A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Wilton Oliveira Cartografia Arte ou ciência de compor cartas geográficascartas geográficas mapas mapas Ramo da geografia vinculada aos estudos dos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Wilton Oliveira Cartografia Arte ou ciência de compor cartas geográficascartas geográficas mapas mapas Ramo da geografia vinculada aos estudos dos."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Wilton Oliveira Cartografia Arte ou ciência de compor cartas geográficascartas geográficas mapas mapas Ramo da geografia vinculada aos estudos dos mapas e sua composiçãomapas Conjunto de conhecimentos científicos, artísticos e técnicos voltados para elaboração de mapas e plantas.

2 Prof. Wilton Oliveira Importância da cartografia Primórdios da humanidade Locais de caça, pesca e abrigo contra o frio.

3 Prof. Wilton Oliveira Importância da cartografia Antiguidade Rota de comércios, de navegação, estratégias de guerra

4 Prof. Wilton Oliveira Importância da cartografia Idade Média O conhecimento geográfico conheceu uma relativa estagnação na Europa ocidental, confinado ao domínio eclesiástico.

5 Prof. Wilton Oliveira No entanto foi produzido o mapa OT (orbis terrarum): um T composto pelas águas (Mar Mediterrâneo, Mar Vermelho e rio Nilo), separando as terras (Europa, Ásia ocidental e Norte de África), dentro de um O (o mundo).

6 Prof. Wilton Oliveira Importância da cartografia Idade Moderna Com a reabertura comercial do Mar Mediterrâneo, especialmente a partir do século XI, os mapas ganharam importância renovada, particularmente entre os árabes, que prosseguiram com o seu desenvolvimento.

7 Prof. Wilton Oliveira Em poucos séculos, os mapas de navegação marítima, que passaram a ser grandemente valorizados na região mediterrânica, associados aos progressos técnicos representados pela bússola, pelo astrolábio e pela caravela.

8 Prof. Wilton Oliveira Sextante

9 Prof. Wilton Oliveira Tais progressos alicerçaram as grandes navegações, marcando a passagem definitiva para a Idade Moderna.

10 Prof. Wilton Oliveira

11 Importância da cartografia Atualmente São confeccionados utilizando-se softwares próprios (Sistemas de Informação Geográfica) (CAD ou softwares especializados em ilustração para mapas).

12 Prof. Wilton Oliveira Mapa Retrato de uma região. Representação cartográfica de uma área respeitando técnicas apropriadas para sua construção, como: projeção, escala e legenda.

13 Prof. Wilton Oliveira Todo mapa apresenta uma ideologia. Nos mapas são encontradas mensagens diretas e indiretas que levam ao espectador um pensamento direcionado do fenômeno analisado.

14 Prof. Wilton Oliveira Visões de mapas Mapa de biocapacidade energética do mundo.

15 Prof. Wilton Oliveira Visão Eurocêntrica de mundo

16 Prof. Wilton Oliveira

17 TIPOS DE MAPAS Os mapas podem ser divididos em três grandes grupos: Gerais Temáticos Específicos ou especiais

18 Prof. Wilton Oliveira Geral = tem como objetivo alcançar um público bastante diversificado. As informações contidas, nesses mapas, são muito generalizadas e de fácil entendimento. Sua escala geralmente é reduzida. Apresentam muitas informações e poucos detalhes. Ex: mapas políticos.

19 Prof. Wilton Oliveira Eritréia

20 Prof. Wilton Oliveira

21 Temático = voltado para o público secundarista. Obedecem sempre a temas específicos, ou seja, possui um fundo básico,ou seja: hidrográfico, geológico, demográfico e outros. Utilizam escalas medianas. Diminuem as informações e aumentam os detalhes.

22 Prof. Wilton Oliveira

23

24 Específico = R equer um grande conhecimento prévio sobre o fenômeno estudado, são mapas voltados para profissionais específicos. Neste as escalas são grandes e apresentam informações detalhadas de um elementos. Ex: mapa de uso e conservação dos solos

25 Prof. Wilton Oliveira

26 Mapa de uso e conservação do solo de Salvador

27 Prof. Wilton Oliveira Em um mapa geralmente existe uma série de símbolos que auxiliará o leitor a entender os fenômenos nele exposto. Esses desenhos, figuras e até cores facilitam o entendimento dos mapas. SIMBOLOS E LEGENDAS

28 Prof. Wilton Oliveira Estes sinais devem obedecer três critérios básicos: 1. ser uniforme em um mapas ou em uma série de mapas; 2. ser compreensivos, sem dar margem a suposições; 3. ser legível.

