A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social CURSO DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS PÚBLICOS Aula 3 7 al.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social CURSO DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS PÚBLICOS Aula 3 7 al."— Transcrição da apresentação:

1

2 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social CURSO DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS PÚBLICOS Aula 3 7 al 16 de Julho de 2008 Brasilia, Brasil CEPAL/ILPES Julio Ismodes Carlos Castillo

3 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Estrutura do curso Dia9: :4511: :0014: :4516: :00 Segunda-feira Apresentação dos objetivos do curso e dos participantes - Noções gerais da avaliação de projetos Formulação de projetos de programas socias Formação dos grupos de trabalho, e distribuição dos projetos Terça-feira Análise da demanda em programas socias Análise da oferta em programas socias Laboratório: Análise da oferta, da demanda e estimação do déficit Quarta-feira Identificação e valoração dos custos Identificação e valoração dos benefícios Laboratório: Identificação e valoração dos custos e benefícios Quinta-feira Cálculo dos indicadores do projeto e Análise de sensibilidade Tópicos especiais em projetos de programas socias Laboratório: Indicadores do projeto e análise de sensibilidade Sexta-feira Tópicos especiais em projetos de programas socias Laboratório: Preparação dos trabalhos dos grupos e entrega ao professor Segunda-feira Laboratório: Trabalho do grupo 1 com o professor Laboratório: Trabalho do grupo 2 com o professor Laboratório: Trabalho do grupo 3 com o professor Laboratório: Trabalho do grupo 4 com o professor Terça-feira Laboratório: Trabalho do grupo 5 com o professor Laboratório: Trabalho do grupo 6 com o professor Laboratório: Preparação das exposições dos grupos Quarta-feira Exposições dos grupos e debate geral sob os projetos avaliados nos laboratórios Avaliação do curso - Cerimônia de encerramento

4 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social ¿O qué e um projeto viable?.. Um projeto e viable cuando o estudo de pre viabilidade ten demostrado ser: Socialmente rentable Sostenible custos beneficios Recursos para operacao y mantenimento, aceptacao pela comunidade, no vulnerable aos perigos, etc.

5 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Para quem avaliamos? Pessoa ou empresa: Avaliação Privada Avaliação financeira Avaliação econômica Todos os habitantes do país por igual : Avaliação social Avaliação econômica

6 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Determinação de Benefícios e Custos Identificação: quais? Passos a seguir: Quantificação: quanto? Valoração:quanto vale?

7 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Tipos de avaliação AvaliaçãoAcciónCustosBeneficios Identificar Beneficio - Custo Quantificar Valorizar Identificar Custo - eficiência Quantificar Valorizar X

8 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Tipos de custos Investimento Operação Manutenção

9 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Custos de investimento Estudos e desenhos Gastos administrativos Terrenos Construção Permissões, patentes e impostos Supervisão e assessoria Equipamento Reposições Capital de trabalho Capacitação Abandono (Valor residual)

10 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Custos de operação Salários Serviços básicos Aluguéis Materiais e insumos Combustíveis Publicidade Permissões Impostos

11 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Custos de manutenção Manutenção maior de equipes Reposições de peças Reposição de equipamento menor Reparações periódicas

12 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Estimaçao dos custos Custo do proyetos similares Custos unitarios conhecidos Cotar

13 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Tipos de Custos Reais vs. Contabeis Evitables vs. Afundados Monetarios e de Oportunidade Fixos e Variaveis Costo Quantidade Costo fixo Custo variave

14 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Tipos de Beneficios Privados –R–Rendimentos monetários –D–Diminuição de custos –O–Outros: Revalorização de bens Redução de riscos Melhor imagem Socias –E–Excedente do consumidor e do produtor –D–Diminuição de custos –E–Externalidades

15 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Por quê requeremos a avaliação social? Os preços mentem! –N–Não refletem o verdadeiro custo para a sociedade –N–Não refletem o benefício para a sociedade Há bens que não têm preço Existem externalidades

16 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Os preços mentem! Impostos Subsídios Cotas Monopólios Monopsonios Não refletem os verdadeiros benefícios e custos para a sociedade. Estão distorcidos devido à existência de:

17 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Os preços não refletem os verdadeiros benefícios e custos para a sociedade Q1Q1 P1P1 A B Beneficio privado: P 1 *Q 1 Beneficio social por libertação de recursos : Area 0-P 0 -A-Q 0 O benefício privado subestima fortemente o benefício social Q D Q0Q0 P 0 P 0 Beneficio social por maior consumo: Area Q 0 -A-B-Q 1 Na situação inicial não há um provedor do serviço (água potável, eletricidade). Com o projeto baixa significativamente o custo e o consumo aumenta muito. Um caso particular…

