A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fabricação e Comercialização de Janelas PET Fernando Ferreira Mariana Papini Maurício Ayres Rafael Iazzetti.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fabricação e Comercialização de Janelas PET Fernando Ferreira Mariana Papini Maurício Ayres Rafael Iazzetti."— Transcrição da apresentação:

1 Fabricação e Comercialização de Janelas PET Fernando Ferreira Mariana Papini Maurício Ayres Rafael Iazzetti

2

3 1. Descrição dos elementos pré-determinados Meio Ambiente: baixo grau de incerteza e alto grau de impacto - Brasil: são produzidas 253 toneladas de plástico PET - O índice de reciclagem pós consumo é de 54,8% - As embalagens PET são 100% recicláveis e a sua composição química não libera nenhum produto tóxico. - Na coleta seletiva, o PET representa em média 17% dos reciclados separados. - A Caixa Econômica Federal (CEF) passou a conceder a partir de 2010 o Selo Azul para empreendimentos que implantem projetos de eficiência energética e de redução de impacto ambiental na operação das edificações concluídas, valorizando ainda mais o produto.

4 1. Descrição dos elementos pré-determinados Economia: grau de risco médio e alto grau de impacto - O volume de crédito imobiliário previsto para 2011, da ordem de R$ 85 Bilhões, equivale a incremento de 50% sobre o total viabilizado com recursos da poupança em 2010 (R$56,2 Bilhões). - O Brasil é um dos países com maior potencial de crescimento no segmento de resinas PET. O consumo per capita no país é de 2,7 quilos. Nos Estados Unidos e países europeus, atinge 8 quilos. - A expectativa de crescimento da demanda de garrafas PETs para 2011 é da ordem de 8% a 12%. - O acesso ao crédito e a estabilidade econômica impulsionam o crescimento das classes econômicas no país.

5 1. Descrição dos elementos pré-determinados Social: - Maior concientização ambiental da sociedade. - Maior aceitabilidade pelas classes A e B quanto a questão de sustentabilidade - Aumento na geração de renda e emprego. - A reciclagem incentiva o crescimento de cooperativas e promove a inclusão dos catadores na vida econômica e na cidadania.

6 2. Descrição das duas forças motrizes com maior incerteza e impacto selecionadas Político: grau de risco médio e alto grau de impacto - Não existe norma que regula fabricação de Janelas elaboradas com materiais recicláveis, no caso o plástico PET. - A Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), instituida pela lei 12305/10, ainda é bastante genérica. - A regulamentação da coleta de resíduos sólidos de grandes geradores na cidade de São Paulo, em vigor desde novembro de 2010, não inclui catadores de materiais recicláveis. Conforme a Prefeitura da Cidade de São Paulo, apenas 45 empresas cadastradas podem ser contratadas para realizar a coleta seletiva. Catadores autônomos são considerados atividade impedida no município, não pode ser cadastrada/licenciada.

7 2. Descrição das duas forças motrizes com maior incerteza e impacto selecionadas Tecnologia: - A tecnologia para a elaboração do produto ainda está em desenvolvimento e requer um alto investimento até a sua utilização no processo produtivo. - Patentes tecnológicas disponíveis para o desenvolvimento agregam altos valores. - Por ser um produto inovador no mercado, não temos modelos tecnológicos. - Existem outras utilidades para as embalagens além do produto proposto, como a transformações das mesmas em combustível. Desta maneira, pode-se ter um alto custo motivado pela concorrência na obtenção de embalagens recicladas. - Alto custo com o desenvolvimento de novas fontes de geração de energia no país, como por exemplo a fotovoltaica e a eólica.

8 3. Seleção de dois cenários entre os quatro resultantes da combinação das duas forças motrizes acima

9 Elementos pré-determinados: 1 - Demanda por produtos derivados de materiais recicláveis em crescimento. 2 - Aumento da população e do consumo de garrafas PET's no Brasil. 3 - Necessidade do envolvimento da Sociedade para melhorar o processo e separação do material reciclável. 4 - Devido aos grandes eventos esportivos da Copa do Mundo e das Olimpiadas no Brasil, existirá um grande mercado para as janelas recicladas em hotéis, centros esportivos, etc. 5 - Conscientização ambiental crescente na população mundial 6 - Utilização da matéria prima de forma consciente, ajudando o meio ambiente

10 3. Seleção de dois cenários entre os quatro resultantes da combinação das duas forças motrizes acima Cenário 1: favorável – verde Elementos de incerteza neste cenário: 1 - Processos, tecnologia e incentivos fiscais favorecem a utilização de material reciclável em diversos setores da economia e no nosso caso, construção civil. 2 - Novos postos de trabalho na áreas de sustentabilidade. 3 - Desenvolvimento da legislação para favorecer organizações e pessoas na área de sustentabilidade. 4 - Governantes dispostos a resolução de problemas de questões ambientes desde regionais a federais.

