A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

RESULTADO É TUDO Um serviço da consultoria empresarial KHD

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "RESULTADO É TUDO Um serviço da consultoria empresarial KHD"— Transcrição da apresentação:

1 RESULTADO É TUDO Um serviço da consultoria empresarial KHD Preparatório Nível 1: Coleta Nível 2: Controle Nível 3: Redução Nível 4: Redução em prática Reunião & Orientações GESTÃO FINANCEIRA Como reduzir os Custos em até 30% e aumentar a Lucratividade em até 100% Alguns depoimentos FERRAMENTAS RELACIONADAS O consultor HOW Publicações Entrevistas KNOW IMPORTED Kay H. Dahlmann A navegação dentro destes slides funciona como dentro de um site. Dependendo do seu monitor a apresentação pode perder a sua formação original.

2 Caso você quer entrar em contato comigo: consultoriakhd@gmail.com
2 CONSULTORIA KHD EDITORA TOOL Preparatório O conteúdo deste material foi elaborado na prática da consultoria empresarial KHD no exterior (em 45 países / Europa, USA e África do Sul) com Empresários e Executivos dos setores comércio, serviços e indústria. A adaptação brasileira aconteceu com clientes nacionais. Tudo que você vai ler e aprender é completamente baseado na prática destes profissionais. A editora gerencial TOOL (em português FERRAMENTA) oferece gratuitamente (por tempo indeterminado) as ferramentas da consultoria. Uma empresa sem Gestão Financeira é como um barco sem leme em alto mar! Caso você quer saber mais sobre o nosso trabalho entre no nosso site: Caso você quer entrar em contato comigo: Orientação dentro do Slide Show: Esquina esquerda acima. Siga os números de slide.

3 Este serviço faz isso. Ele está estruturado em quatro níveis:
3 Grandes empresas tem um próprio departamento ‘Finanças’ para controlar custos. Menores empresas avançadas tem um servidor terceirizado que ajuda nas Finanças. Empresas atrasadas acreditam que a contabilidade cuida das finanças. O departamento/servidor comparam os custos planejados com aqueles quais realmente foram gastos. Raramente eles analisam estes gastos para descobrir como conseguir uma redução. E ninguém nunca ajuda em prática para conseguir esta redução. Este serviço faz isso. Ele está estruturado em quatro níveis: Preparatório 4 Redução em prática Tirar a redução ‘do papel’ Negociações Cortes 3 Redução Identificação dos custos estratégicos e não estratégicos Simulação de reduções e seus impactos para a lucratividade e outros indicadores financeiros 2 Controle Análise dos custos Controle do atingimento 1 Coleta Tipo de faturamento Tipo de custo (fixo / variável) Devedores & Credores

4 4 Alguns clientes nossos tem uma contabilidade interna. Esta ou outras fontes fornecem os chifres quais precisamos para definir tipos de faturamentos, custos fixos e variáveis, devedores (quem deve á empresa) e credores (á quem deve a empresa). Nível 1 : Coleta Capital 59.146 Entrada 100,00 Saída 78,36 12,72 Resultado 1 64.176 86.266 21,64 87,28 Abr Mai Jun Plano da entrada Div 2 R$ % 1 Custodia 2 Devolução de empréstimo de Ituberá 3 Devolução de empréstimo de Taperoá 4 Devolução de empréstimo de terceiros 5 Vendas internas para Ituberá 8.000 10.000 12.000 30.000 6 Vendas internas para Taperoá 7 Empréstimo de Ituberá 1.000 3.000 8 Empréstimo de Taperoá 200 600 9 Empréstimo de terceiros 10 11 Empréstimo do proprietário 12 Juros bancários 13 Outros 14 Vendas a vista 15 Vendas Eletrodomésticos a vista 16.000 22.000 24.000 62.000 16 Vendas Eletrodomésticos cheques pré-datados 4.000 4.500 12.500 17 Vendas Eletrodomésticos entrada 27.000 79.000 18 Vendas Eletrodomésticos recebimento 19 Vendas entrada 20 Vendas Móveis a vista 13.000 18.000 20.000 51.000 21 Vendas Móveis cheques pré-datados 6.000 16.500 22 Vendas Móveis entrada 19.000 55.000 23 Vendas Móveis recebimento 24 Vendas no cartão 36.000 25 Vendas recebimento 26 VENDAS TOTAIS planejadas 27 Cartão Débito 7.000 23.000 Soma Entrada Plano Adiantamento da Folha de Pagamento 5.300 15.900 Água 100 300 Aluguel 2.000 1.700 5.700 CDL 350 850 Consultoria Empresarial Contabilidade 423 1.269 Diversos Energia 520 550 1.620 FGTS 660 1.980 Folha de pagamento 6.750 20.250 GPS 730 740 750 2.220 ICMS Imposto 500 1.500 Imposto (ISMS) Impostos SIMPLES FED 9.000 11.000 INSS Manutenção Geral regular Manutenção regular de Computadores Parcelamento Imposto ESTADUAL Parcelamentos DARF Plano Celular 154 462 Prestação 677 157 1.511 Pró-Labore André Pró-Labore Neila Provedor Internet 60 180 Seguro 28 Telefone (Linha) 270 810 29 Veículos Impostos 30 Veículos Manutenção regular 900 31 Veículos Seguros 410 1.230 32 Vigilância 33 34 35 36 37 Soma Saída fixa Plano 31.354 32.494 32.734 96.582 Celular (impulsos) 150 450 Cobrança Combustível 1.400 1.450 4.350 Comissão de Vendedores 1.300 4.200 Correio 50 Custos Financeiros Devolução de Empréstimo para Ituberá Devolução de Empréstimo para Taperoá Devolução de Empréstimo para terceiros Compras internas de Ituberá 15.000 37.000 Devolução Empréstimo para o proprietário Empréstimo para Ituberá 35.000 38.000 Empréstimo para Taperoá 40.000 42.000 Empréstimo para terceiros Compras internas de Taperoá 46.000 Fax Fornecedores Eletrodomésticos 60.000 Fornecedores Móveis 80.000 95.000 85.000 Frete de compras Frete de vendas 80 230 Investimentos 5.000 Manutenção Geral irregular Manutenção irregular de Computadores Material de consumo Material de escritório 250 Material de Marketing 800 Material de Montagem Material de Vendas Pagamento de Empréstimos Patrocínios 400 Propaganda diversa (faixas etc.) Propaganda FM Serviço alvo prestado Serviços terceirizados 3.800 Telefone / impulsos 120 38 Transporte 39 Veículos Manutenção irregular 40 Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) Soma Saída variável Plano TOTAL SAIDA Plano Resultado 1 Plano Devedores (total mensal) Credores (total mensal) Faturamento Custos fixos Custos variáveis Devedores Credores

