A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

11º SEMINÁRIO DE METAIS NÃO FERROSOS SÃO PAULO – SP – SETEMBRO/2009 TENDÊNCIAS PARA O MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO ENG. FERNANDO CESAR VIANA FRANÇA –

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "11º SEMINÁRIO DE METAIS NÃO FERROSOS SÃO PAULO – SP – SETEMBRO/2009 TENDÊNCIAS PARA O MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO ENG. FERNANDO CESAR VIANA FRANÇA –"— Transcrição da apresentação:

1 11º SEMINÁRIO DE METAIS NÃO FERROSOS SÃO PAULO – SP – SETEMBRO/2009 TENDÊNCIAS PARA O MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO ENG. FERNANDO CESAR VIANA FRANÇA – RIMA INDUSTRIAL

2 INTRODUÇÃO 1- PRODUÇÃO MUNDIAL DE MAGNÉSIO 2- MERCADO MUNDIAL DE MAGNÉSIO 3- MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO 4- TENDÊNCIAS E PREVISÕES PARA AUMENTO DA DEMANDA DE MAGNÉSIO NO MERCADO BRASILEIRO 5- DESAFIOS DA INDÚSTRIA BRASILEIRA DE MAGNÉSIO PARA MANTER ELEVADAS TAXAS DE CRESCIMENTO NOS PRÓXIMOS ANOS

3 PRODUÇÃO MUNDIAL DE MAGNÉSIO PRODUÇÃO MUNDIAL DE MAGNÉSIO SOFREU UMA GRANDE MODIFICAÇÃO NOS ÚLTIMOS 15 ANOS, COM A MIGRAÇÃO DE 90% DA CAPACIDADE INSTALADA MUNDIAL PARA A CHINA DAS 21 EMPRESAS PRODUTORAS DE MAGNÉSIO NÃO CHINESAS QUE OPERAVAM NO PERÍODO DE 1990 A 2005, SOMENTE CINCO CONTINUAM OPERANDO ATUALMENTE, COM CAPACIDADE INSTALADA CONJUNTA DE APENAS T/ANO, EQUIVALENTE A APENAS 12% DA CAPACIDADE INSTALADA MUNDIAL A CAPACIDADE INSTALADA MUNDIAL PARA PRODUÇÃO DE MAGNÉSIO ATINGIU EM 2008, 1,3 MILHÕES DE TONELADAS, MAS O FATOR DE UTILIZAÇÃO DESTA CAPACIDADE FOI DE SOMENTE 50%. EM 2008 A PRODUÇÃO MUNDIAL DE MAGNÉSIO APRESENTOU UMA REDUÇÃO DE 9% EM RELAÇÃO AO ANO ANTERIOR, O PRIMEIRO RECUO REGISTRADO NA PRODUÇÃO DO METAL EM UMA DÉCADA

4 PRODUÇÃO DE MAGNÉSIO NA CHINA A INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO É CONSIDERADA ESTRATÉGICA PELO GOVERNO CHINÊS, RECEBENDO INCENTIVOS PARA SEU CRESCIMENTO E MODERNIZAÇÃO EXISTE NA CHINA UMA CADEIA FORMADA POR EMPRESAS, UNIVERSIDADES E CENTROS DE PESQUISA TRABALHANDO EM CONJUNTO PARA MELHORAR PROCESSOS E DESENVOLVER NOVOS PRODUTOS E TECNOLOGIAS PARA A INDUSTRIA DO MAGNÉSIO APÓS CONCENTRAR QUASE 90% DA CAPACIDADE INSTALADA MUNDIAL DO METAL, CHINA TEM PLANOS ESTRATÉGICOS PARA AGREGAR VALOR A INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO DEIXANDO DE SER UM EXPORTADOR DE MATERIA PRIMA PARA SER UM EXPORTADOR DE PRODUTOS MANUFATURADOS DE MAGNÉSIO

