A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SEMINÁRIO DE ECONOMIA BRASILEIRA Administração – 3° Semestre Prof°. Juvenal Anna Paula Wehner Karen Silva de Oliveira Leandro Roveri Marcos Alexandre Rodrigues.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SEMINÁRIO DE ECONOMIA BRASILEIRA Administração – 3° Semestre Prof°. Juvenal Anna Paula Wehner Karen Silva de Oliveira Leandro Roveri Marcos Alexandre Rodrigues."— Transcrição da apresentação:

1 SEMINÁRIO DE ECONOMIA BRASILEIRA Administração – 3° Semestre Prof°. Juvenal Anna Paula Wehner Karen Silva de Oliveira Leandro Roveri Marcos Alexandre Rodrigues Regina Theofilo Yu Ching Ching Outubro de 2009

2 Itens Abordados Dívida Externa X Reservas Internacinais O Milagre Econômico Brasileiro Expansão da Economia Financiamento Externo Questão Social Exílio - Censuras

3 O Milagre Econômico Brasileiro O Milagre Econômico Brasileiro Período de 1968 – 1973 comandado pelo General Emílio Garrastazu Médici. O governo considerado o mais repressivo do Brasil, composto por intenso crescimento do PIB e da produção industrial. Implementação da campanha publicitária "Brasil, ame-o ou deixe-o. Crescimento econômico recorde, inflação baixa e projetos desenvolvimentistas como a Transamazônica e Ponte Rio-Niterói e grandes incentivos fiscais à indústria e à agricultura, construção de importantes rodovías. Conclusão do acordo com o Paraguai para construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu. Forte presença de capital estrangeiro como forma de investimentos e empréstimos.

4 Na área social, criação do PIS (plano de integração social), PRORURAL (benefícios de aposentadoria e assistencia saúde), MOBRAL (alfabetização de adultos), início do Projeto Rondon (melhoria nas condições de vida da Amazônia). Na área política destacou-se pela eliminação das guerrilhas de esquerda rurais e urbanas, manifestações populares, reivindicações salariais por trabalhadores. Apesar do crescimento econômico, o governo Médici foi marcado pelo aumento da miséria no Brasil e do aumento da concentração de renda. Como consequencia da presença de capital estrangeiro, a crise. Aumento da mortalidade infantil, falta de abastecimento de água, 65% da população da época apresentava quadros de desnutrição. O Milagre Econômico Brasileiro O Milagre Econômico Brasileiro

5 Adoção de uma política monetária expansiva, aumentando o crédito no setor privado, estimulando a produção para o mercado interno e externo. As políticas monetárias e créditos aplicados por Delfim Netto, durante o milagre econômico, foram fortemente expansionistas. A Expansão da Economia A Expansão da Economia Período% , , , , , ,3 Crescimento Anual das Exportações Mundiais

6 A Expansão da Economia A Expansão da Economia Trimestres Ano1°2°3°4° Índice de Liquidez Real

7 A Expansão da Economia A Expansão da Economia Desempenho da Agricultura Período Produção de exportáveis4,266,269,09 Produção de domésticos4,444,003,32 Produção total4,584,805,11 Após o movimento militar, os gestores da política econômica procuraram criar uma nova estrutura para a política agrícola brasileira, visando a promoção de um forte processo de modernização agrícola do país, com o crescimento da produtividade do setor.

8 A Expansão da Economia A Expansão da Economia Crescimento da Indústria Indústria I Bens de consumo4,811,612,34,5 1 Duráveis13,421,925,55,5 1.1 Transporte13,123,924,5-1,0 1.2 Elétricos13,917,428,016,0 2 Não duráveis3,69,79,14,2 II Bens de produção9,113,715,78,6 1 Capital4,513,722,58,4 2 Intermediários10,813,713,28,7 Total6,812,614,06,6

9 Financiamento Externo Financiamento Externo Período classificado como crescimento conduzido por endividamento externo. O capital externo que entrou no país sob a forma de empréstimos teria sido fundamental no financiamento desse crescimento. A economia brasileira foi capturada, juntamente com várias outras economias, num movimento geral do capital financeiro internacional em busca de oportunidades de valorização. A dívida externa é uma das conseqüências das relações econômicas do país com o resto do mundo.

