A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capitulo 10: Integração entre Estratégia Competitiva e Capacitação Tecnológica Paulo Tigre Curso de Economia da Tecnologia Paulo Tigre, Gestão da Inovação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capitulo 10: Integração entre Estratégia Competitiva e Capacitação Tecnológica Paulo Tigre Curso de Economia da Tecnologia Paulo Tigre, Gestão da Inovação."— Transcrição da apresentação:

1 Capitulo 10: Integração entre Estratégia Competitiva e Capacitação Tecnológica Paulo Tigre Curso de Economia da Tecnologia Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

2 Capacitação Tecnológica e Estratégia Competitiva As áreas de capacitação de uma empresa podem ser agrupadas em quatro funções básicas: inovação ou desenvolvimento, produção, marketing gestão Cada setor ou segmento tem características próprias e cada empresa adota explícita ou implicitamente uma estratégia competitiva que enfatiza aspectos particulares destas quatro funções. Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

3 Inovação: Compreende esforços tecnológicos empreendidos pelas empresas por meio dos seguintes mecanismos de geração e aquisição de informação e conhecimento. Pesquisa e desenvolvimento de produtos e processos; Aquisição de tecnologia explícita (patentes, licenças de fabricação e contratos de assistência técnica) Aquisição de tecnologia implícita, incorporada em máquinas, equipamentos, softwares, etc. Acesso a informações codificadas em multimidia (livros, manuais, internet, videos, etc) Cooperação com outros agentes Aprendizado interno contínuo. Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

4 Áreas de Inovação na Empresa Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

5 Empresa organizada por funções Presidente Produção Adm/Fin. Vendas Lojas Representantes Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

6 Estrutura Matricial Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

7 Organizações baseadas em projetos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

8 Organização por Processos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

9 Recursos críticos em cada fase do ciclo de vida do produto Recurso/FaseEstágio do ciclo de vida do produto InicialCrescimentoMaduro Capacitação críticaTecnologia de produto Marketing, serviços, produtos e processos. Tecnologia de processos RH críticoEngenheiros, cientistas GerenciaMão de obra especializada Estrutura da indústriaEntrada baseada em know-how Fusões e aquisiçõesConcentrada Necessidades de capital BaixaAlta Poder de barganha dos compradores Baixo (novidades comandam preços) Alto (concorrência)Médio/alto Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

10 Produção Refere-se ao conjunto de recursos utilizados na tarefa manufatureira propriamente dita, podendo referir-se tanto aos equipamentos e instalações como aos métodos de organização da produção e de controle de qualidade. As tecnologias de produção podem ser obtidas por meio da compra de tecnologia embutida em bens de capital e insumos críticos, mas sua adaptação ao contexto interno requer um esforço tecnológico próprio. Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

11 Marketing e Gestão Marketing: Inclui atividades de vendas, promoção publicidade e serviços pós-venda. Presta serviços de assistência técnica e atendimento ao consumidor, representando o elo da empresa com o mercado. Gestão: Envolve tarefas administrativas típicas da atividade empresarial incluindo o planejamento estratégico, o suporte à tomada de decisão, a administração financeira e a gestão dos recursos humanos. Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

12 O diamante dos conflitos entre diferentes áreas da empresa Gestão e finanças Produção Vendas e Marketing Tecnologia 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

13 Relação 1. Conflitos entre P&D (desenvolvimento de produtos) e Produção O mundo ideal dos responsáveis pelo processo de produção é tipicamente fordista: produtos padronizados, que exigem poucas mudanças na preparação (ou set-up) de máquinas; design simples para facilitar a fabricação e montagem; e número limitado e estável de componentes para facilitar a gestão dos estoques. Este ambiente estável permite que a produção seja planejada com maior antecedência, reduz a necessidade de controles complexos e de mudanças inesperadas na programação do trabalho. Já os engenheiros da área de desenvolvimento tecnológico vêem as mudanças no produto como essência de suas atividades. As dificuldades de fabricação costumam ser menosprezadas diante da prioridade conferida as características técnicas ou design diferenciado. Novos produtos costumam passar por inúmeras e inesperadas transformações induzidas pelos testes e respostas dos usuários, exigindo modificações de processo e estoques maiores e mais diversificados de partes e peças. Tais modificações atrapalham a rotina da área industrial causando stress e conflitos internos. Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

14 Relação 1. Conflitos entre Desenvolvimento e Produção Gestão e finanças Produçã o Vendas e Marketing Tecnologia 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre

15 Relação 2: Conflitos entre as áreas de Produção e Finanças Gestão e finanças Produção Vendas e Marketing Desenvolvimento 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

16 Relação 3: Conflitos entre Finanças e Marketing Gestão e finanças Produção Vendas e Marketin g Desenvolvimento 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

17 Relação 4: Conflitos entre Marketing e Tecnologia Gestão e finanças Produção Vendas e Marketing Tecnologia 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

18 Relação 5: Conflitos entre Marketing e Produção Gestão e finanças Produção Vendas e Marketing Tecnologia 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006

19 Relação 6: Conflitos entre Tecnologia e Finanças Gestão e finanças Produção Vendas e Marketing Tecnologia 3.Preços, condições de pagamento, gastos em promoção e publicidade 4.Necessidades dos clientes, prazos de desenvolvimento 1. Mudanças freqüentes em produtos; projetos com dificuldades de fabricação. 2. Estoques e investimentos em máquinas e equipamentos 5.Prazos de entrega, qualidade e variedade de produtos 6.Demanda por RH e investimentos Paulo Tigre, Gestão da Inovação. Edit.Elsevier, 2006


Carregar ppt "Capitulo 10: Integração entre Estratégia Competitiva e Capacitação Tecnológica Paulo Tigre Curso de Economia da Tecnologia Paulo Tigre, Gestão da Inovação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google