A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Departamentos do CCB Departamento de Biologia Animal Chefe: Prof. Jorge Abdala Dergam dos Santos Departamento de Biologia Geral Chefe: Prof. Clóvis Andrade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Departamentos do CCB Departamento de Biologia Animal Chefe: Prof. Jorge Abdala Dergam dos Santos Departamento de Biologia Geral Chefe: Prof. Clóvis Andrade."— Transcrição da apresentação:

1

2 Departamentos do CCB Departamento de Biologia Animal Chefe: Prof. Jorge Abdala Dergam dos Santos Departamento de Biologia Geral Chefe: Prof. Clóvis Andrade Neves Departamento de Biologia Vegetal Chefe: Profª Rita Maria de Carvalho-Okano Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular Chefe: Profª Márcia Rogéria de Almeida Lamêgo Departamento de Educação Física Chefe: Profª Eveline Torres Pereira Departamento de Entomologia Chefe: Prof. Marcelo Coutinho Picanço Departamento de Microbiologia Chefe: Prof. Marcos Rogério Tótola Departamento de Medicina e Enfermagem Chefe: Prof. Bruno David Henriques Departamento de Nutrição e Saúde Chefe: Prof. Adelson Luiz Araújo Tinôco Departamento de Veterinária Chefe: Prof. Jackson Victor de Araújo

3 Cursos de Graduação do CCB Bioquímica (Bacharelado) Coordenador: Profª Juliana Lopes Rangel Fietto Ciências Biológicas (Licenciatura e Bacharelado) Coordenador: Profª Sílvia das Graças Pompolo Licenciatura em Ciências Biológicas Coordenador: Profª Renata Mª Strozi Alves Meira Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) Coordenador: Profª Cláudia Eliza P. de Oliveira Enfermagem (Bacharelado) Coordenador: Prof. Pedro Paulo do Prado Júnior Medicina (Bacharelado) Coordenador: Prof. Rodrigo Siqueira Batista Medicina Veterinária (Bacharelado) Coordenador: Prof. José Domingos Guimarães Nutrição (Bacharelado) Coordenador: Profª Luciana F. da Rocha SantAna

4 Agroecologia (MS/DS) Coordenador: Prof. Ricardo Henrique Silva Santos (CCA/CCB) Conceito: 4 Área na CAPES: AGRONOMIA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS) Biologia Animal (MS) Biologia Animal (MS) Coordenador: Profª Gisele Mendes Lessa Del Giúdice Conceito: 3 Área na CAPES: ZOOLOGIA APLICADA (CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I) Biologia Celular e Estrutural (MS/DS) Coordenador: Prof. José Eduardo Serrão Conceito: 3 Área na CAPES: BIOLOGIA GERAL (CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I) Área na CAPES: BIOLOGIA GERAL (CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I)

5 Bioquímica Agrícola (MS/DS) Bioquímica Agrícola (MS/DS) Coordenador: Profª Elizabeth Pacheco Batista Fontes Conceito: 5 Área na CAPES: AGRONOMIA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS) Botânica (MS/DS) Coordenador: Profª Flávia Cristina Pinto Garcia Conceito: 4 Área na CAPES: BOTÂNICA (CIÊNCIAS BIOLÓGICAS I) Ciência da Nutrição (MS/DS) Coordenador: Profª Josefina Bressan Conceito: 4 Área na CAPES: NUTRIÇÃO (MEDICINA II)

6 Ecologia (MS/DS) Ecologia (MS/DS) Coordenador: Prof. Carlos Frankl Sperber Conceito: 4 Área na CAPES: AGRONOMIA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS) Educação Física (MS) Coordenador: Prof. Antônio José Natali Conceito: 3 Área na CAPES: EDUCAÇÃO FÍSICA (EDUCAÇÃO FÍSICA) Entomologia (MS/DS) Entomologia (MS/DS) Coordenador: Prof. Raul Narciso Carvalho Guedes Conceito: 7 Área na CAPES: AGRONOMIA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS)