10 AnoDivida Externa BrutaReservas Internacionais 19603,10, ,10, ,20, ,20, ,10, ,50, ,70, ,40, ,80, ,40, ,31, ,61, ,54, ,66, ,25, ,24, , , ,511, ,99, ,96, ,47,5 Evolução da Dívida Externa Bruta e das Reservas Internacionais (US$ Bilhões) Financiamento Externo Financiamento Externo

11 Dívida Externa Brasileira (US$ Bilhões) Financiamento Externo Financiamento Externo AnoDivida Externa BrutaDívida Externa Líquida 19653,53, ,73, ,4,3, ,83, ,43, ,34, ,64, ,55, ,66,2

12 Questão Social Questão Social O crescimento durante o milagre econômico trouxe grandes benefícios para as classes de maior renda, incluindo a classe média assalariada. Registrou-se aumento dos acidentes de trabalho, conseqüência das horas extras e da grande intensidade de trabalho. Cresceu o número de pessoas empregadas por família. As conseqüências da política de exclusão social desse período foram dramáticas e podem ser sintetizadas no agravamento das condições de saúde da maioria da população, que se deteriorou, ocorrendo epidemias como a meningite, e no fato de voltarem a crescer as taxas de mortalidade infantil em todo o país. Milagre Econômico Brasileiro, um intenso crescimento da acumulação capitalista beneficiado por altíssimas taxas de lucro, resultantes da compreensão dos salários dos trabalhadores, de maneira tão exagerada que chegou a ameaçar a continuidade do processo de crescimento do país.

13 Exílio – Censura - Torturas Exílio – Censura - Torturas O governo de Medici é considerado o mais duro e repressivo do período, conhecido como " anos de chumbo ". A repressão à luta armada cresce e uma severa política de censura é colocada em execução. Jornais, revistas, livros, peças de teatro, filmes, músicas e outras formas de expressão artística são censuradas. Muitos professores, políticos, músicos, artistas e escritores são investigados, presos, torturados ou exilados do país. O DOI-Codi (Destacamento de Operações e Informações e ao Centro de Operações de Defesa Interna ) atua como centro de investigação e repressão do governo militar. Os músicos brasileiros, na época da ditadura, tentavam expressar o que sentiam através da letra de suas músicas. Não havia liberdade de expressão e, por isso, as canções populares brasileiras eram censuradas e os cantores mais ousados sofriam perseguição, eram exilados, torturados e até mortos. O principais nome dessa conturbada fase são Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Geraldo Vandré. A música Pra não dizer que não falei das flores é considerada o hino nacional contra a ditadura.

14 As torturas, buscavam respostas a partir do sofrimento corporal insuportável, provocam a discórdia entre o corpo e a mente. As principais formas de tortura usadas na ditadura são o pau-de- arara, choque elétrico e afogamento. Pau-de-arara: tortura para aqueles que sofreriam interrogatório. Nessa posição, levavam choques, eram espancados e afogados. Afogamento: consistia na prática de colocar uma mangueira de água corrente pela boca e outra pelas narinas, as quais era obrigado a respirar uma vez que recebia choques elétricos. Choque: eletrochoques dados com telefone de campanha, com fios longos ligados ao corpo, normalmente aplicado nas partes sexuais, dedos, língua e orelhas. Exílio – Censura - Torturas Exílio – Censura - Torturas

15 Fases do Milagre Fases do Milagre Fases do Milagre Econômico, A estratégia de desenvolvimento; Gestão do projeto nacional - Brasil Grande Potência; O modelo "agrícola- exportador, A execução da política econômica: ; A administração do "milagre": ; Política monetária: crédito e juro; Política fiscal: financiamento do capital de giro a custo zero; Os fundos PIS/PASEP e a melhoria das condições de crédito; Mudanças operacionais na política monetária; Incentivos às exportações de manufaturados; Apoio "estratégico" à agricultura: incentivos à elevação de produtividade; Política industrial: Plano Siderúrgico Nacional, incentivos ao investimento e à indústria de bens de capital; A conjuntura e as contradições da política econômica do "milagre"

16 Título do tema do slide Título do tema do slide


Carregar ppt "SEMINÁRIO DE ECONOMIA BRASILEIRA Administração – 3° Semestre Prof°. Juvenal Anna Paula Wehner Karen Silva de Oliveira Leandro Roveri Marcos Alexandre Rodrigues."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google