5 EVOLUÇÃO DA PRODUÇÃO DE MAGNÉSIO METÁLICO NA CHINA – PERÍODO DE 1990 A 2008

6 PRODUÇÃO DE MAGNÉSIO NO BRASIL RIMA INDUSTRIAL COM CAPACIDADE INSTALADA DE T/ANO, É O ÚNICO PRODUTOR DE MAGNÉSIO METÁLICO, LIGAS DE MAGNÉSIO E MAGNÉSIO EM PÓ NA AMERICA LATINA, OPERANDO HÁ 30 ANOS UM PROCESSO SILICOTÉRMICO DE ELEVADA EFICIÊNCIA RIMA É TAMBÉM O MAIOR DIE CASTER DE MAGNÉSIO DO BRASIL, OPERANDO UM PROCESSO REVOLUCIONÁRIO, TOTALMENTE INTEGRADO COM A PLANTA DE METAL PRIMÁRIO, SENDO A EMPRESA PIONEIRA NO DESENVOLVIMENTO E USO DE TRANSPORTE DE METAL LÍQUIDO E RECICLAGEM IN HOUSE A RIMA TEM PLANOS DE CONTINUAR CRESCENDO SUA PRODUÇÃO DE MAGNÉSIO DE MANEIRA MODULAR, ATENDENDO AS NECESSIDADES DO MERCADO NACIONAL

7 CAPACIDADE INSTALADA MUNDIAL PARA PRODUÇÃO DE MAGNÉSIO

8 MERCADO MUNDIAL DE MAGNÉSIO (Mil t) – Período de 2005 a 2008

9 MERCADO MUNDIAL DE MAGNÉSIO- PERÍODO 2005/2008 TAXA MÉDIA DE CRESCIMENTO DO MERCADO MUNDIAL DO MAGNÉSIO NESTE PERÍODO FOI DE 7,41% AA, SENDO QUE AS MAIORES TAXAS DE CRESCIMENTO CONCENTRARAM PRINCIPALMENTE NOS SEGMENTOS DIE CASTING E LIGAS DE ALUMÍNIO CHINA COM UMA TAXA DE CRESCIMENTO MÉDIO ANUAL DE CONSUMO 14,41% AA NO PERÍODO, ULTRAPASSOU O CONSUMO AMERICANO E TORNA-SE O MAIOR CONSUMIDOR MUNDIAL DE MAGNÉSIO, RESPONDENDO POR 23% DA DEMANDA TOTAL EM 2006, O CONSUMO MUNDIAL DE LIGAS DE MAGNÉSIO ULTRAPASSOU O CONSUMO DE MAGNÉSIO NO SEGMENTO LIGAS DE ALUMÍNIO E TORNA-SE O PRINCIPAL MERCADO PARA O METAL

10 MERCADO MUNDIAL DE MAGNÉSIO (t) – ANO 2008

11 Kt Taxa média de crescimento anual: MERCADO LIGAS DE MAGNÉSIO: 1990 a 2008

12 MAGNÉSIO: MAIS LEVE DOS METAIS ESTRUTURAIS COMPARAÇÃO DA DENSIDADE (g/cm3)

13 MAGNÉSIO: O MAIS LEVE DOS METAIS ESTRUTURAIS RELAÇÃO PESO/ IGUAL RESISTÊNCIA MECÂNICA

14 Mg - Al - Zn MAGNESIUM Mg - Al - Mn Mg - Si Mg - Al - Ca(RE) Mg - Li - X Ductility HPDC Gravity Casting Wrou g ht Mg – Al – RE (Max150ºC) Mg – Al – Sr Mg – Al – Ca – X (Max175ºC) Mg – Al – Si (Max150ºC) Mg – Ag – RE – Zr (200ºC – 250ºC) Mg – Y – RE – Zr (250ºC – 300ºC) Mg – Sc – Gd – X (>300ºC) Creep Resistance (Monolithic) FIBER AND HYBRID REINFORCED Mg - Alloys Creep Resistance (Heterogeneous) Specific Strength Light, High Strength LIGAS DE MAGNÉSIO E PROCESSOS Mg – Li - X Mg – Zn - Zr Mg – Si Mg – Si – Ca (RE)