7 Fisiologia Vegetal (MS/DS) Coordenador: Prof. Fábio Murilo Da Matta Conceito: 7 Área na CAPES: AGRONOMIA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS) Genética e Melhoramento (MS/DS) Coordenador: Prof. Simone Eliza Facioni Guimarães (CCA/CCB) Conceito: 6 Área na CAPES: AGRONOMIA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS) Medicina Veterinária (MS/DS) Medicina Veterinária (MS/DS)Coordenador: Conceito: 5 Área na CAPES: MEDICINA VETERINÁRIA (MEDICINA VETERINÁRIA) Microbiologia Agrícola (MS/DS) Coordenador: Prof. Hilário Cuquetto Mantovani Conceito:6 Área na CAPES: MICROBIOLOGIA AGRÍCOLA (CIÊNCIAS AGRÁRIAS)

8 PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO CCB lato sensu PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO DO CCB lato sensu Curso de Especialização lato sensu em Nutrição e Saúde Coordenador: Profª Maria do Carmo Fontes de Oliveira Curso de Especialização lato sensu em Futebol Coordenador: Prof. João Carlos Bouzas Marins Curso de Especialização lato sensu em Nutrição de Plantas Coordenador: Prof. Laércio Zambolim (CCA/CCB)

9 PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM SAÚDE DO CCB PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM SAÚDE DO CCB Programa Multiprofissional de Residência em Medicina Veterinária Coordenador: Prof. Lissandro Gonçalves Conceição Programa de Residência Médica Coordenador: Profª Elaine Travaglia Santos

10 NÚCLEOS DO CCB BIOINFORMÁTICA – Núcleo de Bioinformática Coordenadora: Profª Juliana Lopes Rangel Fietto NMM – Núcleo de Microscopia e Microanálise Coordenador: Profª Maria Catarina Megumi Kasuya NUBIOMOL – Núcleo de Análises de Biomoléculas Coordenador: Prof. Everaldo Gonçalves de Barros NUCOMAS – Núcleo de Conservação e Manejo de Animais Silvestres Coordenador: Prof. Tarcízio Antônio Rêgo de Paula Coordenador: Prof. Tarcízio Antônio Rêgo de Paula BIOTÉRIO – Biotério do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Coordenador: Prof. Vanner Boere Souza

11 PROGRAMAS PET – PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL DO CCB

12 Exercer ação integrada nas atividades de ensino, pesquisa e extensão, visando a promoção do desenvolvimento das Ciências Biológicas e da Saúde e à formação de cidadãos com visão ética, técnica, científica e humanística e comprometidos com o desenvolvimento da sociedade e do País. Manter a excelência, adequação e contribuição técnico-científica para o desenvolvimento sustentável do País, buscando ampliar sua área de atuação.

13 Consolidar os processos de planejamento e avaliação como instrumentos de tomada de decisão e compatibilizar a estrutura organizacional acadêmico-administrativa com as diretrizes estratégicas institucionais. Consolidar os processos de planejamento e avaliação como instrumentos de tomada de decisão e compatibilizar a estrutura organizacional acadêmico-administrativa com as diretrizes estratégicas institucionais. Estimular e apoiar o planejamento institucional. Estimular e apoiar o planejamento institucional. Prover os departamentos de estrutura acadêmico- administrativa, compatível com a excelência dos cursos oferecidos pelo CCB. Prover os departamentos de estrutura acadêmico- administrativa, compatível com a excelência dos cursos oferecidos pelo CCB. Viabilizar a criação do Departamento de Medicina e Enfermagem. Viabilizar a criação do Departamento de Medicina e Enfermagem. Viabilizar a criação do Departamento de Entomologia. Viabilizar a criação do Departamento de Entomologia. Desmembrar o Departamento de Medicina e Enfermagem. Desmembrar o Departamento de Medicina e Enfermagem. Estimular e apoiar o planejamento institucional. Estimular e apoiar o planejamento institucional. Prover os departamentos de estrutura acadêmico- administrativa, compatível com a excelência dos cursos oferecidos pelo CCB. Prover os departamentos de estrutura acadêmico- administrativa, compatível com a excelência dos cursos oferecidos pelo CCB. Viabilizar a criação do Departamento de Medicina e Enfermagem. Viabilizar a criação do Departamento de Medicina e Enfermagem. Viabilizar a criação do Departamento de Entomologia. Viabilizar a criação do Departamento de Entomologia. Desmembrar o Departamento de Medicina e Enfermagem. Desmembrar o Departamento de Medicina e Enfermagem.