11 3. Seleção de dois cenários entre os quatro resultantes da combinação das duas forças motrizes acima Cenário 2: desfavorável – cinza Elementos de incerteza neste cenário: 1 - Ausência de incentivos para melhorias nos processos e utilização de material reciclável por parte do governo. 2 - Demora na elaboração de leis favoráveis aos processos e tecnologia de reciclagem de materias. 3 - Novos materias surgem para produção de janelas na forma de "Produtos Substitutos". 4 - Construção civil, irá procurar importar janelas de países como a China. 5 - Aumento nos encargos de trabalhadores que trabalham com material reciclável.

12 4. Análise da lógica dos dois cenários selecionados e dos impactos cruzados Brasil produz aproximadamente 240 mil toneladas de lixo por dia e por isso ser sustentável agrega cada vez mais valor à empresa e aos produtos comercializados. O plástico PET reciclado vem atendendo diversos setores do mercado, tais como construção civil, automobilísticos, médico-hospitalar e distribuição de energia. O setor de embalagens para alimentos e bebidas vem se destacando pela utilização crescente dos plásticos, em função de suas excelentes características, entre elas: transparência, resistência, leveza e atoxidade. Trabalhar com a reciclagem gera mais que bens finais, ela passa por todo um processo que vai desde o incentivo à coleta seletiva, abertura de novos postos de trabalhos em cooperativas e desenvolvimento da sociedade como um todo visando a preservação do meio ambiente.

13 4. Análise da lógica dos dois cenários selecionados e dos impactos cruzados Atualmente cada vez mais o plástico PET está sendo comercializado como um "commodity", sendo principais fatores de competitividade, produtividade e preço. Sendo assim, a procura por equipamentos com máxima automação tem crescido cada vez mais e isso acaba dificultando para os pequenos produtores, que possuem menores condições de investimentos de concorrer no mercado. A falta de uma legislação sólida e específica cria brechas na chamada logística reversa e inovar em áreas como esta acaba sendo arriscado inibindo investidores e dando oportunidade à novos entrantes no mercado.

14 5. Ameaças e oportunidades Cenário 1 Oportunidades - Grandes demandas originárias pelo crescimento do setor imobiliário e a oportunidade de comercializar um produto inovador no mercado agregando a idéia de sustentabilidade. - Incentivo à mão de obra, envolvimento da sociedade na preservação do meio ambiente e criação de novas frentes de trabalho focadas em reciclagem. Ameaças -Legislação muito geral e com pouca aplicabilidade, dificultando a comercialização e criação de novos produtos. - Sem referência tecnológica para a produção de janelas feitas de plástico PET, o que requer tempo e altos investimentos em pesquisas.

15 5. Ameaças e oportunidades Cenário 2 Oportunidades - Lançamento de produto sustentável frente à uma sociedade que está cada vez mais valorizando a preservação e condenando a exploração e o desperdício. - Inovação de um produto até hoje pouco explorado na questão sustentável e que atenderá as necessidades do mercado de maneira objetiva. Ameaças - Dificuldade na obtenção de recursos públicos para pesquisas. - Ameaças de produtos substitutos, visto que a elaboração do produto final demanda tempo e altos investimentos. - Falta de um padrão de qualidade à ser atendido, por se tratar de um produto inovador.

16 6. Propostas de ação 1 - Fazer parcerias com imobiliárias, para vender janelas para um prédio (B2B). 2 - Montar um stand com representantes comerciais da janela PET, assim que o espaço de um novo prédio estiver disponível para visitação. 3 - A janela PET também poderá ser comprada através do site da própria empresa (e-commerce), sendo oferecidos os serviços de entrega e instalação. 4 - Num primeiro momento, para lançar o produto, a comunicação seria feita pela internet através de um hotsite, twitter, blogs e revistas online relacionados à construção civil e sustentabilidade. 5 - Para manter a campanha, num segundo momento seriam veiculados filmes na televisão e entregues material impresso em lojas de material de construção.6 - Merchandising nas lojas de material de construção através de um representante da empresa para divulgar o produto diretamente ao cliente final.

17 7. Resultados Esperados 1 - Imagem de ser uma janela correta: sustentável e durável, suprindo as mesmas necessidades que as janelas feitas de outros materiais já existentes, mas com o apelo de ser feita de material reciclável. 2 - Empresa pioneira a lançar um produto inovador e que agride menos o meio ambiente no mercado de construção civil. 3 - Desenvolvimento de um novo produto que vai revolucionar o segmento de janelas. 4 - Espera-se vender janelas no primeiro ano, e em cinco anos, ter um lucro líquido equivalente a milhões de reais.

18 Obrigado!


Carregar ppt "Fabricação e Comercialização de Janelas PET Fernando Ferreira Mariana Papini Maurício Ayres Rafael Iazzetti."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google