29 Prof. Wilton Oliveira

30 As projeções cartográficas

31 Prof. Wilton Oliveira Possibilitam representar a forma aparentemente esférica da Terra em uma superfície plana;

32 Prof. Wilton Oliveira Devido a esfericidade da Terra sua representação gráfica sempre traz deformações;

33 Prof. Wilton Oliveira

34 Na representação de superfícies menores não se leva em conta a curvatura da Terra. É o que acontece com as representações de plantas de casas, chácaras e etc;

35 Prof. Wilton Oliveira Entretanto, nas representações de espaços maiores, como países e continentes, deve-se considerar que sempre haverá uma deformação devido a curvatura do nosso planeta.

36 Prof. Wilton Oliveira Tipos de projeções Projeção central, polar ou azimutal Mais indicada para as regiões polares Contém paralelos projetados em círculos concêntricos e meridianos projetados em linhas retas;

37 Prof. Wilton Oliveira As linhas e proporções se deformam na medida que se afastam do ponto de tangência.

38 Prof. Wilton Oliveira

39 Mais indicada para a região intertropical do globo; Projeção cilíndrica

40 Prof. Wilton Oliveira Possibilita a representação total da Terra, sendo muito utilizada para elaborar planisférios e para a navegação.

41 Prof. Wilton Oliveira Os paralelos e meridianos ficam retos e perpendiculares;

42 Prof. Wilton Oliveira Como o cilindro é tangente à linha do equador, ele toca unicamente essa linha, assinalando os únicos lugares que conservam suas dimensões originais, portanto a partir desse ponto inicia-se as deformidades;

43 Prof. Wilton Oliveira As projeções cilíndricas mais utilizadas:

44 Prof. Wilton Oliveira

45 Características: Os paralelos e meridianos formam uma rede sobre a qual aparecem os continentes e oceanos;

46 Prof. Wilton Oliveira Os paralelos próximos aos pólos, embora sejam menores, estão representados com o mesmo tamanho das regiões equatoriais; por isso, quanto mais próximo as regiões polares, maiores serão as deformações;

47 Prof. Wilton Oliveira

48 Esta projeção destaca as terras do hemisfério norte, fazendo-as parecerem maiores do que realmente são.

49 Prof. Wilton Oliveira

50 A área do que está sendo cartografada é mantida, porém ocorre uma alteração das formas, com um alongamento no sentido norte-sul.

51 Prof. Wilton Oliveira Tem como finalidade diminuir a desproporção existente na projeção de Mercator, em relação as áreas continentais, em função disso privilegia as porções continentais do hemisfério sul.

52 Prof. Wilton Oliveira Mercator Peters

53 Prof. Wilton Oliveira

54 Atualmente está sendo mais utilizada em função de apresentar menor deformidade. É também chamada de arbritárias ou afiláticas, pois não preservam nenhuma das propriedades de conformidade, equivalências e eqüidistância. Sua função é essencialmente didática.

55 Prof. Wilton Oliveira Projeção cônica Indicada para as regiões temperadas do globo.

56 Prof. Wilton Oliveira Contém como única linha que contém grandezas reais o paralelo de tangência Apresentam paralelos circulares e meridianos radiais, isto é, retas que se originam de um mesmo ponto;

57 Prof. Wilton Oliveira Outras formas de visualizar os mapas

58 Prof. Wilton Oliveira

59 O Japão no centro do mundo

60 Prof. Wilton Oliveira EUA no centro do mundo

61 Prof. Wilton Oliveira

62

63

64

65

66

67 Obrigado pela atenção É preciso conhecer o espaço para nele se organizar para nele sobreviver. Yves Lacoste


Carregar ppt "Prof. Wilton Oliveira Cartografia Arte ou ciência de compor cartas geográficascartas geográficas mapas mapas Ramo da geografia vinculada aos estudos dos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google