5 Um sistema que melhora o controle de qualquer departamento. .
5 Cada mês alimentamos o nosso Sistema com a Ficha Diária da sua Empresa. Treinamos a pessoa responsável na utilização do Sistema de Informação Gerencial SIG. Um sistema que melhora o controle de qualquer departamento. . Nível 1 : Coleta Capital 49.147 59.146 83,09 -9.999 442 3.942 5.513 8.331 12.297 13.155 24.566 24.892 23.594 27.305 25.351 28.389 21.865 25.604 26.134 21.393 22.613 19.212 23.602 33.589 Entrada 90,18 100,00 840 18.487 13.342 12.404 18.619 857 13.203 326 15.686 11.086 13.068 5.686 5.957 11.019 530 9.803 6.332 9.045 8.054 13.820 Saída 91,97 81,41 14,52 398 14.987 11.771 9.586 14.652 1.791 16.984 7.375 15.022 2.648 12.481 7.280 14.545 5.112 12.446 3.664 3.833 Resultado 1 18,59 85,48 3.500 1.570 2.818 3.967 11.412 -1.298 3.711 -1.954 3.037 -6.524 3.739 -4.741 1.220 -3.401 4.390 9.987 Real Plano Atingido Diferença da entrada Div 2 R$ % 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 1 Custodia #DIV/0! 2 Devolução de empréstimo de Ituberá 3 Devolução de empréstimo de Taperoá 4 Devolução de empréstimo de terceiros 5 Vendas internas para Ituberá 2.021 8.000 25,26 -5.979 6 Vendas internas para Taperoá 0,00 -8.000 7 Empréstimo de Ituberá 1.077 1.000 107,68 77 423,00 495,47 118,30 8 Empréstimo de Taperoá 526 200 263,09 9 Empréstimo de terceiros 10 11 Empréstimo do proprietário 12 Juros bancários 13 Outros 14 Vendas a vista 15 Vendas Eletrodomésticos a vista 16.884 16.000 105,53 884 2.300,00 600,00 880,00 143,00 1.100,00 980,00 823,00 439,00 330,00 1.380,00 16 Vendas Eletrodomésticos cheques pré-datados 1.135 4.000 28,38 -2.865 400,00 735,00 17 Vendas Eletrodomésticos entrada 20.533 22.000 93,33 -1.467 720,00 442,00 1.855,00 728,00 780,00 1.257,00 256,00 1.090,00 938,00 781,00 1.827,00 774,00 873,00 1.200,00 1.820,00 1.030,00 18 Vendas Eletrodomésticos recebimento 19 Vendas entrada 20 Vendas Móveis a vista 16.073 13.000 123,64 3.073 770,00 1.245,00 920,00 990,00 486,00 4.407,00 215,00 480,00 845,00 331,00 2.385,00 21 Vendas Móveis cheques pré-datados 147 6.000 2,45 -5.853 147,00 22 Vendas Móveis entrada 15.799 98,74 -201 900,00 949,00 500,00 800,00 1.080,00 925,00 910,00 570,00 2.450,00 1.175,00 1.300,00 725,00 23 Vendas Móveis recebimento 24 Vendas no cartão 16.480 12.000 137,33 4.480 840,18 642,35 1.021,77 463,30 982,10 857,35 903,00 325,63 654,25 870,24 155,01 640,74 947,67 150,00 530,05 361,16 508,08 748,96 465,67 267,68 25 Vendas recebimento 91,04 11.667,00 8.418,00 7.599,00 13.757,00 9.272,00 10.825,00 6.205,00 4.724,00 2.184,00 2.913,00 5.801,00 4.285,00 3.700,00 4.944,00 5.438,00 8.032,00 26 VENDAS TOTAIS planejadas 27 Cartão Débito 9.852 7.000 140,74 2.852 1.228,00 1.810,00 293,00 1.629,00 528,00 1.848,00 392,00 470,00 476,00 76,00 82,00 Soma Entrada Plano Entrada Atingido % Adiantamento da Folha de Pagamento 7.853 5.300 148,18 2.553 300,00 88,00 250,00 1.031,08 50,00 200,00 Água 61 100 60,95 -39 Aluguel 2.600 2.000 130,00 600 350,00 CDL 144 71,95 -56 84,50 Consultoria Empresarial Contabilidade 423 Diversos Energia 780 520 149,99 260 360,02 FGTS 660 100,02 660,14 Folha de pagamento 6.072 6.750 89,96 -678 963,00 5.109,00 GPS 690 730 94,58 -40 690,40 ICMS 913 91,25 -88 Imposto 142 500 28,40 -358 Imposto (ISMS) Impostos SIMPLES FED 8.265 9.000 91,83 -735 INSS Manutenção Geral regular 93 46,26 -107 18,25 5,50 Manutenção regular de Computadores -100 Parcelamento Imposto ESTADUAL Parcelamentos DARF Plano Celular 153 154 99,55 -1 35,00 Prestação 677 520,00 Pró-Labore André 591 1.500 39,39 -909 70,35 344,00 Pró-Labore Neila Provedor Internet 60 60,00 Seguro 28 Telefone (Linha) 179 270 66,22 -91 85,22 29 Veículos Impostos 30 Veículos Manutenção regular 98 300 32,67 -202 10,00 3,00 40,00 31 Veículos Seguros 410 100,05 410,22 32 Vigilância 33 34 35 36 37 Soma Saída fixa 31.264 650 88 1.763 6.722 638 468 1.039 1.177 318 820 1.390 Plano Saída fixa 31.354 99,71 -90 Celular (impulsos) 52 51,98 -48 Cobrança 216 108,00 216,00 Combustível 1.096 1.400 78,29 -304 20,00 155,88 70,00 197,00 98,17 Comissão de Vendedores 1.043 1.300 80,23 -257 225,00 818,00 Correio 50 6,00 -47 Custos Financeiros 163 32,61 -337 101,42 2,46 5,54 4,59 6,50 5,88 Devolução de Empréstimo para Ituberá Devolução de Empréstimo para Taperoá Devolução de Empréstimo para terceiros Compras internas de Ituberá 8.301 10.000 83,01 -1.699 1.108,40 318,75 458,13 6.068,69 33,75 Devolução Empréstimo para o proprietário 210 210,00 Empréstimo para Ituberá 30.087 30.000 100,29 87 4.744,48 950,82 2.270,00 804,68 10.402,93 446,59 1.201,89 1.488,00 Empréstimo para Taperoá 34.267 35.000 97,90 -733 4.722,00 1.297,17 3.701,82 412,00 5.949,46 752,00 6.497,00 850,00 Empréstimo para terceiros Compras internas de Taperoá 9.922 76,32 -3.078 363,65 9.304,18 Fax Fornecedores Eletrodomésticos 17.452 20.000 87,26 -2.548 3.898,18 1.092,00 2.855,00 107,90 1.764,96 Fornecedores Móveis 73.343 80.000 91,68 -6.657 398,00 14.018,69 6.618,70 5.685,22 1.219,03 372,00 7.675,26 2.877,50 7.458,87 2.203,13 191,10 2.964,35 1.186,81 1.506,00 2.149,12 Frete de compras 207 69,00 -93 Frete de vendas 27,00 -37 Investimentos 2.340 3.000 77,99 -660 391,67 98,00 1.000,00 Manutenção Geral irregular 3.203 5.000 64,06 -1.797 260,00 54,00 387,00 39,00 75,00 375,00 Manutenção irregular de Computadores 70 70,43 -30 10,43 Material de consumo 91 90,60 -9 7,00 4,30 9,40 2,20 Material de escritório 124 180 68,97 12,30 5,40 8,20 14,90 7,10 6,55 1,50 12,80 0,60 0,35 3,95 14,20 Material de Marketing Material de Montagem 112 112,45 15,20 11,15 4,00 16,00 26,80 Material de Vendas 150 -150 Pagamento de Empréstimos Patrocínios 65 65,00 -35 Propaganda diversa (faixas etc.) Propaganda FM Serviço alvo prestado Serviços terceirizados 1.236 123,60 236 80,00 219,00 97,00 140,00 30,00 Telefone / impulsos 120 58,20 -50 21,21 38 Transporte 2,00 39 Veículos Manutenção irregular 85 85,00 -15 40 Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) 115 57,50 -85 15,00 Soma Saída variável 14.337 11.683 7.823 7.930 1.781 16.346 6.906 13.983 1.471 12.465 14.226 4.292 2.442 Plano Saída variável 90,77 TOTAL SAIDA TOTAL SAIDA Plano Resultado 1 plano Devedores (total mensal) Credores (total mensal)

