estrada de Emaus Aos discípulos

16 15 Jesus aparece para Maria Madalena Tomé, o incrédulo

17 16

18 17

19 18 O primeiro deles – e o mais importante – é o Sermão da Montanha, também chamado O Sermão das Bem- Aventuranças. (Mateus 5-7, Marcos 5 e Lucas 6) O segundo é o Sermão Profético. Proferido no Monte das Oliveiras, podemos perceber, ainda que de forma velada, a amargura do Cristo com a incompreensão dos homens, diante das mensagens de Vida que Ele veio trazer (Mateus 24, Marcos 13 e Lucas ) O terceiro é denominado Sermão do Cenáculo, O Sermão do Cenáculo ficou assim designado por ter sido proferido no recinto onde Jesus fez a chamada última ceia, antes de sua prisão. (João )Cenáculo E o último representa uma reprimenda e severa admoestação aos escribas e fariseus: é o Sermão dos Oito Ais. (Mateus 23)

20 19

21 20 Acautelai-vos; ninguém vos engane; muitos virão em meu nome, dizendo: Sou eu; e a muitos enganarão. Quando, porém, ouvirdes falar em guerras e rumores de guerras, não vos perturbeis; forçoso é que assim aconteça: mas ainda não é o fim. Pois se levantará nação contra nação, e reino contra reino; e haverá terremotos em diversos lugares, e haverá fomes. Isso será o princípio das dores. (Marcos,13: 6 a 8)

22 21 E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre. a saber, o Espírito de verdade, o qual o mundo não pode receber; porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque ele habita convosco, e estará em vós. Espírito de verdade Não vos deixarei órfãos; voltarei a vós. (João, 16: 16 a 18)

23 22 Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque devorais as casas das viúvas e sob pretexto fazeis longas orações; por isso recebereis maior condenação. Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito (seguidor); e, depois de o terdes feito, o tornais duas vezes mais filho do inferno do que vós. Ai de vós, guias cegos! que dizeis: Quem jurar pelo ouro do santuário, esse fica obrigado ao que jurou. (Mateus,23: 13 a 16)

24 23

25 24 Jesus, inteligente e intuitivo, percebeu ser a parábola o mais perfeito veículo para ensinar sua doutrina aos homens de sua época e também sintetizá-la de modo a servir para a humanidade futura a parábola é o meio apropriado para os fins da comparação certas tribos da Judéia entendiam-se através do emprego de parábolas

26 25 com freqüência Jesus recorria aos fenômenos da natureza, comparando-os com os acontecimentos da vida humana, tornando, assim, compreensíveis os seus ensinamentos através de parábolas, Jesus fazia resumidas narrativas e oferecia admiráveis lições de moral superior, inteligíveis em qualquer época e em qualquer latitude da vida humana

27 26 Porque a v ó s vos é dado saber os mist é rios do Reino dos C é us, mas a eles não lhes é concedido. Porque ao que tem, se lhe dar á e ter á em abundância, mas ao que não tem, at é o que tem lhe ser á tirado. Por isso é que vos falo em par á bolas; porque eles vendo, não vêem, e ouvindo não ouvem, nem entendem. De sorte que neles se cumpre a profecia de Isa í as, que diz: V ó s ouvireis com os ouvidos, e não entendereis; e vereis com os olhos, e não vereis. Porque o cora ç ão deste povo se fez pesado, e os seus ouvidos se fizeram tardos, e eles fecharam os seus olhos; para não suceder que vejam com os olhos e ou ç am com os ouvidos, e entendam no cora ç ão, e se convertam, e eu os sare. (Mateus 13:10-15 )

28 27 a diminuta semente de mostarda serve para explicar a fé; o talento enterrado adverte quanto a responsabilidade do homem o joio e o trigo simbolizam a divisão profética dos bons e dos pecadores

29 28 Parábola do semeador Parábola do trigo e do joio Parábola do grão de mostarda e do fermento Parábola do tesouro escondido, da pérola, da rede Parábola do filho pródigo Parábola dos lavradores maus Parábola das bodas Parábola dos dez talentos Parábola da candeia Parábola do rico insensato Parábola do servo vigilante Parábola da figueira estéril Parábola da grande ceia Parábola da ovelha e da dracma perdidas Parábola do mordomo infiel Parábola do rico e Lázaro Parábola das dez virgens Parábola do juiz iníquo