15 MERCADO MUNDIAL DE LIGAS DE MAGNÉSIO MERCADO AUTOMOBILÍSTICO CONCENTRA MAIS DE 80% DAS APLICAÇÕES DE LIGA DE MAGNÉSIO ATUALMENTE SEGMENTO 3 C ( COMPUTAÇÃO, COMUNICAÇÃO E CONSUMO) VEM TAMBÉM APRESENTANDO SIGNIFICATIVAS TAXAS DE CRESCIMENTO DE CONSUMO NOS ÚLTIMOS ANOS NOVOS DESENVOLVIMENTOS NA ÁREA DE EXTRUDADOS E LAMINADOS DE MAGNÉSIO VEM MOSTRANDO IMPORTANTES CRESCIMENTOS NOS ÚLTIMOS ANOS, EM ESPECIAL NO ORIENTE

16 RAZÕES PARA O CRESCENTE DO USO DE MAGNÉSIO PELA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA MUNDIAL EXISTE UMA CLARA SINALIZAÇÃO DOS GOVERNOS E SOCIEDADE PELA PRODUÇÃO DE VEÍCULOS MAIS ECONÔMICOS E MENOS POLUIDORES INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA: ESTRATÉGIA PASSA PELO USO INTENSIVO DE MATERIAIS LEVES, SEM SACRIFICAR OS REQUISITOS DE CONFORTO E REQUINTE DOS VEÍCULOS MAGNÉSIO 1/3 MAIS LEVE QUE ALUMÍNIO: OPÇÃO LÓGICA A SER ANALISADA PARA PROJETO DE NOVOS COMPONENTES.

17 MAGNÉSIO EM VEÍCULOS: CENÁRIO ATUAL

18 PARTICIPAÇÃO DOS MATERIAIS VEÍCULO MÉDIO ( ATUAL)

19 MAGNÉSIO EM VEÍCULOS: CENÁRIO ATUAL PESO MÉDIO DE MAGNÉSIO : 4,40 KG/VEÍCULO; USO MÉDIO DE ALUMÍNIO: 20 VEZES MAIOR QUE MAGNÉSIO; ATUALMENTE MAIS DE 60 PEÇAS DIFERENTES EM MAGNÉSIO SÃO UTILIZADAS PELA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA; SE TODAS ESTAS PEÇAS FOSSEM UTILIZADAS NUM ÚNICO VEÍCULO, PESO DE MAGNÉSIO ATINGIRIA 160 KG/VEÍCULO: VEÍCULO INTENSIVO EM MAGNÉSIO, PREVISTO APENAS PARA O FUTURO.

20 MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO – ANO 2008

21 MERCADO BRASILEIRO MAGNÉSIO – 1998 / 2008

22 MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO: PERÍODO 1998/2008 TAXA MÉDIA DE CRESCIMENTO DO MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO NOS ÚLTIMOS 10 ANOS FOI DE 7,97% AA, SUPERIOR A MÉDIA MUNDIAL NO MESMO PERÍODO, QUE FOI DE 5,94% AA MERCADO BRASILEIRO, ANTERIORMENTE MUITO CONCENTRADO EM APLICAÇÕES DIE CASTING, FICOU MUITO MAIS DIVERSIFICADO E COM DISTRIBUIÇÃO DE CONSUMOS POR SEGMENTO MAIS PRÓXIMO DA DISTRIBUIÇÃO DO MERCADO MUNDIAL SEGMENTOS DIE CASTING, LIGAS DE ALUMÍNIO E DESSULFURAÇÃO RESPONDEM POR QUASE 90% DE TODO O MERCADO BRASILEIRO

23 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO AUTOMOTIVO INDUSTRIA AUTOMOBILÍSTICA NO BRASIL ATINGIU PRODUÇÃO MAIS DE 3 MILHÕES DE VEÍCULOS EM 2008 E PAIS DEVE CONSOLIDAR-SE COMO UM DOS 5 MAIORES PRODUTORES MUNDIAIS DE VEÍCULOS NOS PRÓXIMOS 10 ANOS CONSUMO MÉDIO DE MAGNÉSIO NA INDUSTRIA AUTOMOBILÍSTICA BRASILEIRA É DE APENAS 2,74 Kg/VEÍCULO, CONTRA UMA MÉDIA MUNDIAL DE 4,40 Kg/VEÍCULO.

