A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O que é gestão financeira Sebrae. Essencial para o sucesso do negócio, ela é um conjunto de ações administrativas que facilitam o planejamento e execução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O que é gestão financeira Sebrae. Essencial para o sucesso do negócio, ela é um conjunto de ações administrativas que facilitam o planejamento e execução."— Transcrição da apresentação:

1 O que é gestão financeira Sebrae

2 Essencial para o sucesso do negócio, ela é um conjunto de ações administrativas que facilitam o planejamento e execução das atividades A gestão financeira é obrigatória para o sucesso de um empreendimento. Ela compreende um conjunto de ações administrativas com o objetivo de facilitar o planejamento e a execução das atividades da empresa. O objetivo é melhorar os resultados da empresa e aumentar o valor do seu patrimônio.

3 A gestão financeira é um conjunto de ações administrativas envolvendo o planejamento, a análise e o controle das atividades financeiras da empresa. O objetivo é melhorar os resultados e aumentar o valor do seu patrimônio, por meio da geração contínua de lucro. Uma correta administração financeira permite que os administradores visualizem a atual situação da empresa. Sem isso, ela corre o risco de enfrentar uma série de problemas de análise, de planejamento e de controle financeiro das suas atividades.

4 Os principais problemas são: - Não ter as informações corretas sobre: saldo do caixa, valor dos estoques das mercadorias, valor das contas a receber e das contas a pagar, além do volume das despesas fixas e financeiras. Isso ocorre porque as operações não são registradas de maneira adequada; - Não saber se a empresa está tendo lucro ou prejuízo, porque não há um demonstrativo de resultados; - Não calcular corretamente o preço de venda, porque a empresa não avalia exatamente os custos e as despesas; - Não conhecer o volume e a origem dos valores que tem para receber, nem o volume e o destino dos pagamentos, porque não há um fluxo de caixa;

5 - Não saber o valor patrimonial da empresa, porque não faz o balanço patrimonial; - Não saber quanto os sócios retiram de pró- labore, porque não é estabelecido um valor fixo para remuneração deles; - Não administrar corretamente o capital de giro da empresa, porque não há controle do ciclo financeiro das operações (entrada e saída de dinheiro);

6 - Não fazer análise e planejamento financeiro da empresa, porque não existe um sistema de informações gerenciais (fluxo de caixa, demonstrativo de resultados e balanço patrimonial). As empresas começam pequenas e, à medida que crescem, a administração financeira não consegue acompanhar esse ritmo. Isso se deve à falta de conhecimento na área de gestão e ao excesso de envolvimento na produção.

7 As principais funções da administração financeira são: - Analisar os resultados financeiros e planejar ações necessárias para melhorá-los; - Utilizar bem o dinheiro: analisar e negociar a captação dos recursos necessários, além da aplicação do dinheiro já disponível; - Analisar a concessão de crédito aos clientes e administrar a cobrança dos créditos concedidos;

8 - Controlar o Caixa: fazer os recebimentos e os pagamentos, controlando o saldo de caixa; - Controlar as contas a receber (aquelas relativas às vendas a prazo) e as contas a pagar (relativas às compras a prazo, aos impostos e às despesas operacionais).

9 Em resumo, pode-se dizer que as primeiras providências que o empreendedor deve tomar em relação às finanças são: -Organizar os registros e conferir se todos os documentos estão sendo devidamente controlados; -Acompanhar as contas a pagar e as contas a receber, montando um fluxo de pagamentos e recebimentos; - Controlar o movimento de caixa e acompanhar os controles bancários;

10 - Classificar custos e despesas em fixos e variáveis; - Definir a retirada dos sócios; - Fazer previsão de vendas e de fluxo de caixa; - Acompanhar a evolução do patrimônio da empresa, conhecer sua lucratividade e rentabilidade.

11 Fatores internos e externos que influenciam o planejamento Mercados consumidor, fornecedor e concorrente devem ser estudados, assim como o funcionamento interno da empresa Ao observar uma empresa é importante ter uma visão ampla de todos os aspectos que influenciam nos resultados. Tudo que se refere ao mercado - ou seja, aos fornecedores, clientes e concorrentes - são fatores externos. Internamente, deve-se observar toda a organização empresarial envolvida, a estrutura produtiva, os recursos humanos, os recursos financeiros, as estratégias de vendas e marketing, os controles administrativos - todos os detalhes do funcionamento da confecção. Tudo que se refere ao financeiro

12 Ao observar uma empresa é importante ter uma visão ampla de todos os aspectos que influenciam nos resultados. Nas confecções isso não é diferente: a empresa está inserida num mercado, depende de fornecedores e clientes, e tem concorrentes. Tudo que se refere ao mercado - ou seja, aos fornecedores, clientes e concorrentes - são fatores externos: aspectos que não fazem parte da rotina da confecção. Internamente, deve-se observar toda a organização empresarial envolvida, a estrutura produtiva, os recursos humanos, os recursos financeiros, as estratégias de vendas e marketing, os controles administrativos - todos os detalhes do funcionamento da confecção. Tudo que se refere ao funcionamento de uma confecção e pode ser controlado pelas decisões dos proprietários são fatores internos.

