A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Recursos Financeiros; Recursos Financeiros; Funções do Administrador Financeiro; Funções.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Recursos Financeiros; Recursos Financeiros; Funções do Administrador Financeiro; Funções."— Transcrição da apresentação:

1 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Recursos Financeiros; Recursos Financeiros; Funções do Administrador Financeiro; Funções do Administrador Financeiro; Índices de Liquidez; Índices de Liquidez; Áreas de Oportunidade em Finanças; Áreas de Oportunidade em Finanças; Formas Básicas de Organização Empresarial; Formas Básicas de Organização Empresarial; Função da Administração Financeira; Função da Administração Financeira; Regime de Caixa e de Competência; Regime de Caixa e de Competência; Atividades do Administrador Financeiro; Atividades do Administrador Financeiro; Mercado Financeiro; Mercado Financeiro; Clientes Internos e Externos da Administração Financeira. Clientes Internos e Externos da Administração Financeira.

2 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Recursos Financeiros: Recursos Financeiros: Aporte de recursos que dão suporte para o desenvolvimento de todas as atividades da empresa;Aporte de recursos que dão suporte para o desenvolvimento de todas as atividades da empresa; Devem maximizar o retorno para os acionistas e sócios;Devem maximizar o retorno para os acionistas e sócios; Aumentar o valor de mercado da empresa;Aumentar o valor de mercado da empresa; Administrar os recursos financeiros, de modo que eles proporcionem o maior rendimento e retorno esperado, frente ao capital investido.Administrar os recursos financeiros, de modo que eles proporcionem o maior rendimento e retorno esperado, frente ao capital investido.

3 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Funções e Atividades chave do Administrador Financeiro: Funções e Atividades chave do Administrador Financeiro: Analise;Analise; Planejamento;Planejamento; Controle;Controle; Decisões de Investimento;Decisões de Investimento; Decisões de Financiamento;Decisões de Financiamento;

4 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Índices de Liquidez: Índices de Liquidez: Liquidez: capacidade que um investimento tem de ser transformado em dinheiro.Liquidez: capacidade que um investimento tem de ser transformado em dinheiro. O uso de índices financeiros permite que as partes interessadas possam fazer uma avaliação de vários aspectos do desempenho de uma empresa.O uso de índices financeiros permite que as partes interessadas possam fazer uma avaliação de vários aspectos do desempenho de uma empresa. Estes conjuntos de índices devem ser aplicados durante um período semelhante, para se obter comparações precisas.Estes conjuntos de índices devem ser aplicados durante um período semelhante, para se obter comparações precisas. Os índices de liquidez tem a finalidade de medir a capacidade de pagamento de uma empresa, ou seja, a capacidade de cumprir com suas obrigações assumidas.Os índices de liquidez tem a finalidade de medir a capacidade de pagamento de uma empresa, ou seja, a capacidade de cumprir com suas obrigações assumidas.

5 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Índices de Liquidez: Índices de Liquidez: Capital circulante liquido:Capital circulante liquido: CCL= Ativo circulante – Passivo circulante. CCL= Ativo circulante – Passivo circulante. As empresas devem manter um nível mínimo de CCL, para garantir o pagamento de suas obrigações. As empresas devem manter um nível mínimo de CCL, para garantir o pagamento de suas obrigações. Índice de liquidez corrente:Índice de liquidez corrente: Representa que para cada real de divida deve haver no mínimo o mesmo valor no ativo circulante para o pagamento. Representa que para cada real de divida deve haver no mínimo o mesmo valor no ativo circulante para o pagamento. ILC= ativo circulante / passivo circulante ILC= ativo circulante / passivo circulante Índice de Liquidez Seca:Índice de Liquidez Seca: ILS=Ativo circulante – estoques / passivo circulante ILS=Ativo circulante – estoques / passivo circulante Representa que para cada real que a empresa está devendo, ela deve ter no mínimo o mesmo valor sem necessidade de vender seus estoques. Representa que para cada real que a empresa está devendo, ela deve ter no mínimo o mesmo valor sem necessidade de vender seus estoques.

6 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Índices de Liquidez: Índices de Liquidez: Índice de Liquidez Total:Índice de Liquidez Total: ILT=ativo circulante + realizável a longo prazo / passivo circulante + exigível a longo prazo ILT=ativo circulante + realizável a longo prazo / passivo circulante + exigível a longo prazo Representa todos os realizáveis / por todas as obrigações. Representa todos os realizáveis / por todas as obrigações. Grau de Imobilização:Grau de Imobilização: GI=Ativo permanente / Patrimônio Liquido GI=Ativo permanente / Patrimônio Liquido Representa o quanto do dinheiro da empresa está imobilizado. Representa o quanto do dinheiro da empresa está imobilizado.

7 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Exemplo: Exemplo: Ativo:Passivo: Ativo Circulante Passivo Circulante Estoque Estoque RLG ELP Ativo Permanente Patrimônio Liquido Total:

8 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Áreas de Oportunidade: Áreas de Oportunidade: Oportunidades em serviços financeiros:Oportunidades em serviços financeiros: Oportunidades em Administração Financeira:Oportunidades em Administração Financeira: Formas básicas de Organização empresarial: Formas básicas de Organização empresarial: Firma individual: 75% das empresas;Firma individual: 75% das empresas; Sociedade: 10% das empresas;Sociedade: 10% das empresas; Sociedade Anônima: 15% das empresas e 80% dos lucros empresariais;Sociedade Anônima: 15% das empresas e 80% dos lucros empresariais;

