A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

05 de outubro de 2011 Bruno Rondani Ativos Intangíveis no Modelo de Inovação Aberta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "05 de outubro de 2011 Bruno Rondani Ativos Intangíveis no Modelo de Inovação Aberta."— Transcrição da apresentação:

1 05 de outubro de 2011 Bruno Rondani Ativos Intangíveis no Modelo de Inovação Aberta

2 Ressalva 2 Ativos Intangíveis Know - how PI Patentes Ativos Intangíveis são muito mais do que patentes ou outras formas de Propriedade Intelectual

3 O que é Open Innovation? Inovação Aberta constata a abertura do processo de inovação – da geração do conhecimento à comercialização – mantendo um fluxo constante entre as fronteiras da firma, suas fontes de inovação (internas ou externas) e mercados É a nova forma como as empresas tem se organizado para inovar em um mundo onde a colaboração é inevitável Henry Chesbrough – UC-Berkeley

4 Funil de Inovação Aberta 4 Spin Offs Estratégia de Novos Produtos e Tecnologias Identificação, Avaliação e Seleção de Tecnologias Seleção de Projetos Desenvolvimento de Produtos e Processos Novos Produtos Desenvolvimento Conjunto Make or Buy Estratégia de Inovação Estratégia Tecnológica P&DMKT Novas aplicações Propriedade Intelectual Licenciamento Ideias e Tecnologias Novos Mercados Intelligence is the eyes and ears needed for Open Innovation (EIRMA, 2009) Fonte: Adaptado de Dr Letizia Mortara, Centre for Technology Management, Institute for Manufacturing, Cambridge University Fronteiras da Empresa

5 Níveis estratégicos Estratégia de Negócio Estratégia de Inovação Estratégia Tecnológica Atividades de P&D Spin off, licenciamentosProcessos, Produtos e Serviços Estratégia de PI

6 OI = P&D + modelos de negócios Receita Custos Custos de desenvolvimento interno Receita Modelo fechado (no passado) Custos de desenvolvimento interno Receita Modelo fechado (hoje) Menor tempo de vida de produto Maiores riscos com inovação Receita Spin-offs Novos mercados Novas receitas Modelo aberto (futuro) Custos de desenvolvimento interno e externo Royalties Redução de custo e tempo com colaboração externa

7 Marketplaces da inovação 7 Inovação aberta está intimamente ligado ao surgimento e desenvolvimento de Mercados Intermediários de Ideias e Tecnologias: Modelo Clássico: comercialização de patentes Novos modelos de comercialização Mercados Intermediários de Tecnologia = Mercados de Inovação No modelo fechado mercados intermediários tinham menos importância pois: ganhava-se mais comercializando diretamente a tecnologia e inventor encontrava poucos compradores capazes de absorver a tecnologia. Inventor Mercado intermediário Comprador

8 Por que colaborar? A lacuna pode ser preenchida com: P&D interno Aquisição de conhecimento externo existente Co-criação de conhecimento novo com parceiros externos

9 Por que colaborar? Conhecimento não utilizado: Mantém internalizado (sem monetização) Comercialização de conhecimento a terceiro Compartilhamento de conhecimento & co-criação com parceiro externo

10 Por que colaborar? 10 Complementariedade: outra possibilidade de co-criação

11

12 Open Innovation e Propriedade Intelectual 12 Inovação Fechada Uso exclusivo da P&D Tecnologia desenvolvida e levada para o mercado pela mesma empresa Controle total da inovação: desde a pesquisa até a comercialização Tecnologia explorada apenas por modelo de negócio interno PI como barreira de entrada e não como fonte de receitas Empresas frequentemente vendendo e não comprando PI Mercados intermediários pouco ativos Uso exclusivo da P&D Tecnologia desenvolvida e levada para o mercado pela mesma empresa Controle total da inovação: desde a pesquisa até a comercialização Tecnologia explorada apenas por modelo de negócio interno PI como barreira de entrada e não como fonte de receitas Empresas frequentemente vendendo e não comprando PI Mercados intermediários pouco ativos Inovação Aberta Uso de P&D interno e externo correspondente a um modelo de negócio em particular Abertura para novos modelos de negócio Variedade de geradores e colaboradores de PI (empresas, universidades & ICTs) Uso proativo da PI PI é um ativo que pode ser gerido Uso de métodos mais complexos para valoração de PI devido a intensidade e diversidades dos modelos de comercialização Mercados intermediários muito ativos Uso de P&D interno e externo correspondente a um modelo de negócio em particular Abertura para novos modelos de negócio Variedade de geradores e colaboradores de PI (empresas, universidades & ICTs) Uso proativo da PI PI é um ativo que pode ser gerido Uso de métodos mais complexos para valoração de PI devido a intensidade e diversidades dos modelos de comercialização Mercados intermediários muito ativos

13 Propriedade Intelectual e Inovação Aberta 13 Gestão estratégica da PI é a essência para modelos de negócio em Inovação Aberta Proteção das criações e outras invenções são pré- condições fundamentais para a transferência de tecnologia e comercialização de PI Transferência de tecnologia em transações comerciais Acesso ao know-how de terceiros O principal e mais comum problema da OI é a falta de conhecimento e a incerteza quanto a titularidade de exploração dos resultados