14 Fortalecer a política institucional de apoio à criação, consolidação e expansão de programas de pós-graduação stricto sensu e lato sensu. Ampliar a oferta de cursos de pós-graduação na modalidade lato sensu em áreas estratégicas e de demanda específica, no âmbito do CCB. Ampliar a oferta de programas de pós-graduação na modalidade stricto sensu, no CCB. Incentivar as coordenações dos programas de pós- graduação com apenas mestrado a apresentarem propostas para programa de doutorado no CCB. Ampliar a oferta de cursos de pós-graduação na modalidade lato sensu em áreas estratégicas e de demanda específica, no âmbito do CCB. Ampliar a oferta de programas de pós-graduação na modalidade stricto sensu, no CCB. Incentivar as coordenações dos programas de pós- graduação com apenas mestrado a apresentarem propostas para programa de doutorado no CCB.

15 Fortalecer a política institucional de apoio à criação, consolidação e expansão de programas de pós-graduação stricto sensu e lato sensu. Incentivar a interação dos programas de pós- graduação do CCB com seus congêneres, consolidados e não-consolidados no País e no exterior, objetivando melhorias por meio de parcerias. Incentivar a busca da excelência dos programas de pós-graduação do CCB. Instituir a Câmara de Ensino de Pós-Graduação nos Centros de Ciências. Apoiar a iniciativa do DDE na criação do mestrado profissionalizante em Defesa Sanitária Vegetal. Incentivar a interação dos programas de pós- graduação do CCB com seus congêneres, consolidados e não-consolidados no País e no exterior, objetivando melhorias por meio de parcerias. Incentivar a busca da excelência dos programas de pós-graduação do CCB. Instituir a Câmara de Ensino de Pós-Graduação nos Centros de Ciências. Apoiar a iniciativa do DDE na criação do mestrado profissionalizante em Defesa Sanitária Vegetal.

16 Fortalecer a política institucional de apoio à criação, consolidação e expansão de programas de pós-graduação stricto sensu e lato sensu. Apoiar a iniciativa do DBG na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ecologia. Apoiar a iniciativa do DBG na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ecologia. Apoiar na consolidação do Programa de Pós- Graduação em Agroecologia, interdepartamental. Apoiar na consolidação do Programa de Pós- Graduação em Agroecologia, interdepartamental. Apoiar a iniciativa do DES na criação do doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Apoiar a iniciativa do DES na criação do doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Apoiar o DNS na consolidação do Programa de doutorado em Ciência da Nutrição. Apoiar o DNS na consolidação do Programa de doutorado em Ciência da Nutrição. Apoiar a iniciativa do DBG na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ecologia. Apoiar a iniciativa do DBG na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Ecologia. Apoiar na consolidação do Programa de Pós- Graduação em Agroecologia, interdepartamental. Apoiar na consolidação do Programa de Pós- Graduação em Agroecologia, interdepartamental. Apoiar a iniciativa do DES na criação do doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Apoiar a iniciativa do DES na criação do doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Apoiar o DNS na consolidação do Programa de doutorado em Ciência da Nutrição. Apoiar o DNS na consolidação do Programa de doutorado em Ciência da Nutrição.

17 Fortalecer a política institucional de apoio à criação, consolidação e expansão de programas de pós-graduação stricto sensu e lato sensu. Prover os cursos de Enfermagem, de Medicina e de Nutrição de bolsas de preceptorias. Apoiar a iniciativa do DEM na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde e Meio Ambiente. Apoiar a iniciativa do DEM na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde e Meio Ambiente. Apoiar a iniciativa do DNS na implantação do Programa de Residência Multiprofissional. Apoiar a iniciativa do DNS na implantação do Programa de Residência Multiprofissional. Apoiar a iniciativa do DBB na criação do Programa de Pós-Graduação lato sensu em Fitoterapia. Apoiar a iniciativa do DBB na criação do Programa de Pós-Graduação lato sensu em Fitoterapia. Prover os cursos de Enfermagem, de Medicina e de Nutrição de bolsas de preceptorias. Apoiar a iniciativa do DEM na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde e Meio Ambiente. Apoiar a iniciativa do DEM na criação do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Saúde e Meio Ambiente. Apoiar a iniciativa do DNS na implantação do Programa de Residência Multiprofissional. Apoiar a iniciativa do DNS na implantação do Programa de Residência Multiprofissional. Apoiar a iniciativa do DBB na criação do Programa de Pós-Graduação lato sensu em Fitoterapia. Apoiar a iniciativa do DBB na criação do Programa de Pós-Graduação lato sensu em Fitoterapia.

