A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TÉCNICAS DE GESTÃO Turma GTI 0103. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Turma ADS 0019.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TÉCNICAS DE GESTÃO Turma GTI 0103. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Turma ADS 0019."— Transcrição da apresentação:

1 TÉCNICAS DE GESTÃO Turma GTI 0103

2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Turma ADS 0019

3 OBJETIVOS DA UNIDADE 2 Compreender a importância da evolução no conceito de gestão; Conhecer os principais autores que contribuíram para a evolução administrativa; Refletir os aspectos históricos que ainda podem ser analisados no cotidiano. Profº Ricardo luiz3

4 ORIGENS DA GESTÃO Desde a antiguidade existe a preocupação com a direção e coordenação de organizações. Essa compreensão se faz necessária, a fim de observar e contextualizar as técnicas e formas utilizadas, bem como fazer uma reflexão que oportuniza o entendimento de administrar tempo, equipes, produtos, serviços e sistemas. Profº Ricardo luiz4

5 ORIGENS DA GESTÃO Os objetivos de um sistema administrativo organizacional devem: 1.Ser focados em um resultado positivo. 2.Ter consistência e estarem integrados ao processo. 3.Ser mensuráveis. 4.Ser alcançáveis dentro do sistema. 5.Estar delimitados em tempo e espaço. Profº Ricardo luiz5

6 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Fato: Hipótese: Teoria: Profº Ricardo luiz6 A maçã cai da árvore. Acreditar que existe uma força que a atrai. A comprovação de que esta força existe

7 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz7 Teoria científica É o nome dado a um sistema organizado de idéias e conceitos que explicam um conjunto de fenômenos e que pode ser testado. Portanto, a construção de uma teoria é fundamentada em uma prática realizada. FILME TEMPOS MODERNOS

8 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz8 Muitas das teorias e técnicas usadas para administrar as organizações da atualidade são idéias que evoluíram de práticas do passado

9 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz9 Vários tipos de organizações que no passado criaram alternativas e soluções para atingir seus objetivos e metas, através de seus recursos, hoje são adaptados e adequados à nova realidade profissional e de mercado globalizado.

10 GRECIA Profº Ricardo luiz10

11 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz11 No século V a.C., começou na Grécia um fértil período de produção de idéias que viriam a influenciar profundamente a prática da administração. Mais que isso, as idéias dos gregos apresentaram-se entre as mais importantes contribuições para a civilização.

12 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz12 Dentre elas: Democracia. Ética. Qualidade.

13 ROMA E A IGREJA CATÓLICA Profº Ricardo luiz13

14 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz14 Princípios e técnicas administrativas construíram e mantiveram Roma durante 12 séculos como monarquia, república e império. Roma apresenta o primeiro caso no mundo de organização e administração de um império multinacional.

15 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz15 Lembra também que a má administração ajudou a destruir Roma. E com o desaparecimento do Império Romano, outra organização de grande porte começava a escrever sua história. A organização herdou muito das tradições administrativas dos romanos, geograficamente como também de linguagem.

16 ORGANIZAÇÕES MILITARES Profº Ricardo luiz16

17 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz17 Há mais de anos, os exércitos vêm criando soluções para a administração de grandes contingentes de pessoas envolvidas em operações complexas e arriscadas.

18 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz18 Os conceitos sobre estratégia, planejamento, logística e hierarquia, em todos os tipos de empreendimentos.

19 MAQUIAVEL Profº Ricardo luiz19

20 TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz20 Os conceitos sobre estratégia, planejamento, logística e hierarquia, em todos os tipos de empreendimentos.

21 ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO Profº Ricardo luiz21

22 ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO Profº Ricardo luiz22 A administração científica foi um marco muito significativo para a história da administração. O engenheiro americano Frederick W. Taylor, no começo do século XX, iniciou estudos que davam ênfase às tarefas da organização.

23 Profº Ricardo luiz23 O nome administração científica se dá devido à tentativa de aplicação dos métodos da ciência aos trabalhos operacionais a fim de aumentar a eficiência industrial. ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO

24 AS TÉCNICAS DE TAYLOR Profº Ricardo luiz24

25 Profº Ricardo luiz25 A partir deste momento, a administração passou a ser vista e considerada como ciência. Os elementos elencados por Taylor e chamados de: unidades básicas de trabalho ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO

26 Profº Ricardo luiz26 Algumas tarefas consideradas taylorizadas são: Estudo de tempo, supervisão funcional; Padronização de materiais. Planejamento de tarefas e cargos. Definição da rotina de trabalho. ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A GESTÃO

27 FAYOL Profº Ricardo luiz27

28 Profº Ricardo luiz28 Algumas tarefas consideradas taylorizadas são: Estudo de tempo, supervisão funcional; Padronização de materiais. Planejamento de tarefas e cargos. Definição da rotina de trabalho. FAYOL

