A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comissão de Projetos Humanitários: Desenvolve e implementa projetos educacionais, humanitários e relacionados ao setor profissional, que atendam necessidades.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comissão de Projetos Humanitários: Desenvolve e implementa projetos educacionais, humanitários e relacionados ao setor profissional, que atendam necessidades."— Transcrição da apresentação:

1 Comissão de Projetos Humanitários: Desenvolve e implementa projetos educacionais, humanitários e relacionados ao setor profissional, que atendam necessidades comunitárias locais e de comunidades de outros países. O objetivo principal : é liderar as iniciativas de serviços do clube, assegurando que elas atendam às necessidades da comunidade

2 Projetos Humanitários: Sub-comissões: * Profissionais * Comunitários * Internacionais * Novas Gerações * Captação de recursos para projetos (adicione comissões para projetos específicos)

3 Projetos Humanitários A comissão deve: Identificar as necessidades da comunidade e do clube. Utilizar os recursos do clube, distrito e RI nos projetos e planejar a divulgação destes ao público. Trabalhar com a Comissão de Clube de Imagem Pública e planejar atividades para assegurar a promoção dos projetos. Implementar projetos humanitários e procurar envolver todos os associados. Avaliar os projetos e aplicar os resultados no aprimoramento de iniciativas futuras. Estabelecer contatos com clubes de outros países para realizar atividades conjuntas de companheirismo, serviço e voluntariado.

4 Projetos Humanitários As seguintes pessoas e grupos podem apoiar na implementação de projetos: Rotarianos, familiares e amigos Organizações comunitárias Ex-participantes de programas da Fundação Rotária Estudantes de Intercâmbio de Jovens e participantes do programa RYLA Membros de Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário Interact e Rotaract Clubs Associados de outros Rotary Clubs Grupos Rotarianos em Ação e de Companheirismo

5 Projetos Humanitários A prestação de serviços abre portas para a formação de rede de contatos e companheirismo entre os associados do clube. Além disso,o envolvimento de todos os rotarianos irá contribuir para manter os associados envolvidos no clube.

6 Projetos Humanitários Levantamento das necessidades: Projetos humanitários bem-sucedidos abordam necessidades reais e atuais da comunidade e refletem as capacidades e os interesses dos rotarianos.

7 Projetos Humanitários Avaliação externa:a avaliação externa contribui à maior compreensão das necessidades da comunidade. A Comissão de Projetos Humanitários do clube deve se reunir com os membros da comunidade. Estes possibilitarão o contato com pessoas experientes, que podem ser consultadas sobre problemas locais,estratégias para a implementação de projetos e futuras atividades de prestação de serviços. Além disso, trabalhar com membros da comunidade no desenvolvimento e implementação de projetos pode ajudar na identificação de associados potenciais.

8 Projetos Humanitários Avaliação do clube:Os resultados de avaliação interna do clube ajudarão a determinar se um projeto específico coincide com as habilidades, interesses e capacidades dos associados do clube. Ao realizar uma avaliação, tenha em mente: As experiências e lições aprendidas com projetos anteriores. A composição do clube inclui:número de associados dispostos a participar em projetos; diversidade de habilidades;nível de interesse dos associados em projetos potenciais;nível de satisfação em projetos anteriores

9 Projetos Humanitários A implementação de projetos humanitários relacionados com as diferentes prioridades do Rotary ajuda o clube equilibrar suas atividades. Ao planejar os projetos a comissão deve considerar: *Avaliações do clube e da comunidade *Plano Estratégico do RI *Avenidas de Serviço *Menção Presidencial *Áreas de enfoque # Uma das três prioridades do Plano Estratégico do RI é Dar mais Enfoque e Expansão aos Serviços Humanitários. Por isso clubes são incentivados a: Erradicar a pólio. Aumentar a sustentabilidade dos serviços através de programas das novas gerações e das seis áreas de enfoque. Ampliar parcerias estratégicas e relações cooperativas. Criar projetos significantes tanto local quanto internacionalmente. Equilíbrio na prestação de serviços

10 Áreas de Enfoque da FR Paz e prevenção/resolução de conflitos Prevenção e tratamento de doenças Recursos hídricos e saneamento Saúde materno-infantil Educação básica e alfabetização Desenvolvimento econômico e comunitário

11 Serviços do Rotary O Rotary International e a Fundação Rotária oferecem uma variedade de atividades e programas humanitários, interculturais e educativos destinados a ajudar clubes e distritos a alcançar suas metas.