30 29 Jesus fascinava as multidões com suas pregações formosas e fluentes não usava de quaisquer artificialismos para ressaltar sua oratória a essência espiritual de suas palavras provocava uma alegria suave e consoladora jamais sacrificava o conteúdo singelo de suas lições para ressaltar-se como orador sem as minúcias que exaurem o ouvinte, num punhado de vocábulos familiares, expunha o esquema de uma virtude ou a revelação de um estado de espírito angélico. Jesus falava com naturalidade, como se estivesse no seio acolhedor de um lar amigo sua voz doce e comunicativa extasiava os ouvintes, penetrava- lhes na alma

31 30

32 31 FRASES IMPERATIVAS Menina, levanta-te! Amai os vossos inimigos, fazei o bem ao que vos odeia e orai pelos que vos perseguem e caluniam. ADVERTÊNCIAS E se teu olho te serve de escândalo, lan ç a-o fora de ti.... porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado. FRASES PROFÉTICAS Porque em verdade vos digo que o céu e a terra não passarão até que se cumpra tudo quanto está na lei, até o último jota e o último ponto. MORAL ESTRANHA O que ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim. FRASES CONSOLADORAS Vinde a mim todos vós que andais em sofrimento e vos achais carregados, eu vos aliviarei.

33 32 DEFININDO A MISSÃO Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que tinha perecido. JESUS ENSINANDO Quando deres algum banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos e serás bem-aventurado porque esses não têm com que te retribuir. JESUS ESTABELECE CONDIÇÕES Se me amais, guardai os meus mandamentos. Se alguém me quiser seguir, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz e siga-me. JESUS ORANDO Graças dou a ti, Pai, Senhor do Céu e da Terra, porque escondeste estas coisas aos sábios e as revelaste aos simples e pequeninos. E agora glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive junto de Ti, antes que houvesse o mundo.

34 33

35 34 FRASES CONSOLADORAS: Bem-aventurados os pobres de espírito porque deles é o reino dos céus; Bem-aventurados os que choram porque serão consolados; Bem-aventurados os mansos porque eles herdarão a terra; Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos; Bem-aventurados os pacificadores porque eles serão chamados filhos de Deus; Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia; Bem-aventurados os limpos de coração porque eles verão a Deus Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Não vos inquieteis pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo.

36 35 FRASES IMPERATIVAS: Assim, resplandeça vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. Mas quando tu deres esmola não saiba a tua mão esquerda o que faz a tua direita Não ajunteis tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem tudo consomem e onde os ladrões minam e roubam. Mas ajuntai tesouros no céu onde nem a traça, nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Não julgueis para que não sejais julgados. Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão. Não andeis cuidadosos quanto a vossa vida,, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo pelo que haveis de vestir. Olhai para as aves do céu... Olhai para os lírios do campo...

37 36 ADVERTÊNCIAS: Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não pode se esconder uma cidade edificada sobre um monte. Qualquer, pois, que violar um destes mais pequenos mandamentos, e assim ensinar aos homens será chamado o menor no reino dos céus. ENSINAMENTOS: Mas tu quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em oculto; e teu Pai que vê secretamente te recompensará. E orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos.

38 37 Portanto,v ó s orareis assim: Pai nosso que est á s nos c é us, santificado seja o teu nome Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no c é u; O pão nosso de cada dia nos d á hoje; E perdoa-nos as nossas d í vidas assim como n ó s perdoamos aos nossos devedores E não nos induzas à tenta ç ão;mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a gl ó ria para sempre. Am é m. (Mateus 6: 9-13)

39 38 Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o vosso nome Venha a nós o vosso Reino, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu; O pão nosso de cada dia dai- nos hoje; perdoai as nossas dívidas assim como nós perdoamos aos nossos devedores Não nos deixeis cair em tentação; mas livrai-nos do mal Assim seja!