29 Profº Ricardo luiz29 Nasceu em Istambul(Turquia); Apresentou seus estudos sob ótica da Administração Industrial e Geral É dele a contribuição das funções Administrativas: o POCCC ou PO3C - Planejar Organizar Comandar, Controlar e Coordenar. FAYOL

30 Profº Ricardo luiz30 Fayol determinou que a administração seja uma atividade comum a todos os empreendimentos humanos como: a família, os negócios e o governo. Todos exigem certo grau de planejamento, organização, comando, coordenação e controle. FAYOL

31 Profº Ricardo luiz31 As teorias de Fayol foram em cima de experiências de administrador bem-sucedido que foi em frente à mineradora francesa Comambault. FAYOL

32 Profº Ricardo luiz32 Segundo Fayol toda empresa tem seis funções básicas: FAYOL

33 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz33

34 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz34 Peter Ferdinand Druker Considerado pai do Gerenciamento; Foi economista, analista financeiro, jornalista, conferencista, consultor, autor e professor. Escreveu sobre a importância decisiva do marketing nas organizações;

35 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz35 LYNDALL URWICK Foi um consultor de negócios administrativos e pensador influente do Reino Unido. Escreveu o livro Os elementos de administração do negócio Investigação.- Previsão.- Planejamento. - Organização.- Coordenação.- Comando. - Controle.

36 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz36 MOONEY E REILLEY Foram os estudiosos e pioneiros no esforço para criar a definição do processo de administrar. Eles afirmaram que deve haver eficiência em todos os grupos de toda organização.

37 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz37 RALPH C. DAVIS Vê a amplitude administrativa em um planejamento de três níveis: Estratégico: que engloba toda organização. Tático: envolvendo os departamentos. Operacional: focando as tarefas.

38 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz38 WILLIAM H. NEWMAN Professor e estudioso dos processos gerenciais. Publicou dez livros sobre, Técnicas de Gestão e Estratégias. Seus livros de Ações Administrativas estão traduzidos em dez idiomas.

39 PERSONALIDADES INFLUENTES NO PROCESSO DE EVOLUÇÃO DA GESTÃO Profº Ricardo luiz39 KOONTZ E ODONNELL Com estudos voltados a teorias com foco no desempenho de tarefas administrativas. Ótimo trabalho na Administração desportiva. O processo de planejamento é lógico, pois reflete as etapas e as condições sucessivas para atingir um objetivo

40 HENRY FORD E A LINHA DE MONTAGEM Profº Ricardo luiz40

41 HENRY FORD E A LINHA DE MONTAGEM Profº Ricardo luiz41 Henry Ford dentro de um processo predefinido trabalhou o sistema de produção em massa elevando o grau de produção diferenciado implicando quantidade de peças padronizadas e trabalhador especializado.

42 HENRY FORD E A LINHA DE MONTAGEM Profº Ricardo luiz42 Ford Evidenciou, entre outros, os seguintes princípios: 1. Fazer as coisas da melhor maneira possível. 2. Distribuir com clareza as responsabilidades. 3. Escolher os servidores mais capazes, não importa a que preço.

43 TÓPICO 2 - BUROCRACIA Profº Ricardo luiz43

44 BUROCRACIA Profº Ricardo luiz44 A burocracia foi criada com o intuito de organizar, ou seja, de poder contribuir de forma positiva aos procedimentos dos sistemas e das organizações.

45 BUROCRACIA Profº Ricardo luiz45 Max Weber ( ), cientista alemão, foi quem fez os estudos pioneiros sobre as burocracias. Determinou que as organizações formais modernas se baseiam em leis que as pessoas acreditam e aceitam como racionais.

46 ENFOQUE COMPORTAMENTAL Profº Ricardo luiz46 Quando o enfoque comportamental é usado por uma organização, significa dizer, que a organização tem consideração primordial no indivíduo. Esteja ele sendo visto com sua atuação individual ou grupal, mas sempre abrangendo as características do indivíduo.

47 ENFOQUE COMPORTAMENTAL Profº Ricardo luiz47 Quanto maior integração social dentro do grupo de trabalho, maior a disposição de produzir. Mais importante que o incentivo econômico é a necessidade de reconhecimento e aprovação social que influenciam decisivamente a motivação do trabalhador.

48 TÓPICO 3 - ABORDAGENS EVOLUTIVAS DE GESTÃO Profº Ricardo luiz48

49 EVOLUÇÃO DA ESCOLA CLÁSSICA Profº Ricardo luiz49 A Escola Clássica da Administração é formada pelo conjunto de teorias científicas de Taylor, Fayol e Ford. É uma designação elástica, que abrange diversas contribuições distintas, que acabam por convergir para o conceito de que a administração é um processo

50 EVOLUÇÃO DA ESCOLA CLÁSSICA Profº Ricardo luiz50 A administração, pode ser entendida como um processo que necessita de indivíduos que o compõem e elaboram objetivos para serem alcançados de forma eficaz.

