A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ECOTELHADO Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ECOTELHADO Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados."— Transcrição da apresentação:

1 ECOTELHADO Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados.

2 TRANSMISSÃO DE CALOR por condução térmica - através de materiais que conduzem calor. Há materiais que oferecem maior condutividade (como metais, por exemplo), e outros com menor condutividade (algumas cerâmicas, isopor, fibra de vidro, etc). Os maus condutores são considerados isolantes. Além de depender dos materiais, depende da área exposta e da diferença de temperatura entre um lado e outro;

3 TRANSMISSÃO DE CALOR por convecção - através da mistura de materiais e fluidos que levam calor a medida que se movimentam. A convecção pode ser natural (ar quente tende a subir, ar frio a descer, por exemplo), ou forçada (mediante ventiladores, por ex. – gasto energia)

4 TRANSMISSÃO DE CALOR por irradiação - transporte de calor por radiação eletromagnética. É a forma pela qual o calor do sol chega até nós. Depende da intensidade da fonte, como também da cor e material de superfície receptora - revestimentos brancos em refletir até 70% da energia solar

5 TELHADO E A RADIAÇÃO SOLAR Cerca de 93% do calor que chega no telhado vêm por radiação. Com isso, o sol aquece o telhado e o telhado quente vai então transmitir grande parte desse calor para dentro da casa por radiação também.

6 TELHADO E A RADIAÇÃO SOLAR

7 TELHADO VERDE Um telhado verde é uma fina camada de vegetação instalada no alto de um telhado plano ou inclinado. A vegetação pode variar de gramado, arbustos ou mesmo árvores, dependendo do clima e da capacidade de carga do telhado. consistem em um sistema com impermeabilização, drenagem, solo e vegetação compatível com o local

8 TELHADOS VERDES RESFRIAM CIDADES Nas edificações horizontais ou mesmo nas verticais, o isolamento térmico proporcionado pela cobertura verde gera economia de energia, sendo capaz de reduzir em até 10ºC a temperatura interna do ambiente. O climatologista Stuart Gaffin, afirma que telhados verdes podem mitigar os efeitos das mudanças climáticas nas ilhas de calor dos centros urbanos. O resfriamento da superfície das cidades chega a casa dos 16.4 graus Celsius por área.

9 TELHADO VERDE

10 TELHADO BRANCO coberturas escuras absorvem 80% do calor externo, as claras refletem até 90% da luz solar. A maioria dos tetos planos são escuros e refletem só até 20% da luz solar. Pintados de branco ou outra cor clara, com reflexão de 0,60 ou mais, os efeitos da incidência solar diminuiriam.

11 UM GRAU A MENOS A pintura do telhado na cor branca, incentivada pela campanha Green Building Council Brasil, visa melhorar o desempenho térmico da edificação, ao proporcionar a redução da temperatura do telhado, devido à menor absorção externa da irradiação solar pelo teto. Essa campanha foi norteada por estudos anteriores, pela Universidade da Califórnia no laboratório no qual foi qual foi verificado reduções significativas na temperatura das habitações ao pintar o teto de branco.

12 TELHADO BRANCO A menor absorção da irradiação solar no telhado cerâmico pintado de branco, em relação ao vermelho, proporciona temperaturas mais baixas no telhado, com menor irradiação de calor (ondas longas) para o interior das zonas, e menor dissipação de calor por convecção para o ar externo.

13 TELHADO BRANCO

14 TELHAS ECOLÓGICAS As telhas, chamadas de ecológicas, surgiram mais recentemente como alternativas as telhas convencionais, cujas matérias-primas, em geral, provem de extração mineral, tão prejudicial ao meio ambiente. Elas usam em sua formulação material reciclado ou proveniente de manejo florestal, no caso de madeira.

15 TELHA DE FIBRA VEGETAL Nas telhas produzidas com resíduos de fibras vegetais são usadas fibras vegetais de madeiras, como pinho e eucalipto, e de não- madeiras, como sisal, bananeira e coco, empregadas no reforço dos materiais cimentícios.

16 COMPOSIÇÃO DA TELHA As telhas têm uma composição revolucionária: uma monocamada de fibras vegetais que são impregnadas de betume, pigmentadas para se obter a cor desejada e em seguida protegidas por uma resina especial. Essa resina oferece proteção contra os raios UV, preservando a cor do produto, e impede a escamação da superfície, tão comum nas telhas multicamadas.