12 Projetos humanitários locais e internacionais: Comunidades em Ação Guia para Desenvolvimento de Projetos (605A-PT). As estratégias básicas para realização de projetos humanitários locais se aplicam também a projetos internacionais. Para participar em um projeto internacional, os clubes devem buscar primeiro um parceiro internacional, que pode ser encontrado de várias maneiras : Explorar Contatar o presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária. Estabelecer contato com rotarianos em eventos distritais e internacionais. Ampliar seus contatos internacionais através de visitas de companheirismo com outros clubes e programas como o Intercâmbio Rotário da Amizade. Participar de feiras de projetos. Envolver o Rotaract Club patrocinado pelo seu Rotary Club. Contatar companheiros rotarianos através das redes sociais.

13 Planejamento e execução de projetos O planejamento ajuda a minimizar atrasos e falhas nos projetos humanitários. Definir metas, elaborando o orçamento e estabelecendo prazos antes de iniciar a fase de implementação. Fontes de financiamento de projetos podem incluir: Fundos fornecidos por doadores individuais ou empresas locais Subsídios outorgados por outras fundações Subsídios da Fundação Rotária

14 Antes de iniciar um projeto humanitário, consulte a Comissão de Projetos Humanitários para ver se levou em consideração os seguintes fatores, que servirão de base ao plano de ação: Em quais projetos os associados do clube estão atualmente envolvidos? Qual é a meta do projeto? Por que seu clube está assumindo o projeto? Quem do clube ou da comunidade estará envolvido? Como o clube envolverá no projeto os residentes da comunidade beneficiada? Como o projeto atingirá resultados sustentáveis? Quando o projeto será implementado? Onde o projeto terá lugar e como os voluntários chegarão ao local? Que recursos são necessários para implementar o projeto?

15 Avaliação: das atividades ligadas ao projeto. Responda às seguintes perguntas: O projeto atendeu às necessidades da comunidade? Se não, explique por quê. Os associados e membros da comunidade tiveram oportunidade de participar? O projeto teve cobertura da mídia? O clube conseguiu atender às demandas financeiras do projeto?

16 Serviços do Rotary Serviços à Comunidade Projetos que satisfazem às necessidades da comunidade local. Interact Club de serviço para jovens de 12 a 18 anos de idade. Serviço internacional Projetos que envolvem rotarianos de mais de um país. Serviços às Novas Gerações - Programas e atividades que visam aumentar a participação de jovens até 30 anos em projetos humanitários em sua comunidade e seu interesse pelo Rotary. Pólio Plus Programa do Rotary International e da Fundação Rotária que apoia os esforços globais de erradicação da poliomielite. Rotaract Grupos internacionais formados por rotarianos, cônjuges de rotarianos e rotaractianos que conduzem projetos humanitários internacionais dentro de uma área específica. Grupos Rotarianos em Ação Grupos internacionais de rotarianos, cônjuges de rotarianos, e rotaractianos que se reúnem para realizar um projeto humanitário internacional relacionado a um tópico específico. Núcleos Rotary de Desenvolvimento Comunitário (NRDC) Grupos de adultos não-rotarianos patrocinados pelo Rotary Club local. Grupos de Companheirismo Grupos internacionais de rotarianos, cônjuges de rotarianos e rotaractianos que compartilham interesses profissionais e recreativos em comum. r