18 Fortalecer a política institucional de apoio à criação, consolidação e expansão de programas de pós-graduação stricto sensu e lato sensu. Apoiar a iniciativa do DVT na criação do mestrado profissionalizante em Medicina Veterinária. Apoiar a iniciativa do DVT na criação do mestrado profissionalizante em Medicina Veterinária. Promover a implantação do Programa de Residência Multiprofissional - Residência Médico- Veterinária, do DVT. Promover a implantação do Programa de Residência Multiprofissional - Residência Médico- Veterinária, do DVT. Promover a implantação do Programa de Residência Médica, do DEM. Promover a implantação do Programa de Residência Médica, do DEM. Apoiar a iniciativa do DVT na criação do mestrado profissionalizante em Medicina Veterinária. Apoiar a iniciativa do DVT na criação do mestrado profissionalizante em Medicina Veterinária. Promover a implantação do Programa de Residência Multiprofissional - Residência Médico- Veterinária, do DVT. Promover a implantação do Programa de Residência Multiprofissional - Residência Médico- Veterinária, do DVT. Promover a implantação do Programa de Residência Médica, do DEM. Promover a implantação do Programa de Residência Médica, do DEM.

19 Aprimorar o Projeto Pedagógico Institucional, as matrizes curriculares, as políticas de formação, avaliação, mobilidade, integração acadêmica e de acompanhamento a egressos. Oferecer cursos de qualidade, que atendam às demandas da sociedade. Oferecer cursos de qualidade, que atendam às demandas da sociedade. Apoiar e incentivar as coordenações no acompanhamento dos egressos, visando a demanda da sociedade em transformação. Apoiar e incentivar as coordenações no acompanhamento dos egressos, visando a demanda da sociedade em transformação. Priorizar a atualização da matriz curricular dos cursos do CCB. Priorizar a atualização da matriz curricular dos cursos do CCB. Apoiar a mobilidade acadêmica, nacional e internacional. Apoiar a mobilidade acadêmica, nacional e internacional. Oferecer cursos de qualidade, que atendam às demandas da sociedade. Oferecer cursos de qualidade, que atendam às demandas da sociedade. Apoiar e incentivar as coordenações no acompanhamento dos egressos, visando a demanda da sociedade em transformação. Apoiar e incentivar as coordenações no acompanhamento dos egressos, visando a demanda da sociedade em transformação. Priorizar a atualização da matriz curricular dos cursos do CCB. Priorizar a atualização da matriz curricular dos cursos do CCB. Apoiar a mobilidade acadêmica, nacional e internacional. Apoiar a mobilidade acadêmica, nacional e internacional.

20 Aprimorar o Projeto Pedagógico Institucional, as matrizes curriculares, as políticas de formação, avaliação, mobilidade, integração acadêmica e de acompanhamento a egressos. Viabilizar, assegurar e ampliar a oportunidade de convênios e estágios em instituições e empresas nacionais e internacionais. Viabilizar, assegurar e ampliar a oportunidade de convênios e estágios em instituições e empresas nacionais e internacionais.

21 Fortalecer políticas institucionais de pesquisa por meio de apoio à iniciação científica, aos projetos individuais, aos núcleos, às redes e aos institutos de pesquisa. Apoiar a criação de laboratórios e núcleos multiusuários na UFV. Apoiar a criação de laboratórios e núcleos multiusuários na UFV. Expandir e modernizar o Biotério Central do CCB, conforme exigência da Rede Mineira de Bioterismo. Expandir e modernizar o Biotério Central do CCB, conforme exigência da Rede Mineira de Bioterismo. Consolidar os Comitês de Ética da UFV: Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFV (CEPH da UFV) e Comissão de Ética no Uso de Animais da UFV (CEUA da UFV), conforme exigência do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e Conselho Nacional de Controle Experimental Animal (CONCEA), respectivamente. Consolidar os Comitês de Ética da UFV: Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFV (CEPH da UFV) e Comissão de Ética no Uso de Animais da UFV (CEUA da UFV), conforme exigência do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e Conselho Nacional de Controle Experimental Animal (CONCEA), respectivamente. Apoiar a criação de laboratórios e núcleos multiusuários na UFV. Apoiar a criação de laboratórios e núcleos multiusuários na UFV. Expandir e modernizar o Biotério Central do CCB, conforme exigência da Rede Mineira de Bioterismo. Expandir e modernizar o Biotério Central do CCB, conforme exigência da Rede Mineira de Bioterismo. Consolidar os Comitês de Ética da UFV: Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFV (CEPH da UFV) e Comissão de Ética no Uso de Animais da UFV (CEUA da UFV), conforme exigência do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e Conselho Nacional de Controle Experimental Animal (CONCEA), respectivamente. Consolidar os Comitês de Ética da UFV: Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFV (CEPH da UFV) e Comissão de Ética no Uso de Animais da UFV (CEUA da UFV), conforme exigência do Conselho Nacional de Saúde (CNS) e Conselho Nacional de Controle Experimental Animal (CONCEA), respectivamente.

