A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cerâmicos produzidos a partir de escórias provenientes da incineração de RSUs.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cerâmicos produzidos a partir de escórias provenientes da incineração de RSUs."— Transcrição da apresentação:

1 Cerâmicos produzidos a partir de escórias provenientes da incineração de RSUs

2 Promotores: - Erika Davim – Engenheira Cerâmica; - Filipe Davim – Engenheiro Cerâmico. Unidade de investigação: Investigadores da UA: - Erika Davim; - Drª Mª Helena Fernandes. Patente Internacional PCT/IB2009/ Equipa

3 São produzidas cerca de 200 kg de escórias por tonelada de R.S.U. incinerada. A Lipor produz ~ ton/mês de escórias. A ValorSul produz ~ ton/mês de escórias. Estes resíduos têm, normalmente, como destino final a deposição em aterro sanitário. Utilizações atuais: Camadas estruturais de pavimentos rodoviários; Material inerte em argamassas; Atendendo às crescentes exigências de segurança ambiental, custo e limitação da deposição de resíduos em aterro sanitário, a valorização de escórias parece ser uma solução bastante atractiva. Génese do Projecto

4 Matérias primascusto (/ton) Dolomite50-55 Barro magro75-90 Barro gordo60-65 Areia35-40 Caulino Exemplo: Empresa de Revestimento Cerâmico com produção de m 2 /mês Consumo total de matérias primas: ton/mês Urge assim encontrar soluções alternativas, no sentido de incrementar a utilização de materiais alternativos, constituindo a valorização de resíduos uma via com assinaláveis vantagens. Génese do Projecto

5 Necessidades: Inovação tecnológica que crie um produto que não utilize matérias-primas naturais; Satisfazer as novas tendências de um mercado de construção sustentável; Reutilizar de resíduos evitando os aterros. Solução: Criação de uma unidade fabril fornecedora de materias primas para as industrias cerâmicas de pavimento e revestimento usando como matéria-prima escórias provenientes da incineração de resíduos sólidos urbanos (RSUs). Proposta de valor

6 Benefícios: Não usar matérias-primas naturais; Produção de uma matéria-prima a preço reduzido; Menores consumos energéticos e hídricos durante a sua preparação; Produto com características e propriedades equivalentes ou melhores que as dos cerâmicos convencionais; Produto que permite obter o rótulo ecológico europeu Eco-label. Proposta de valor

7 Matéria prima pronta para utilização na indústria de pavimento e revestimento. Desenvolvimento de novos produtos e sub produtos na área cerâmica, amigos do ambiente, recorrendo a uma unidade própria de I&D. O Produto

8 Possíveis Clientes: 1ª Fase: Todas as empresas de Pavimento e Revestimento Cerâmico Fases seguintes: Todas as empresas de produtos e subprodutos cerâmicos Concorrentes: Empresas fornecedores de matérias primas cerâmicas Mercado Possíveis Clientes

9 Caracterização de materiais cerâmicos prensados unidireccionalmente a 140 MPa e sinterizados a 1100 ºC, 2h, em forno laboratorial Propriedades 100% escórias 80% escórias + 20% Feldspato Indústria Densidade (g.cm 3 )2,42,52-2,8 Absorção àgua (%)150,50,5-19 CET (x10 -6 ºC -1 )109,6> 9 Resistência flexão (MPa)2544> 20 Dureza Vickers (GPa)2,1 - 4,42,5 - 62,6 - 4

10 Reprodução em condições e ambiente fabril; Estudar as propriedades do produto cozido e decorado; Encontrar parceiro financeiro que viabilize a criação da unidade produtiva; Registar a marca; Obtenção da certificação do produto. Próximos passos

11 Fim Obrigado


Carregar ppt "Cerâmicos produzidos a partir de escórias provenientes da incineração de RSUs."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google