24 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO AUTOMOBILÍSTICO USO DE MAGNÉSIO NO BRASIL SEMPRE ESTEVE MUITO CONCENTRADO NA VW E SOMENTE MAIS RECENTEMENTE AS DEMAIS MONTADORAS INSTALADAS NO BRASIL VEM AUMENTANDO INTERESSE EM CONHECER E UTILIZAR ESTE METAL EM SEUS COMPONENTES ALGUMAS APLICAÇÕES COMO APLICAÇÕES POWERTRAIN E ARMADURA DE VOLANTES DE MAGNÉSIO JÁ SE TORNARAM CONSAGRADAS NO MERCADO BRASILEIRO E DEVEM CONTINUAR IMPULSIONANDO O CONSUMO DESTE METAL NA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA NOS PRÓXIMOS ANOS. A CADEIA PRODUTIVA DO MAGNÉSIO, MODERNA E COMPETITIVA, INSTALADA NO BRASIL DEVE SERVIR DE BASE PARA O CRESCIMENTO DO USO DESTE METAL PELA INDÚSTRIA AUTOMOBILÍSTICA NOS PRÓXIMOS ANOS.

25 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO 3C NO BRASIL MERCADO 3C: COMPUTAÇÃO, COMUNICAÇÃO E CONSUMO; SEGMENTO QUE APRESENTA GRANDES TAXAS DE CRESCIMENTO DE DEMANDA POR MAGNÉSIO NOS ÚLTIMOS ANOS, EM ESPECIAL NO ORIENTE; POR QUE MAGNÉSIO É O MATERIAL FAVORITO NO SEGMENTO 3C: LEVEZA, RESISTÊNCIA E BLOQUEIO DE ONDAS ELETRO- MAGNÉTICAS;

26 LCD Projector Optical Base M/ Phone Enclosure Portable Computer 3C Product Enclosure LCD Display Frame PC Mecha-Parts MAGNÉSIO: APLICAÇÃO NO MERCADO 3C

27 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO 3C NO BRASIL BRASIL APRESENTA ELEVADO CONSUMO DE COMPONENTES DE MAGNÉSIO, MAS ATUALMENTE ESTES COMPONENTES SÃO IMPORTADOS EM SISTEMA CKD, PARA MONTAGEM DE CELULARES E COMPUTADORES; CONSUMO DE MAGNÉSIO NO BRASIL PARA O SEGMENTO 3C EM 2008 FOI DE t, CONCENTRADO EXCLUSIVAMENTE NO MERCADO DE FERRAMENTAS MANUAIS (MOTO-SERRA, CORTADORES DE GRAMA E SOPRADORES).

28 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO 3C NO BRASIL O SEGMENTO 3C É BASTANTE INTERESSANTE PARA A INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO, PELO SEU ELEVADO VALOR AGREGADO (PEÇAS USINADAS E PINTADAS COM EXCELENTE ACABAMENTO) E ELEVADA DEMANDA; DEMANDA POR COMPONENTES 3C NO BRASIL DEVE CONTINUAR EM RITMO CRESCENTE NO LONGO PRAZO, MOTIVANDO ESPECIAL ATENÇÃO DA INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO POR ESTE SEGMENTO MERCADO MUITO DINÂMICO, COM EXIGÊNCIA DE UMA CADEIA PRODUTIVA MUITO ÁGIO NA CRIAÇÃO DE NOVOS PRODUTOS E FERRAMENTAS DE INJEÇÃO PARA ATENDER A NECESSIDADE DE LANÇAMENTOS FREQUENTES DE NOVOS PRODUTOS.

29 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO 3C NO BRASIL DESENVOLVIMENTO DO MERCADO DE MAGNÉSIO PARA APLICAÇÃO EM CELULARES E COMPUTADORES NO BRASIL DEPENDERÁ DA HABILIDADE DOS DIE CASTERS NACIONAIS EM FORMAR PARCERIAS COM AS GRANDES EMPRESAS INTERNACIONAIS DESTE SEGMENTO, VISANDO UMA BASE PARA ATENDIMENTO DOS MERCADOS INTERNOS E EXTERNOS PREVISÃO DE GRANDE COMPETIÇÃO COM PRODUTORES CHINESES E DE TAIWAN QUE DOMINAM ATUALMENTE TODAS AS ETAPAS DA CADEIA PRODUTIVA E CONTAM COM FÁBRICAS COM GRANDE ESCALA DE PRODUÇÃO