22 Fortalecer políticas institucionais de pesquisa por meio de apoio à iniciação científica, aos projetos individuais, aos núcleos, às redes e aos institutos de pesquisa. Incentivar a Iniciação Científica nos cursos de graduação do CCB. Incentivar a Iniciação Científica nos cursos de graduação do CCB. Apoiar a iniciativa do DDE na criação de Núcleo de Referência sobre Insetos Xilófagos. Apoiar a iniciativa do DDE na criação de Núcleo de Referência sobre Insetos Xilófagos. Incentivar a Iniciação Científica nos cursos de graduação do CCB. Incentivar a Iniciação Científica nos cursos de graduação do CCB. Apoiar a iniciativa do DDE na criação de Núcleo de Referência sobre Insetos Xilófagos. Apoiar a iniciativa do DDE na criação de Núcleo de Referência sobre Insetos Xilófagos.

23 Aprimorar a política cultural, esportiva e de lazer da UFV e ampliar política de gestão social voltada para a qualidade de vida da comunidade universitária. Promover no âmbito do CCB, o desenvolvimento de programas de assistência à saúde física e psicológica da comunidade universitária, especialmente nos departamentos envolvidos com a área de saúde. Promover no âmbito do CCB, o desenvolvimento de programas de assistência à saúde física e psicológica da comunidade universitária, especialmente nos departamentos envolvidos com a área de saúde.

24 Aprimorar os sistemas viário, de água, esgoto, energia e resíduos nos campi da UFV. Atuar com a PAD para reduzir os problemas relacionados com esgotos e falta de água em unidades vinculadas ao CCB, e para reduzir os riscos associados a resíduos tóxicos, biológicos e radioativos. Atuar com a PAD para reduzir os problemas relacionados com esgotos e falta de água em unidades vinculadas ao CCB, e para reduzir os riscos associados a resíduos tóxicos, biológicos e radioativos. Estimular o racionamento do consumo de energia elétrica nos órgãos vinculados ao CCB. Estimular o racionamento do consumo de energia elétrica nos órgãos vinculados ao CCB. Atuar com a PAD para reduzir os problemas relacionados com esgotos e falta de água em unidades vinculadas ao CCB, e para reduzir os riscos associados a resíduos tóxicos, biológicos e radioativos. Atuar com a PAD para reduzir os problemas relacionados com esgotos e falta de água em unidades vinculadas ao CCB, e para reduzir os riscos associados a resíduos tóxicos, biológicos e radioativos. Estimular o racionamento do consumo de energia elétrica nos órgãos vinculados ao CCB. Estimular o racionamento do consumo de energia elétrica nos órgãos vinculados ao CCB.

25 Aprimorar a política de gestão integrada e de desenvolvimento de pessoas. Adequar o corpo docente e técnico- administrativo às demandas do CCB. Adequar o corpo docente e técnico- administrativo às demandas do CCB. Incentivar a capacitação docente em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado no CCB. Incentivar a capacitação docente em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado no CCB. Incentivar a capacitação e qualificação dos servidores técnico-administrativos. Incentivar a capacitação e qualificação dos servidores técnico-administrativos. Adequar o corpo docente e técnico- administrativo às demandas do CCB. Adequar o corpo docente e técnico- administrativo às demandas do CCB. Incentivar a capacitação docente em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado no CCB. Incentivar a capacitação docente em nível de mestrado, doutorado e pós-doutorado no CCB. Incentivar a capacitação e qualificação dos servidores técnico-administrativos. Incentivar a capacitação e qualificação dos servidores técnico-administrativos.

