A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Formar e manter novos hábitos A mudança é, em si mesma, o milagre dos milagres. Uma modificação realizada pela Palavra é um dos mais profundos mistérios.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Formar e manter novos hábitos A mudança é, em si mesma, o milagre dos milagres. Uma modificação realizada pela Palavra é um dos mais profundos mistérios."— Transcrição da apresentação:

1

2 Formar e manter novos hábitos A mudança é, em si mesma, o milagre dos milagres. Uma modificação realizada pela Palavra é um dos mais profundos mistérios da Palavra.

3 Não a podemos compreender; só podemos crer, como o declaram as Escrituras, que é Cristo em vós, a esperança da glória (Col. 1:27). – Signs of the Times, 25 de abril de 1906.

4 Como formamos os nossos hábitos? Veja o exemplo: - Função social. Ex.: Comer como forma de reunir amigos e familiares. Em algumas culturas, recusar alimento pode ser considerado como desrespeito e não valorização do esforço de outra pessoa.

5 Em outras culturas, deve-se deixar alimento no prato para indicar a saciedade. O alimento está associado à hospitalidade.

6 - Desenvolvimento biológico. Ex.: No caso da alimentação, há a preferência por gosto doce (como o leite materno) desde o início da vida, por conta da indiferença das papilas gustativas ao salgado, a recusa do amargo, como proteção contra venenos.

7 Para que um alimento possa ser inserido na dieta, ele precisa ser apresentado por, pelo menos, oito vezes. Em geral, as mães desistem antes e preferem oferecer os alimentos preferidos das crianças (doces e gorduras).

8 - Aquisição de hábitos na infância. Ex.: Treino com a criança em relação a horário, local, situação, forma, velocidade, quantidade e qualidade. Há uma modelagem do comportamento alimentar e os pais orientam e servem de modelo.

9 A disponibilidade de alimentos saudáveis facilita a aquisição de hábitos alimentares adequados.

10 - Afeto e atenção. Ex.: Esses dois elementos são grandes reforçadores dos comportamentos. Desde o seio materno, em que estão presentes esses dois elementos, há uma relação de segurança e prazer que envolve a alimentação.

11 Esta também funciona como recompensa (o doce como resultado de um bom comportamento). Apesar de que jamais deveríamos usar alimento como recompensa e trabalho como castigo.

12 - Hábitos como sintomas. Ex.: Em casos de solidão, medo, raiva, tédio, estresse, entre outros, a comida pode funcionar como punição ao próprio indivíduo, ou a outras pessoas, pelo excesso ou a falta completa.

13 A comida também pode ser manejada como fonte de prazer: comer como atividade reforçadora (em geral por não ter outras), e não comer como forma de autocontrole e prazer (anorexia nervosa), ou estar associada à culpa (bulimia).

14 Primeiro, nós formamos hábitos; então eles nos formam. Vença seus maus hábitos, ou eles vencerão você. Dr. Rob Gilbert

15 Barreiras para bons hábitos de saúde

16 Barreiras para bons hábitos de saúde – Aprendizagem dos primeiros anos;

17 Barreiras para bons hábitos de saúde – Aprendizagem dos primeiros anos; – Demora X recompensa imediata;

18 Barreiras para bons hábitos de saúde – Aprendizagem dos primeiros anos; – Demora X recompensa imediata; – Otimismo irreal;

19 Barreiras para bons hábitos de saúde – Aprendizagem dos primeiros anos; – Demora X recompensa imediata; – Otimismo irreal; – Falta de motivação; – Comportamentos saudáveis não relatados ou instáveis.

20 Variáveis importantes na mudança de comportamento Conhecimento: Uma familiaridade intelectual com os fatos, a verdade ou os princípios, alcançada por visão, experiência ou relatos.

21 Habilidades: A habilidade para fazer bem alguma coisa, a partir de um talento, treino ou prática.

22 Crença: A aceitação ou confiança em um fato alegado ou um conjunto de fatos como verdadeiros ou justos sem um reconhecimento ou prova; uma verdade percebida.

