A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OS TECIDOS CORPORAIS E SUAS LESÕES Prof. Vladimir Lopes de Souza.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OS TECIDOS CORPORAIS E SUAS LESÕES Prof. Vladimir Lopes de Souza."— Transcrição da apresentação:

1 OS TECIDOS CORPORAIS E SUAS LESÕES Prof. Vladimir Lopes de Souza

2 LESÃO E PROCESSO DE CURA

3 FASES 1.Resposta Inflamatória 2.Reparação Fibroblástica 3.Remodelação e Maturação

4 INFLAMAÇÃO

5 A inflamação ou flogose (derivado de"flogístico" que, em grego, significa "queimar") está sempre presente nos locais que sofreram alguma forma de agressão e que, portanto, perderam sua homeostase e morfostase. A inflamação constitui uma resposta imune local do(s) tecido(s) agredido, caracterizadas por alterações vasculares, celulares e dos componentes líquidos da região acometida pela lesão tissular. A inflamação ou flogose (derivado de"flogístico" que, em grego, significa "queimar") está sempre presente nos locais que sofreram alguma forma de agressão e que, portanto, perderam sua homeostase e morfostase. A inflamação constitui uma resposta imune local do(s) tecido(s) agredido, caracterizadas por alterações vasculares, celulares e dos componentes líquidos da região acometida pela lesão tissular.

6 FASES DE UMA REAÇÃO INFLAMATÓRIA

7 Reação Vascular Espasmo vascularEspasmo vascular Formação de um tampão de plaquetasFormação de um tampão de plaquetas Coagulação SanguíneaCoagulação Sanguínea Crescimento de tecido fibroso Crescimento de tecido fibroso VasodilataçãoVasodilatação Vasocostricção (5 a 10 minutos) Derrame de sangue e plasma que dura de 24 a 36 horas.

8 Sistema vascular Normal

9 Sistema Vascular Alterado

10 Os linfáticos

11 Resposta Química Os fenômenos da inflamação são mediados por substâncias químicas, cuja interação é complexa.Os fenômenos da inflamação são mediados por substâncias químicas, cuja interação é complexa. Estas substâncias são oriundas do plasma, dos leucócitos, das plaquetas, do endotélio e do tecido conjuntivo.Estas substâncias são oriundas do plasma, dos leucócitos, das plaquetas, do endotélio e do tecido conjuntivo. São importantes na limitação da quantidade de exudato e, desta maneira, na tumefação após lesão.São importantes na limitação da quantidade de exudato e, desta maneira, na tumefação após lesão.

12 Principais Mediadores HistaminaHistamina LeucotaxinaLeucotaxina Liberada pelos mastócitos causando vasodilatação e aumento da permeabilidade capilar Quimiotaxia – migração leucocitária

13 Principais Mediadores NecrosinaNecrosina Cininas (Bradicininas)Cininas (Bradicininas) Prostaglandinas e LeucotrienosProstaglandinas e Leucotrienos Ativação fagocitáriaAtivação fagocitária Vasodilatação, dor e espamos muscularesVasodilatação, dor e espamos musculares DorDor

14 Resposta Celular Migração de células sanguíneas para o interior do tecido lesado com objetivo de proteger o local lesionado;Migração de células sanguíneas para o interior do tecido lesado com objetivo de proteger o local lesionado; Atuação de células teciduais com objetivo de limpeza e controle na formação do exudato inflamatórioAtuação de células teciduais com objetivo de limpeza e controle na formação do exudato inflamatório

15 Células Participantes Leucócitos – NeutrófilosLeucócitos – Neutrófilos –Participam ativamente na defesa e fagocitose –Transferência do meio celular para o tecidual através de diapedese

16 Células Participantes Macrófagos: células fundamentais na limpeza tecidual.Macrófagos: células fundamentais na limpeza tecidual.

17 Sinais Inflamatórios RUBOR (VERMELHIDÃO) exsudação de células sanguíneas (hemácias e leucócitos) e vasodilatação;RUBOR (VERMELHIDÃO) exsudação de células sanguíneas (hemácias e leucócitos) e vasodilatação; CALOR (hiperemia arterial com aumento da temperatura local); CALOR (hiperemia arterial com aumento da temperatura local); EDEMA OU TUMOR (acúmulo de líquido e células inflamatórias); EDEMA OU TUMOR (acúmulo de líquido e células inflamatórias); DOR (compressão das fibras nervosas locais devido ao acúmulo de líquidos e de células, agressão direta às fibras nervosas e ação farmacológicas sobre as terminações nervosas); DOR (compressão das fibras nervosas locais devido ao acúmulo de líquidos e de células, agressão direta às fibras nervosas e ação farmacológicas sobre as terminações nervosas); PERDA FUNCIONAL? (decorrente do tumor (principalmente em articulações, impedindo a movimentação) e da própria dor, dificultando as atividades locais). PERDA FUNCIONAL? (decorrente do tumor (principalmente em articulações, impedindo a movimentação) e da própria dor, dificultando as atividades locais).

