A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Ergonomia é considerada por muitos como ciência, enquanto geradora de conhecimentos. Outros a enquadram como tecnologia, por seu caráter aplicativo,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Ergonomia é considerada por muitos como ciência, enquanto geradora de conhecimentos. Outros a enquadram como tecnologia, por seu caráter aplicativo,"— Transcrição da apresentação:

1

2

3

4 A Ergonomia é considerada por muitos como ciência, enquanto geradora de conhecimentos. Outros a enquadram como tecnologia, por seu caráter aplicativo, de transformação, de modernização. Apesar das divergências conceituais, há aspectos que são comuns: a aplicação dos estudos ergonômicos; a natureza multidisciplinar, o uso de conhecimentos de várias disciplinas; o fundamento nas ciências, buscando referências; o objeto: a concepção do trabalho, de forma a trazer benfeitorias ao ser humano. A palavra Ergonomia vem de duas palavras Gregas:

5 Todas as atividades, inclusive o trabalho, têm pelo menos três aspectos: físico, cognitivo e psíquico onde cada um deles pode determinar uma sobrecarga. Todo indivíduo chega ao trabalho com seu capital genético, remontando o conjunto de sua história patológica. Ele traz também seu modo de vida, seus costumes pessoais e étnicos, seus aprendizados.

6 Ergonomia Organizacional: ou macroergonomia, relacionada com a otimização dos sistemas socio-técnicos, incluindo sua estrutura organizacional, políticas e processos. Tópicos relevantes incluem trabalho em turnos, programação de trabalho, satisfação no trabalho, teoria motivacional, supervisão, trabalho em equipe, trabalho à distância e ética. Associação com Programas de Qualidade de Vida. A Associação Internacional de Ergonomia divide a ergonomia em três domínios de especialização. São eles: Ergonomia Física: que lida com as respostas do corpo humano à carga física e psicológica. Tópicos relevantes incluem manuseio de materiais, arranjo físico de estações de trabalho, demandas do trabalho e fatores tais como repetição, vibração, força e postura estática, relacionada com desordens músculo-esqueléticas. Ergonomia Cognitiva: também conhecida engenharia psicológica, refere-se aos processos mentais, tais como percepção, atenção, cognição, interpretação, capacidade de compreensão. Tópicos relevantes incluem carga mental de trabalho, vigilância, tomada de decisão, desempenho de habilidades, erro humano, interação humano-computador e treinamento.

7 preservar a saúde física, mental e espiritual aumentar a motivação elevar a criatividade impulsionar a produtividade aumentar o prazer e a qualidade de vida o sucesso pessoal das pessoas o sucesso da sociedade encontrar um espaço, na organização do trabalho, para privilegiar as formas específicas com que cada empresa tenha competência para realizar o trabalho. A ergonomia moderna sempre inclui uma análise das pessoas como um todo e não somente pelos seus aspectos e necessidades físicas. Entendida e aplicada dessa forma, a ergonomia sempre contribuirá para:

8 Pensar e agir de forma ergonômica É criar estruturas e sistemas em que todos os participantes sejam capazes de adaptar individualmente sua vida profissional.

9 A nova realidade corporativa é incompatível com os antigos modelos de organização, com programas ergonômicos determinados de antemão, especializados, rígidos, separados entre si, formulados fora do tempo real. O planejamento ergonômico das novas instalações industriais, comerciais e administrativas requer, antes, um debate, a expressão, a coordenação e a intervenção de todos. O planejamento ergonômico das novas instalações industriais, comerciais e administrativas requer, antes, um debate, a expressão, a coordenação e a intervenção de todos.

10

11

12 A e ee ergonomia participativa significa envolver vários níveis organizacionais na identificação, análise e solução de problemas ergonômicos. Os processos participativos têm como base de interesse a eliminação da distância criada entre os grupos dos que planejam e controlam com os grupos que executam, visando um melhor aproveitamento dos conhecimentos existentes e maior satisfação dos trabalhadores envolvidos.

13 A prática ergonômica isolada, onde um "ergonomista" realiza a análise do trabalho e recomenda as soluções para que posteriormente sejam implantadas, geralmente não se concretiza pois o não envolvimento dos trabalhadores no primeiro momento (diagnóstico) torna muito difícil tê-los envolvidos no segundo momento (a implantação). Pode-se dizer que a prática ergonômica não ocorre sem o estabelecimento de um processo participativo.

14 O fato dos trabalhadores passarem a ter envolvimento com um estudo voltado ao trabalho que estarão realizando, faz com que eles insiram no desenvolvimento de seus trabalhos a preocupação de desenvolvê-lo já buscando formas mais adequadas aos seus corpos e seus interesses.

15

16 O ser humano é o principal componente que determina a produtividade, bem como o sucesso ou o fracasso de um sistema de trabalho. Para atingir este objetivo, deve-se, portanto, adaptar, de forma mais adequada possível, o trabalho às características do trabalhador, buscando reduzir o cansaço, a possibilidade de erros, os acidentes e o absenteísmo e aumentar o conforto e o seu bem-estar social.

17 Portanto, quando estuda-se as possíveis fontes de sobrecarga física, cognitiva e organizacional, é necessário conhecer as atividades reais e a Análise Ergonômica do Trabalho (AET) é a chave para a compreensão de tais fatos. Portanto, quando estuda-se as possíveis fontes de sobrecarga física, cognitiva e organizacional, é necessário conhecer as atividades reais e a Análise Ergonômica do Trabalho (AET) é a chave para a compreensão de tais fatos. Para realizar um diagnóstico centrado nas pessoas utiliza-se a Análise Ergonômica do Trabalho que tem se revelado uma ferramenta altamente eficaz. Pois ao narrar-se as atividades desenvolvidas pelos colaboradores para realizarem as tarefas prescritas, se obtêm um diagnóstico preciso das reais condições de trabalho. Com isto tem-se facilitada a elaboração de recomendações ergonômicas para o prestador de serviço estudado. Desta forma, poderemos constatar se a ergonomia permitirá evidenciar aspectos que conduzirão à melhoria das condições de trabalho e a preservação da saúde dos trabalhadores.

18

19

20


Carregar ppt "A Ergonomia é considerada por muitos como ciência, enquanto geradora de conhecimentos. Outros a enquadram como tecnologia, por seu caráter aplicativo,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google