6 Planejamento financeiro
6 A empresa controlará, por exemplo, o desenvolvimento do capital, a porcentagem do custo fixo, a lucratividade, o atingimento das metas financeiras incluindo o progresso da cobrança, a diminuição dos devedores e credores. Nível 2 : Controle Capital 68.012 77,78 Entrada 105,65 50.387 100,00 Saída 120,01 74,96 16,15 Resultado 1 84.252 83.789 25,04 83,85 Entrada / Custo Jan Fev Mar Real Plano Atingido Dif da entrada Div 1 Div 2 R$ % 1 Custodia #DIV/0! 0,00 2 Devolução de empréstimo de Ituberá 3 Devolução de empréstimo de Taperoá 4 Devolução de empréstimo de terceiros 5 Vendas internas para Ituberá 6 Vendas internas para Taperoá 7 Empréstimo de Ituberá 18.137 7.384 10.950 36.471 19.000 191,95 17.471 3,87 8 Empréstimo de Taperoá 32.439 38.825 32.476 26.000 399,00 77.741 11,00 9 Empréstimo de terceiros 10 11 Empréstimo do proprietário 12 Juros bancários 13 Outros 14 Vendas a vista 15 Vendas Eletrodomésticos a vista 10.743 10.871 13.357 34.971 3,71 16 Vendas Eletrodomésticos cheques pré-datados 1.884 744 2.100 4.728 5.100 92,71 -372 0,50 17 Vendas Eletrodomésticos entrada 16.584 14.328 12.073 42.985 4,56 18 Vendas Eletrodomésticos recebimento 19 Vendas entrada 99.000 20 Vendas Móveis a vista 17.116 18.102 12.610 47.828 5,07 21 Vendas Móveis cheques pré-datados 336 1.094 2.134 3.564 6.800 52,41 -3.236 0,38 22 Vendas Móveis entrada 11.972 10.512 10.165 32.649 3,46 23 Vendas Móveis recebimento 24 Vendas no cartão 10.443 10.191 10.559 31.193 11.900 262,13 19.293 3,31 25 Vendas recebimento 95,07 60,31 26 VENDAS TOTAIS planejadas 27 Cartão Débito 12.863 10.859 12.337 36.059 14.500 248,68 21.559 3,83 Soma Entrada Soma Entrada Plano Atingido % 103,44 107,26 106,37 Diferença 10.487 20.101 19.798 Divisão da entrada trimestral % (horizontal) 33,45 31,51 35,05 Adiantamento da Folha de Pagamento 5.250 5.800 6.706 17.756 18.300 97,03 -544 1,88 15,56 2,51 Água 122 108 103 333 585 56,88 -252 0,04 0,29 0,05 Aluguel 1.850 1.900 1.950 5.700 9.000 63,33 -3.300 0,60 4,99 0,81 CDL 425 334 300 1.060 630 168,23 430 0,11 0,93 0,15 Consultoria Empresarial 200 700 1.100 600 183,33 500 0,12 0,96 0,16 Contabilidade 423 1.269 0,13 1,11 0,18 Diversos Energia 1.084 104 426 1.614 1.550 104,12 64 0,17 1,41 0,23 FGTS 1.000 404 1.175 2.579 2.090 123,40 489 0,27 2,26 0,36 Folha de pagamento 8.212 8.580 8.668 25.460 19.200 132,61 6.260 2,70 22,31 3,60 GPS 633 713 765 2.111 1.800 117,27 311 0,22 1,85 0,30 ICMS 1.005 228 5.287 6.521 3.450 189,01 3.071 0,69 5,71 0,92 Imposto Imposto (ISMS) Impostos SIMPLES FED 10.741 19.150 29.891 25.915 115,34 3.976 3,17 26,19 4,23 INSS Manutenção Geral regular 94 116 233 33,23 -467 0,02 0,20 0,03 Manutenção regular de Computadores 400 0,06 0,53 0,08 Parcelamento Imposto ESTADUAL Parcelamentos DARF Plano Celular 70 118 188 105 179,33 83 Prestação 4.201 520 8.921 12.600 70,80 -3.679 0,95 7,82 1,26 Pró-Labore André 872 2.589 2.532 5.993 3.400 176,25 2.593 0,64 5,25 0,85 Pró-Labore Neila 80 13,33 -520 0,01 0,07 Provedor Internet 60 180 Seguro 28 Telefone (Linha) 144 326 564 435 129,71 129 0,49 29 Veículos Impostos 30 Veículos Manutenção regular 573 130 733 820 89,44 -87 0,10 31 Veículos Seguros 410 1.231 1.230 100,05 1,08 32 Vigilância -600 33 34 35 36 37 Soma Saida fixa 37.850 26.402 49.865 Soma Saída fixa Plano 35.673 34.343 35.643 106,10 76,88 139,90 108,00 2.177 -7.941 14.222 8.457 % da entrada 12,00 8,89 15,09 12,11 Participação da saída fixa mensal (vertical) 15,31 12,41 20,22 Divisão de saída fixa trimestral (horizontal) 33,17 23,14 43,70 Celular (impulsos) 85 99 303 48,10 -327 Cobrança 354 438 792 1.700 46,59 -908 Combustível 1.377 1.254 1.312 3.943 6.100 64,64 -2.157 0,42 0,67 0,56 Comissão de Vendedores 3.143 1.549 1.345 6.037 5.500 109,76 537 1,02 Correio 43 150 28,67 -107 Custos Financeiros 210 -210 Devolução de Empréstimo para Ituberá Devolução de Empréstimo para Taperoá Devolução de Empréstimo para terceiros Compras internas de Ituberá Devolução Empréstimo para o proprietário 59 39,33 -91 Empréstimo para Ituberá 34.213 4.655 27.816 66.685 88.000 75,78 7,07 11,25 9,44 Empréstimo para Taperoá 26.879 34.788 53.242 21.500 534,46 93.409 12,19 19,39 16,26 Empréstimo para terceiros Compras internas de Taperoá Fax Fornecedores Eletrodomésticos 33.466 29.731 21.722 84.920 60.000 141,53 24.920 9,01 14,33 12,02 Fornecedores Móveis 94.220 80.846 77.606 105,15 12.372 26,80 42,64 35,76 Frete de compras 877 1.303 72,38 -497 0,14 Frete de vendas 136 54 260 63,29 -151 Investimentos 11.816 27.139 39.255 44.000 89,22 -4.745 4,16 6,63 5,56 Manutenção Geral irregular 2.173 7.884 10.057 1.200 838,07 8.857 1,07 1,70 1,42 Manutenção irregular de Computadores 90 30,00 Material de consumo 97 51 95 243 1.050 23,16 -807 Material de escritório 283 249 596 1.128 1.350 83,56 -222 0,19 Material de Marketing 50 800 1.450 127,59 0,31 0,26 Material de Montagem 100 62 212 670 31,65 -458 Material de Vendas 290 406 380 106,89 1.189 396,30 889 Pagamento de Empréstimos Patrocínios 420 23,81 -320 Propaganda diversa (faixas etc.) 250 1.300 19,23 -1.050 Propaganda FM Serviço alvo prestado 40 345 11,59 -305 Serviços terceirizados 2.171 803 928 3.902 1.430 272,87 2.472 0,41 0,66 0,55 Telefone / impulsos 386 61 213 660 780 84,64 -120 0,09 38 Transporte 168 155 352 340 103,53 39 Veículos Manutenção irregular 347 602 1.130 53,23 -529 Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) 58 77 257 270 95,05 -13 Soma Saida variável Soma Saída variável Plano 127,51 117,14 123,09 122,63 45.184 27.263 36.904 66,42 62,74 59,55 62,85 Participação da saída variável mensal (vertical) 84,69 87,59 79,78 Divisão de saída variável trimestral (horizontal) 35,34 31,45 33,20 TOTAL SAIDA TOTAL SAIDA Plano 123,69 109,99 126,15 47.361 19.322 51.126 78,43 71,63 74,64 Divisão de saída total trimestral (horizontal) 34,99 30,11 34,90 Resultado 1 plano 83.472 64,84 100,93 72,79 Lucratividade 1 21,57 28,37 25,36 Divisão do resultado 1 trimestral (horizontal) 28,81 35,69 35,50 Capital Porcentagem do Custo fixo Lucratividade Planejamento financeiro Resultado financeiro atingido Atingimento do Plano financeiro em % Diferença entre o Plano financeiro e seu Atingimento em R$