18 INFLAMAÇÃO AGUDA X INFLAMAÇÃO CRÔNICA

19 Inflamação Aguda E uma resposta rápida e precoce a um agente agressor (muito tóxico ou que provoque rapidamente dano tecidual). E uma resposta rápida e precoce a um agente agressor (muito tóxico ou que provoque rapidamente dano tecidual). Curta duração: minutos, horas, 3-4dias.Curta duração: minutos, horas, 3-4dias. As etapas da inflamação e os sinais cardinais são bem evidentes: vermelhidão, edema, aumento da temperatura local, dor.As etapas da inflamação e os sinais cardinais são bem evidentes: vermelhidão, edema, aumento da temperatura local, dor. Sintomática.Sintomática. Leucócitos predominantes (infiltrado neutrofilico).Leucócitos predominantes (infiltrado neutrofilico). Pode provocar danos teciduais discretos a graves.Pode provocar danos teciduais discretos a graves. Pode destruir e eliminar o agente agressor (o processo inflamatório termina apos a restauração do tecido).Pode destruir e eliminar o agente agressor (o processo inflamatório termina apos a restauração do tecido). Caso não consiga destruir ou eliminar o agente agressor, evolui para inflamação crônica. Caso não consiga destruir ou eliminar o agente agressor, evolui para inflamação crônica.

20 Resultados da Inflamação Aguda Resolução completa - todas as reações inflamatórias, uma vez neutralizado e eliminado o estímulo nocivo, devem terminar com a restauração da normalidade no local da inflamação aguda;Resolução completa - todas as reações inflamatórias, uma vez neutralizado e eliminado o estímulo nocivo, devem terminar com a restauração da normalidade no local da inflamação aguda; Cicatrização pela substituição de tecido conjuntivo (fibrose) - ocorre após uma destruição tecidual considerável, quando a lesão inflamatória envolve tecidos incapazes de se regenerarem, ou quando existe um abundante exsudado de fibrina.Cicatrização pela substituição de tecido conjuntivo (fibrose) - ocorre após uma destruição tecidual considerável, quando a lesão inflamatória envolve tecidos incapazes de se regenerarem, ou quando existe um abundante exsudado de fibrina. Progressão da resposta tecidual a inflamação crônica -ocorre quando não há uma resolução da resposta inflamatória aguda devido à persistência do agente nocivo ou alguma interferência com o processo normal de cicatrização.Progressão da resposta tecidual a inflamação crônica -ocorre quando não há uma resolução da resposta inflamatória aguda devido à persistência do agente nocivo ou alguma interferência com o processo normal de cicatrização.

21 Inflamação Crônica É uma resposta de estabelecimento lento e gradativo.É uma resposta de estabelecimento lento e gradativo. Duração longa: dias, meses ou anos (agressão persistente ou agente agressor de difícil destruição; resposta imune específica). Duração longa: dias, meses ou anos (agressão persistente ou agente agressor de difícil destruição; resposta imune específica). As etapas da inflamação são mais discretas e os sinais cardinais podem ser discretos ou ausentes. As etapas da inflamação são mais discretas e os sinais cardinais podem ser discretos ou ausentes. Pode ter início insidioso ou iniciar-se após a inflamação aguda. Pode ter início insidioso ou iniciar-se após a inflamação aguda. Geralmente é de início assintomático e as manifestações clínicas só surgem com o tempo, pois podem ocorrer danos teciduais severos, com atrofia e fibrose tecidual. Geralmente é de início assintomático e as manifestações clínicas só surgem com o tempo, pois podem ocorrer danos teciduais severos, com atrofia e fibrose tecidual.

22 FASE DE REPARAÇÃO FIBROBLÁSTICA

23 São responsáveis pela proliferação e regeneração do tecido lesado

24 Fibroplasia Formação do tecido de cicatrização que começa dentro das primeiras horas após a lesão, podendo durar de 4 a 6 semanas.Formação do tecido de cicatrização que começa dentro das primeiras horas após a lesão, podendo durar de 4 a 6 semanas. Durante este período os sinais e sintomas inflamatórios diminuem.Durante este período os sinais e sintomas inflamatórios diminuem.

25 Fases da Reparação Fibroblástica Revascularização:Revascularização: –Crescimento de brotos capilares endoteliais dentro da ferida estimulados pela falta de oxigênio. –Cura aeróbica

26 Fases da Reparação Fibroblástica Formação da cicatriz:Formação da cicatriz: –Formação de tecido de granulação, que consiste numa massa granular avermelhada de tecido conjuntivo –Capilares, colágeno e fibroblastos.

27

28 Uma persistente reação inflamatória pode levar a uma fibroplasia prolongada e excessiva fibrogenese, podendo levar a uma lesão tecidual irreversível Uma persistente reação inflamatória pode levar a uma fibroplasia prolongada e excessiva fibrogenese, podendo levar a uma lesão tecidual irreversível

29 FASE DE REMODELAÇÃO- MATURAÇÃO

30 É um processo a longo prazoÉ um processo a longo prazo Realinhamento ou remodelação do colageno.Realinhamento ou remodelação do colageno. Necessitam de tensão e traçao do tecido colágenoNecessitam de tensão e traçao do tecido colágeno Pode durar anos para ser totalmente complementada.Pode durar anos para ser totalmente complementada.

31 Fatores que impedem a cura Extensão da lesãoExtensão da lesão EdemaEdema HemorragiaHemorragia Pobre suprimento vascularPobre suprimento vascular Separação do tecidoSeparação do tecido Espasmo MuscularEspasmo Muscular AtrofiaAtrofia CorticóidesCorticóides Quelóides e cicatriz hipertróficaQuelóides e cicatriz hipertrófica InfecçãoInfecção


Carregar ppt "OS TECIDOS CORPORAIS E SUAS LESÕES Prof. Vladimir Lopes de Souza."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google