A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof.Dr.Marcos T.Masetto Universidade de Lisboa – Portugal -2011.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof.Dr.Marcos T.Masetto Universidade de Lisboa – Portugal -2011."— Transcrição da apresentação:

1 Prof.Dr.Marcos T.Masetto Universidade de Lisboa – Portugal -2011

2 Partimos de uma constatação empírica: Quando se fala de gestão na Universidade, em geral se discutem as questões relacionadas ao emprego de recursos que visam a sustentabilidade da Instituição e sua expansão. Acreditamos que Gestão Universitária integra uma ação mais complexa porque inclui outros fatores tão ou mais importantes que os recursos disponíveis.,

3 Gestão da Universidade Universidade e sua missão histórica Gestão Institucional - Conceito Gestão da Missão Gestão de Recursos Discussão de Prioridades Formação de Gestores

4 As universidades em toda sua história sempre se caracterizaram como: Instituições de pesquisa, de produção, sistematização e socialização do conhecimento e da cultura, de formação de profissionais. de prestação de serviços à comunidade respondendo ao contexto histórico, social e cultural dos povos. As Universidades sempre tiveram uma missão

5 UNESCO - Declaração Mundial sobre Educação Superior no Século XXI de Missão da Universidade para a contemporaneidade

6 Educar e formar pessoas altamente qualificadas, cidadãos responsáveis, profissionais competentes Oferecer oportunidades para a aprendizagem permanente, e para participação na sociedade Promover, gerar e difundir conhecimentos por meio da pesquisa científica e tecnológica e oferecer assessorias relevantes

7 Contribuir na proteção e consolidação dos valores da ética, da atitude crítica e prospectiva,e da responsabilidade social; Identificar e tratar os problemas que afetam o bem estar das comunidades, nações e comunidade global.

8 É expectativa da UNESCO que cada Instituição de Ensino Superior em sua região, em seu tempo, em sua nação e em seu povo, de acordo com sua ideologia, procure definir sua Missão a partir destas orientações, respeeitando seu contexto multidimensional e multicultural.

9 Tais diretrizes têm a força e a energia de exigir que os gestores assumam a Missão de suas Instituições como realmente suas metas e suas prioridades a orientar toda sua gestão.

10 A realização de qualquer Missão contará com os Recursos Necessários para sua sustentabilidade e seu desenvolvimento. A gestão de tais recursos requer estabelecimento de parcerias entre instituições de educação superior e organismos nacionais e governamentais como fonte de recursos

11 A Gestão requer ainda: adoção de práticas de gestão com uma perspectiva de futuro; avaliar permanentemente, por meio de mecanismos internos e externos a eficiência dos procedimentos e regulamentos administrativos; uma administração que demonstre visão social.

12 Estamos denominando Gestão Institucional a Gestão da Missão e dos Recursos de uma Instituição de Ensino Superior Corresponde ao processo de administrar a dinâmica de um sistema de formação profissional como um todo, articulando diretrizes e políticas educacionais com os recursos necessários à sua realização,

13 Estamos entendendo que uma Gestão Institucional requer de seus Administradores, tanto dos que compõem a Mantenedora da Instituição como dos que a dirigem acadêmicamente uma compreensão e um assumir em conjunto no dia a dia a gestão da Missão e de Recursos da Universidade. De que compreensão e assumir em conjunto estou falando? Podemos concretizar no que consiste essa gestão integrada da Missão e dos Recursos da Universidade?

14 Esta gestão na prática inclui : Gestão da formação de profissionais, Gestão do desenvolvimento da pesquisa Gestão da prestação de serviços à comunidade.

15 Definição das metas para a formação do egresso dessa Instituição Construção de um projeto político pedagógico institucional e dos projetos pedagógicos dos diferentes cursos de graduação coerentes com essa definição. Através de ações como:.

16 Promover: a organização de currículos integrados, interdisciplinares e interprofissionais; reconceitualização do papel das atividades curriculares; redimensionamento de espaço e tempo de formação; incentivo ao uso de metodologias ativas e de tecnologias de informação e comunicação nas aulas

17 Promover: incentivo e formação para o professor assumir uma postura de mediação; revisão do processo de avaliação; planejamento das disciplinas e módulos; incentivo à criação de processos de inovação curricular, e de inovação na oferta de novos cursos.

18 Incentivar: a produção de pesquisas disciplinares e de pesquisas interdisciplinares; a participação dos professores integrando ou liderando grupos de pesquisa certificados pela Instituição; a Iniciação Científica

19 Promover eventos da universidade ou sediar eventos interinstitucionais de encontro de pesquisadores; Promover aproximações com agências externas de fomento de pesquisa; Abrir espaço nas horas contratuais dos docentes para incentivar a produção de pesquisa.

