A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistemas de Informações e Bancos de Dados José Maria Monteiro Universidade Federal do Ceará Departamento de Computação

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistemas de Informações e Bancos de Dados José Maria Monteiro Universidade Federal do Ceará Departamento de Computação"— Transcrição da apresentação:

1 Sistemas de Informações e Bancos de Dados José Maria Monteiro Universidade Federal do Ceará Departamento de Computação

2 © José Maria Monteiro. 2 Sumário Sistemas de Informação Conceitos Básicos Utilização e Gestão da Informação Tipos de Sistemas de Informação Classificação dos Sistemas de Informação Projeto de Sistemas de Informação Projeto de Bancos de Dados Microsoft Access

3 © José Maria Monteiro. 3 Sistemas de Informação

4 © José Maria Monteiro. 4 O Cenário Ambiente extremamente dinâmico Concorrência cada vez mais acirrada Consumidor cada vez mais exigente Custo e qualidade dos produtos e serviços associados Mercado global e cada vez mais sensível As alterações são mais rápidas e representativas (profundas) Sistemas de Informação

5 © José Maria Monteiro. 5 Neste Cenário Observa-se a importância da informação como instrumento de impacto decisivo nas perspectivas de rentabilidade e competitividade das empresas. Sistemas de Informação

6 © José Maria Monteiro. 6 Neste Cenário A tecnologia da informação assume um papel de suma importância, ao permitir, de forma rápida e simples, a extração, organização, análise e circulação de informações necessárias a todos os níveis da empresa, em suporte aos objetivos estratégicos. Sistemas de Informação

7 © José Maria Monteiro. 7 A Informação É um recurso essencial para os processos de planejamento, organização e controle de uma atividade de negócios Planejamento Como utilizar recursos para alcançar objetivos Organização Processo de dividir o trabalho em tarefas e de coordenar estas tarefas para alcançar um ou mais objetivos Sistemas de Informação

8 © José Maria Monteiro. 8 A Informação Controle Deve seguir objetivos Deve ter medidas de desempenho sobre os objetivos Deve ter também maneiras de corrigir o processo Sistemas de Informação

9 © José Maria Monteiro. 9 "Informação é o conhecimento derivado dos dados" Sistemas de Informação Dados são fatos registrados

10 © José Maria Monteiro. 10 A informação varia de acordo com o agente Ex: As vendas de uma empresa Ponto de vista do vendedor Ponto de vista do gerente Ponto de vista do diretor Características da boa informação Pertinência Disponibilidade no tempo adequado Precisão Sistemas de Informação

11 © José Maria Monteiro. 11 Sistemas de Informação Definição de Sistema Um sistema é um conjunto de elementos inter- relacionados Ex: Sistema de ar-condicionado Sistema filosófico (dialética) Sistema com Intenções É um sistema criado pelo homem que busca um conjunto de objetivos para o qual ele foi criado

12 © José Maria Monteiro. 12 Sistemas de Informação Sistemas Abertos Interagem com o ambiente Existem diversos graus de abertura de sistemas Sistemas Dinâmicos Recebem entradas do ambiente, processam-nas e produzem resultados Podem ser representados pelo Ciclo I/P/O (Input/Process/Output) Subsistemas Exemplo Carro (parte elétrica, motor, etc.)

13 © José Maria Monteiro. 13 Sistemas de Informação SI é um sistema aberto, com intenções, dinâmico e que produz informação A informação mínima possui 3 elementos: pessoas, procedimentos e dados Pessoas seguem procedimentos para manipular dados e criar informações

14 © José Maria Monteiro. 14 Sistemas de Informação Dados São um conjunto de observações Coleção de medidas sobre alguns aspectos do negócio São processados para produzir informações

15 © José Maria Monteiro. 15 Sistemas de Informação SI Baseados em Computadores Constituídos por pessoas, procedimentos, dados, programas e computadores

16 © José Maria Monteiro. 16 Sistemas de Informação Conexão Homem-Máquina

17 © José Maria Monteiro. 17 Classificação dos Sistemas de Informação SIs Pessoais Facilitam e aumentam a produtividade de um indivíduo SIs de Grupos de Trabalho Voltados para um grupo de usuários com uma mesma perspectiva (Workgroup) SIs Gerenciais Voltados para grupos de usuários com perspectivas distintas Sistemas de Informação

18 © José Maria Monteiro. 18 Classificação dos Sistemas de Informação Sistemas de Informação

19 © José Maria Monteiro. 19 Conclusões Historicamente os SIs estão mais ligados à tecnologia do que a pessoas ou procedimentos O importante é saber como aplicar a tecnologia aos negócios O negócio deve ser colocado na frente da tecnologia Erro: pegar uma tecnologia excitante e tentar achar uma aplicação para ela Identificar os objetivos e então buscar a tecnologia necessária Sistemas de Informação

