A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFETA OSÉIAS O LIVRO DA PAIXÃO DE DEUS. O PROFETA I - O nome Oséias ocorre no versículo de título e na narrativa em 1.2, 4, 6. 1)Mesmo assim, pouco.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFETA OSÉIAS O LIVRO DA PAIXÃO DE DEUS. O PROFETA I - O nome Oséias ocorre no versículo de título e na narrativa em 1.2, 4, 6. 1)Mesmo assim, pouco."— Transcrição da apresentação:

1 PROFETA OSÉIAS O LIVRO DA PAIXÃO DE DEUS

2 O PROFETA I - O nome Oséias ocorre no versículo de título e na narrativa em 1.2, 4, 6. 1)Mesmo assim, pouco sabemos sobre ele, com exceção dos detalhes de sua vida conjugal usados para ilustrar o amor de Deus pelo Israel rebelde. 2)Era filho de Beeri e habitante de Israel.

3 O PROFETA 3) Oséias é chamado para o ministério profético aproximadamente dez anos após Amós ter profetizado para o Reino de Israel. JONAS ( ) - AMÓS (760) -OSÉIAS ( ) 4) Oséias inicia seu ministério provavelmente no final dos reinados de Jeroboão II no Norte e de Uzias no Sul – 5) As datas sugeridas para o final do reinado de Jeroboão II variam de 753 a ) O ministério de Oséias termina no início do reinado de Ezequias, rei do Sul (715 a.C.). Oséias profetiza durante 35 anos aproximadamente.

4 O LIVRO DE OSÉIAS I – O livro de Oséias serve de introdução aos Profetas Menores, todos escritos num único rolo, chamado O Livro dos Doze, 1) Como tal, apresenta a questão central dos Profetas Menores se o Senhor ainda amava Israel e tinha um propósito para o povo, além de seu julgamento por causa do pecado.

5 2) Oséias fornece a resposta com sua ênfase no amor contínuo de Deus por seu povo e nas responsabilidades que esse amor exigia de todos.

6 CONTEXTO HISTÓRICO 1) a expansão territorial de Jeroboão e a conseqüente prosperidade econômica que se tornaram possíveis com a interrupção temporária das incursões assírias (IIRs 14:23- 29); 2) o ressurgimento da adoração a Baal, depois do expurgo parcial promovido por Jeú (IIRs 10);

7 CONTEXTO HISTÓRICO 3) A instabilidade dinástica que infestou Israel após a morte de Jeroboão e viu a queda de seis reis em trinta anos: a)Dentre estes, três governaram por dois anos ou até menos, b)quatro foram assassinados (IIRs l5; Os 7:7; 8:4; 10:3; 13:9-11), c)enquanto o quinto foi deposto (IIRs 17:4-5);

8

9 CONTEXTO HISTÓRICO 4) o ressurgimento do poder assírio sob Tiglate- Pileser III (chamado Pul; a.C.) e Salmaneser V, que retomaram os ataques contra o oeste feitos por seus predecessores, reduzindo boa parte da Siro-Palestina à vassalagem (IIRs 15:19-20, 29; 16:7-20; 17:1-6);

10 ANÁLISE LITERÁRIA GENERO E ESTRUTURA I – OSÉIAS É UMA PROFECIA E, PORTANTO UMA COLETÂNIA DE ORÁCULOS PROFÉTICOS. 1) A introdução indica essa classificação de gênero quando descreve a obra como a palavra do Senhor (Os 1.1). 2) A maior parte do livro é poético, com apenas duas importantes seções de oráculos prosaicos ( Os 1.2 – 2.1 e 3.1-5)

11 ANÁLISE LITERÁRIA GENERO E ESTRUTURA 3) Os oráculos proféticos dos capítulos 1 – 3 são mais fáceis de delinear e classificar do que os encontrados nos capítulos 4 – 14 4) Nos capítulos 4 -14, a linguagem de salvação e a linguagem de julgamento são em geral facilmente distinguíveis pelo tom,

12 ANÁLISE LITERÁRIA GENERO E ESTRTUTURA 5) Mas é muito mais difícil diferenciar entre si os oráculos individuais. Faltam a Oséias várias frases introdutórias típicas (como assim diz o Senhor) e frases finais que são encontradas em outras profecias.

13 ANÁLISE LITERÁRIA GÊNERO E ESTRUTURA I – A ANÁLISE DA ESTRUTURA DE OSÉIAS APRESENTA DIFICULDADES. 1) A narrativa do relacionamento conjugal de Oséias e Gômer nos capítulos 1-3 contém biografia e autobiografia. 1)Estes capítulos servem de prefácio às profecias dos capítulos 4 – 14. 2)A história do casamento é disposta no padrão literário conhecido tecnicamente por palístrofe. (uma estrutura de quiasmo)

14 ANÁLISE LITERÁRIA GÊNERO E ESTRUTURA 3) Essa estrutura de quiasmo equilibra assuntos teológicos importantes voltados a um ensinamento ou ideia fundamental. A falta do conhecimento de Deus em Israel é o núcleo desta construção literária.