17 Subsídios da Fundação Rotária - financiam atividades humanitárias e educativas desenvolvidas por clubes e distritos tanto local como internacionalmente. Intercâmbio Rotário da Amizade programas de intercâmbio para rotarianos e seus familiares que promovem a construção de relacionamentos que podem se transformar em parcerias internacionais para projetos humanitários. Centros Rotary pela Paz - programa educacional que oferece bolsas de estudos para mestrado ou certificado de aperfeiçoamento profissional em paz e resolução de conflitos. Os candidatos qualificados têm a oportunidade de estudar em um dos Centros Rotary pela Paz localizados em diferentes universidades. Intercâmbio de Jovens - Programa que promove a compreensão internacional e a paz entre estudantes de 15 a 19 anos e jovens de 18 a 25 anos. Prêmios Rotários de Liderança Juvenil (RYLA) Programa de treinamento para jovens com ênfase na capacidade de liderança, exercício da cidadania e crescimento pessoal. Serviços Profissionais Atividade que incentiva rotarianos a seguir altos padrões éticos e utilizar os seus conhecimentos e habilidades profissionais em benefício dos outros.

18 Sugerindo um projeto...Para lembrar: Ações eficazes e duradouras não são feitas com a mão no bolso... Escolha uma comunidade onde as pessoas vivem em condições de extrema pobreza e desenvolva ações... Com gestantes: - Oriente sobre direitos e deveres Cuidados na gravidez: Desenvolvimento da criança – sinais de risco - parto e pós-parto – aleitamento materno – higiene e alimentação.

19 Com crianças de 0 a 6 anos: - Condições de desenvolvimento e aprendizagem - Orientação sobre aleitamento materno e alimentação adequada - Vacinação - Cuidados com higiene e saúde - Orientação, prevenção e tratamento da diarréia; infecções respiratórias...

20 Com adultos/mulheres: - Promover a alfabetização principalmente de mulheres - Na comunidade, organize uma biblioteca - Apóie suas habilidades – organize cursos de orientação profissional – viabilize oportunidades de trabalho - ajude a melhorar sua auto- estima. IMPORTANTE LEMBRAR: Projetos sustentáveis são capazes de operar sem o apoio externo ou intervenção após concluídas as atividades iniciais e esgotados os fundos do projeto.

21 1- TÍTULO DO PROJETO: BIBLIOTECA CASA DE MARIA -UM ESPAÇO DE ESPERANÇA- 2.1 – Entidade Mantenedora: CENTRO ASSISTENCIAL DA DIOCESE DE TOLEDO Rua Gal. Rondon, 2006 – Centro CEP: Tele fax: (45) Toledo - PR CNPJ: / Presidente: D. Francisco Carlos Bach

22 2.2 – Entidade Executora: CASA DE MARIA – ASSISTÊNCIA À MENINA Rua Gal. Câmara, 833 – Stª Clara IV CEP: – Tele fax: (45) Toledo - PR CNPJ: / Presidente: Adiles Donadel

23 2.4 - Elaboração: Responsável Técnica: Maria Inês B. Mânica – Assistente Social CRESS – 1944 – 11ª Região 2.5- Data da elaboração: Abril / 2006

24 2.6 – Objetivos da Entidade: Prestar assistência a crianças de 7 a 16 anos, pertencentes a famílias carentes. Proporcionar formação integral de crianças e adolescentes. Promover socialmente as crianças e adolescentes, garantindo-lhes acesso à escola. Proporcionar oportunidade de integração à clientela assistida. Criar e gerir fundos para a promoção de suas atividades. Captar recursos e financiar programas e projetos sociais que atendam às necessidades da clientela (dentre outros).

25 2.7- População Beneficiada: Crianças e adolescentes de famílias de bóias- frias, desempregados ou trabalhadores de baixa renda. Crianças e adolescentes em situação de rua e prostituição. Meninas e adolescentes desprotegidas de amparo familiar. Meninas e adolescentes encaminhadas pelo Conselho Tutelar e Ministério Público. Familiares das crianças atendidas.