7 Custos fixos estratégicos
7 Adiantamento da Folha de Pagamento 12.000 24.000 Água 165 156 321 Ajuda de Custo / Familia 4.500 1.800 6.300 Aluguel 15.195 30.390 CDL 420 840 Consultoria Empresarial 4.068 8.136 Contabilidade 1.804 1.803 3.607 Darf 7.500 8.000 15.500 Diversos Energia 3.000 6.000 FGTS 2.100 4.200 Folha de pagamento GPS 1.650 3.300 Impostos SIMPLES FED 21.500 10.000 31.500 Manutenção Geral regular 210 150 360 Manutenção regular de Computadores Outros Parcelamento Imposto ESTADUAL Participação de Sindicato Plano Celular 201 411 Pagamento do emprestimo Caixa (saindo) 11.328 Prestação Moto 1.644 Pró-Labore Eliana 6.102 12.204 Provedor Internet 120 126 246 Seguro 130 345 475 Telefone (Linha) 600 510 1.110 TLF Veículos Impostos Veículos Manutenção regular Veículos Seguros Vigilância 660 1.320 Software 180 Prestação Computador Pagamento do emprestimo Bradesco (saindo) Férias e 13° salário 2.000 Soma Saida fixa 81.075 Atingido % % da entrada 25,53 20,29 #DIV/0! Participação da saída fixa mensal (vertical) 30,22 19,38 Divisão da entrada trimestral % (horizontal) 57% Celular (impulsos) Comissão Cobrança 1.500 979 2.479 Comissão de Vendedores 4.150 10.265 14.415 Correio 60 90 Custos Financeiros 240 480 Devolução de Empréstimo de terceiros Embalagem 100 4.600 Fornecedores Frete de compras 400 900 1.300 Investimentos 70.000 90.000 Manutenção Geral irregular Manutenção irregular de Computadores Material de consumo 300 450 Material de escritório Material de Marketing 800 2.600 Patrocínios Propaganda FM 3.800 Serviço alvo prestado Serviços terceirizados Site Telefone / impulsos Transporte Veículos Manutenção irregular Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) Conserto mercadoria Veículos Gasolina Compra de equipamentos Recisão Gratificação Comissão de Vendas / Eliana 1.560 2.570 4.130 Soma Saida variável Custos fixos estratégicos Custos fixos não estratégicos 1 Neste nível avançado identificamos os custos estratégicos (necessários para conseguir a lucratividade desejada) e não estratégicos (necessários para a empresa funciona). Nível 3 : Redução Custos variáveis estratégicos Custos variáveis não estratégicos Custo variável e não estratégico menos % atual Redução Impacto Celular (impulsos) 50,00 120 60 Correio 0,00 Custos Financeiros 75,00 240 180 Devolução de Empréstimo de terceiros Diversos Embalagem 25,00 100 25 75 Fornecedores 2,50 4.250 Frete de compras 400 200 Investimentos 70.000 Manutenção Geral irregular Manutenção irregular de Computadores Material de consumo 150 Material de escritório 210 105 Outros Patrocínios Telefone / impulsos 300 Transporte Veículos Manutenção irregular Viagens (Transporte/Hotel/Alimentação) 800 600 Conserto mercadoria 225 Veículos Gasolina Compra de equipamentos Recisão TOTAL 2,24 5.440 Resultado 1 com Impacto da Redução 66.326 71.766 16,80 2 Depois da identificação simulamos a redução de cada custo individualmente e seu impacto na lucratividade e nos outros indicadores financeiros. 3 Finalmente avaliamos as necessidades / possibilidades para reduzir e como reduzir. O resultado desta avaliação é um plano de ação.

