A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Plano Setorial de Qualificação Profissional da Economia Solidária – Apicultura 2008 -2010.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Plano Setorial de Qualificação Profissional da Economia Solidária – Apicultura 2008 -2010."— Transcrição da apresentação:

1

2 Plano Setorial de Qualificação Profissional da Economia Solidária – Apicultura

3 Intercâmbio entre cursos do PlanSeQ – Macau/RN

4 Público qualificado 600 Trabalhadores/as nas ações de qualificação. 360 Trabalhadores/as nas atividades complementares

5 Curso sobre Agroecologia em Afonso Bezerra/RN

6 Distribuição Geográfica das Ações EstadoMunicípiosAções RN912 (Cursos, Oficinas, Seminários, Formação de Formadores) PE23 (Cursos) PB59 (Cursos, Oficinas, Seminário) CE44 (Cursos) BA38 (Cursos, Oficinas, Seminários) MA35 (Cursos, Oficina) PI12 (Curso e Oficina) RJ11 (Curso)

7 Tempo Comunidade do Curso em São Paulo do Potengi/RN

8 Categorias de trabalhadores Agricultores familiares, assentados e/ou em processo de assentamento, desempregado rurais e sem ocupação/economia solidária.

9 Curso em São Paulo do Potengi/RN

10 Objetivos Estruturar as ações educativas da Rede Abelha, através formação profissional de trabalhadores/as,utilizando como metodologia a educação popular nas temáticas da: Economia Solidária, Comércio Justo, Agroecologia, Fitoterapia, Planejamento, Comercialização, Criação de Abelhas e Produtos Apícolas.

11 Eventos Planseq

12 Metas de Qualificação META 1 - Realizar 13 Cursos sobre Planejamento, Gestão e Comercialização da Produção Apícola – 200h META 2 - Realizar 17 Cursos sobre Agroecologia, Fitoterapia, Criação de Abelhas e Produtos Apícolas - 200h META 3 - Realizar 6 Oficinas Locais – 24h META 4 - Realizar 4 Seminários Estaduais – 24h META 5 - Realizar 2 Seminários Regionais Interredes – 32h META 6 - Realizar 2 Oficinas Nacionais de Formação de Formadores – 32h

13 Materiais didáticos do Planseq Ecosol

14 Metodologia A Pedagogia da Alternância que articula prática e teoria numa práxis e realiza-se em tempos e espaços que se alternam entre escola e propriedade, comunidade, assentamento, acampamento ou movimento social ao qual o educando está vinculado.

15 Exposição de materiais produzidos durante o Curso de Lagoa de Pedras/RN

16 A Pedagogia da Alternância como metodologia, consiste na articulação entre Tempo-Escola (TE) e Tempo-Comunidade (TC); No TE, os educandos aprendem as teorias e fazem reflexões acerca da realidade em que estão inseridos; No TC, os educandos retornam às suas comunidades ou aos assentamentos para colocarem em prática, a partir dos problemas anteriormente levantados no TE; No TC o educador também está presente; Podemos dizer que a Pedagogia da Alternância articula dialeticamente ensino formal e trabalho produtivo.

17 GT de Avaliação PlanSeQ

18 Características da Pedagogia da Alternância A Pedagogia da Alternância como metodologia, consiste na articulação entre Tempo-Escola (TE) e Tempo-Comunidade (TC); No TE, os educandos aprendem as teorias e fazem reflexões acerca da realidade em que estão inseridos; No TC, os educandos retornam às suas comunidades ou aos assentamentos para colocarem em prática, a partir dos problemas anteriormente levantados no TE; No TC o educador também está presente; Podemos dizer que a Pedagogia da Alternância articula dialeticamente ensino formal e trabalho produtivo.

19 GT de avaliação do curso em Macau/RN

20 Economia solidária; Comercio justo; Agroecologia; Educação em rede; Políticas públicas de formação; Estrutura do FBES; Auto gestão Conjuntura política; Rede Abelha ; Contexto da apicultura no Brasil; Sistematização e das ações; PlanSeQ: uma conquista das Redes de Economia Solidária; Planejamento e Gestão da produção apícola. Conteúdo Programático - Geral

21 Construção de mapa floral em São Paulo do Potengi/RN

22 Materiais didáticos utilizados: Cartilha aprendendo com as abelhas; Caderno de Exercício aprendendo com as abelhas; Cartilha as abelhas nativas; Cartilha sobre agroecologia e fitoterapia; Cartilha fazendo economia solidária em sua comunidade.

23 Integrante do FPES divulgando eventos de ecosol durante evento do PlanSeQ

24 Entidades Parceiras Secretaria Nacional de Economia Solidária – SENAES – DF Secretaria Municipal de Economia Solidária de Teresópolis – RJ Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Aparecida – PB Associação dos Apicultores do Alto Sertão Paraibano – ASPA Associação Agroecologica Tijupá – MA Grupo Apoio e Resistência Rural e Ambiental - GARRA – BA Rede de Mulheres de Remanso – BA Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais - SASOP

25 Curso em Mirandiba/PE

26 Resultados Parciais Trabalhadores/as Formados Diretamente: 580 Trabalhadores/as Formados Indiretamente: 340

27 Educandos alveolando cera em atividade não-presencial (TC)

28 Resultados Parciais Meta 1: Foram realizados 12 Cursos Sobre Planejamento, Gestão e Comercialização da Produção Apícola Meta 2: Foram realizados 17 Cursos Sobre Agroecologia, Fitoterapia e Criação de Abelhas Meta 3: Foram realizadas 4 Oficinas Locais Meta 4: Foram realizados 4 Seminários Estaduais Meta 5: Foi realizado 2 Seminário Regional Interredes Meta 6: Foi realizada 2 Oficina Nacional de Formação de Formadores

29 Curso Serra Talhada/PE

30 Pontos Fracos Operacionalização dos instrumentais SIGAE e SICONV; Morosidade no processo de comunicação com a SPPE/MTE; Distribuição geográfica das ações; Necessidade de remanejar ações; Falta de clareza dos códigos de despesas.

31 Tempo não-presencial – Serra Talhada/PE

32 Pontos fortes Número significativo de trabalhadores qualificados; Surgimentos de iniciativas produtivas; Inserção desses trabalhadores em outra políticas públicas; inserção de novos atores no processo; Parcerias ong; str,s; associações; Durabilidade do processo de formação se torna enriquecedor; Processo de formação a partir da realidade dos grupos beneficiários; Possibilitou uma maior compreensão das especificidades do semiárido; Material didático oferecido pelo Grupo colméias.

33 Curso de Serra Talhada/PE

34 Desafios pós PlanSeQ Potencializar as demandas oriundas das ações de qualificação; Inserir os trabalhadores qualificados em atividades produtivas sustentáveis; Acessar políticas públicas de produção e comercialização; Inserir os trabalhadores/as nas políticas públicas de elevação da escolaridade;

35 GT de avaliação do PlanSeQ

36 Desafios pós PlanSeQ Divulgação dos Produtos da economia solidária, agroecologia e do comércio justo; Fomentar a organização de grupos produtivos de mulheres; Sistematizar as ações do grupo colméias; Desenvolver pesquisas em economia solidária;

37 Obrigada pela atenção! Grupo Colméias de Projetos, Assessorias e Serviços PlanSeQ EcoSol o.com.br


Carregar ppt "Plano Setorial de Qualificação Profissional da Economia Solidária – Apicultura 2008 -2010."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google