A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ética. A ética As discussões sobre a ética se iniciam com Sócrates, pois encontra seu ponto de partida na consciência do agente moral. As discussões.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ética. A ética As discussões sobre a ética se iniciam com Sócrates, pois encontra seu ponto de partida na consciência do agente moral. As discussões."— Transcrição da apresentação:

1 Ética

2

3 A ética As discussões sobre a ética se iniciam com Sócrates, pois encontra seu ponto de partida na consciência do agente moral. As discussões sobre a ética se iniciam com Sócrates, pois encontra seu ponto de partida na consciência do agente moral. Aristóteles estabeleceu a ética como um saber prático (em oposição ao saber teorético que ocorre independe de nós). Aristóteles estabeleceu a ética como um saber prático (em oposição ao saber teorético que ocorre independe de nós). A ética era concebida como a educação do caráter do sujeito moral para dominar racionalmente impulsos, apetites e desejos, para orientar a vontade rumo ao bem e a felicidade. A ética era concebida como a educação do caráter do sujeito moral para dominar racionalmente impulsos, apetites e desejos, para orientar a vontade rumo ao bem e a felicidade.

4 A ética Ética vem do grego "ethos", e tem seu correlato no latim "morale", com o mesmo significado: conduta ou relativo aos costumes. Ética vem do grego "ethos", e tem seu correlato no latim "morale", com o mesmo significado: conduta ou relativo aos costumes. Ética são normas ou padrões de comportamento que guiam as escolhas morais referentes ao nosso comportamento e a nossa relação com as outras pessoas. Ética são normas ou padrões de comportamento que guiam as escolhas morais referentes ao nosso comportamento e a nossa relação com as outras pessoas.

5 Ética e Moral Ética Princípios gerais ou normas de comportamento Moral Aplicação dos princípios éticos ao comportamento humano e social

6 A existência ética O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. O senso moral e a consciência moral dizem respeito a valores, sentimentos, intenções, decisões e ações referidos ao bem e ao mal e ao desejo de felicidade. Senso moral: nossos sentimentos e ações. Senso moral: nossos sentimentos e ações. Consciência moral: decide a ação. Consciência moral: decide a ação.

7 A existência ética Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva. Dizem respeito às relações que mantemos com os outros e, portanto, nascem e existem como parte de nossa vida intersubjetiva. Juízo de fato: são o que as coisas são, como são e por que são (naturais). Juízo de fato: são o que as coisas são, como são e por que são (naturais). Juízo de valor: são as avaliações sobre as coisas, pessoas, situações e são proferidos na moral, nas artes, na política, na religião (cultural). Juízo de valor: são as avaliações sobre as coisas, pessoas, situações e são proferidos na moral, nas artes, na política, na religião (cultural).

8 A existência ética Juízo ético de valor: são normativos, enunciam normas que determinam o dever ser de novos sentimentos, nossos atos, nossos comportamentos. Juízo ético de valor: são normativos, enunciam normas que determinam o dever ser de novos sentimentos, nossos atos, nossos comportamentos. Avaliam segundo o correto e o incorreto. Avaliam segundo o correto e o incorreto. Somos educados segundo os valores éticos, o senso moral e a consciência moral. Somos educados segundo os valores éticos, o senso moral e a consciência moral.

9 A existência ética Para garantir a manutenção dos padrões morais através do tempo e sua continuidade, as sociedades tendem a naturalizá-los. Para garantir a manutenção dos padrões morais através do tempo e sua continuidade, as sociedades tendem a naturalizá-los. A naturalização da existência moral esconde o fato de ela ser criação histórico-cultural. A naturalização da existência moral esconde o fato de ela ser criação histórico-cultural.

10 Os constituintes do campo ético Para que haja conduta ética é preciso que exista o agente consciente (aquele que conhece a diferença entre o bem e o mal, certo e errado). Para que haja conduta ética é preciso que exista o agente consciente (aquele que conhece a diferença entre o bem e o mal, certo e errado). A consciência moral não só conhece tais diferenças, mas também é capaz de julgar o valor dos atos e das condutas em conformidade com os valores morais sendo responsável por eles. A consciência moral não só conhece tais diferenças, mas também é capaz de julgar o valor dos atos e das condutas em conformidade com os valores morais sendo responsável por eles.