20 © José Maria Monteiro. 20

21 © José Maria Monteiro. 21

22 © José Maria Monteiro. 22 Apoiam Aquisição de conhecimentos Projeto de planos de ação Decisão da melhor alternativa Implantação e monitoração da escolha Sistemas de Informação

23 © José Maria Monteiro. 23 O valor adicionado pelos SIs Ajudar organizações ou indivíduos a melhorar os produtos ou os processos da organização Melhorar a qualidade Auxiliar a gerência, especialmente na tomada de decisões Criar e solidificar vantagens competitivas Sistemas de Informação

24 © José Maria Monteiro. 24 Estruturação de Problemas Diz respeito a quantidade necessária de julgamento e avaliação humana em cada trabalho. Quanto mais estruturado for o processo, mais simples será automatizá-lo e mais estável será o SI decorrente Classificação Problemas Estruturados Problemas Não-Estruturados Problemas Semi-Estruturados Sistemas de Informação

25 © José Maria Monteiro. 25 Problemas Estruturados Predominam em operações ou transações, cujos processos de recuperação e controle de dados são repetitivos Exemplo Sair com namorada ou retirar dinheiro do banco Facilmente automatizados. Todos os dados relevantes são disponíveis. Necessitam de pouco julgamento ou avaliação Sistemas de Informação

26 © José Maria Monteiro. 26 Problemas Não-Estruturados Predominam em situações difíceis, freqüentemente únicas, com diversas facetas do mesmo problema Exemplo Escolher em qual banco abrir uma conta Azarar numa boate Alguns dados indisponíveis Necessitam julgamento humano (criatividade). Dificilmente automatizados Sistemas de Informação

27 © José Maria Monteiro. 27 Problemas Semi-Estruturados Algumas partes do problema podem ser resolvidas por modelos de decisão formais (automatizados). Exemplo Escolher aplicação financeira Ser apresentado a uma garota O grau de estruturação NÃO é a complexidade do problema: Problemas complexos podem ser decompostos !!! Sistemas de Informação

28 © José Maria Monteiro. 28 Níveis de Decisão Estratégico Necessitam de amplas fontes de informação e flexibilidade na modelagem Dados corporativos. Políticas globais da companhia e direções da organização Sistemas de Informação

29 © José Maria Monteiro. 29 Níveis de Decisão Tático Controlam recursos corporativos para implantar e apoiar a estratégia da companhia Dados sumarizados Alocar recursos para atingir objetivos precisa de feedback das unidades operacionais Operacional Principais atividades: Processamento de transações e controle dos dados Dados detalhados Sistemas de Informação

30 © José Maria Monteiro. 30 Classificação dos SIs Sistemas de Informação Transacionais - SIT Sistemas de Informação Gerenciais - SIGs Sistemas de Apoio à Decisão - SADs Sistema de Automação de Escritório - SAEs Sistemas de Informação para Executivos - EIS Sistemas de Informação

31 © José Maria Monteiro. 31 Classificação dos SIs Sistemas de Informação Transacionais - SIT Transação: evento que ocorre num negócio (compras, vendas, pagamentos, etc...) Os SIT apoiam as atividades rotineiras e operacionais da companhia, mantêm a maioria dos dados da Cia Características: Processos simples, mais altamente repetitivos Grande volume de transações, Necessidade de precisão e segurança Sistemas de Informação

32 © José Maria Monteiro. 32 Classificação dos SIs Sistemas de Informação Transacionais - SIT Exemplos: Reserva de passagens Compras Pagamentos Tipos de SITs On-line (Tempo Real): Ligação direta entre o usuário e o programa. Ex: sistema de cartões de crédito Batch: As transações são agrupadas e processadas como uma só unidade. Exemplo: Folha de pagamento. Em alguns casos é mais eficientes e mais baratos. Sistemas de Informação

33 © José Maria Monteiro. 33 Classificação dos SIs Sistemas de Informação Transacionais - SIT Sistemas de Informação

34 © José Maria Monteiro. 34 Classificação dos SIs Sistemas de Informação Gerenciais (SIGs) Facilitam a gerência de atividades operacionais Produzindo periodicamente relatórios estruturados e resumidos. O objetivo essencial dos SIGs é o controle das atividades, podendo também ser utilizados para o planejamento e organização Decisões táticas e de planejamento das operações Problemas Semi-estruturados Saída: relatórios de orçamentos, previsões de vendas,... Utilizados pelas gerências de nível intermediário Sistemas de Informação

35 © José Maria Monteiro. 35 Classificação dos SIs Sistemas de Informação Gerenciais (SIGs) Sistemas de Informação