8 Descobrimos qual o preço que os concorrentes pagam.
8 Por onde começar? Onde dói menos – com os fornecedores. Aqui podemos preparar o pessoal responsável ou entrar pessoalmente nas negociações. Algumas reduções a empresa consegue simplesmente mudando alguns comportamentos, por exemplo, proibir vôos de primeira classe. Outras conseguimos com mudanças processuais, por exemplo, diminuir a distância física entre peças e maquinas. Uma outra alternativa é uma análise da ocupação (100% ou menos?) da mão de obra. Cortes exemplares: Planejamos uma economia de 15% nas compras de produtos, por exemplo, material de escritório, e 30% na contratação de serviços, por exemplo, agências de propaganda. Descobrimos qual o preço que os concorrentes pagam. Mais itens comuns de despesa para analisar: Passagens de viagens desnecessárias, computadores, mobiliário, copiadores e equipamento de escritório, contratos de manutenção, assinaturas (jornais), telefones, etc. Uma experiência do meu passado: SEGURO CONTRA INCENDIO. Meu cliente foi um grupo de supermercados. Nós pesquisávamos quantos incêndios o grupo sofreu durante os últimos 10 anos. O resultado mostrou que pagar os prejuízos seria muito mais vantajoso do que pagar o seguro. Todos os contratos foram cancelados. Analisamos o local e a possibilidade de mudar-se á um local mais barato. Mais exemplos: salários, benefícios, bonificações ‘periódicas’. Nível 4 : Redução em prática