40 39

41 40 E aconteceu que num daqueles dias que, estando ele ensinando o povo no Templo, e anunciando o evangelho, sobrevieram os principais dos sacerdotes e os escribas com os anciãos. E falaram-lhe, dizendo: Dize-nos, com que autoridade fazes estas coisas? Ou quem é que te deu esta autoridade?

42 41 E, respondendo ele, disse-lhes: Também eu vos farei uma pergunta; dizei-me pois: O batismo de João era do céu ou dos homens? E eles arrazoavam entre si, dizendo: Se dissermos: do céu ele nos dirá: Então, por que o não crestes? E se dissermos: Dos homens, todo o povo nos apedrejará, pois têm por certo que João era profeta. E responderam que não sabiam donde era.

43 42 E Jesus lhes disse: Tampouco vos direi com que autoridade faço isto.

44 43 Que buscais? (J, 1:38) Se vos tenho falado de coisas terrenas e não me credes, como crereis se vos falar das celestiais? (J,3:12) Como pode Satanás expulsar Satanás? (Mc, 3:23) Pois se nem ainda podeis fazer as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras? (Lc,12:26) E o que tens ajuntado, para quem será? (Lc,12:20) E se saudardes unicamente aos vossos irmãos, que fazeis de mais? (Mt,5:47) E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão e não vês a trave que está no teu olho? (Mt,7:3)

45 44 Não te maravilhes de ter dito: Necessário vos é nascer de novo. És Mestre em Israel e não sabes isso? (J,3:10) E por que me chamais Senhor, Senhor, se não fazeis o que eu digo? (L,6:46) Simão, filho de Jonas, amas-me? (J,21:17) Onde está a vossa fé? (Lc,8:25) Queres ficar são? (J,5:6) Mulher, onde estão os teus acusadores? Ninguém te condenou? (J,8:10) Não está escrito na vossa lei: Eu disse: Sois deuses? (J,10:34) – referência ao profeta Asafe (Salmos, 82:6)

46 45

47 46 Mateus:20, 32

48 47 A poesia suave de Jesus Autor: Luiz Gonzaga Pinheiro

49 48 O evangelho de Jesus é um poema à simplicidade. Não requer explicações metafísicas nem elasticidade filosófica para entendê-lo.

50 49 Olhai as aves do céu; não semeiam nem ceifam, mas nosso pai celestial as alimenta. = É a lição do desprendimento =

51 50 Aquele que põe a mão no arado e olha para trás não está apto ao reino de Deus. = É a lição da perseverança =

52 51 Aquele que estiver sem pecado que atire a primeira pedra. = É a lição da auto-análise =

53 52 Quando fordes convidados para um banquete senta no último lugar. = É a lição da humildade =

54 53 Aquele que quer ser o maior que seja o que mais serve. = É a lição da caridade =

55 54 Vinde a mim todos vós que estás aflitos e sobrecarregados e eu vos aliviarei. = É a lição do acolhimento =

56 55 Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração. = É a lição da delicadeza =

57 56 Reconcilia-te com o teu inimigo enquanto estás a caminho com ele. = É a lição da paz =

58 57 Saiu o semeador a semear sua semente. = É a lição do trabalho =

59 58 Para entrar no reino do céu é necessário nascer de novo. = É a lição da volta =

60 59 O filho do homem veio para servir e não para ser servido. = É a lição da nobreza =

61 60 Seja o vosso falar sim,sim e não, não. = É a lição da firmeza =

62 61 Tratai a todos como gostarias de ser tratado. = É a lição da justiça =

63 62 Vai e não peques mais! = É a lição da resistência =

64 63 Lázaro, levanta-te e anda! = É a lição da fé =

65 64 Procure Jesus nas coisas simples; na lágrima, no afago, na alegria pura, no trabalho honesto, no gesto fraterno, no poema à vida, enfim, em tudo que eleva e ilumina. Por isso é tão dificil para a ciência e para a filosofia encontrá-lo.

66 65 A poesia suave de Jesus Autor: Luiz Gonzaga Pinheiro


Carregar ppt "1 1 2 3 4 A filha de Jairo O cego de nascença."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google