51 ESCOLA NEOCLÁSSICA Profº Ricardo luiz51 A escola neoclássica por alguns estudiosos segue a escola clássica e por alguns autores até, considerada a mesma Escola Clássica da Administração. As mudanças decorrentes do avanço da tecnologia e que diretamente influenciam ações nas organizações, também expressam a evolução a partir das teorias e práticas dos grandes estudiosos do processo administrativo.

52 EVOLUÇÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO Profº Ricardo luiz52 Até 1950 os sistemas gerencias eram voltados a processo produtivo. Em 1960 o planejamento de longo prazo começa a ser difundido. A partir da década de 60 o ambiente externo passou a ser considerado nos planejamentos empresariais.

53 EVOLUÇÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO Profº Ricardo luiz53 As influencias externas tornaram grandes modificadores nas organizações sejam eles por meios de comunicação, grupos ecológicos, políticas, consumidores ativistas, grupos de educação ou legislação. Impacto da Tecnologia.

54 ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVOS – APO Profº Ricardo luiz54 Administração por Objetivos pode ser definida como um estilo ou sistema de administração que relaciona as metas organizacionais com o desempenho e desenvolvimento individual, por meio do envolvimento de todos os níveis administrativos.

55 ADMINISTRAÇÃO POR OBJETIVOS – APO Profº Ricardo luiz55 Administração por Objetivos pode ser definida como um estilo ou sistema de administração que relaciona as metas organizacionais com o desempenho e desenvolvimento individual, por meio do envolvimento de todos os níveis administrativos.

56 ESCOLA DA QUALIDADE Profº Ricardo luiz56 As características da Escola da Qualidade, a partir do início do século XX, visam à ausência de variação nos produtos, que significava encontrar produtos defeituosos, através de um controle estatístico na linha de montagem. A tendência desta escola é a qualidade como Estratégia de Negócios.

57 AUDITORIA DO SISTEMA DA QUALIDADE Profº Ricardo luiz57 Uma das ferramentas utilizadas para a melhoria dos sistemas de gestão da qualidade é a auditoria da qualidade.

58 AUDITORIA DO SISTEMA DA QUALIDADE Profº Ricardo luiz58 Segundo a ISO 9000:2000, a auditoria pode ser definida como um processo sistemático, independente e documentado para se obter evidência e avaliá-la objetivamente visando determinar a extensão na qual os critérios de auditoria são entendidos.

59 NORMAS ISO Profº Ricardo luiz59 Fundada em 1947, padronizando normas de qualidade em todo o mundo. Com sede em Genebra(Suíça), no Brasil representado pela ABNT Normas de qualidade ISO 9001, 9002, 9003 que no Brasil é a NBR ISO 9000.

60 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz60

61 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz61 A Escola Americana da Qualidade, da qual Deming foi uma das figuras marcantes, criou raízes fortes no Japão e influenciou profundamente a filosofia de administração daquele país.

62 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz62 Quem aproveitou os princípios dessa época foi a Toyota.

63 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz63 Apresentamos os três princípios básicos da fabricação com qualidade de acordo com a filosofia japonesa de administração: Fazer certo da primeira vez. Corrigir os erros em suas causas fundamentais. Círculos no sistema da Qualidade.

64 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz64 JUST IN TIME É considerado por alguns autores como uma ferramenta do sistema de qualidade que surgiu no Japão na década de 70. Produção sem estoques. Eliminação de desperdícios. Esforço contínuo na resolução de problemas. Melhoria contínua de processos. Organização do local do trabalho

65 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz65 ELIMINAÇÃO DE DESPERDÍCIOS Eliminar o desperdício, pela eliminação de atividades que consomem recursos, mas não agregam valor aos produtos ou serviços. Observado o mau uso dos recursos, falta de atenção, colaborador que desconhece alguns produtos, os desperdícios, extravios, ou administração ineficiente, em que o prejuízo reduz o lucro e causam perdas.

66 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz66 PRODUÇÃO COM QUALIDADE A padronização dos componentes e a utilização dos recursos de qualidade geram a organização. A performance da produção com qualidade geram lucro mais expressivo

67 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz67 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Um dos fatores considerados básicos na qualidade de vida no trabalho e nos indicadores de desempenho é a eliminação do retrabalho, ou que este seja próximo de zero.

68 MODELO JAPONÊS DE ADMINISTRAÇÃO Profº Ricardo luiz68 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO O colaborador em todas as etapas de produção necessita da organização, ações politicamente corretas como ações de segurança, preservando a ergonomia, o conforto e o bem-estar do seu servidor, para que este possa produzir mais e melhor.


Carregar ppt "TÉCNICAS DE GESTÃO Turma GTI 0103. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Turma ADS 0019."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google