26 2- JUSTIFICATIVA: A Casa de Maria – Assistência à Menina é uma organização não governamental e beneficente, afiliada ao Centro Assistencial da Diocese de Toledo. Suas atividades estão voltadas ao atendimento de 500 crianças e adolescentes de 7 a 16 anos, provenientes de famílias pobres, provindas de uma das regiões mais pobres desta cidade. A Biblioteca da Casa de Maria será destinada a todas as crianças e adolescentes que freqüentam a instituição social, funcionando como ponto cultural e sócio-educativo de referência na entidade e no bairro onde está inserida. A clientela assistida raramente tem acesso a recursos culturais e educacionais tidos como pré-requisito para um bom desempenho escolar e construção de uma vida digna.

27 O projeto da Biblioteca Casa de Maria tem como proposta pedagógica proporcionar às crianças e adolescentes a oportunidade de adquirir conhecimentos, valores humanos, habilidades e atitudes que favoreçam sua permanência e sucesso na escola e em seu convívio familiar e comunitário. Propõe-se desenvolver com crianças e adolescentes as competências cognitivas básicas como expressão oral e escrita, raciocínio lógico, solução de problemas e capacidade de decisão.

28 A motivação ao estudo e a leitura será priorizado, com espaço específico para a realização das tarefas escolares, onde as dúvidas de aprendizagem podem ser resolvidas através da pesquisa. Como incentivo a leitura, será disponibilizado livros infanto-juvenis (livros de historinhas, romances, best-sellers, curiosidades etc.).

29 Dentro desta proposta pedagógica, trabalhar- se-á com as crianças e adolescentes em direção da conquista gradual da autonomia e da plena cidadania conquistadas através da cultura. O desenvolvimento cultural promove hábitos e atitudes de uma saudável convivência social, aprendendo a conviver com as diferenças, a se comunicar, a interagir, a decidir em grupo, a cuidar do ambiente, a valorizar o saber social e a reconhecer as datas comemorativas e festivas.

30 As famílias pobres na maior parte das vezes não estão acostumadas a exercer um papel ativo na educação dos filhos, muitas vezes ocasionados pela própria condição de pobreza. Estas serão chamadas a participar ativamente do projeto, com atividades orientadas para a família e para a comunidade, inserindo-as no desenvolvimento sócio-educativo proposto pelo projeto

31 A parceria do Centro Assistencial da Diocese e Toledo – Casa de Maria com o Rotary Clube Integração no projeto cultural Biblioteca da Casa de Maria será de fundamental importância na construção da cidadania de brasileiros em situação de pobreza.

32 0BJETIVOS: Geral: Montar uma biblioteca na Casa de Maria que seja referência na comunidade. Específicos: Promover espaço diário para o incentivo e apoio na realização da tarefa, através do Clubinho da Tarefa. Trabalhar e relacionar livros com conteúdos que sejam significativos com a realidade e a necessidade das crianças.

33 Contribuir no incentivo e apoio das atividades realizadas pela escola, mantendo contato com a equipe pedagógica das escolas públicas a que as crianças pertençam. Incentivar o gosto pela leitura através da Hora do Conto, proporcionando atividades envolventes e motivadoras, onde possam imaginar e fazer acontecer as estórias, através do mundo do faz-de-conta (teatro, representações etc.).

34 Abrir a biblioteca para as famílias e para a comunidade, com programas de incentivo ao estudo e a leitura também para familiares e comunidade. Proporcionar um ambiente agradável, organizado e alegre, onde os usuários sintam- se atraídos a participação.

35 POPULAÇÃO ALVO: Crianças e adolescentes da Casa de Maria, familiares e comunidade onde a entidade está inserida

36 4- METAS/ ABRANGÊNCIA: USUÁRIOS crianças /adolescentes da Casa de Maria FAIXA ETÁRIA 7 a 17 anos SEXO Feminino e masculino Nº. 500 FAMILIARES E COMUNIDADE em aberto: TOTAL:3000 PESSOAS

37 Total: PESSOAS Impacto Social: em toda a comunidade do Jardim Europa/América e bairros próximos.

38 5 - METODOLOGIA: Entrevista com o responsável pela criança ou adolescente e apresentação do projeto da biblioteca. Apresentação da biblioteca para a criança. Incentivo a criança para participar das atividades da biblioteca. Acompanhamento pedagógico, social e psicológico.