9 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Mercado Financeiro: Mercado Financeiro: É constituído de empresas que operam em um ambiente econômico, onde existem empresas com recursos financeiros em excesso e outras com falta de recursos.É constituído de empresas que operam em um ambiente econômico, onde existem empresas com recursos financeiros em excesso e outras com falta de recursos. Agentes superavitários: pessoas, empresas, governos, etc. Com recursos financeiros excedentes; Agentes superavitários: pessoas, empresas, governos, etc. Com recursos financeiros excedentes; Agentes deficitários: pessoas, empresas, governos, etc. Com falta de recursos. Agentes deficitários: pessoas, empresas, governos, etc. Com falta de recursos. Esta atividade de intermediação reverte-se situação de risco, pois, existe certa probabilidade de os tomadores de recursos não pagarem pelos recursos emprestados, quanto maior o risco, maior a taxa de juros cobrada.Esta atividade de intermediação reverte-se situação de risco, pois, existe certa probabilidade de os tomadores de recursos não pagarem pelos recursos emprestados, quanto maior o risco, maior a taxa de juros cobrada.

10 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Mercado Financeiro: Mercado Financeiro: Autoridades Monetárias;Autoridades Monetárias; Instituições do sistema financeiro;Instituições do sistema financeiro; Clientes internos: Clientes internos:

11 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Clientes Externos: Clientes Externos:

12 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Função da Administração Financeira: Função da Administração Financeira: Uma visão Organizacional: Torna-se fundamental, tendo em vista que a maioria das decisões são medidas em termos financeiros, todas as áreas necessitam interagir com as finanças.Uma visão Organizacional: Torna-se fundamental, tendo em vista que a maioria das decisões são medidas em termos financeiros, todas as áreas necessitam interagir com as finanças. Relacionamento com a Economia: O principio econômico mais utilizado pela administração financeira é a analise marginal, que trabalha com os benefícios e os custos adicionais.Relacionamento com a Economia: O principio econômico mais utilizado pela administração financeira é a analise marginal, que trabalha com os benefícios e os custos adicionais. Relacionamento com a Contabilidade:Relacionamento com a Contabilidade: Ênfase no fluxo de caixa; Ênfase no fluxo de caixa; Tomada de decisão; Tomada de decisão;

13 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Regime de Caixa e de Competência: Regime de Caixa e de Competência: Regime de Caixa (Adm. Financeiro): Entrada e saída de dinheiro no caixa da Empresa.Regime de Caixa (Adm. Financeiro): Entrada e saída de dinheiro no caixa da Empresa. Regime de Competência (Contador): Movimentação de vendas e compras realizadas em um período determinado.Regime de Competência (Contador): Movimentação de vendas e compras realizadas em um período determinado. Ex: Uma empresa no final de seu exercício fiscal realizou um total de vendas no valor de R$ , sendo que durante o mesmo período ela comprou e pagou R$ em mercadorias para revenda, do valor vendido até o fechamento do exercício fiscal ela havia recebido R$ , qual o resultado do lucro no regime de competência e o saldo de caixa no regime de Caixa.Ex: Uma empresa no final de seu exercício fiscal realizou um total de vendas no valor de R$ , sendo que durante o mesmo período ela comprou e pagou R$ em mercadorias para revenda, do valor vendido até o fechamento do exercício fiscal ela havia recebido R$ , qual o resultado do lucro no regime de competência e o saldo de caixa no regime de Caixa.

14 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA RECAPITULANDO: Clientes Internos da Adm. Financeira: Clientes Internos da Adm. Financeira: Diretoria;Diretoria; Recursos Humanos;Recursos Humanos; Contabilidade e Auditoria;Contabilidade e Auditoria; Setor Administrativo Geral;Setor Administrativo Geral; Setor Jurídico;Setor Jurídico; Produção;Produção; Planejamento e Controle;Planejamento e Controle; Setor Comercial;Setor Comercial; Clientes Externos da Adm. Financeira: Clientes Externos da Adm. Financeira: Governos;Governos; Fornecedores;Fornecedores; Investidores;Investidores;

15 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA RECAPITULANDO: Clientes Externos da Adm. Financeira: Clientes;Clientes; Instituições Financeiras;Instituições Financeiras; Órgãos Reguladores e representativos;Órgãos Reguladores e representativos; Áreas de conhecimento do Adm. Financeiro: Áreas de conhecimento do Adm. Financeiro: Contabilidade;Contabilidade; Economia;Economia; Matemática Financeira;Matemática Financeira; Fontes de Informação para o Adm. Financeiro: Fontes de Informação para o Adm. Financeiro: Internas;Internas; Externas;Externas;

16 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA RECAPITULANDO: Demonstrações Financeiras e Contábeis: Demonstrações Financeiras e Contábeis: Regime de Competência;Regime de Competência; Regime de Caixa;Regime de Caixa; Dimânica Que imagem eu acho que tenho, e que imagem as pessoas tem de mim. Dimânica Que imagem eu acho que tenho, e que imagem as pessoas tem de mim. Quais características são importantes para mim;Quais características são importantes para mim; As pessoas estão percebendo corretamente as minha características pessoais e comportamentais;As pessoas estão percebendo corretamente as minha características pessoais e comportamentais; Meu chefe, supervisor, também tem essa visão da minha imagem;Meu chefe, supervisor, também tem essa visão da minha imagem;

17 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS O artigo 176 da Lei nº 6,404 de 15/12/1976, determina que as empresas com capital aberto, ou seja, empresas de Sociedade Anônimas, devem publicar ao final de cada exercício social com duração de 1 ano, as seguintes demonstrações financeiras: Balanço patrimonial; Balanço patrimonial; Demonstração de resultados do exercício; Demonstração de resultados do exercício; Demonstração de lucros ou prejuízos acumulados, ou demonstração das mutações do patrimônio liquido; Demonstração de lucros ou prejuízos acumulados, ou demonstração das mutações do patrimônio liquido; Demonstrações das origens e aplicações de recursos; Demonstrações das origens e aplicações de recursos;

18 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Juntamente com essas quatro demonstrações, contábeis ou financeiras, as companhias publicam o relatório da Administração, Notas explicativas, Parecer do conselho fiscal e parecer dos Auditores Independentes. As empresas formadas sob outras formas jurídicas também adotam a mesma estrutura das demonstrações contábeis e financeiras, mas não a publicam.

