A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Trombólise farmacomecânica na TVP: Quando e como Daniel Mendes Pinto Angiologia e Cirurgia Vascular Hospital Mater Dei Hospital Felício Rocho Belo Horizonte.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Trombólise farmacomecânica na TVP: Quando e como Daniel Mendes Pinto Angiologia e Cirurgia Vascular Hospital Mater Dei Hospital Felício Rocho Belo Horizonte."— Transcrição da apresentação:

1 Trombólise farmacomecânica na TVP: Quando e como Daniel Mendes Pinto Angiologia e Cirurgia Vascular Hospital Mater Dei Hospital Felício Rocho Belo Horizonte - MG Encontro Mineiro de Angiologia e Cirurgia Vascular – Março 2013

2 Trombólise FarmacológicaMecânica

3 TVP aguda Segmento ilíaco-femoral

4 Evolução para síndrome pós-trombótica SPT moderada/g rave nenhuma Heparina31%20% Trombolítico4%74% Comerota AJ. Guidelines of the American Venous Forum, 2009

5 Trombose de Veias Ilíacas Menos de 20% das TVP ilíacas recanalizam satisfatoriamente

6 Trombectomia aspirativa Jatos de soro fisiológico criam pressão negativa Trombos fragmentados são aspirados Mecanismo isovolumétrico

7 Trombectomia aspirativa VANTAGENS rápida remoção dos trombos tempo de tratamento mais curto pode ser usada em pacientes com contra-indicação a anticoagulação

8 Trombectomia aspirativa DESVANTAGENS hemólise anemia embolização

9 Acesso: Safena magna Safena parva Veia poplítea Trombólise farmacomecânica Acesso contralateral

10 Infusão contínua Alteplase 2 a 4 mg/h, máximo de 24 h monitorização CTI Pulse-spray: injeção de Alteplase (rTPa) Aspiração de até 500 ml Trombólise farmacomecânica

11 Caso clínico 1 Mulher, 48 anos 7º dpo de cirurgia de septo nasal TVP ilíaca femoral MIE, edema intenso Punção da veia poplítea Pulse-spray 20 mg Alteplase Aspiração 500 ml Dr Gustavo Murta, Dr Mateus Borges Hospital Mater Dei - BH

12 Caso clínico 1 Trombos residuais em veia ilíaca comum esq Imagem de compressão extrínseca

13 Caso clínico 1 Implante de Wallstent 18x60 mm

14 Será que toda TVP ilíaca- femoral deve ser tratada com trombólise?

15 Guidelines SVS: Early thrombus removal strategies J Vasc Surg 2012, 55, pp: Indicações para remoção precoce dos trombos 2.1 Sugerimos a remoção precoce de trombos em pacientes selecionados: Primeiro episódio de trombose venosa ilíaca-femoral Sintomas < 14 dias Boa expectativa de vida e capacidade funcional Grau 2C

16 Guidelines SVS: Early thrombus removal strategies J Vasc Surg 2012, 55, pp: Indicações para remoção precoce dos trombos 2.2 Recomendamos a retirada dos trombos como terapia de escolha para: Isquemia ameaçadora ao membro associada a trombose venosa ilíaca-femoral Grau 1A

17 Guidelines SVS: Early thrombus removal strategies J Vasc Surg 2012, 55, pp: Pacientes com trombose isolada do segmento fêmoro- poplíteo devem ser tratados com anticoagulação habitual. Não há evidência que suporte a retirada de trombos. Grau 1C

18 Guidelines SVS: Early thrombus removal strategies J Vasc Surg 2012, 55, pp: Sobre filtros de veia cava 4.1 Recomendamos contra o uso rotineiro de filtros de veia cava durante a trombólise para TVP ilíaca-femoral Grau 1C

19 Guidelines SVS: Early thrombus removal strategies J Vasc Surg 2012, 55, pp: Sobre uso de stents 5.1 Recomendamos uso de stents auto-expansíveis quando há compressão ilíaco-cava ou obstruções que não resolvem após a trombólise (Grau 1C) 5.2 Recomendamos que stents não sejam usados no segmento fêmoro-poplíteo (Grau 2C)

20 Algoritmo para tratamento da TVP Íliaca-femoral TVP ilíaca-femoral extensa Trombólise farmaco-mecânica Trombectomia cirúrgica REMOÇÃO DOS TROMBOS Anticoagulação inicial 2-3 dias Melhora dos sintomas Anticoagulação habitual Manutenção do edema, dor, cianose fixa, comprometimento arterial Sinais de isquemia de membro

21 Caso clínico 2 Mulher, 25 anos TVP ilíaca-femoral Esq Sem melhora do edema após 3 dias anticoagulação TROMBÓLISE -aspiração de trombos com Angiojet EP maciça durante o procedimento

22 Caso clínico 2 Mulher, 25 anos TVP ilíaca-femoral Sem melhora do edema após 3 dias anticoagulação PERSISTÊNCIA DO FORAMEN OVAL AVC i após trombectomia

23 Caso clínico 2 COMPLICAÇÕES -embolia pulmonar -AVCi -hemólise

24 Conclusão Quando fazer a trombólise na TVP aguda? TVP extensa, que ameaça a viabilidade do membro Trombose ilíaca-femoral que não responde a anticoagulação

25


Carregar ppt "Trombólise farmacomecânica na TVP: Quando e como Daniel Mendes Pinto Angiologia e Cirurgia Vascular Hospital Mater Dei Hospital Felício Rocho Belo Horizonte."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google