9 * = Depoimento exemplar
9 TEMPO PERDIDO O interesse dos clientes quais fecham este serviço é focado na recuperação de tempo qual é pago, mas não gera nenhum retorno para a empresa por várias razões (veja a apresentação ‘Tempo Perdido’ no nosso site). Alguns exemplos: Nível 4 : Redução em prática Indústrias Clientes Tarefa: Solução de problemas ROI Reduções (US$) Várias Aço * Fornecedor de VW Maquinas Mala Direta Beiersdorf corus Oetker-Kast John Deere Neckermann Unilever Comunicação Operação Gestão Organização 1 : 8 1 : 10 1 : 2 1 : 5 1 : 6 * = Depoimento exemplar “Nós aprendemos o que significa 'tempo perdido', depois identificamos o tempo perdido, aprendemos um método para avaliar financeiramente este tempo. Finalmente começamos eliminar os razões do problema e o retorno de investimento foi 10 vezes mais alto do que a conta da consultoria. Obrigado!" James Dieg, Chefe de Produção Mannstaedt corus, Alemanha (Indústria de Aço / Funcionários)

10 Este e um exemplo de um projeto qual gerou uma economia de 23%
10 Este e um exemplo de um projeto qual gerou uma economia de 23% em custos de limpeza num grupo de hotéis. Nível 4 : Redução em prática Análise Exclusivamente no setor de limpeza. Até agora a limpeza foi feita pelo próprio pessoal e pelo pessoal das empresas terceirizadas. Avaliação Falta de um calculo detalhado sobre o espaço. Cada quarto, sala, móvel etc. foi calculado através da DIN ISO Uma lista precisa foi elaborada de todos os trabalhos e tempos necessários. 5. Redução 23% por ano; US$ 4. Resultado Com ferramentas como a lista precisa de todos os trabalhos é possível agora controlar as empresas terceirizadas facilmente. 3. Recomendação Delegação de todos os trabalhos para uma empresa terceirizada.

11 Este e um exemplo de um projeto industrial qual gerou uma economia
11 Este e um exemplo de um projeto industrial qual gerou uma economia de US$ na área operacional. Nível 4 : Redução em prática Análise Todos os processos operacionais. Coleta de 250 problemas junto com os funcionários. Resultado Identificação das razões de cada problema. 5. Redução US$ 4. Solução Eliminação de cada razão e custo identificado. 3. Custos Identificação dos custos de cada problema.

12 Tudo isso e muito mais pode ser alvo de uma redução.
12 Tudo isso e muito mais pode ser alvo de uma redução. A nossa oferta é a preparação disso e a participação na execução. O último passo de tudo isso é: repetir tudo. Nível 4 : Redução em prática

13 Disposição permanente do consultor
13 Reunião & Orientações Custos Plano Atingimento Disposição permanente do consultor Você vai saber precisamente o que financeiramente deveria fazer ou deixar a cada mês. E tudo isso meses antes! Por exemplo, cada custo está questionado individualmente até você consegue controle total sobre todos os custos. Resultado 1 + 2 Controle de Custos Comparação entre filiais Atingimento Tendências Previsão Formação de Capital Desenvolvimentos Simulações Indicadores financeiros Separação de Custos Análise Financeira

14 “Para quem gosta de organização não tem um sistema melhor!”
14 “Para quem gosta de organização não tem um sistema melhor!” Gilmar Brito da Silva Gerente Geral Bradesco Valença BA “Este trabalho é excelente e superou muito a minha expectativa! ” André Luis Proprietário Lojas Santo André Ituberá BA Táperoá BA Camamú BA Uruçuca BA Alguns depoimentos

15 “Gosto muito deste trabalho!” Eliseu Passos Proprietário
15 “Gosto muito deste trabalho!” Eliseu Passos Proprietário Sunset Comércio de Confecções Valença BA Santo Antônio BA "Um excelente trabalho! ... ... diminuímos os RH em 64% e vendemos mais. Um problema se tornou solução!” Hermes Lacerda Proprietário Casa Lacerda Valença BA Revenda BRASILGÁS Alguns depoimentos