26 Aprimorar a eficiência administrativa, financeira e econômica da UFV, por meio da otimização de recursos e dos processos de aquisição, distribuição, aplicação e controle de bens e serviços. Participar com a Administração Superior na busca da excelência dos serviços e ações que favoreçam o ensino de graduação e de pós-graduação no CCB. Participar com a Administração Superior na busca da excelência dos serviços e ações que favoreçam o ensino de graduação e de pós-graduação no CCB. Apoiar a PPO no estabelecimento de mudanças que possam otimizar os serviços prestados pela DMT. Apoiar a PPO no estabelecimento de mudanças que possam otimizar os serviços prestados pela DMT. Atuar com a PAD para tornar mais eficiente o transporte para atendimento a aulas, às atividades de pesquisas e à distribuição de bens do CCB. Atuar com a PAD para tornar mais eficiente o transporte para atendimento a aulas, às atividades de pesquisas e à distribuição de bens do CCB. Participar com a Administração Superior na busca da excelência dos serviços e ações que favoreçam o ensino de graduação e de pós-graduação no CCB. Participar com a Administração Superior na busca da excelência dos serviços e ações que favoreçam o ensino de graduação e de pós-graduação no CCB. Apoiar a PPO no estabelecimento de mudanças que possam otimizar os serviços prestados pela DMT. Apoiar a PPO no estabelecimento de mudanças que possam otimizar os serviços prestados pela DMT. Atuar com a PAD para tornar mais eficiente o transporte para atendimento a aulas, às atividades de pesquisas e à distribuição de bens do CCB. Atuar com a PAD para tornar mais eficiente o transporte para atendimento a aulas, às atividades de pesquisas e à distribuição de bens do CCB.

27 Aprimorar a eficiência administrativa, financeira e econômica da UFV, por meio da otimização de recursos e dos processos de aquisição, distribuição, aplicação e controle de bens e serviços. Atuar junto a PAD para racionalizar o sistema de telefonia da UFV e habilitar ramais telefônicos para DDI nas chefias de departamentos do CCB. Aumentar e otimizar a aplicação dos recursos orçamentários destinados ao CCB. Incentivar as chefias de departamentos a atualizar os relatórios RADOC e Currículo Lattes e registrar nos órgãos competentes todas as atividades internas e externas de docentes e de servidores técnico- administrativos do CCB. Atuar junto a PAD para racionalizar o sistema de telefonia da UFV e habilitar ramais telefônicos para DDI nas chefias de departamentos do CCB. Aumentar e otimizar a aplicação dos recursos orçamentários destinados ao CCB. Incentivar as chefias de departamentos a atualizar os relatórios RADOC e Currículo Lattes e registrar nos órgãos competentes todas as atividades internas e externas de docentes e de servidores técnico- administrativos do CCB.

28 Aprimorar a eficiência administrativa, financeira e econômica da UFV, por meio da otimização de recursos e dos processos de aquisição, distribuição, aplicação e controle de bens e serviços. Viabilizar recursos adicionais específicos para Comitês de Ética e HOV/DVT. Viabilizar recursos adicionais específicos para Comitês de Ética e HOV/DVT. Viabilizar recursos adicionais específicos para auxílio financeiro a dicentes e para viagens de representantes em Câmaras de Assessoramento. Viabilizar recursos adicionais específicos para auxílio financeiro a dicentes e para viagens de representantes em Câmaras de Assessoramento. Viabilizar recursos adicionais específicos para Comitês de Ética e HOV/DVT. Viabilizar recursos adicionais específicos para Comitês de Ética e HOV/DVT. Viabilizar recursos adicionais específicos para auxílio financeiro a dicentes e para viagens de representantes em Câmaras de Assessoramento. Viabilizar recursos adicionais específicos para auxílio financeiro a dicentes e para viagens de representantes em Câmaras de Assessoramento.

29 Promover a participação da UFV em iniciativas, nacionais e internacionais, voltadas para a solução dos desafios nas áreas da saúde, acesso à educação, no avanço tecnológico, na segurança alimentar e em programas de responsabilidade social e ambiental. Expandir a interação deste Centro de Ciências com instituições de pesquisa e de ensino, nacionais e internacionais, para estabelecer convênios. Expandir a interação deste Centro de Ciências com instituições de pesquisa e de ensino, nacionais e internacionais, para estabelecer convênios. Apoiar os departamentos na consolidação das Empresas Juniores do CCB. Apoiar os departamentos na consolidação das Empresas Juniores do CCB. Expandir a interação deste Centro de Ciências com instituições de pesquisa e de ensino, nacionais e internacionais, para estabelecer convênios. Expandir a interação deste Centro de Ciências com instituições de pesquisa e de ensino, nacionais e internacionais, para estabelecer convênios. Apoiar os departamentos na consolidação das Empresas Juniores do CCB. Apoiar os departamentos na consolidação das Empresas Juniores do CCB.