39 Acompanhamento constante do desenvolvimento sócio-educativo da criança, pela equipe de educadores sociais do projeto. Divulgação da biblioteca para as famílias e para a comunidade. Incentivo a participação da comunidade no projeto cultural.

40 6- PARCERIAS: As parcerias públicas e privadas darão sustentabilidade ao projeto, possibilitando a sua efetividade e continuidade:

41 NATUREZA DA COOPERAÇÃO Recursos financeiros para a compra de livros. Subvenção financeira para manutenção do projeto. Convênio para manutenção Subvenção para manutenção. Promoções e campanhas. Estagiários. Trabalho voluntário/doações. PARCEIROS Rotary Clube Integração Centro Assistencial da Diocese de Toledo Prefeitura Municipal de Toledo Igreja Católica Amigos da Casa de Maria UNIPAR – Universidade Paranaense. PUC – Pontifícia Universidade Católica Sociedade em geral

42 7 - RECURSOS: Recursos Humanos: Assistente social (1). Pedagogo (1). Educadores sociais (professores) (4). Estagiários (2). Instrutor de informática para pesquisa (1).

43 7.2- Recursos Físicos: Imóvel de aproximadamente m 2. 1 sala ampla para biblioteca. 12 salas para atividades terapêuticas complementares. 1 sala para brinquedoteca. 1 sala de consultório odontológico. 6 banheiros.

44 Setor de serviço: 1cozinha, 1 refeitório, 1 depósito de víveres, 1 sala para recepção de compras e pré-preparo de alimentos, 1 banheiro, 1 lavanderia, 1 depósito de materiais de limpeza; 1 almoxarifado. Setor Administrativo: 1 sala de recepção, 2 salas de atendimento, 1 sala administração, 1 almoxarifado, 1 sala de reuniões, 1 banheiro; Pátio interno para recreação com palco para apresentações culturais e celebrações festivas; Capela.

45 7.3- Recursos Financeiros Solicitados: $1.000 (mil dólares) equivalente a R$ 2.100,00 reais. 8- AVALIAÇÃO: A avaliação do projeto será feita constantemente no decorrer de seu desenvolvimento, com a participação de representantes do Rotary Clube Integração e dos demais parceiros, das famílias envolvidas, da coordenação da entidade, dos educadores sociais e das próprias crianças e adolescentes. Alguns parâmetros avaliativos: Participação e envolvimento das crianças no projeto. Não ocorrência de evasão escolar.

46 Melhorias no desempenho escolar. Desenvolvimento de hábitos e atitudes sadias das crianças e familiares. Diminuição de atitudes de violência e agressividade. Desenvolvimento da sociabilidade. Manifestações pessoais e sociais de criatividade e liderança. Desenvolvimento de um convívio sadio: familiar, escolar e comunitário.

47 8- REFERÊNCIA BANCÁRIA: 8.1- Titular Jurídico: Centro Assistencial da Diocese de Toledo – Casa de Maria 8.2- Nome do Banco: Banco do Brasil 8.3- Nº. da Agência: Nº. da Conta /Corrente:

48 9- RESPONSÁVEIS PELO PROJETO: Adiles Donadel Maria Inês B. Mânica Presidente da Casa de Maria Assistente Social/Coordenadora Técnica CRESS/1944 Toledo, 22 de março de 2006

49 Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante. Dê o melhor de você assim mesmo. Veja você que, finalmente, é entre você e Deus. Nunca foi entre você e os outros (Madre Thereza de Calcutá) Vamos nos doar para : Fazer o Rotary Brilhar Grata pela atenção Stael


Carregar ppt "Comissão de Projetos Humanitários: Desenvolve e implementa projetos educacionais, humanitários e relacionados ao setor profissional, que atendam necessidades."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google