16 “Consegui o que queria e economizei dinheiro!” Mario Mancini
16 “Consegui o que queria e economizei dinheiro!” Mario Mancini Antigo Sócio Pousada Chez Max Morro de São Paulo BA “A estruturação da empresa, o plano de negócio, o orçamento eram os serviços quais fechei com a KHD. O próximo passo vai ser o controle financeiro. Este serviço é completo! Recomendo esta consultoria também por causa da boa relação entre preço e benefício.” Hugh Duncan Wilson Proprietário KIT QUIOSQUE Taquary-Valença BA Alguns depoimentos

17 “O melhor trabalho que já vi!“ Friedrich A.P. Einberger Investidor
17 “O melhor trabalho que já vi!“ Friedrich A.P. Einberger Investidor Investimento Tinharé Morro de São Paulo BA Investimento Boa Vista Investimento Santo Antônio Salvador BA Alguns depoimentos

18 Outsourcing / Terceirização
18 Análises de Finanças Inventário Orçamentos Outsourcing / Terceirização Controle de Custos QM I TQM I DIN ISO Alteração de Sistemas Salariais Recuperação de Tempo Perdido Administração de Custos indiretos Facility Management Gestão de Finanças Pessoais Financiamentos Formação de Preços FERRAMENTAS RELACIONADAS

19 Experiência Profissional
19 Experiência Profissional Sou alemão de nascimento, trabalhei como Analista, Consultor, Assessor e Treinador Empresarial; Diretor de Operações; Vice Presidente (VP) Business Development, VP Treinamento Executivo e VP RH numa das 10 maiores consultorias mundiais, fundei a minha própria Consultoria e trabalhei como Professor universitário / Membro da Banca Examinadora (Marketing Internacional e Vendas) na Europa. Hoje vivo no Brasil e além de ser consultor, sou empresário e sócio de outras empresas. Credibilidade 500 Análises, 250 Projetos e 600 Treinamentos realizados em 45 países na Europa, EUA, África e América Latina com 100 Empresas de 16 nações e pessoas de 70 nações em 33 tipos de departamentos dos setores Indústria, Comércio e Serviços. Foco na utilidade de recursos; Redução de Custos; Produtividade, Eficiência e Eficácia nas várias estruturas, processos e sistemas de trabalho; Aumenta de Vendas. Retorno de investimento (projetos) em média 3:1, casos de 10:1. A Consultoria KHD Desde 2001 situada no Brasil, realizando projetos, serviços terceirizados e treinamentos que ajudam meus clientes aumentar a lucratividade deles. Estes trabalhos estão formados como módulos em partes desenvolvidos com os próprios clientes para vários fins. Tudo o que o cliente da KHD recebe é aprovado por empresários, gerentes e funcionários da Região, do Brasil e do Exterior (veja as entrevistas e depoimentos internacionais e nacionais no site: O consultor Minhas experiências profissionais são estruturadas em mais ou menos 300 Módulos & 15 Métodos. Aqueles você pode baixar na Editora TOOL (www.khd.com.br).

20 20 Foi criado, educado e formado na época quando a qualidade total QT, a sua Gestão TQM (Total Quality Management) e o DIN ISO foram inventadas, ‘Zero Erro’ e tudo mais e nunca acreditou totalmente em tudo isso. Acredito no ser humano com suas forças e fraquezas. Sei que nada perfeito existe na verdade. Mas sei também que sem o desejo de chegar mais perto possível do aperfeiçoamento não temos progresso. Sem progresso conseguimos nada melhor. As finanças signifiquem o sangue da sua empresa e garantem a circulação de tudo. Do meu ponto de vista finanças, ou melhor, o controle delas é o primeiro assunto de qualquer empreendimento. O consultor

21 Kay Dahlmann É consultor empresarial e proprietário da D&P,
21 Administração dos Custos Indiretos Descrição (Editora SUMA ECONOMICA) Método, sugestões e idéias para administrar, reduzir ou ter mais retorno com a gestão dos custos indiretos. MÉTODO ALEMÃO. Com este filme, a sua empresa terá os seguintes benefícios: ›› Custos indiretos reduzidos ›› Despesas rapidamente controladas ›› Oportunidades para redução de custos de energia ›› Gerenciamento de custos de propaganda ›› Reduções nos custos de telecomunicações ›› Novos métodos para controlar e reduzir custos de transporte e logística ›› Expressivas reduções nos custos dos serviços de informática Acompanha Manual para revisão e fixação da matéria estudada. Nas Vendas desde 2002 Kay Dahlmann É consultor empresarial e proprietário da D&P, consultoria alemã. Entre os seus principais clientes na Europa e nos EUA estão: Bayer AG, Basf AG, American Express, Motorola, Siemens AG, Shell International, Visa International, Wella AG, entre inúmeras outras grandes empresas. Publicações

22 22 1. OS SETORES DE ATUAÇÃO DOS CUSTOS ›› Os setores indiretos ›› Os setores-margens ›› Os setores que não fazem parte do processo-chave 2. OS TRÊS BLOCOS DOS CUSTOS ›› Fornecimento e mercado ›› Gastos administrativos ›› Custos técnicos 3. FORNECIMENTO E MERCADO ›› Management de custos de viagens ›› Transporte e Logística ›› Custos de expedição ›› Custos de propaganda e representação 4. A ADMINISTRAÇÃO ›› Telecomunicações ›› Material de escritório ›› Sistemas de impressão ›› Acessórios para computadores e serviços ›› Seguros da empresa 5. A TÉCNICA ›› Management de custos de energia ›› Ajuda e combustível ›› Uniforme e roupas de aluguel 6. OS 5 PASSOS PARA COMBATER O GASTO INÚTIL ›› Análise ›› Conceito ›› Apresentação ›› Resultado ›› implantação 7. APLICANDO O PROJETO ›› Vantagens do projeto ›› Como fazer o projeto ›› Documentação, contratos, checklists ›› Respondendo as perguntas mais típicas ›› Referências de sucesso ›› Exemplos práticos 8. ATIVIDADES EM VÁRIOS SETORES ›› Cash-and-Treasury Management ›› Facility Management ›› Sistema de saúde pública ›› Municípios ›› Custos de viagens 9. MODELO: CUSTOS DE VIAGENS ›› Aspectos delicados ›› Causas transparentes e invisíveis ›› Passos para a redução 10. MODELO: FACILITY MANAGEMENT ›› Gastos técnicos ›› Gastos infra-estruturais ›› Gastos administrativos 11. MODELO: MUNICÍPIOS ›› A falta de verba ›› A necessidade de economizar ›› Passos para a redução 12. MODELO: SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA ›› Gastos hospitalares ›› Limpeza, energia, comunicações, lixo ›› Passos para a redução Publicações