30 Prover continuamente condições para melhor uso do solo, das edificações e de equipamentos da UFV, considerando os aspectos de responsabilidade ambiental e de segurança patrimonial e comunitária. Identificar as necessidades de melhoria das condições de segurança patrimonial e comunitária, principalmente em áreas isoladas do CCB. Identificar a necessidade de reforma geral de prédios que se encontram em condições precárias no CCB. Identificar a necessidade de implementar a manutenção preventiva em edificações, máquinas, equipamentos, parques e jardins do CCB. Identificar as necessidades de melhoria das condições de segurança patrimonial e comunitária, principalmente em áreas isoladas do CCB. Identificar a necessidade de reforma geral de prédios que se encontram em condições precárias no CCB. Identificar a necessidade de implementar a manutenção preventiva em edificações, máquinas, equipamentos, parques e jardins do CCB.

31 Prover continuamente condições para melhor uso do solo, das edificações e de equipamentos da UFV, considerando os aspectos de responsabilidade ambiental e de segurança patrimonial e comunitária. Assegurar a manutenção de equipamentos de grande porte do CCB. Assegurar a manutenção de equipamentos de grande porte do CCB. Assegurar condições de atendimento às normas da legislação em vigor para funcionamento de laboratórios do CCB. Assegurar condições de atendimento às normas da legislação em vigor para funcionamento de laboratórios do CCB. Otimizar o espaço físico de laboratórios e salas de aula dos departamentos do CCB. Otimizar o espaço físico de laboratórios e salas de aula dos departamentos do CCB. Reestruturar as instalações da Diretoria do CCB. Reestruturar as instalações da Diretoria do CCB. Assegurar a manutenção de equipamentos de grande porte do CCB. Assegurar a manutenção de equipamentos de grande porte do CCB. Assegurar condições de atendimento às normas da legislação em vigor para funcionamento de laboratórios do CCB. Assegurar condições de atendimento às normas da legislação em vigor para funcionamento de laboratórios do CCB. Otimizar o espaço físico de laboratórios e salas de aula dos departamentos do CCB. Otimizar o espaço físico de laboratórios e salas de aula dos departamentos do CCB. Reestruturar as instalações da Diretoria do CCB. Reestruturar as instalações da Diretoria do CCB.

32 Ampliar a produção científica, intelectual e cultural e, prover, continuamente, apoio aos veículos de comunicação e às iniciativas de criação de mídias e suportes digitais. Incentivar a publicação científica de qualidade no âmbito do CCB. Promover a divulgação do CCB na mídia local, regional e nacional. Apoiar iniciativas dos departamentos para criar e consolidar revistas e jornais, como veículo de divulgação institucional. Incentivar a publicação científica de qualidade no âmbito do CCB. Promover a divulgação do CCB na mídia local, regional e nacional. Apoiar iniciativas dos departamentos para criar e consolidar revistas e jornais, como veículo de divulgação institucional.

33 Ampliar a produção científica, intelectual e cultural e, prover, continuamente, apoio aos veículos de comunicação e às iniciativas de criação de mídias e suportes digitais. Criar o site do CCB. Criar o site do CCB. Estimular a atuação de docentes nos Conselhos Editoriais da UFV e de outras instituições. Estimular a atuação de docentes nos Conselhos Editoriais da UFV e de outras instituições. Criar o site do CCB. Criar o site do CCB. Estimular a atuação de docentes nos Conselhos Editoriais da UFV e de outras instituições. Estimular a atuação de docentes nos Conselhos Editoriais da UFV e de outras instituições.

34 Ampliar o acesso aos programas de ensino, pesquisa e extensão da UFV por meio da educação a distância. Estimular a participação das unidades do CCB em programas de educação aberta e a distância. Estimular a participação das unidades do CCB em programas de educação aberta e a distância.

35 Consolidar políticas institucionais de biosegurança e de proteção da propriedade intelectual e de transferência de produtos e processos para o setor produtivo. Ampliar o registro de patentes relacionadas com produtos e processos. Ampliar o registro de patentes relacionadas com produtos e processos.