30 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO DE MOTOCICLETAS BRASIL TEM UMA INDÚSTRIA DE MOTOCICLETAS MADURA, COM ELEVADA DEMANDA INTERNA E POSSIBILIDADE DE CRIAÇÃO DE UMA PLATAFORMA EXPORTADORA BRASIL PRODUZIU MOTOCICLETAS EM 2008 E INDÚSTRIA TEM PLANOS DE AUMENTAR SEU PROGRAMA DE NACIONALIZAÇÃO DE COMPONENTES DEVIDO A NECESSIDADE DE USO DE METAIS LEVES EM MOTOCICLETAS, MAGNÉSIO É UM METAL COM CRESCENTE INTERESSE PARA USO INTENSIVO NOS PRÓXIMOS ANOS CHINA, MAIOR PRODUTOR MUNDIAL DE MOTOCICLETAS, CONTA COM MAIS DE 50 COMPONENTES EM MAGNÉSIO DESENVOLVIDOS E EM USO ROTINEIRO

31 COMPONENTES EM MAGNÉSIO PARA APLICAÇÕES EM MOTOCICLETAS

32 LIGAS DE MAGNÉSIO: MERCADO DE MOTOCICLETAS OS COMPONENTES DE MAGNÉSIO TERÃO QUE CONCORRER E MOSTRAR SEREM MAIS COMPETITIVOS QUE OS TRADICIONAIS COMPONENTES EM ALUMÍNIO NESTA APLICAÇÃO DESENVOLVIMENTO DE LIGAS DE MAGNÉSIO COM BOA RESISTÊNCIA A FLUÊNCIA, BOA RESISTENCIA A CORROSÃO E BOM ACABAMENTO (PINTURA E JATEAMENTO) SERÃO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA NESTA COMPETIÇÃO COM O ALUMÍNIO NOS PRÓXIMOS ANOS

33 MERCADO BRASILEIRO DE LIGAS DE MAGNÉSIO: PREVISÕES ESTIMA-SE UM CRESCIMENTO DO MERCADO BRASILEIRO NESTE SEGMENTO À TAXAS MÉDIAS DE NO MÍNIMO 5,0% AA, NOS PRÓXIMOS 10 ANOS SEGMENTO CONTINUARÁ SENDO O MAIS IMPORTANTE DO MERCADO BRASILEIRO, NOS PRÓXIMOS ANOS, COM PARTICIPAÇÃO SEMPRE SUPERIOR A 40% DE TODO O MERCADO NACIONAL MERCADO DEMANDARÁ PRODUÇÃO DE NOVAS LIGAS PARA ATENDER APLICAÇÕES QUE NECESSITAM COMPONENTES EXTRUTADOS E LAMINADOS

34 MERCADO BRASILEIRO LIGAS DE ALUMÍNIO: PREVISÕES SEGMENTO DE LIGAS DE ALUMÍNIO FOI O QUE APRESENTOU O SEGUNDO MAIOR CRESCIMENTO NO MERCADO BRASILEIRO NOS ÚLTIMOS 10 ANOS, COM CRESCIMETO MÉDIO ANUAL DE 14,40% AA. ENTENDEMOS QUE ESTE SEGMENTO ATINGIU UMA MATURIDADE NO MERCADO BRASILEIRO E QUE SEU CRESCIMENTO NOS PRÓXIMOS 10 ANOS DEVERÁ ACOMPANHAR A TAXA MÉDIA DE CRESCIMENTO ECONÔMICO DO PAÍS, FICANDO NA FAIXA DE 3,50% AA.

35 MAGNÉSIO EM PÓ PARA DESSULFURAÇÃO: PREVISÕES BRASIL APRESENTA GRANDE COMPETITIVIDADE NO MERCADO SIDERÚRGICO MUNDIAL E CONTA COM UM DOS PARQUES INDUSTRIAIS MAIS MODERNOS NO MUNDO TENDÊNCIA DO MERCADO É DE DEMANDA POR AÇOS DE MELHOR QUALIDADE, EXIGINDO TEORES DE ENXOFRE ABAIXO DE 0,010%, FREQUENTEMENTE ABAIXO DE 0,005%. MAGNÉSIO É O DESSULFURANTE MAIS EFICIENTE PARA ESTES NÍVEIS BAIXOS DE ENXOFRE. ESTIMA-SE O CRESCIMENTO DESTE SEGMENTO À TAXAS ACIMA DE 9%AA, NOS PRÓXIMOS 10 ANOS, FACE AO CRESCIMENTO DA PRODUÇÃO BRASILEIRA DE AÇO E DA DEMANDA POR AÇOS DE BAIXO ENXOFRE PARA INDUSTRIA DE BENS DE CONSUMO E PETROLÍFERA