23 “Um problema se tornou solução”
23 “Um problema se tornou solução” PBR: Qual foi a motivação da revendedora BRASILGAS de fechar este serviço? HL: O consumidor acha que uma revendedora de gás deve movimentar muito dinheiro. Estes tempos acabaram. Uma parte da concorrência faz dumping porque não sabe vender e ganhar clientes na forma certa. Isso está irritando o mercado. Temos funcionários todos legalizados, mas estes concorrentes não. Hoje em dia, a revenda de gás para quem trabalha honestamente não é mais um bom negócio. Quando a venda de um vendedor não pagou mais os custos dele chamei a KHD e fechei o serviço. PBR: Qual é o impacto deste serviço para sua empresa? HL: Resumindo, ‘resultado é tudo’! Quer dizer, hoje temos um resultado financeiro muito melhor mesmo se vendemos menos. Reorganizamos as vendas e diminuímos os recursos humanos em 64% e vendemos mais. Isso economizou uma grande parte do custo fixo. PBR: O que você recomenda para alguém que quer fechar este serviço pela primeira vez? HL: Este trabalho é perfeitamente elaborado. Quem fecha este serviço pela primeira vez deveria implantá-lo em etapas e corrigir cada elemento financeiro passo a passo. Primeiro o resultado operacional, depois planejamento financeiro e finalmente as contas a receber, contas a pagar, devedores etc. Não existe a possibilidade de fazer tudo de uma vez. È comparável com informática, por exemplo, se você vai informatizar sua empresa pela primeira vez você não faz tudo num passo. Entrevista com Hermes Lacerda do 17/12/08 Ele é proprietário da Revendedora BRASILGAS e Sócio da CASA LACERDA Material de Construção em Valença. Ele tem 53 anos, é casado e tem dois filhos. Ele é cliente da KHD desde 2007. Entrevistas A PERFORMANCE BUSINESS REVIEW (PBR) é uma revista exclusivamente para os clientes da KHD informando sobre vários assuntos econômicos.

24 “Precisei transparência no Grupo”
24 A PERFORMANCE BUSINESS REVIEW (PBR) é uma revista exclusivamente para os clientes da KHD informando sobre vários assuntos econômicos. “Precisei transparência no Grupo” PBR: Qual foi a motivação de fechar este serviço? AL: Na verdade não tive uma motivação específica, já negociei com uma consultoria de Salvador, mas ela estava cara demais. Além disso, não senti a confiança para falar sobre finanças. Quando conheci Kay (consultor da KHD) senti esta confiança. Na realidade estava incomodado com a falta de organização na área financeira que sem ninguém para ajudar persistia. No início chamei de ‘gasto’ o que paguei pelo serviço, hoje chamo isso ‘investimento’ e recibo o retorno. PBR: Qual é o impacto deste serviço para sua empresa? AL: Aproveito o fato de ter um relatório mensal bem detalhado que me permite analisar os custos na companhia do consultor. O serviço oferece muito mais do que estamos utilizando, mas não tive tempo até agora para aproveitar de tudo. Para 2009 vamos elaborar um planejamento financeiro e vamos tratar todas as empresas do grupo separadamente para ter uma gestão transparente. Isso vai nos equipar para controlar, ou seja, gerenciar as nossas finanças. PBR: O que você recomenda para alguém que quer fechar este serviço pela primeira vez? AL: Um novo cliente sempre terá dúvidas por isso, recomendo falar com o consultor para conhecê-lo melhor. Mas uma ajuda poderia ser conversar com outro cliente sobre o bom impacto deste serviço. Eu, por exemplo, estarei sempre disponível por isso. Entrevista com André Luis Ferreira Nunes do 24/11/08 André é proprietário do Grupo Lojas Santo André (Comércio de moveis e eletrodomésticos) com lojas em Ituberá, Taperoá, Camamú e Uruçuca. André tem 46 anos, é casado e tem três filhos. Ele é cliente da KHD desde 2007. Entrevistas

25 Nível 4: Redução em prática
GESTÃO FINANCEIRA 25 / 25 CONSULTORIA KHD EDITORA TOOL Preparatório Nível 1: Coleta Nível 2: Controle Nível 3: Redução Nível 4: Redução em prática Reunião & Orientações SEJA BEM VINDO NO SITE A editora Tool tem um próprio espaço no site da consultoria KHD. Você pode baixar sua ferramenta gratuitamente por tempo indeterminado. Alguns depoimentos FERRAMENTAS RELACIONADAS O consultor Publicações Entrevistas


Carregar ppt "RESULTADO É TUDO Um serviço da consultoria empresarial KHD"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google