A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rosa Fernandes Escola Básica Integrada de São Bruno - Caxias Caxias, Concelho de Oeiras, Distrito de Lisboa 9º Ano CFQ e TIC Fornos & Luz 5.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rosa Fernandes Escola Básica Integrada de São Bruno - Caxias Caxias, Concelho de Oeiras, Distrito de Lisboa 9º Ano CFQ e TIC Fornos & Luz 5."— Transcrição da apresentação:

1 Rosa Fernandes Escola Básica Integrada de São Bruno - Caxias Caxias, Concelho de Oeiras, Distrito de Lisboa 9º Ano CFQ e TIC Fornos & Luz 5

2 O Forno Solar foi projectado e construído com o recurso a materiais simples e já em reutilização. Uma caixa de cartão de uma multifunções com os respectivos acondicionadores de cartão; Uma outra caixa de menores dimensões; papel de alumínio: película aderente; A caixa de menores dimensões é introduzida no interior da de maiores dimensões de forma a criar em toda a volta uma caixa de ar que funciona como isoladora. Tada a superfície interior e exterior com possibilidade de reflectir a radiação para o interior do forna é revestida com papel de alumínio. A área da superfície superior é revestida com película aderente que funciona como superficie absorvedora de radiação e criadora de um efeito de retenção da mesma no interior do forno.,

3 Deu-se início ao projecto procedendo a uma pesquisa na internet sobre a construção de fornos solares. Analisaram-se as sugestões do manual que acompanha o kit fornecido pelo CV. Confrontados com limitações de orçamento e de tempo para investir mas querendo participar, optámos por recorrer a materias simples de baixo custo. As opções do processo de isolamento foi baseada na consulta de uma tabela de condutividade térmica de diferentes materiais existente num manual de Física de 10º ano. Verificamos que entre os materiais que tínhamos disponíveis, cartão, esferovite, cortiça e ar, o que apresentava menor condutividade térmica era o ar. As restantes decisões prenderam-se com a opção por materias de baixo custo e que pudessem ser usados com alguma eficácia no processo de aproveitamento térmico da energia solar.

4 O projecto foi realizado no final das aulas de CFQ e em tempo extra aulas de acordo com o plano de desenvolvimento elaborado pela professora de CFQ. A informação foi recolhida por pesquisa na internet, no manual que acompanha o kit, nos manuais de CFQ e nos vídeos disponibilizados no site do Ciência Viva relacionado com o rali solar. A grande dificuldade em todo o processo foi o mau tempo e a ausência de luz solar para que se procedesse ao estudo do rendimento do nosso equipamento. Estámos a aguardar dias de sol para procedermos a essa etapa do projecto.

5 O projecto desenvolvido permitiu a consolidação de conceitos como a transferência e transformação de energia, o desenvolvimento sustentável e os problemas de aquecimento global, fontes de energia renováveis e não renováveis entre outros. Permitiu a aprendizagem dos conceitos de potência e de materiais bons e maus condutores que constam do programa de 9º ano de CFQ. Além disso permitiu-nos a aprendizagem de conteúdos de calor, transferência de calor, intensidade da radiação, potência irradiada e rendimento do processo de aproveitamento energénico, previstos no programa de Física do 10 º ano. O projecto na escola foi divulgado através dos orgãos de gestão nomeadamente na Direcção, no Conselho Pedagógico e no Conselho Geral. Para além disso está a ser preparada informação para ser colocada na página da Escola. Uma vez terminado o projecto será exposto em local visivel`e acessível a toda a comunidade escolar.


Carregar ppt "Rosa Fernandes Escola Básica Integrada de São Bruno - Caxias Caxias, Concelho de Oeiras, Distrito de Lisboa 9º Ano CFQ e TIC Fornos & Luz 5."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google