19 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Demonstra a situação estática da empresa em determinada data. Cada empresa pode escolher qualquer data para encerramento do balanço, conforme sua conveniência e necessidade, mas a grande maioria das empresas brasileiras encerra o Balanço Patrimonial em 31 de dezembro de cada ano, coincidindo como encerramento do ano civil. No Balanço Patrimonial as contas do Ativo e Passivo devem ser agrupadas de modo a facilitar o conhecimento e a análise da situação financeira, também devem ser agrupadas em ordem decrescente de grau de liquidez para o Ativo, e de exigibilidade para o Passivo.

20 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Estrutura do Ativo: apresentados em ordem de liquidez decrescente, de acordo com a rapidez com que o item pode ser convertido em caixa.

21 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Ativo Circulante: todos os bens e direitos que poderão ser convertidos em dinheiro a curto prazo, ou seja, dentro ciclo operacional da empresa que na maioria é de 12 meses (1 ano). Os recursos do Ativo Circulante, são os recursos utilizados pela empresa para o desenvolvimento de suas atividades operacionais.

22 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Balanço Patrimonial Ativo Circulante: Disponibilidades: são os recursos que podem ser utilizados imediatamente pela empresa. Dentre elas: Caixa: Valores em dinheiro; Caixa: Valores em dinheiro; Bancos: valores depositados em instituições financeiras para livre movimentação; Bancos: valores depositados em instituições financeiras para livre movimentação; Aplicações de Liquidez imediata: são aplicações financeiras de fácil resgate, aplicações de curtíssimo prazo; Aplicações de Liquidez imediata: são aplicações financeiras de fácil resgate, aplicações de curtíssimo prazo;

23 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Balanço Patrimonial Ativo Circulante: Realizável a Curto Prazo: São recursos que poderão ser convertidos em dinheiro no período do exercício, ou seja, 1 ano. Aplicações Financeiras: recursos aplicados que podem ser convertidos em dinheiro no prazo de 1 ano; Aplicações Financeiras: recursos aplicados que podem ser convertidos em dinheiro no prazo de 1 ano; Contas a receber: são títulos de crédito emitido contra clientes; Contas a receber: são títulos de crédito emitido contra clientes; Saques de exportação: valores a receber equivalentes a duplicatas a receber provenientes de exportações; Saques de exportação: valores a receber equivalentes a duplicatas a receber provenientes de exportações; Impostos a Recuperar: saldo de ICMS; Impostos a Recuperar: saldo de ICMS;

24 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Balanço Patrimonial Ativo Circulante: Estoques: Contem os valores de todos os produtos: matéria-prima, componentes, insumos, produtos em elaboração, produtos acabados. Estoque de produtos em elaboração: produtos que estão sendo montados ou produzidos, ex: fabricação de navio; Estoque de produtos em elaboração: produtos que estão sendo montados ou produzidos, ex: fabricação de navio; Estoque de produtos acabados: valor dos produtos prontos, mais ainda não comercializados; Estoque de produtos acabados: valor dos produtos prontos, mais ainda não comercializados;

25 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Balanço Patrimonial Ativo Circulante: Outros Ativos Circulantes: Outras disponibilidades que a empresa possa ter no período de exercício, como: adiantamento a Funcionários, adiantamento de comissões, tributos a recuperar, etc.

26 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Ativo Realizável a Longo Prazo: São valores que podem ser convertidos em dinheiro em um prazo superior a 1 ano, contando da data do Balanço Patrimonial. Empréstimos; Empréstimos; Impostos a recuperar; Impostos a recuperar; Obs.: Todas as contas do Ativo Circulante, com exceção das Disponibilidades, podem aparecer nesta conta, desde que seu período de realização seja superior a 1 ano.

27 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Ativo Permanente: recursos aplicados em bens não destinados a venda. Investimentos: são atividades que não se destinam especialmente as atividades das empresas, ex: obras de arte, ações de outras empresas, imóvel para futura utilização ou para locação. Investimentos: são atividades que não se destinam especialmente as atividades das empresas, ex: obras de arte, ações de outras empresas, imóvel para futura utilização ou para locação.

28 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Ativo Permanente: Imobilizado: bens e direitos que se detinam a manutenção das atividades operacionais da empresa. Devem ter seu valor corrigido pela depreciação. Ex: Terrenos, edifícios, instalações, máquinas, veículos, móveis, Marcas e Patentes industriais, etc. Imobilizado: bens e direitos que se detinam a manutenção das atividades operacionais da empresa. Devem ter seu valor corrigido pela depreciação. Ex: Terrenos, edifícios, instalações, máquinas, veículos, móveis, Marcas e Patentes industriais, etc.

29 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Ativo Permanente: Diferido: Gastos em ações que proporcionarão benefícios em exercícios futuros, ex: gasto com desenvolvimento de produtos, gasto com pesquisas, despesas de reorganização, etc. Diferido: Gastos em ações que proporcionarão benefícios em exercícios futuros, ex: gasto com desenvolvimento de produtos, gasto com pesquisas, despesas de reorganização, etc.