11 Os constituintes do campo ético O campo ético é constituído pelos valores e pelas obrigações que formam o conteúdo das condutas morais e são realizadas pelo sujeito moral. O campo ético é constituído pelos valores e pelas obrigações que formam o conteúdo das condutas morais e são realizadas pelo sujeito moral. O sujeito moral é a pessoa e só pode existir se preencher as seguintes condições: O sujeito moral é a pessoa e só pode existir se preencher as seguintes condições:

12 Os constituintes do campo ético Ser consciente de si e dos outros. Ser consciente de si e dos outros. Ser dotado de vontade (capacidade para controlar e orientar desejos, impulsos, sentimentos e deliberar entre as várias alternativas possíveis). Ser dotado de vontade (capacidade para controlar e orientar desejos, impulsos, sentimentos e deliberar entre as várias alternativas possíveis). Ser responsável (reconhecer-se autor da ação, avaliar os efeitos e consequências). Ser responsável (reconhecer-se autor da ação, avaliar os efeitos e consequências). Ser livre (capacidade de autodeterminar-se, sem coação). Ser livre (capacidade de autodeterminar-se, sem coação).

13 Diferenças... MORAL X AMORAL X IMORAL Contrário a moral Contrário a moral vigente vigente Sujeito sem capacidade de decidir Sujeito sem capacidade de decidir Regras éticas colocadas em prática ÉTICO X ANTI-ÉTICO

14 Enade A formação da consciência ética, baseada na promoção dos valores éticos, envolve a identificação de alguns conceitos como: “consciência moral”, “senso moral”, “juízo de fato” e “juízo de valor”. A esse respeito, leia os quadros a seguir.

15 Quadro I - Situação Helena está na fila de um banco, quando, de repente, um indivíduo, atrás na fila, se sente mal. Devido à experiência com seu marido cardíaco, tem a impressão de que o homem está tendo um enfarto. Em sua bolsa há uma cartela com medicamento que poderia evitar o perigo de acontecer o pior. Helena pensa: “Não sou médica devo ou não devo medicar o doente? Caso não seja problema cardíaco o que acho difícil ele poderia piorar? Piorando, alguém poderá dizer que foi por minha causa uma curiosa que tem a pretensão de agir como médica. Dou ou não dou o remédio? O que fazer?”

16 Quadro II - Afirmativas 1 - O “senso moral” relaciona-se à maneira como avaliamos nossa situação e a de nossos semelhantes, nosso comportamento, a conduta e a ação de outras pessoas segundo idéias como as de justiça e injustiça, certo e errado. 2 - A “consciência moral” refere-se a avaliações de conduta que nos levam a tomar decisões por nós mesmos, a agir em conformidade com elas e a responder por elas perante os outros.

17 Qual afirmativa e respectiva razão fazem uma associação mais adequada com a situação apresentada? (A) Afirmativa 1- porque o “senso moral” se manifesta como conseqüência da “consciência moral”, que revela sentimentos associados às situações da vida. (B) Afirmativa 1- porque o “senso moral” pressupõe um “juízo de fato”, que é um ato normativo enunciador de normas segundo critérios de correto e incorreto. (C) Afirmativa 1- porque o “senso moral” revela a indignação diante de fatos que julgamos ter feito errado provocando sofrimento alheio. (D) Afirmativa 2- porque a “consciência moral” se manifesta na capacidade de deliberar diante de alternativas possíveis que são avaliadas segundo valores éticos. (E) Afirmativa 2- porque a “consciência moral” indica um “juízo de valor” que define o que as coisas são, como são e por que são.

18 Qual é a resposta correta?


Carregar ppt "Ética. A ética As discussões sobre a ética se iniciam com Sócrates, pois encontra seu ponto de partida na consciência do agente moral. As discussões."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google