20 Realizar serviços interprofissionais e projetos interdisciplinares de atendimento à comunidade, coerentes com o Ensino e a Pesquisa Participar em projetos de políticas públicas que envolvam as áreas de saúde, de educação, de habitação e as demais áreas de ação pública

21 Realizar projetos no bairro onde se situa a Universidade ou em bairros vizinhos, como resposta imediata e direta às necessidades da comunidade que recebeu aquela instituição educacional; Viabilizar a realização desta prestação de serviços à comunidade, mediante a inserção de tais serviços no Projeto Educacional da Instituição, nos projetos pedagógicos dos cursos e no apoio de condições para que estas atividades de formação profissional e interprofissional possam ser realizadas.

22 Citar e comentar : - Prof. Rui Canário Profa. Ana Célia Bahia

23 Gestão Institucional de Recursos numa universidade inclui a gestão de : recursos para o cumprimento da Missão da Universidade; recursos para a sustentabilidade da Instituição recursos para seu desenvolvimento.

24 Ações de divulgação da qualidade de formação de profissionais ( ensino), do investimento em pesquisa e nas atividades de extensão da Universidade Contratação e qualificação do corpo docente; Condições de trabalho adequadas e dignas para a atividade docente com profissionalismo; Compromisso com a estabilidade do corpo docente

25 Compromisso com a estabilidade da equipe acadêmico – administrativa; Contratação e qualificação dos funcionários administrativos; Condições de trabalho adequadas e dignas para as atividades administrativas burocráticas e financeiras;

26 Ações de apoio ao desenvolvimento da pesquisa; Atendimento aos cursos de graduação, especialização e pós graduação; Consultorias especializadas

27 A gestão destes recursos estão alinhados às seguintes ações: Adoção de práticas de gestão com uma perspectiva de futuro; Estabelecimento de prioridades; Levantamento de fundos para além das mensalidades dos alunos ou de recursos públicos destinados à Universidade; Abertura para inovações curriculares e novas modalidades de cursos

28 Participação institucional em projetos de agências externas Criação de parcerias entre instituições de educação superior fonte de recursos; Geração de recursos através de participação em convênios com os governos federais, estaduais e municipais e Empresas visando a ampliação da Universidade;

29 Levantar recursos com a colaboração de seus ex-alunos desde que se tenha uma Universidade de Qualidade e de Nome na sociedade Avaliação permanente, por meio de mecanismos internos e externos da eficiência dos procedimentos e regulamentos administrativos

30 O cumprimento de sua Missão fará da Universidade uma Instituição Educacional de Qualidade e, por isso mesmo, em condições de lutar pelo sua sustentabilidade e seu desenvolvimento.

31 Uma Universidade que possua excelente administração econômico-finandeira e possa mesmo competir na bolsa de negócios com outras empresas de capital, mas que não estabeleça claramente sua Missão e não demonstre sua realização, poderá ser uma outra empresa de negócios, nunca, porém, uma instituição de educação de ensino superior.

32 Entendemos que na gestão institucional, no embate entre as prioridades da Missão da Universidade e as da gestão dos recursos disponíveis, há que se obter um equilíbrio privilegiando-se a Missão da Instituição que se apresenta como carro chefe, uma vez que ela define a constituição da mesma Universidade. Simultaneamente, porém, o desafio está em se fazer um planejamento econômico –financeiro que permita uma redistribuição orçamentária dos recursos com cortes em despesas que não sejam tão essenciais e levantamento de novos recursos, para se fazer frente à sustentabilidade e desenvolvimento da Instituição

33 Tal atitude é mais difícil, mais compromissada com a Universidade, mais desafiadora à inteligência, à criatividade e sabedoria da administração do que a opção pela saída mais fácil, mais comum, e mais cômoda, que inclusive pouco exige da competência de gestão que é o estabelecimento dos recursos como sendo a regra absoluta de uma gestão

34 Para uma gestão institucional integrando a Missão de uma Universidade com os recursos necessários ao cumprimento desta missão é fundamental que se conte com GESTORES FORMADOS com uma atitude compromissada com a Universidade, criativa e desafiadora para uma gestão institucional.

35 É urgente realizar uma integração entre gestores acadêmicos e gestores administrativo - financeiros para que consigamos realizar uma Gestão Institucional

36 Que as autoridades acadêmicas e as autoridades mantenedoras, de forma compartilhada, assumam a Missão da Universidade como a grande prioridade de uma gestão institucional

37 Que os Docentes - Gestores acadêmicos desenvolvam compreensão e prática da gestão institucional atendendo a Missão da Universidade, e os Recursos existentes para sua sustentabilidade e desenvolvimento.

38 Que os Gestores Administrativos e Econômico Financeiros preocupados com uma gestão competente se deixem sensibilizar pela clara visão da Missão da Universidade que a torna uma Instituição específica e própria de ser administrada

39 Que se criem e desenvolvam um programa de formação permanente sobre Gestão Institucional de Universidade para todos os atuais e vindouros Gestores da Universidade. Penso que não exageraria se propusesse que todos que ocupam e todos os que fossem ocupar funções de administração universitária participassem de um período de formação de gestão antes de assumir seus cargos.


Carregar ppt "Prof.Dr.Marcos T.Masetto Universidade de Lisboa – Portugal -2011."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google