13 As finanças de uma empresa são os resultados obtidos a partir das ações da empresa diante do inter-relacionamento dos seus fatores internos e externos. A competitividade também exige que as empresas atentem para uma boa gestão e controle dos recursos internos, e acompanhem com seriedade as mudanças, tendências e informações dos mercados consumidor, fornecedor e concorrente. É próprio do mercado, seja ele qual for, estar sempre mudando, seguindo novas tendências, assumindo formas diversas. Para poder atuar nele é preciso conhecer as suas bases.

14 Fatores externos O mercado está estruturado em três pilares básicos: o mercado consumidor (o cliente), o mercado fornecedor e o mercado concorrente. É verdade que eles funcionam em plena integração, mas é muito importante entender bem a função e a especificidade de cada um deles para agir com propriedade. A avaliação do mercado toma como base a definição do segmento em que uma empresa pretende atuar.

15 Mercado consumidor O mercado consumidor é representado pelas pessoas ou empresas interessadas nos produtos ou serviços que um empreendimento oferece - e, dessa forma, dele se tornam clientes. O mercado consumidor primário da indústria de confecção pode ser dividido em lojistas, magazines e lojas de departamento de moda. Ampliando essa categoria há também o mercado consumidor secundário, determinado de acordo com a estrutura e tipo de segmento escolhido pelo empresário. Isso mostra, por exemplo, que é possível adotar a estratégia de vender também para o consumidor final, aquele que vai utilizar a peça confeccionada - além de vender para os lojistas através de uma loja própria.

16 Alguns aspectos importantes a serem observados na análise do mercado consumidor: - Definição do publico alvo - Distribuição geográfica dos clientes - Fatores decisivos no momento da compra - Tamanho do mercado consumidor - Perspectivas de crescimento

17 Mercado concorrente O mercado concorrente é composto pelas pessoas ou empresas que oferecem produtos e/ou serviços iguais ou similares, atendendo ao mesmo público e atuando na mesma região. É possível aprender muito com a avaliação da concorrência. Por isso, é importante saber quem são, quantos são e como atuam no mercado. Deve-se analisar não apenas quantitativamente (quantidade de concorrentes), mas também qualitativamente (como são estes concorrentes). Analisando a concorrência é possível identificar formas de atuação que atendam a necessidades dos clientes que não estejam sendo atendidas, identificar novos mercados que podem ser atendidos, aprimorar estratégias de comercialização e atendimento, entre outras oportunidades.

18 Alguns aspectos importantes a serem observados na análise do mercado concorrente: - Identificação dos concorrentes - Tamanho dos concorrentes - Avaliação dos pontos fortes e fracos dos concorrentes. - Comparação estratégica da empresa em relação a concorrência Mercado fornecedor O mercado fornecedor é representado pelas organizações e indivíduos que provêem os recursos necessários para que uma empresa e seus concorrentes possam produzir bens e serviços.

19 Alguns aspectos importantes a serem observados na análise do mercado fornecedor: - Lista de matérias-primas e mercadorias necessárias para o funcionamento da empresa - Identificar os fornecedores - Distribuição geográfica - Condições de negociação - Análise comparativa de fornecedores (qualidade, preço, prazo de entrega e outros critérios) Além dos aspectos mercadológicos, os aspectos políticos também devem ser analisados. Políticas sociais, econômicas e tributarias, apesar de não permitirem interferência direta do empreendedor, interferem nos resultados financeiros da empresa.

20 Fatores internos O conhecimento da empresa como um todo, da sua estrutura e sua dinâmica de funcionamento, é ferramenta fundamental para o gerenciamento. De forma geral, os setores de uma empresa se dividem em:. Administração de Marketing e Comercialização. Administração de Produção. Administração de Recursos Humanos. Administração de Finanças Alguns empresários se dedicam intensamente a um dos setores, e sem perceber descuidam dos demais. Muitos empreendedores do setor de confecção se envolvem profundamente com a parte operacional da produção, descuidando do planejamento e dos demais setores da empresa.

21 Como os setores se integram, a gestão da empresa também deve ser integrada e estratégica. Isso significa que a confecção precisa ser administrada de forma integrada em seus setores, e as metas e resultados devem ser avaliados considerando as diversas variáveis do mercado. Áreas da empresa: Produção: relaciona-se com a utilização dos recursos materiais necessários às operações da empresa. Itens básicos de análise: - Definição da capacidade produtiva - Avaliação do processo de produção - Buscar a racionalização e a otimização dos processos e recursos

22 Recursos humanos: relaciona-se às pessoas que participam e promovem o funcionamento da empresa. Itens básicos de análise: - Definição de perfis necessários e selecionar adequadamente - Oferecer capacitação - Avaliar resultados no trabalho, conforme metas estabelecidas Finanças: refere-se às receitas, despesas, financiamentos e investimentos necessários para o alcance dos objetivos propostos para a empresa. Itens básicos de análise: - Composição de custos e formação de preços - Controles financeiros - Análise e planejamento financeiro

23 Comercialização e marketing: define como deve ser colocado o produto no mercado e em quais canais de comercialização. Itens básicos a considerar: - Satisfação de clientes - Supervisão de vendas - Sazonalidade das vendas - Definição de política comercial - Plano de marketing


Carregar ppt "O que é gestão financeira Sebrae. Essencial para o sucesso do negócio, ela é um conjunto de ações administrativas que facilitam o planejamento e execução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google