A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES. Os varejistas são os intermediários que realizam as vendas de seus produtos diretamente para os consumidores finais. O local.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES. Os varejistas são os intermediários que realizam as vendas de seus produtos diretamente para os consumidores finais. O local."— Transcrição da apresentação:

1 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES

2 Os varejistas são os intermediários que realizam as vendas de seus produtos diretamente para os consumidores finais. O local de realização das vendas dependera do tipo de produto que esta sendo comercializado. Essas vendas podem acontecer em lojas, como é a venda de roupas, sapatos, brinquedos, mas também podem ser realizadas através de catálogos ou ainda de máquinas de vender.

3 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Aos varejistas que não se utilizam de lojas fisicamente existentes para comercializar seus produtos são classificados de Varejistas lojista. Já os varejistas que não se utilizam das lojas para vender seus produtos são chamados de não- lojistas. O varejista é sem duvidas muito importante para os consumidores, pois eles prestam serviços como venda, financiamento, embalagem, transporte, dentre outros. Dependendo das atividades que desempenhas o varejista pode ser classificado em:

4 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Varejista Independente – é o tipo de varejista que pode possuir apenas um pequeno estabelecimento, porém, representa uma maioria em relação aos negócios de vendas no varejo;

5 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Varejista em cadeia – é o varejista que possui mais de um estabelecimento do seu negócio. Podemos citar como exemplo as Casas Bahia, cujas compras são centralizadas em uma de suas unidades, escolhida para ser o escritório central que também é responsável por distribuir os produtos adquiridos por suas filiais. O controle de vendas desses produtos também é exercido pelas pessoas que trabalham no escritório central.

6 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES As lojas de departamentos – representam os varejistas que, pelo sortimento de mercadorias que comercializa, dividem seus estabelecimentos em setores ou departamentos de acordo com a categoria ou natureza dos produtos. Algumas lojas de departamentos possuem vários andares, sendo um para vestuário, outro para alimentação, outro para eletrônicos etc. As lojas de departamentos surgiram na Europa e possuem como característica a preocupação em atender bem aos seus clientes.

7 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Lojas de descontos – surgiram logo após a segunda guerra mundial, motivadas pela grande demanda existente. Os produtos eram transportados para serem comercializados em grandes galpões. Esses produtos eram dispostos aos clientes sem nenhum tipo de organização. Seus preços eram bem abaixo dos que estavam sendo praticados pelo mercado, já alguns gastos como aluguel do local de venda e salários de vendedores não existiam.

8 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Supermercados – originários dos Estados Unidos, sua chegada ao Brasil aconteceu em meados doa anos 50. Os supermercados inauguraram o auto- serviço, reduzindo com isso o número de empregados dos estabelecimentos e consequentemente reduziu os gastos dos varejistas. Na época, os supermercados limitavam-se a vender apenas alimentos, hoje essa realidade é bem diferente e os supermercados oferecem uma grande variedade de produtos, separados em departamentos conforme o tipo de produto.

9 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Shopping Centers - Responsável pela maior revolução na história do varejo mundial, os shopping centers aproveitaram que o grande volume de circulação de carros estava gerando engarrafamentos intermináveis, fazendo com que os consumidores evitassem ir até os bairros comerciais, comprometendo as vendas. Os supermercados caracterizam-se por serem uma reunião de estabelecimentos comerciais gerenciadas por uma mesma administração, que é responsável por toda a parte de planejamento de marketing do local, limpeza, iluminação e segurança. Para isso as lojas, mensalmente, pagam uma taxa denominada de condomínio.

10 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Para garantir o fluxo de visitação é comum que nos shopping centers exista uma loja chamada de âncora, como um grande supermercado, com a finalidade de gerar tráfego no local. Na cidade Fortaleza, temos o Extra Supermercados funciona como loja âncora dentro do shopping Iguatemi. É indiscutível a preferência dos consumidores por realizarem suas compras em shopping centers e os motivos são principais são: segurança, estacionamento e a comodidade de encontrar várias lojas, inclusive bancos e restaurantes, num mesmo espaço físico.

11 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES O Número de linhas de ônibus cujo itinerário contempla os shoppings também facilita o acesso daqueles que dependem de transporte coletivo para se locomover. Os shopping centers vêm ampliando sua oferta de serviços na tentativa de ampliar ainda sue numero de clientes. Fraldário, empréstimo de carrinhos de bebê, empréstimo de cadeiras de rodas são alguns exemplos desses novos serviços.

12 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Os varejistas de porta-em-porta – constituem uma das mais antigas modalidades do varejo não lojista e também uma das mais utilizadas no Brasil. Seu sucesso depende em grande parte do esforço feito pelo vendedor para promover o produto junto ao cliente. Alguns fabricantes apostam nesse tipo de varejo por acreditarem que determinados produtos ou serviços não comprados e sim vendidos, ou seja, o consumidor não costuma procura-los para comprar, porém, a partir do momento em que os mesmos lhes são oferecidos, sua compra é quase certa. Enciclopédias, planos funerários e consórcios são exemplos de produtos vendidos dessa forma.

13 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES O Cybermarketing – representa a mais moderna forma de varejo. Os primeiros ensaios de negócios eletrônicos se deram, com a troca de informações. A evolução foi tão grande que hoje podemos comprar eletrodomésticos, reservar hotel, fazer check in on-line ou até mesmo selecionar as compras do supermercado, tudo isso sem sair de casa. Este tipo de negócio realizado através de um ambiente virtual é chamado de Cybermarketing.