14 Transação vs. Co-criação Source: Jaakko Paasi

15 Transação vs. Co-criação Redes transação Redes de co-criação Source: Jaakko Paasi

16 Níveis de abertura Source: Jaakko Paasi

17 Proteção dos Ativos Intangíveis em modelos de colaboração Source: Jaakko Paasi

18 Racionais para o sistema de PI patentes e direitos autorais permitem a criação de mercados, corrigindo falhas de mercado em relação ao conhecimento idéias baseadas, expressões criativas e demais ativos intangíveis. (i) Criação de mercado: Patentes e direitos autorais facilitam o spill-over e expansão de ideias baseada no conhecimento e expressões criativas de ideias através da criação de incentivos ao comércio. (ii) Incentivo: patentes e direitos autorais protegem talento empresarial facilitando o desenvolvimento sustentável das empresas e indústrias. (iii) Desenvolvimento sustentável das empresas e da indústria: patentes e direitos autorais inventividade recompensa e criatividade em todo o sistema econômico. (iv) Recompensa: 18

19 Um Sistema Comprometido 19 The current world backlog stands at over 10 million unexamined patents. However, there is a lot of redundancy within the current system and it needs to be addressed, because many of these 10 million patents have no certainty of legal protection and the technologies could otherwise be available to the market. Jon W Dudas, Under Secretary of Commerce for Intellectual Property and Director of the USPTO (EPO, 2007) Above: A victim of its own success. The massive, and relatively recent, growth in patent applications is motivated at least in part by the new understanding about the value of IP – as well as accelerating innovation, particularly in the ICT, biotech and emerging converged technology arenas.

20 E para Piorar (EPO, 2007)

21 As empresas precisam ter fluxo de caixa positivo para a partir de seus investimentos de inovação em P&D, Desenvolvimento de Negócios, Engenharia de Manufatura, e Licenciamento Atividades 21 Capabilities Business Models Open Innovation Inovação Aberta não significa Inovação Livre

22 Inovação aberta torna disponível a opção de considerar a propriedade intelectual apenas como um meio de buscar o lucro e vantagem competitiva. Vantagem Competitiva BaixaAlta Bai xa Alt a Apropriabilidade Legal Fonte: Adaptação de Pitkethly, 2001 Sob esse paradigma, as discussões devem se concentrar em um modelo de negócio em particular, e não no sistema de propriedade intelectual em si. IP e know-how são ambos compartilhado com os outros, e apenas a PI e know-how estratégica são totalmente controlados dentro de casa a fim de garantir vantagem competitiva.

23 Sugestão para a definição de PI no contexto da inovação aberta e em rede: Leis de PI ContratosPolíticasNormasProcessos empresas utilizam a inovação aberta para o lucro, quando existem regras claras sobre a propriedade e o conhecimento sob a forma de PI ou através de outros meios privados ordenação como contratos, políticas, organização e rotinas de processos e normas.

24 Complexidade da PI com IA Diferentes tipos de participantes Diferentes tipos de resultados e exploração Conhecimento Foreground / background IP para gerações sucessivas de projetos relacionados Direitos das universidades de usar os DPIs para pesquisas futuras

25 Gestão da PI em ambiente de OI A gestão da PI em um ambiente de Inovação Aberta requer: Aumentar o nível de proteção – especialmente patentes Aumento do conhecimento sobre as características da PI de interesse PI não ser encarada como um acessório de P&D Acompanhar o valor da PI paralicensing in Firmar alianças de PI Assegurar boa qualidade da PI por meio de due diligence Contratos de gestão de PI estruturados Acordos de Confidencialidade na fase conceitual Clareza sobre a titularidade na fase de invenção Clareza quanto aos direitos de usuários (licenciamento)

26 Contexto para Inovação Setor Science-Based Processo inovativo constante Altos investimentos em P&D Empresas do setor tradicionalmente verticalmente integradas Queda na produtividade do P&D Tempo médio de aprovação crescente Surgimento de tecnologias emergentes Erosão das receitas com mercado de genéricos Fonte: Dado da Indústria Farmacêutica, extraído de Henry Chesbrough, Open Business Models, % 15%

27 Caso Eli Lilly Rede de colaboração interna Global External Research and Development Corporate Business Development Corporate Finance Investment Banking Office of Alliance Management Processos transparentes e claros para atrair parceiros Executivos da Eli Lilly decidiram investir consistentemente em desenvolver uma competência de gestão de colaboração para o desenvolvimento de novos produtos

28 Caso Eli Lilly Níveis de Maturidade do Modelo de Open Innovation

29 Caso Eli Lilly Rede de Parceiros

30 Caso Eli Lilly 30 Scorecard de Parcerias

31 Caso Eli Lilly Alguns Resultados Desde 1995, Lilly lançou 16 novos fármacos, dos quais 6 foram desenvolvidos e comercializados através de parceiros Mais de 10 novos medicamentos estão sendo atualmente desenvolvidos com parceiros Em 2009, Lilly publicou 100 desafios internos dentro do mais de 80% foram solucionados por especialistasa internos Em 2009, Lilly publicou 40 problemas externamente através do Portal Innocentive e obteve 80% de respostas positivas De forma a colocar-se no próximo estágio de gestão da inovação aberta, a Eli Lilly decidiu desafiar seu modelo de negócios e deixar de ser uma Fully Integrated Pharmaceutical Company (FIPCO) para converter-se em uma Fully Integrated Pharmaceutical Network (FIPNET).

32 Contato Bruno Rondani


Carregar ppt "05 de outubro de 2011 Bruno Rondani Ativos Intangíveis no Modelo de Inovação Aberta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google