30 Balanço Patrimonial ATIVOPassivo Ativo Circulante : Disponibilidades: Caixa; Bancos; Aplicação de liquidez Imediata; Realizáveis a Curto Prazo: Clientes; Aplicações de curto Prazo; Saques de exportação; Impostos a recuperar; Estoques: Produtos Acabados; Produtos em Elaboração; Outros:

31 Balanço Patrimonial ATIVOPassivo Ativo Circulante : Realizável a Longo Prazo: Empréstimos; Impostos a recuperar; Aplicações Financeiras; Outros realizáveis a longo Prazo; Ativo Permanente: Investimentos: Ações de outras Empresas; Imóveis não destinados ao uso; Imobilizado: Terrenos; Máquinas e equipamentos; Diferido:

32 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE: Compreende todas as obrigações da empresa vencíveis no prazo de um ano, ou o período do ciclo operacional.

33 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial PASSIVO CIRCULANTE: Fornecedores: se origina das compras feitas a prazo, de matéria-prima para a produção, mercadorias utilizadas a revenda e insumos, essas compras são representadas como duplicatas a pagar no curto prazo; Fornecedores: se origina das compras feitas a prazo, de matéria-prima para a produção, mercadorias utilizadas a revenda e insumos, essas compras são representadas como duplicatas a pagar no curto prazo; Empréstimos e Financiamentos: obrigações decorrentes de financiamentos com vencimento dentro do ciclo operacional; Empréstimos e Financiamentos: obrigações decorrentes de financiamentos com vencimento dentro do ciclo operacional; Impostos a pagar: tributos, taxas e contribuições a pagar; Impostos a pagar: tributos, taxas e contribuições a pagar;

34 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial PASSIVO CIRCULANTE: Outras contas do Passivo Circulante: essas contas podem ser agrupadas com outras caso sua representatividade não seja considerável, podem ser: Outras contas do Passivo Circulante: essas contas podem ser agrupadas com outras caso sua representatividade não seja considerável, podem ser: Imóveis a pagar;Imóveis a pagar; Benefícios e gratificações;Benefícios e gratificações; Conta corrente;Conta corrente; Salários e encargos;Salários e encargos;

35 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial PASSIVO Exigível a Longo Prazo: corresponde as obrigações da empresa em um período superior a um ano, ou superior ao seu ciclo operacional. Normalmente, as obrigações superiores a 1 ano ocorrem por contratos firmados com instituições financeiras, como bancos de desenvolvimento.

36 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial PASSIVO Exigível a Longo Prazo: Praticamente todas as contas do Passivo Circulante poderão constar nesta conta, desde que o período de exigibilidade de pagamento seja superior a 1 ano.

37 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Patrimônio Liquido: Representas os valores dos direitos dos acionistas, sócios ou proprietário das empresas, formado por dinheiro ou bens entregues pelos acionistas ou através de lucros gerados pela empresa.

38 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Patrimônio Liquido: Capital Social: A principio o capital social de uma empresa é representado pelo recursos iniciais conferidos pelos acionistas/sócios, para a constituição da empresa. Em um segundo momento, poderá ter seu valor acrescido por lucros acumulados ou reservas de capital que serão integralizados ao capital da empresa. Capital Social: A principio o capital social de uma empresa é representado pelo recursos iniciais conferidos pelos acionistas/sócios, para a constituição da empresa. Em um segundo momento, poderá ter seu valor acrescido por lucros acumulados ou reservas de capital que serão integralizados ao capital da empresa.

39 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Patrimônio Liquido: Reservas de Capital: são reservas de dividendos normalmente oriundas dos lucros acumulados, pedem ser considerados recursos que ainda não foram integralizados ao capital da empresa. Reservas de Capital: são reservas de dividendos normalmente oriundas dos lucros acumulados, pedem ser considerados recursos que ainda não foram integralizados ao capital da empresa.

40 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial Patrimônio Liquido: Lucros ou Prejuízos Acumulados: é o valor dos lucros que permanecem na empresa, não distribuídos para os acionistas ou para os sócios. Lucros ou Prejuízos Acumulados: é o valor dos lucros que permanecem na empresa, não distribuídos para os acionistas ou para os sócios.

41 Balanço Patrimonial ATIVO Passivo Passivo Circulante: Contas a pagar (Fornecedores) Empréstimos Financiamentos Impostos a pagar Benefícios e gratificações Exigível a Longo Prazo Empréstimo Duplicatas a pagar Patrimônio Liquido Capital Social Reservas Lucros ou Prejuízos Acumulados

42 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial A Equação do Balanço O Balanço Patrimonial representa os direitos que a empresa possui, que são os valores dos Ativos, e todas as suas obrigações, que são representadas nos Passivos. A diferença, que compõe o Patrimônio Liquido, é a soma dos aportes dos sócios, as reservas constituídas e os lucros gerados nas atividades da empresa e não distribuídos aos sócios.

43 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial A Equação do Balanço Equação do Balanço: Ativo = Passivo + Patrimônio Liquido Para observar como a Equação do Balanço funciona, e como os recursos fluem de uma conta para outra, faremos o seguinte exercício:

44 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial A industria A. C. Luz iniciou suas atividades através de uma industria de perfumes. Os sócios de empresa aportaram capital de R$ , sendo R$ 5.000, para capital de giro e R$ , para a aquisição de máquinas e equipamentos. Os sócios de empresa aportaram capital de R$ , sendo R$ 5.000, para capital de giro e R$ , para a aquisição de máquinas e equipamentos. Durante o primeiro mês foram compradas a prazo R$ , em matéria-prima, para pagamento em 30 dias. A produção foi terceirizada, sendo o pagamento de R$ 2.000, pelos serviços feitos contra a entrega e; consumiram-se todas as matérias-primas adquiridas na produção de 500 frascos do perfume Gardênia. Durante o primeiro mês foram compradas a prazo R$ , em matéria-prima, para pagamento em 30 dias. A produção foi terceirizada, sendo o pagamento de R$ 2.000, pelos serviços feitos contra a entrega e; consumiram-se todas as matérias-primas adquiridas na produção de 500 frascos do perfume Gardênia. No mês seguinte foram vendidos a vista 400 frascos do produto por R$ , com o dinheiro recebido foram feitos os pagamentos das matérias-primas adquiridas anteriormente. No mês seguinte foram vendidos a vista 400 frascos do produto por R$ , com o dinheiro recebido foram feitos os pagamentos das matérias-primas adquiridas anteriormente.