36 MERCADO BRASILEIRO NODULIZAÇÃO: PREVISÕES PARTICIPAÇÃO DESTE SEGMENTO DO MERCADO DE MAGNÉSIO NO BRASIL É ACIMA DA PARTICIPAÇÃO TÍPICA MUNDIAL, ATINGINDO EM 2008 O PERCENTUAL DE 9.76% PARA OS PRÓXIMOS 10 ANOS, ESPERA-SE UMA TAXA MÉDIA DE CRESCIMENTO DE 3,00% AA, COM UMA REDUÇÃO DA FATIA DE EXPORTAÇÃO DO FERRO-LIGA FeSiMg, QUE TEM IMPORTANTE CONTRIBUIÇÃO NO CONSUMO DE MAGNÉSIO NESTE SEGMENTO

37 USO DE MAGNÉSIO NO BRASIL: NOVOS MERCADOS O CONSUMO DE MAGNÉSIO EM NOVOS MERCADOS NOS ÚLTIMOS 10 ANOS PASSOU DE 80 T/ANO PARA 529 T/ANO EM 2008, COM TAXA DE CRESCIMENTO MÉDIA ANUAL DE 20,8%, A MAIOR ENTRE TODOS OS SEGMENTOS, MOSTRANDO DIVERSIFICAÇÃO NAS APLICAÇÕES. O BRASIL APRESENTA ATUALMENTE APLICAÇÕES DE MAGNÉSIO E LIGAS DE MAGNÉSIO PARA FABRICAÇÃO DE ANODOS DE MAGNÉSIO, REAGENTES EM REAÇÕES QUÍMICAS, FABRICAÇÃO DE ELETRODOS PARA SOLDAGEM, FABRICAÇÃO DE REFRATÁRIOS ESPECIAIS E APLICAÇÕES NA INDÚSTRIA FARMACEUTICA, ENTRE OUTRAS. ESTIMA-SE QUE O USO DE MAGNÉSIO EM NOVOS MERCADOS E APLICAÇÕES NO BRASIL CONTINUARÁ CRESCENDO À TAXAS SUPERIORES A 10%AA, NOS PRÓXIMOS 10 ANOS.

38 INDÚSTRIA AERONÁUTICA: NOVAS OPORTUNIDADES PARA USO DE MAGNÉSIO NOS PRÓXIMOS ANOS MAGNÉSIO VEM SENDO REDESCOBERTO PELA INDÚSTRIA AERONÁUTICA, VISANDO REDUÇÃO DE PESO E CONSUMO DE COMBUSTÍVEL NAD AERONAVES BRASIL É ATUALMENTE O TERCEIRO MAIOR PRODUTOR MUNDIAL DE AERONAVES COMERCIAIS DE GRANDE PORTE LIGAS RESISTENTES A CORROSÃO USADAS PARA FABRICAÇÃO DE PEÇAS LAMINADAS E EXTRUDADAS SÃO AS DE PRINCIPAL INTERESSE PARA A INDÚSTRIA AERONÁUTICA

39 PROJEÇÃO PARA O MERCADO DE MAGNÉSIO NO BRASIL PERÍODO – 2009 A 2018 (t)

40 FUTURO DA INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO NO BRASIL BRASIL É UM DOS 4 ÚNICOS PAISES QUE CONTA COM UM PRODUTOR DE MAGNÉSIO COMPETITIVO E COM CAPACIDADE DE ATENDER AS NECESSIDADES DE DEMANDA POR ESTE METAL, SEM DEPENDER DE IMPORTAÇÕES DA CHINA PRODUTOR NACIONAL DETÉM TECNOLOGIA PARA ATENDER OS DIVERSOS SEGMENTOS DO MERCADO DE MAGNÉSIO MERCADO BRASILEIRO CRESCEU À TAXAS SUPERIORES AO MERCADO MUNDIAL NOS ÚLTIMOS 10 ANOS E DEVERÁ MANTER TAXAS DE CRESCIMENTO ACIMA DO CRESCIMENTO DO PIB NACIONAL, NOS PRÓXIMOS 10 ANOS