36 © José Maria Monteiro. 36 Classificação dos SIs Sistemas de Apoio à Decisão (SADs) Ajudam a tomar decisões em ambientes complexos e dinâmicos Características: A necessidade de um SAD pode ser eventual. Problemas menos estruturados. Flexibilidade e adaptabilidade são essenciais. São dinâmicos pois freqüentemente o entendimento da questão muda, bem como as necessidades do problema. Modelos de Pesquisa Operacional, Estatísticos, Sistemas Especialistas, etc Sistemas de Informação

37 © José Maria Monteiro. 37 Sistemas de Informação

38 © José Maria Monteiro. 38 Classificação dos SIs Sistemas de Apoio à Decisão (SADs) Exemplo de SAD: Sistemas de Informações geográficas - SIG Aplicações: Análise de Mercado (Marketing) Localização de Instalações Roteamento de Veículos Gerência Ambiental e Catástrofes (incêndios,...) Programação de Transportes Análise de Fenômenos sócio-econômicos Sistemas de Informação

39 © José Maria Monteiro. 39 Classificação dos SIs Sistema de Automação de Escritório (SAEs) Ajudam as atividades de escritório, tais como preparação e comunicação da correspondência. Exemplos: Editores de texto Sistema de correio eletrônico Grupos de Notícias Correio de voz Sistemas multimídia Vídeo-conferência Sistemas de Informação

40 © José Maria Monteiro. 40 Classificação dos SIs Sistema de Automação de Escritório (SAEs) Tendências: SAEs integrados => Internet. Compartilhamento de informações Comunicação entre telefones celulares Sistemas de Informação

41 © José Maria Monteiro. 41 Classificação dos SIs Sistemas de Informação para Executivos - EIS São utilizados pelos executivos seniores para obter informações globais da organização. Apresentam os dados de maneira muito agregada, sendo porém possível detalhar os dados ("drill-down"). => Visão estratégica Características: Gráficos e Interface intuitiva Integram várias fontes de dados Com contextos (séries históricas, comparações, etc). Sistemas de Informação

42 © José Maria Monteiro. 42 Sistemas de Informação

43 © José Maria Monteiro. 43 Como Desenvolver SIs Problemas Estimativas de custo e prazo freqüentemente são imprecisas Custos de manutenção enormes Produtividade dos profissionais não tem acompanhado a demanda pelos seus serviços Qualidade de software freqüentemente inadequada Insatisfação dos clientes Comunicação fraca entre cliente e desenvolvedores Sistemas de Informação

44 © José Maria Monteiro. 44 Engenharia de Software Sistemas de Informação Estabelecimento e uso de sólidos princípios de engenharia para que se possa obter economicamente um software que seja confiável e que funcione em máquinas reais

45 © José Maria Monteiro. 45 Metodologia Sistemas de Informação Um analista não consegue tratar as grandes quantidades de informação necessárias para automatizar uma realidade. Para tanto, forma criadas técnicas para se modelar os diversos problemas que existem. O conjunto destas técnicas chama-se metodologia.

46 © José Maria Monteiro. 46 Metodologia Sistemas de Informação As metodologias definem o ciclo de vida de desenvolvimento, no qual estão mostradas as fases que compõem o caminho a ser seguido pelos analistas e programadores, até a produção do SI na sua versão operacional. Cada fase pode ser vista como o refinamento da etapa anterior.

47 © José Maria Monteiro. 47 Elementos Fundamentais da Eng. de Software Métodos Como fazer para construir o software Freqüentemente possuem notação gráfica Ferramentas Proporcionam apoio automatizado ou semi- automatizado aos métodos Ambiente de suporte ao desenvolvimento de softwares chamado CASE Procedimentos Elo de ligação entre ferramentas e métodos Sistemas de Informação

48 © José Maria Monteiro. 48 Elementos Fundamentais da Eng. de Software Procedimentos Definem a seqüência em que os métodos serão aplicados Definem os produtos que devem ser entregues relatórios, documentos, formulários, etc. Definem os controles Sistemas de Informação

49 © José Maria Monteiro. 49 Ciclo de Vida Clássico Sistemas de Informação

50 © José Maria Monteiro. 50 Ciclo de Vida Clássico Problemas Projetos reais raramente seguem o fluxo seqüencial proposto Os requisitos iniciais são difíceis de serem levantados Resultado do trabalho só aparece no final => possibilidade de erros Outras Abordagens Prototipação Modelo em Espiral Sistemas de Informação

51 © José Maria Monteiro. 51 Análise e Projeto de Sistemas Projeto de Bancos de Dados Modelagem de Dados Sistemas de Informação


Carregar ppt "Sistemas de Informações e Bancos de Dados José Maria Monteiro Universidade Federal do Ceará Departamento de Computação"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google