45 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balancete Patrimonial ATIVOR$PASSIVOR$ Ativo Circulante Caixa Caixa Ativo Permanente Maquinas e Equip Maquinas e EquipTotal: Passivo Circulante Patrimônio Liquido Capital Social Capital SocialTotal:

46 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balancete Patrimonial ATIVOR$PASSIVOR$ Ativo Circulante Caixa Caixa Ativo Permanente Maquinas e Maquinas e Equipamentos EquipamentosTotal: Passivo Circulante Patrimônio Liquido Capital Social Capital SocialTotal:

47 Balancete Patrimonial ATIVOR$PASSIVOR$ Ativo Circulante Caixa Caixa Estoques Estoques Matéria-prima Matéria-prima Mão-de-obra Mão-de-obra Ativo Permanente Imobilizado liquido Imobilizado liquido Total: Passivo Circulante Contas a pagar Contas a pagar Patrimônio Liquido Capital Social Capital SocialTotal:

48 Balancete Patrimonial ATIVOR$PASSIVOR$ Ativo Circulante Caixa Caixa Estoques Estoques Produtos Acabados Produtos Acabados Mão-de-obra Mão-de-obra Ativo Permanente Imobilizado liquido Imobilizado liquido Total: Passivo Circulante Contas a pagar Contas a pagar Patrimônio Liquido Capital Social Capital Social Lucros Acumulados Lucros AcumuladosTotal:

49 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA REVISÃO DA PROVA: REVISÃO DA PROVA: MÉDIA GERAL DA SALA 8,21; MÉDIA GERAL DA SALA 8,21;

50 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA RECAPITULANDO: Balanço Patrimonial Ativo: Direitos e Bens Ativo: Direitos e Bens Ativo Circulante;Ativo Circulante; Realizável a Longo Prazo;Realizável a Longo Prazo; Ativo Permanente;Ativo Permanente; Passivo: Obrigações Passivo: Obrigações Passivo Circulante;Passivo Circulante; Exigível a Longo Prazo;Exigível a Longo Prazo; Patrimônio Liquido: Recursos dos sócios Patrimônio Liquido: Recursos dos sócios Capital Social;Capital Social; Reservas de Capital;Reservas de Capital; Lucro ou Prejuízo Acumulado;Lucro ou Prejuízo Acumulado;

51 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial A Equação do Balanço Lembrando sempre que: Todos os lançamentos ocorrem duas vezes: Todos os lançamentos ocorrem duas vezes: Débito em conta do Ativo, crédito em conta do Passivo;Débito em conta do Ativo, crédito em conta do Passivo; Crédito em conta do Ativo, débito em conta do Passivo;Crédito em conta do Ativo, débito em conta do Passivo; Ex: Pagamento de contas a pagar; Compra de matéria-prima a prazo; Compra de matéria-prima a prazo;

52 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Balanço Patrimonial A Equação do Balanço Lembrando sempre que: Todos os lançamentos ocorrem duas vezes: Todos os lançamentos ocorrem duas vezes: Débito em conta do Ativo, crédito em conta do Ativo;Débito em conta do Ativo, crédito em conta do Ativo; Débito em conta do Passivo, crédito em conta do Passivo;Débito em conta do Passivo, crédito em conta do Passivo; Ex: Compra de matéria-prima a vista; Refinanciamento de um Empréstimo; Refinanciamento de um Empréstimo;

53 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Expressa os resultados econômicos de um período especifico, normalmente um ano, ao longo do ano as empresas elaboram Demonstrações de Resultados Mensais. A Demonstração de Resultado mostra como surgem os lucros ou prejuízos final das empresas.

54 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE A DRE é elaborada a partir do regime de competência, ou seja, todas as receitas, os custos e as despesas são considerados na época de sua ocorrência, e não do seu efetivo recebimento ou pagamento (entrada ou saída do caixa da empresa). Isso significa dizer que o valor das Receitas Totais do período, é o valor total das vendas realizadas no período, com nota fiscal emitida, ou seja, o faturamento do período, mas não significa que todo esse valor foi efetivamente recebido pela empresa.

55 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE O mesmo raciocínio acontece com os custos e as despesas, eles ocorrerão porque as matérias-primas foram compradas e utilizadas na produção dos bens vendidos, mas não necessariamente foram pagas, ou porque as duplicatas ainda não venceram ou porque estão em atraso.

56 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Outra característica do regime de competência é a contabilização da depreciação. Depreciação: ocorre quando bens tangíveis, exceto terrenos e bens não utilizados na exploração da atividade da empresa, classificados no Ativo Permanente como Imobilizados, perdem valor ao longo do tempo.

57 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Receita Operacional Bruta: Somatório de todos os valores gerados por vendas de produtos e/ou prestação de serviços relacionados às atividades fins da empresa. Correspondem ao Faturamento Bruto, incluindo vendas à vista e a prazo.