17 COMPORTAMENTO TÉRMICO As telhas compostas de fibras vegetais são mais escuras que as de cimento amianto e mais claras que as telhas cerâmicas e têm tamanho e espessura intermediários entre as telhas cerâmicas e as de amianto. A associação dessas duas características fez com que apresentassem comportamento térmico bastante semelhante ao das telhas cerâmicas

18 DESEMPENHO TÉRMICO As telhas compostas de fibras vegetais apresentaram desempenho térmico semelhante as das telhas cerâmicas apontadas como referência, quanto ao conforto térmico em instalações. Departamento de Engenharia Agrícola - UFCG / Cnpq

19 A Figura 1 apresenta os valores médios horários de CTR obtidos no decorrer de todo o período experimental. Comparando-se a telha cerâmica com a telha composta de fibras vegetais, verificou-se um cruzamento entre as curvas estabelecidas a partir das médias obtidas para os dois materiais nos horários de maior insolação (entre 10 e 16 h), fato este comprovado pela existência de interação significativa entre os tratamentos e as horas do dia para esses horários específicos, o que sugere uma inércia térmica maior da telha composta de fibras vegetais quando comparadas com as telhas cerâmicas.Figura 1

20 FIGURA 1.

21 TELHA DE FIBRA VEGETAL

22 EMBALAGEM TETRA PAK 6 bilhões de embalagens de longa- vida produzidas por ano no pais, menos de 14% são reaproveitadas. No ambiente, elas levam até 100 anos para se decompor, em função do plástico (20% da composição) e alumínio (5%).

23 EMBALAGEM TETRA PAK composta por seis camadas de proteção, de fora para dentro: uma camada de polietileno para proteger a embalagem contra a umidade externa; uma camada de papel que confere estrutura e resistência à embalagem; uma camada de polietileno para aderência entre as camadas internas; uma camada de alumínio para evitar a passagem de oxigênio, luz e microrganismos; e, por fim, duas camadas de polietileno que evitam todo e qualquer contato do leite com os materiais internos da embalagem.

24 TELHA TETRA PAK Trata-se de um novo tipo de cobertura para construção civil feita de papel, alumínio e plástico reciclados. O produto, que já está sendo fabricado em escala industrial, tem como matéria-prima caixas de leite longa-vida (Tetrapak) e tubos de creme dental. Fabricada por meio de um processo que usa pressão e calor, a telha ecológica tem o mesmo formato das de amianto.

25 TELHA TETRA PAK

26 TELHA TUBO Tem como matéria-prima tubos de creme dental provenientes de resíduos de produção desse produto, composto de 75% de plástico e 25% de alumínio. Por esta razão recebem a alcunha de telha-tubo. O resíduo usado na sua fabricação são aparas de corte ou tubos de creme dental que não passaram pelo controle de qualidade. Para fabricar uma telha com dimensões de (2,00 x 0,60)m são necessárias, em média, 700 unidades de tudo de creme dental.

27

28 COMPORTAMENTO TÉRMICO A telha tetrapak, produzidas com resíduo de embalagem de leite longa-vida (polietileno, alumínio e celulose), muito semelhante à composição da telha-tubo, submetida a ensaio específico, apresentou temperatura superficial de 47ºC, enquanto que a telha cerâmica apresentou o resultado de 41ºC. Já a temperatura no interior foi de 22ºC e 23,5ºC, respectivamente, para as duas telhas. (Vechia, 2002 upud Cerqueira, 2009)

29 Araujo, Morais e Altides (2008) afirmam que a telha feita com embalagem tetrapak reciclada (polietileno, alumínio e celulose), por ter alumínio em sua composição, atua na reflexão solar, deixando o ambiente com a temperatura mais agradável. Possui mais eficiência térmica quando comparada a telha de fibrocimento. A telha-tubo tem sua composição semelhante a da telha tetrapak.

30 MANTA TÉRMICA A subcobertura é uma manta que se instala por baixo da cobertura, funcionando como uma barreira na transmissão do calor. Por ter uma face aluminizada, a caixa de leite mostrou-se perfeita para exercer a função da manta, com a vantagem de ser uma solução ecológica. Com a manta, a casa fica mais confortável porque funciona como isolante térmico, refletindo o calor para cima.

31 COMPOSIÇÃO Composição das caixinhas - formadas por 5% de alumínio, 20% de plástico e 75% de papelão. O alumínio reflete mais de 95% do calor, ajudando a diminuir a temperatura interna dos ambientes Cada metro quadrado de manta consome 20 caixinhas em até 8º C.

32 COLOCAÇÃO Para o perfeito funcionamento do isolamento térmico, é muito importante que a manta não encoste nas telhas, deixando um espaço mínimo de dois centímetros para a circulação do ar. O professor Celso Arruda. da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp diz que a manta de Tetra Pak bem aplicada tem o mesmo desempenho dos placas de alumínio (foils) vendidos no mercado.

33 Projeto Forro Vida Longa

34


Carregar ppt "ECOTELHADO Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google