18 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Preços distorcidos: Impostos y Subsídios D S Q Pe Qe P A Ptd Pts Qt B C Q Pe Qe D S P A Psus Psud Qsu B C

19 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Preços sociais Taxa de desconto social Preço social do trabalho –Não qualificada –Semi qualificada –Qualificada Preço social da divisa Valor social do tempo (Preços Sombra - Preços de Conta)

20 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Preços Socias na America Latina Argentina12 % Bolivia12,07 % Chile 8 % Colombia12 % México12 % Perú11 % FOCEM 7% Preço social do trabalho 1,00 0,43 Calificada Semi calificada Bolivia 1,00 0,60 Calificada No calificada Colombia 1,00 0,85 Calificada Semi calificada Chile Factor de ajuste CategoríaPaís Preço social da divisa 1,08Perú 1,01Chile 1,24Bolivia Factor de ajuste País Taxa de desconto social

21 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Valor social do tempo Corresponde al costo de oportunidad del tiempo de los involucrados. Es particular para cada persona e instante. Para su estimación es posible recurrir a: –Estimarlo a partir del salario –Valoración contingente –Métodos matemáticos

22 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Valor social do tempo PropósitoTipo Valor en ($/hora/pasajero) y en ($/hora/vehículo) Usuarios de transporte urbano Todo vehículo746 Usuarios de transporte inter-urbano Automóviles Camionetas Camiones de dos ejes Camiones de más de dos ejes Buses 6,445 8,778 4,283 35,615 Chile Fuente:

23 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Valor social do tempo PropósitoTipoValor (S/hora) General Laboral urbana Laboral rural No laboral 4,96 3,32 0,3 del anterior para adultos y 0,15 para niños Usuarios de transporte Aéreo nacional Interurbano auto Interurbano tte. Público Urbano auto Urbano tte. público 4,25 3,21 1,67 2,8 1,08 Perú Fuente:

24 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Fluxo de beneficios e custos Ordena a informação Facilita detectar erros ou omissões Simplifica os cálculos Ano Investimento Operação Manutenção Beneficios Fluxo neto

25 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Como valorizamos? Valorizamos a produção do projeto com imposto Valorizamos os recursos utilizados pelo projeto sem impostos. Valorizamos a produção do projeto sem o subsídio. Valorizamos os recursos utilizados pelo projeto com o subsídio. Utilizamos preços sociais quando existem. Em projetos pequenos:

26 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Não há mercado do bem Estimamos um preço utilizando: –Preços hedónicos –Valoração contingente Portanto não conhecemos o preço Avaliamos com critério de –Mínimo custo –Custo - eficiência

27 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Existem importantes efeitos indiretos Sobre o meio ambiente Sobre outros usuários Em mercados relacionados

28 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social El riesgo en los proyectos Mais ….. Cuando hay supuestos hay riesgos. Al preparar y evaluar un proyecto se recurre a supuestos, por ejemplo: –r–respecto al crecimiento poblacional, –r–respecto a la demanda, –r–respecto a la oferta, –r–relacionados con la tecnología, –r–relacionados con usos y costumbres, –a–acerca de la disponibilidad de insumos, –a–acerca del impacto ambiental –e–en la estimación de los costos, –e–en la estimación de los beneficios, –s–sobre el plazo de construcción, –e–etc, etc, etc.

29 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Se as suposições existirem, são os riscos RISCOS Probabilidade de ocorrências de Entradas Probabilidade de ocorrências de Custos MEDICION DE RIESGOS Variabilidade de Fluxos Variabilidade preços de aciones MEDIDAS DE CORRECCION Sensibilidade de preços relevantes Critério conservador

30 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Megaprojetos e custos ProjetoSobrecusto Canal do Suez1900 % Opera da Sydney1400 % Concorde1100 % Canal do Panamá200 % Puente do Brooklyn100 % Fuente: Megaprojects and Risk, Bent Flybjerg

31 CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social Sobrecustos em grandes projetos Em 9 de cada 10 projetos de tranporte se subestimaron los custos (muestra de 258). Fenomeno foi observado em 20 paises do 5 continentes. A diferencia e maior em paises em desenvolvimento (em ferrovías). Os erroes da estimacçao nao se han reducido con el paso dos anos. Nao existe justificação técnica. Parece deberse a una estrategia. Fuente: Megaprojects and Risk, Bent Flybjerg con base en el estudioEconomic Appraisal of Large-ScaleTransport Infrastructure Investments de Mette K. Skamris. Ferrovias +45% Pontes, túneles + 34 % Rodovias +20 %


Carregar ppt "CEPAL/ILPES Introdução Formulação Demanda e Oferta Custos e Beneficios Indicadores Avaliação Social CURSO DE AVALIAÇÃO DE PROJETOS PÚBLICOS Aula 3 7 al."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google