58 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Deduções da Receita Bruta: esse grupo de contas deduz a Receita Bruta, para gerar a Receita Liquida. É composto por: Vendas Canceladas: mercadorias devolvidas pelos clientes, por diversos motivos; Vendas Canceladas: mercadorias devolvidas pelos clientes, por diversos motivos; Abatimentos: descontos fornecidos para clientes, por defeitos nos produtos. Abatimentos: descontos fornecidos para clientes, por defeitos nos produtos.

59 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Deduções da Receita Bruta: Impostos sobre as Vendas: impostos que incidem sobre as vendas de produtos ou prestação de serviços, gerados a partir da emissão de notas fiscais e faturas. Impostos sobre as Vendas: impostos que incidem sobre as vendas de produtos ou prestação de serviços, gerados a partir da emissão de notas fiscais e faturas. IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados: imposto cobrado sobre os produtos que sofrem industrialização definida como operação que lhe modifique a natureza, o funcionamento ou o seu acabamento.IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados: imposto cobrado sobre os produtos que sofrem industrialização definida como operação que lhe modifique a natureza, o funcionamento ou o seu acabamento.

60 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Deduções da Receita Bruta: Impostos sobre as Vendas: Impostos sobre as Vendas: ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços: é o imposto incidente sobre o valor agregado em cada circulação da mercadoria. O valor pago pela empresa refere-se à diferença entre o imposto contido nas vendas e aquele pago nas compras, apurado através da escrituração fiscal específica.ICMS: Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços: é o imposto incidente sobre o valor agregado em cada circulação da mercadoria. O valor pago pela empresa refere-se à diferença entre o imposto contido nas vendas e aquele pago nas compras, apurado através da escrituração fiscal específica.

61 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Deduções da Receita Bruta: Impostos sobre as Vendas: Impostos sobre as Vendas: ISS: Imposto sobre Serviço: imposto cobrado pelo município, incide sobre serviços prestados.ISS: Imposto sobre Serviço: imposto cobrado pelo município, incide sobre serviços prestados.

62 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Custo dos Produtos/Serviços Vendidos: Podem ser classificados em: 1. Custo de mercadorias vendidas (Comercial) 2. Custo dos produtos Vendidos (Industrial) 3. Custo dos serviços Prestados (Serviços)

63 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Custo de Mercadorias Vendidas (Comercial): Representa o valor correspondente a parcela vendida das mercadorias adquiridas prontas para serem comercializadas. Equação: CMV = estoque inicial + compras – estoque final

64 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Custo de Produtos Vendidos (Industrial): Representa os custos de produção agregados ao produtos durante o processo de produção, sendo: matérias-primas, insumos, produção, mão-de-obra, tributos, etc. Equação: CPV= EIPA + CPP – EFPA CPV= EIPA + CPP – EFPA EIPA: estoque inicial de produtos acabados; CPP: Custo de produção no Período; EFPA: estoque final de produtos Acabados.

65 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Custo de Serviços Prestados (serviços): Representa os custos incorridos para gerar os serviços e é composto por: mão-de-obra, materiais aplicados e outros gastos.

66 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Lucro Bruto: É a diferença entre a Receita Liquida e os Custos.

67 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Despesas Operacionais: São as despesas necessárias para promover, vender, e distribuir os produtos, administrar a empresa e financiar as operações.

68 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Despesas Operacionais: Despesas de vendas: são compostas de despesas com pessoal de vendas, comissões sobre vendas, propaganda e publicidade, viagem e representações, fretes, etc.

69 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Despesas Operacionais: Despesas Gerais e Administrativas: são os gastos com a gestão da empresa, são: salários e encargos do pessoal administrativo, honorários da diretoria, aluguéis de escritórios, serviços profissionais de auditoria e consultoria, etc.

70 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Despesas Operacionais: Outras Despesas Operacionais: outras despesas que venham a ocorrer na atividade operacional da empresa, como a depreciação de máquinas e equipamentos.

71 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Lucro Operacional: É o valor obtido após deduzir as despesas operacionais do Lucro Bruto.

72 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Despesas Financeiras: São juros pagos, Comissões bancárias, impostos sobre operações financeiras, variações monetárias, empréstimos e financiamentos, etc. Resultados não Operacionais: São despesas e receitas não relacionadas diretamente a atividade da empresa.

73 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Lucro Liquido antes do IR e Contribuição Social: É o valor do Lucro Operacional menos as Despesas Financeiras e o Resultado não Operacional. O Lucro Liquido antes do IR e Contribuição Social, representa quanto a empresa ganhou em todas as suas atividades.

74 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE IR e Contribuição Social (CSL): O Imposto de Renda (15%) sobre o Lucro Liquido é pago trimestralmente pelas empresas. A Contribuição Social (9%) sobre o Lucro Liquido, também é pago trimestralmente pelas empresas.

75 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Lucro Liquido após o IR e Contribuição Social (CSL): É o Lucro Liquido, já subtraído os valores de Imposto de Renda e Contribuição Social. Representa o que efetivamente sobrou de lucro para a empresa e seus sócios ou acionistas.

76 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Participações e Contribuições: São calculadas sobre o Lucro Liquido após o IR e CSL, são as participações previstas em Estatuto ou Contrato Social da Empresa. Podem ser participações para Funcionários, Administradores, Sócios, Acionistas, etc. Bem como as Contribuições para instituições e Fundos de Assistência ou Previdência.

77 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Lucro ou Prejuízo Liquido: É o resultado final do exercício, que fica a disposição dos sócios ou acionistas, para ser distribuído e para constituir as reservas de lucro e capital. No casa de empresa com o Capital Aberto (Sociedade Anônimas), caberá ao conselho administrativo estabelecer a destinação desses recursos.