23 Atitude: Estilo, disposição, sentimento ou posição em relação a uma pessoa ou coisa.

24 Valores: Idéias, ideais e costumes que provocam uma resposta emocional a favor ou contra eles.

25 Condições para suportar ou induzir à mudança

26 - Visão: algo maior que pode ser alcançado por um motivo transcendente. Em geral, ao pensarmos na vida espiritual, a indução para a mudança de hábitos deveria estar nesta direção.

27 - Ambição – o pensamento no ganho. A mudança é motivada pelo benefício a ser alcançado.

28 - Desespero: os hábitos têm trazido sofrimento insuportável e a mudança é o único caminho possível.

29 Ter atitude faz diferença: A mudança de hábitos exige uma mudança de atitudes. A maior descoberta da minha geração é que qualquer ser humano pode mudar de vida, mudando de atitude – William James ( ).

30 Pensamentos negativos resistentes à mudança:

31 - Este é o meu modo de ser!

32 Pensamentos negativos resistentes à mudança: - Este é o meu modo de ser! - As coisas sempre foram assim… e permanecerão desse modo.

33 Pensamentos negativos resistentes à mudança: - Este é o meu modo de ser! - As coisas sempre foram assim… e permanecerão desse modo. - Eu irei tentar, mas sei que não vou conseguir.

34 - Isso não é familiar para mim.

35 - A mudança me tortura. Todo prazer será retirado de minha vida!

36 Pensamentos positivos para que a mudança ocorra:

37 - A mudança é possível e o desenvolvimento de novos conhecimentos, habilidades, hábitos, motivação, é uma parte normal da experiência cristã.

38 - Se existe algum estresse associado ao que não é familiar, há também emoção, curiosidade e satisfação.

39 - A mudança pode ser feita de tal forma que resulte em qualidade de vida.

40 - Um deslize não é uma recaída. Recomece! O salmista afirma:Se cair, não ficará prostrado, porque o Senhor o segura pela mão (Sal. 37:24).

41 A motivação é uma das chaves para a mudança de atitude. A motivação está relacionada à emoção – não é apenas uma decisão, há desejo ou medo. O amor, por exemplo, é um elemento que constrange à mudança. Não há como conhecer a Cristo e permanecer da mesma forma.

42 Intensidade A intensidade da emoção envolvida pode potencializar ou impedir a ação. Então, lembre-se: Quem está em Cristo é uma nova criatura (2 Cor. 5:17). O rompimento com o mundo deve ser total.

43 Há uma grande ênfase na mudança – em termos de novo nascimento. Não é só mudar alguns hábitos. É nascer de novo!

44 Crença A motivação também necessita da crença de que é possível completar a tarefa com base em alguma evidência. No caso do estilo de vida cristão, a maior evidência deve ser a fé. A mudança não é apenas algo que se pretende, mas, em Cristo, algo plenamente possível.

45 Foco A motivação requer foco. Um direcionamento do pensamento e da energia para onde se quer ir. A motivação requer um elemento de missão – um desejo de ir além, de chegar a algum lugar.

46 O foco da mudança é a adoração. Paulo, em Romanos 12:1, nos lembra que devemos apresentar nossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.

47 Passos para uma mudança de hábitos:

48 - Verificar os hábitos que precisam ser mudados; - Reconhecer os comportamentos que estão interferindo negativamente ou positivamente no estilo de vida; - Ter uma visão – definir os padrões de comportamento desejáveis;

49 - Definir claramente metas e objetivos;

50 - Traçar um plano de ação e comprometer-se com ele;

51 - Definir claramente metas e objetivos; - Traçar um plano de ação e comprometer-se com ele; - Treinamento da vontade – das pequenas mudanças (mais fáceis) até as maiores (mais difíceis).

52 - Obter apoio – Deus, comunidade e família;

53 - Estar atento às recaídas.


Carregar ppt "Formar e manter novos hábitos A mudança é, em si mesma, o milagre dos milagres. Uma modificação realizada pela Palavra é um dos mais profundos mistérios."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google