14 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES O Cybermarketing surgiu na metade da década de 90, e uma de suas características era de ser um elemento de facilitação para o marketing. Ele personaliza o atendimento das necessidades dos consumidores de forma massificada, ou seja, enquanto o marketing busca atender individualmente, a cada um de seus clientes, o cybermarketing busca atingir o maior número de pessoas possíveis, porém com o mesmo grau de excelência. Ele permite uma interatividade muito maior com os consumidores e os deixa ligados diretamente aos fornecedores dos produtos ou serviços que estão sendo comercializados. A relação comercial é entre fornecedor e consumidor.

15 OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES Surge então uma nova forma de distribuir os produtos que não se enquadra nos tipos de Canais de Distribuição que conhecemos anteriormente. É uma distribuição que se pode chamar de Direta e que possui como intermediário uma figura virtual, que muitas vezes não tem endereço fixo, mas pode realizar até mais negócios do que as tradicionais formas de venda.

16 Os varejistas quanto à sua classificação Classificação segundo o esforço de escolha Lojas de conveniência Lojas de compras por escolha Lojas especializadas Classificação segundo a situação de propriedade Lojas independentes Lojas em cadeia Associação de independentes (cadeias cooperativas, cadeias voluntárias e licenças) Classificação segundo a linha de produto Mercadorias em geral Linhas limitadas Lojas especializadas Classificação segundo as funções exercidas Lojistas: Lojas de departamentos Supermercados Shopping centers Não lojistas: Reembolso postal Porta em porta Venda por telefone Máquinas de vender

17 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos De acordo com o tipo de produto a ser movimentado escolhe-se um tipo de canal para realizar a sua distribuição. Essa escolha dependerá diretamente das características do produto. Existe uma infinidade de canais de para realizar a distribuição dos produtos no mercado, todos responsáveis por racionalizar a operação de distribuição dos produtos, reduzindo os custos para o fabricante. São cinco os principais tipos de canais de distribuição. Vejamos:

18 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos 1º Canal - Fabricante/Consumidor 2º Canal - Fabricante/Varejista/Consumidor 3º Canal - Fabricante/Atacadista/Varejista/Consumidor 4º Canal - Fabricante/Agente/Varejista/Consumidor 5º Canal - Fabricante/Agente/Atacadista/Varejista/Consumidor A partir de agora conheceremos as principais características de cada um desses canais. Observem que apesar das diferenças entre eles todos possuem em comum o fato de terem início no fabricante e finalizarem no consumidor final.

19 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos 1º Canal - Fabricante/Consumidor Menor canal de distribuição existente é também conhecido como canal de distribuição direta. Esse tipo de canal deve ser utilizado quando o fabricante preferir não utilizar intermediários na distribuição de seus produtos aos seus consumidores. Ele permite ao fabricante um total controle acerca da distribuição dos seus produtos, porém vai exigir dele um esforço adicional, já que serão de responsabilidade do fabricante todas as funções mercadológicas que envolvem uma correta distribuição.

20 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos 2º Canal - Fabricante/Varejista/Consumidor Esse é o tipo de canal mais comum para a distribuição de produtos de consumo como roupas, livros e eletrodomésticos. O fabricante, nesse tipo de canal de distribuição, permanece concentrado na sua atividade principal, que é a fabricação excelente de seus produtos, enquanto os intermediários se responsabilizam por grande parte das responsabilidades mercadológicas. Muitos fabricantes vendem seus produtos diretamente a varejistas como casas Bahia ou Lojas Americanas. Estes varejistas se encarregam da exposição, financiamento, venda, transporte e às vezes até entrega dos produtos aos consumidores.

21 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos 3º Canal - Fabricante/Atacadista/Varejista/Consumidor Canal ideal quando o objetivo for cobrir uma ampla área do mercado. Esse tipo de canal, pelas suas características e forma de atuação, é capaz de atingir um número muito grande de consumidores. O atacadista cumpre a função de distribuidor, porque compra em grande quantidade do fabricante e repassa em menores quantidades os produtos aos varejistas, que por sua vez se encarregarão de vendê-los aos consumidores finais.

22 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos 4º Canal - Fabricante/Agente/Varejista/Consumidor Nesse tipo de canal o atacadista é substituído pelo agente que não oferece os mesmos serviços, porém atua como um grande vendedor. O agente tem a função de representar o fabricante intermediando as vendas dos produtos. Não possuem estoques e geralmente oferecem os produtos para venda através de catálogos expositores ou peças únicas para que o comprador tenha noção do que está adquirindo. Alguns possuem peças-piloto ou mostruários para apresentarem aos clientes.

23 Os Tipos de Canais de Distribuição dos Produtos 5º Canal - Fabricante/Agente/Atacadista/Varejista/Consumidor Este é o maior canal de distribuição de produtos. Sua utilização permite uma abrangência de mercado muito mais eficaz. Todos os intermediários estão presentes auxiliando numa melhor distribuição dos produtos aos consumidores.


Carregar ppt "OS VAREJISTAS E SUAS FUNÇÕES. Os varejistas são os intermediários que realizam as vendas de seus produtos diretamente para os consumidores finais. O local."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google