78 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Lucro por Ações Ordinárias: Esse valor é uma informação aos Acionistas e grupos de relacionamento para mostrar o quanto a empresa rendeu para seus Acionistas Ordinários. É calculado a partir do Lucro Liquido Disponível, dividido pelo números de Ações Ordinárias Emitidas.

79 Demonstração de Resultado do Exercício-DRE ANO DO EXERCÍCIO 2003 RECEITA OPERACIONAL BRUTA (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA (-) Vendas Canceladas (-) Vendas Canceladas1.200 (-) Impostos sobre vendas (-) Impostos sobre vendas2.400 (=) RECEITA OPERACIONAL LIQUIDA (-) CUSTO DE PRODUTOS VENDIDOS (=) LUCRO BRUTO (-) DESPESAS OPERACIONAIS (-) Despesas de Vendas (-) Despesas de Vendas250 (-) Despesas Gerais e Administrativas (-) Despesas Gerais e Administrativas650 (-) Despesas de Depreciação (-) Despesas de Depreciação1.600 (=) LUCRO OPERACIONAL (-) DESPESAS FINANCEIRAS 800 (=) LUCRO LIQUIDO ANTES DO IR E CSL (-) IR ( 15%) + E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL (9%) (=) LUCRO LIQUIDO APÓS IR E CSL (-) PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES (=) LUCRO LIQUIDO DISPONIVEL 5.212

80 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Exercício de Fixação: A empresa Água Azul Ltda, possui seu regime tributário regido pelas regras do lucro real, e teve o seguinte movimento durante o mês de fevereiro de Total das Vendas R$ ,00 Total das Vendas R$ ,00 Estoque inicial do mês R$ ,00 Estoque inicial do mês R$ ,00 Compras de matéria prima R$ ,00 Compras de matéria prima R$ ,00 Estoque restante no final do mês R$ 9.000,00 Estoque restante no final do mês R$ 9.000,00

81 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Exercício de Fixação: Mão-de-obra de produção R$ 2.900,00 Mão-de-obra de produção R$ 2.900,00 Gastos operacionais gerais R$ 1.600,00 Gastos operacionais gerais R$ 1.600,00 Folha de pagamento pessoal de vendas R$ 2.300,00 Folha de pagamento pessoal de vendas R$ 2.300,00 Folha de pagamento pessoal administrativo R$ 3.600,00 Folha de pagamento pessoal administrativo R$ 3.600,00 Pagamento de financiamento R$ 800,00 Pagamento de financiamento R$ 800,00 Depreciação das máquinas e equipamentos no período R$ 1.100,00. Depreciação das máquinas e equipamentos no período R$ 1.100,00.

82 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS E FINANCEIRAS Demonstração de Resultado do Exercício-DRE Exercício de Fixação: Receita referente a aluguel de imóvel para loja de materiais de construção R$ 500,00 Receita referente a aluguel de imóvel para loja de materiais de construção R$ 500,00 O total de impostos incidentes sobre a vendas foi de R$ 1.300,00 O total de impostos incidentes sobre a vendas foi de R$ 1.300,00 No Contrato Social da empresa é previsto que 30% do Lucro Liquido, deverá ser distribuído para os sócios. Qual foi o Lucro Liquido Disponível para a empresa no final do mês de fevereiro.

83 Demonstração de Resultado do Exercício-DRE RECEITA OPERACIONAL BRUTA (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA (-) Vendas Canceladas (-) Vendas Canceladas (-) Impostos sobre vendas (-) Impostos sobre vendas (=) RECEITA OPERACIONAL LIQUIDA (-) CUSTO DE PRODUTOS VENDIDOS (Mat. Prima + Mão de Obra) (=) LUCRO BRUTO (-) DESPESAS OPERACIONAIS (-) Despesas de Vendas (-) Despesas de Vendas (-) Despesas Gerais e Administrativas (-) Despesas Gerais e Administrativas (-) Despesas de Depreciação (-) Despesas de Depreciação (=) LUCRO OPERACIONAL (-) DESPESAS FINANCEIRAS (- ou +) RESULTADOS NÃO OPERACIONAIS (=) LUCRO LIQUIDO ANTES DO IR E CSL (-) IR ( 15%) + E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL (9%) (=) LUCRO LIQUIDO APÓS IR E CSL (-) PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES (30% SÓCIOS) (=) LUCRO LIQUIDO DISPONIVEL

84 Demonstração de Resultado do Exercício-DRE RECEITA OPERACIONAL BRUTA (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA (-) Vendas Canceladas (-) Vendas Canceladas0 (-) Impostos sobre vendas (-) Impostos sobre vendas1.300 (=) RECEITA OPERACIONAL LIQUIDA (-) CUSTO DE PRODUTOS VENDIDOS (=) LUCRO BRUTO (-) DESPESAS OPERACIONAIS (-) Despesas de Vendas (-) Despesas de Vendas2.300 (-) Despesas Gerais e Administrativas (-) Despesas Gerais e Administrativas5.200 (-) Despesas de Depreciação (-) Despesas de Depreciação1.100 (=) LUCRO OPERACIONAL (-) DESPESAS FINANCEIRAS 800 (- ou +) RESULTADOS NÃO OPERACIONAIS (=) LUCRO LIQUIDO ANTES DO IR E CSL (-) IR ( 15%) + E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL (9%) (=) LUCRO LIQUIDO APÓS IR E CSL (-) PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES (30% SÓCIOS) 3.625,20 (=) LUCRO LIQUIDO DISPONIVEL 8.458,80