15 ANÁLISE LITERÁRIA GÊNERO E ESTRUTURA I – QUIASMO A Casamento de Oséias (1.2-9) B Renovação da aliança (1.10 – 2.1) C Juízo de Javé sobre Israel (2.2-4) D Falta de conhecimento de Deus em Israel C Juízo de Javé sobre Israel (2.9-13) B Renovação da aliança ( ) A Oséias e Gômer reunidos (3.1-5)

16 O CASAMENTO DE OSÉIAS I – PROBLEMAS DE INTERPRETAÇÃO 1)Relato alegórico = o casamento não existiu. 2)Casamento verdadeiro: Narrativa sequencial. a)Alguns entendem que Gômer era prostituta. b) Outros entendem que Gômer era virgem, depois adulterou.

17 O CASAMENTO DE OSÉIAS c) Gômer era adultera no sentido Espiritual, idólatra. d) Gômer era prostituta cultual. 3) Casamento verdadeiro: Narrativa paralela a) Os capítulos 1 e 3 são registros paralelos do mesmo fato ou duas versões do mesmo fato

18 O CASAMENTO DE OSÉIAS 4) Dois casamentos verdadeiros a)O primeiro com Gômer ainda virgem. b)Segundo com uma prostituta de identidade desconhecida.

19 A MENSAGEM I - O amor de Deus rejeitado (4.15) II – A exortação para andar nos caminhos do Senhor. (14.9) III – Como possibilidade de salvação Oséias vê primeiramente a conversão (5.15 – 6.6), que traz consigo a graça (10.12 – 13a; )

20 A MENSAGEM 1)O homem por si só não é capaz de se libertar da situação de perdição. (5.3-4; ) a) A graça divina não age somente depois da conversão, ao contrário ela é a primeira a entrar em ação.

21 A MENSAGEM IV – O passado de Israel é destacado na profecia de Oséias: 1)Amor pelos patriarcas = )Amor pela jovem nação no êxodo = ; 12.9; 13.4

22 TEMAS PRINCIPAIS I – Casamento do Oséias 1) casamento simbólico 2) Casamento verdadeiro: narrativa sequencial 3) Casamento verdadeiro: narrativa paralela 4) Dois casamentos verdadiros

23 TEMAS PRINCIPAIS II – Baalismo (Prostituição espiritual) 1)Baal = deus cananeu a)Fertilidade b)Tempestade c)Trovão Obs: No reino do norte, Javé era apenas mais um deus, aquele que dava a proteção.

24 CONTRIBUIÇÃO TEOLÓGICA I – O CONHECIMENTO DE DEUS 1)Oséias atribui os problemas espirituais e morais à falta do conhecimento de Deus. (4.1-2; 4.6) a) O conhecimenteo de Deus não é apenas saber acerca de Deus; é ter o devido relacionamento com ele em amor e obediência.

25 b) Israel não precisava de mais informação sobre Deus, mas de um desejo íntimo de estar em comunhão com Ele. c) O pecado rompeu a comunhão e só o arrependimento poderia restaurá-la. (5.4; 6.6) d) Contra a apostasia presente, Oséias vê um dia no qual Deus em graça voltará a tomar Israel como esposa – Uma comunhão renovada. (2.20)

26 II – A LOUCURA DA INGRATIDÃO 1)Oséias recorda o passado e fala do presente a)Cuidado de Deus com o povo e a rebelião do povo contra Deus. (9.10; ) b)A conduta presente de Israel não corresponde à benção de Deus sobre ele. (13.5-8)

27 c) Israel creditou a Baal o que Deus fizera. (2.8) III- FUTILIDADE DA MERA RELIGIÃO 1)O culto não cumpria o seu propósito. 2)O povo era intensamente religioso

28 a)Guardava as festas (2.11,13) b)Ofereciam sacrifícios (5.6; 6.6) c)Construíam altares (10.1) 2) Os sacerdotes eram negligentes. (4.4-9; 5.1ss)

29 IV – A compaixão imutável de Deus 1)O amor de Deus é maior que o pecado do povo. (11.1-9)


Carregar ppt "PROFETA OSÉIAS O LIVRO DA PAIXÃO DE DEUS. O PROFETA I - O nome Oséias ocorre no versículo de título e na narrativa em 1.2, 4, 6. 1)Mesmo assim, pouco."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google