A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Etapas da Meiose. Gâmeta masculino Gâmeta feminino Ovo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Etapas da Meiose. Gâmeta masculino Gâmeta feminino Ovo."— Transcrição da apresentação:

1 Etapas da Meiose

2 Gâmeta masculino Gâmeta feminino Ovo

3

4

5

6 MEIOSE Divisão reducional Divisão equacional

7 1.Qual o nº de pares de cromossomas representados no núcleo da célula A? 2.Quantos núcleos se formam no final da divisão I? 3.Em que diferem esses núcleos do núcleo da célula A? 4.Compare os núcleos produzidos no final da divisão II com os 2 núcleos resultantes da divisão I, identificando as diferenças entre eles.

8 Esta fase corresponde à primeira etapa da divisão meiótica, a qual é longa e complexa. O fenómeno mais importante é a ocorrência de crossing- over em pontos de quiasma que leva à diversidade de vida variabilidade genética Prófase I

9 Crossing-over Profase I

10

11

12 Metáfase I Os cromossomas de cada par de homólogos distribuem-se simetricamente, em relação ao plano equatorial. Os pontos de quiasma encontram-se na zona equatorial da célula e os centrómeros dos cromossomas homólogos voltados para os pólos opostos. O modo como se coloca cada par de homólogos no plano equatorial não segue nenhuma regra, o que significa que é feita aleatoriamente. Desta forma, os centrómeros virados para o mesmo pólo podem ser de origem materna e paterna.

13 Anáfase I Separação dos homólogos com ascensão polar. Este fenómeno é conhecido pela disjunção ou segregação dos homólogos.

14 Telófase I Os cromossomas atingem os pólos e o fuso acromático desorganiza-se. Formam-se dois núcleos-filhos, que são haplóides (n) – o número de cromossomas de cada um destes núcleos é metade do presente no núcleo inicial. Cada um dos cromossomas tem dois cromatídios. Em certas células pode ocorrer a divisão do citoplasma – citocinese, originando-se duas células-filhas haplóides. As células-filhas iniciam a divisão II, após curta interfase, em que nunca ocorre replicação do DNA. Por vezes esta interfase é inexistente, pelo que à telófase I segue-se logo a prófase II.

15 Prófase II É uma fase muito curta, muito semelhante à prófase da mitose. Em cada célula ocorre a condensação dos cromossomas, desagregação do invólucro nuclear e inicia-se a formação do fuso acromático.

16 Metáfase II Em cada célula, os cromossomas dispõem-se na zona equatorial do fuso acromático, com os centrómeros nos planos equatoriais. Nesta fase, cada cromossoma ainda apresenta dois cromatídios.

17 Anáfase II Os centrómeros de cada cromossoma dividem-se, e cada cromatídio (agora cromossoma-filho) migra para o pólo respectivo.

18 Telófase II Os cromossomas atingem por fim os pólos, provocando o desaparecimento do fuso acromático, a descondensação dos cromossomas, a formação e organização de novos núcleos e a separação do citoplasma. Formam-se deste modo duas células haplóides, a partir de cada uma das células haplóides formadas no final da divisão I da meiose.

19 Representação esquemática da Meiose Prófase I (2n) Metáfase I (2n) Anáfase I (2n) Telófase I (n) Prófase II (n) Metáfase II (n) Anáfase II (n) Telófase II (n)

20 Mutações cromossómicas

21 Comparação mitose/meiose

22


Carregar ppt "Etapas da Meiose. Gâmeta masculino Gâmeta feminino Ovo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google