85 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: 10 DECISÕES FINANCEIRAS: Necessidade de diversificar os investimentos; Necessidade de diversificar os investimentos; Mudança cultural, necessidade de planejamento financeiro; Mudança cultural, necessidade de planejamento financeiro; 500 mil brasileiros estão habilitados a comprar e vender ações na Bovespa; 500 mil brasileiros estão habilitados a comprar e vender ações na Bovespa; Um pouco de ousadia e diversificação das aplicações é necessário para alcançar uma rentabilidade maior; Um pouco de ousadia e diversificação das aplicações é necessário para alcançar uma rentabilidade maior; Não existe milagre da multiplicação absurda de dinheiro; Não existe milagre da multiplicação absurda de dinheiro; Investir seu dinheiro significa retorno a médio e longo prazo; Investir seu dinheiro significa retorno a médio e longo prazo;

86 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: 10 DECISÕES FINANCEIRAS: Quanto maior a possibilidade de rendimento maior é o risco assumido; Quanto maior a possibilidade de rendimento maior é o risco assumido; Poupança e fundos DI e renda fixa; Poupança e fundos DI e renda fixa; CDB e Ações; CDB e Ações; Fundos de ações e Multimercados; Fundos de ações e Multimercados; Dólar e Previdência Privada; Dólar e Previdência Privada; Imóveis e Carros; Imóveis e Carros;

87 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: O TOLO E O SEU DINHEIRO Pessoas tem emoções e sentimentos, e isso influencia na tomada de decisões financeiras; Pessoas tem emoções e sentimentos, e isso influencia na tomada de decisões financeiras; Auto-confiança pode atrapalhar; Auto-confiança pode atrapalhar; Importante traçar uma estratégia forte; Importante traçar uma estratégia forte; Saber usar a intuição; Saber usar a intuição; Nunca tomar decisões importantes em momentos de euforia e tristeza; Nunca tomar decisões importantes em momentos de euforia e tristeza; Observar o cenário atual com emoções controladas para ter uma visão mais realista e traçar planos futuros; Observar o cenário atual com emoções controladas para ter uma visão mais realista e traçar planos futuros;

88 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: O TOLO E O SEU DINHEIRO Neuroeconomia; Neuroeconomia; Arrogância; Arrogância; Tristeza; Tristeza; Empolgação; Empolgação; Medo; Medo; Orgulho; Orgulho; Manter o sangue frio é o mais difícil; Manter o sangue frio é o mais difícil;

89 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: LIÇÃO DE INVESTIMENTO Consciência da necessidade de aprender sobre finanças; Consciência da necessidade de aprender sobre finanças; Os pais sentiram esta dificuldade e não querem que isso aconteça com os seus filhos; Os pais sentiram esta dificuldade e não querem que isso aconteça com os seus filhos; Aprender brincando; Aprender brincando; Ensinar uma criança é muito mais fácil; Ensinar uma criança é muito mais fácil; Alfabetização financeira Alfabetização financeira Importante saber como e onde investir; Importante saber como e onde investir; Aumento de 20% da procura por cursos na área; Aumento de 20% da procura por cursos na área;

90 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: LIÇÃO DE INVESTIMENTO Maior potencial dos jovens do Brasil; Maior potencial dos jovens do Brasil; Poupar dinheiro é um hábito bom; Poupar dinheiro é um hábito bom; Nem toda a divida é ruim; Nem toda a divida é ruim; Antes de comprar pense uma, duas, até três vezes; Antes de comprar pense uma, duas, até três vezes; Dinheiro também é diversão; Dinheiro também é diversão; A vida depois da infância; A vida depois da infância; E nas escolas Publicas ? E nas escolas Publicas ?

91 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: FINANÇAS A DOIS 40% dos divórcios acontecem por divergências envolvendo dinheiro; 40% dos divórcios acontecem por divergências envolvendo dinheiro; Diferentes estilos e diferentes objetivos; Diferentes estilos e diferentes objetivos; Buscar um ponto de equilíbrio; Buscar um ponto de equilíbrio; Respeitar as individualidades; Respeitar as individualidades; Somar forças; Somar forças; Consultor financeiro pessoal; Consultor financeiro pessoal; Importante existir um Planejamento Financeiro; Importante existir um Planejamento Financeiro; Falar sobre dinheiro; Falar sobre dinheiro;

92 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Estudo de Artigos: Estudo de Artigos: FINANÇAS A DOIS Colocar os gastos no papel; Colocar os gastos no papel; Abrir uma conta conjunta; Abrir uma conta conjunta; Cada qual com seu investimento; Cada qual com seu investimento; Estabelecer metas financeiras; Estabelecer metas financeiras; Cada um teve ceder um pouco para se ter um equilíbrio; Cada um teve ceder um pouco para se ter um equilíbrio;

93 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA APRESENTAÇÕES: Atenção quando um colega está falando; Atenção quando um colega está falando; Postura para apresentação; Postura para apresentação; Saber o que está falando é fundamental; Saber o que está falando é fundamental; Perigo de abrir espaço para perguntas; Perigo de abrir espaço para perguntas; O grande profissional mostra sua grandeza nos pequenos detalhes; O grande profissional mostra sua grandeza nos pequenos detalhes; Criatividade; Criatividade; Necessidade e importancia da boa comunicação; Necessidade e importancia da boa comunicação;

94 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Exercício sobre Finanças Pessoais

95 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA Exercício para recapitular conteúdos: Balanço Patrimonial; Balanço Patrimonial; Demonstração de Resultado do Exercício; Demonstração de Resultado do Exercício;


Carregar ppt "ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ASSUNTOS PARA A PROVA: Recursos Financeiros; Recursos Financeiros; Funções do Administrador Financeiro; Funções."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google