41 FUTURO DA INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO NO BRASIL MERCADO BRASILEIRO DEMANDARÁ NOVOS PRODUTOS NOS PRÓXIMOS ANOS, EXIGINDO INVESTIMENTOS DA INDÚSTRIA DE MAGNÉSIO BRASILEIRA EM NOVOS PROCESSOS E LINHAS DE PRODUÇÃO A RIMA INDUSTRIAL JÁ DECIDIU POR NOVOS INVESTIMENTOS DE US$ 20 MILHÕES EM 2010 PARA ADEQUAR SUA CAPACIDADE PRODUTIVA AO CRESCIMENTO DE DEMANDA PREVISTO PARA O MERCADO BRASILEIRO

42 DESAFIOS FUTUROS PARA AUMENTAR O USO DE MAGNÉSIO DURANTE DÉCADAS O MAGNÉSIO VEM SENDO CHAMADO DE METAL DO FUTURO PELOS ESPECIALISTAS EM MATERIAIS; APESAR DE GRANDES AVANÇOS, NOS ÚLTIMOS ANOS, O MAGNÉSIO AINDA É UM METAL POUCO CONHECIDO DOS ENGENHEIROS DE MATERIAIS E PROCESSO; ESTA FALTA DE INFORMAÇÕES SOBRE O MAGNÉSIO LEVA OS ENGENHEIROS A OPTAR PELOS COMMODITIES MAIS CONHECIDOS COMO AÇO, FERRO FUNDIDO, ALUMÍNIO E PLÁSTICO.

43 DESAFIOS FUTUROS PARA AUMENTAR O USO DE MAGNÉSIO MELHORAR A DIVULGAÇÃO DA METALURGIA DO MAGNÉSIO NO MEIO ACADÊMICO, CRIANDO UMA CULTURA DO MAGNÉSIO JUNTO AOS FUTUROS ENGENHEIROS; AUMENTAR INVESTIMENTOS EM P&D, REUNINDO INDÚSTRIAS, UNIVERSIDADES E CENTROS DE PESQUISA PARA DESENVOLVER NOVAS LIGAS COM MAIOR RESISTÊNCIA A FLUÊNCIA, CORROSÃO E FRICÇÃO.

44 DESAFIOS FUTUROS PARA AUMENTAR O USO DE MAGNÉSIO MAIOR SUPORTE DA INDUSTRIA DO MAGNÉSIO AS INDUSTRIAS CONSUMIDORAS, CRIANDO PROGRAMAS DE COOPERAÇÃO TÉCNICA E COMPARTILHANDO CUSTOS NO DESENVOLVIMENTO DE NOVOS COMPONENTES; REDUZIR PRAZOS NECESSÁRIOS PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS E FABRICAÇÃO DE PROTÓTIPOS PARA NOVOS COMPONENTES.

45 DESAFIOS FUTUROS PARA AUMENTAR O USO DE MAGNÉSIO MELHORAR A ESTABILIDADE DO PREÇO DE MERCADO DO MAGNÉSIO, MANTENDO O PREÇO DAS LIGAS DE MAGNÉSIO NUNCA SUPERIOR A 50% AO PREÇO DO ALUMÍNIO; DESENVOLVER NOVOS PROJETOS INTEGRADOS PARA PRODUÇÃO DE PEÇAS DE MAGNÉSIO COM PRODUÇÃO DE METAL PRIMÁRIO, TRANSPORTE DE METAL LÍQUIDO E RECICLAGEM IN HOUSE, VISANDO REDUZIR CUSTOS DE PRODUÇÃO.


Carregar ppt "11º SEMINÁRIO DE METAIS NÃO FERROSOS SÃO PAULO – SP – SETEMBRO/2009 TENDÊNCIAS PARA O MERCADO BRASILEIRO DE MAGNÉSIO ENG. FERNANDO CESAR VIANA FRANÇA –"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google