36 Consolidar e aperfeiçoar os cursos de graduação e de nível médio, observando as políticas de expansão da Instituição. Consolidar o padrão de excelência do ensino de graduação oferecido pelo CCB. Consolidar o padrão de excelência do ensino de graduação oferecido pelo CCB. Estabelecer política de expansão de cursos e vagas nas áreas de conhecimento do CCB. Estabelecer política de expansão de cursos e vagas nas áreas de conhecimento do CCB. Otimizar a oferta de disciplinas no âmbito do CCB. Otimizar a oferta de disciplinas no âmbito do CCB. Prover os departamentos e coordenações de cursos do CCB de infraestrutura, recursos humanos e materiais adequados. Prover os departamentos e coordenações de cursos do CCB de infraestrutura, recursos humanos e materiais adequados. Consolidar o padrão de excelência do ensino de graduação oferecido pelo CCB. Consolidar o padrão de excelência do ensino de graduação oferecido pelo CCB. Estabelecer política de expansão de cursos e vagas nas áreas de conhecimento do CCB. Estabelecer política de expansão de cursos e vagas nas áreas de conhecimento do CCB. Otimizar a oferta de disciplinas no âmbito do CCB. Otimizar a oferta de disciplinas no âmbito do CCB. Prover os departamentos e coordenações de cursos do CCB de infraestrutura, recursos humanos e materiais adequados. Prover os departamentos e coordenações de cursos do CCB de infraestrutura, recursos humanos e materiais adequados.

37 Consolidar e aperfeiçoar os cursos de graduação e de nível médio, observando as políticas de expansão da Instituição. Fortalecer a integração entre os cursos de graduação no âmbito do CCB. Fortalecer a integração entre os cursos de graduação no âmbito do CCB. Consolidar os cursos recém-criados e viabilizar a criação de cursos de graduação em áreas afins ao CCB. Consolidar os cursos recém-criados e viabilizar a criação de cursos de graduação em áreas afins ao CCB. Incentivar a parceria entre os departamentos do CCB, para oferecer disciplinas a cursos de outros Centros de Ciências. Incentivar a parceria entre os departamentos do CCB, para oferecer disciplinas a cursos de outros Centros de Ciências. Adequar o acervo bibliográfico às necessidades dos cursos de graduação do CCB. Adequar o acervo bibliográfico às necessidades dos cursos de graduação do CCB. Fortalecer a integração entre os cursos de graduação no âmbito do CCB. Fortalecer a integração entre os cursos de graduação no âmbito do CCB. Consolidar os cursos recém-criados e viabilizar a criação de cursos de graduação em áreas afins ao CCB. Consolidar os cursos recém-criados e viabilizar a criação de cursos de graduação em áreas afins ao CCB. Incentivar a parceria entre os departamentos do CCB, para oferecer disciplinas a cursos de outros Centros de Ciências. Incentivar a parceria entre os departamentos do CCB, para oferecer disciplinas a cursos de outros Centros de Ciências. Adequar o acervo bibliográfico às necessidades dos cursos de graduação do CCB. Adequar o acervo bibliográfico às necessidades dos cursos de graduação do CCB.

38 Consolidar e aperfeiçoar os cursos de graduação e de nível médio, observando as políticas de expansão da Instituição. Criar os Núcleos Docentes Estruturantes (NDE), para atuarem junto às coordenações de cursos do CCB. Criar os Núcleos Docentes Estruturantes (NDE), para atuarem junto às coordenações de cursos do CCB. Apoiar os departamentos no desenvolvimento e na consolidação dos Programas de Educação Tutorial - PET do CCB. Apoiar os departamentos no desenvolvimento e na consolidação dos Programas de Educação Tutorial - PET do CCB. Apoiar os departamentos na criação dos cursos de Graduação em Engenharia Bioquímica, em Gerontologia e em Microbiologia e Biotecnologia. Apoiar os departamentos na criação dos cursos de Graduação em Engenharia Bioquímica, em Gerontologia e em Microbiologia e Biotecnologia. Criar os Núcleos Docentes Estruturantes (NDE), para atuarem junto às coordenações de cursos do CCB. Criar os Núcleos Docentes Estruturantes (NDE), para atuarem junto às coordenações de cursos do CCB. Apoiar os departamentos no desenvolvimento e na consolidação dos Programas de Educação Tutorial - PET do CCB. Apoiar os departamentos no desenvolvimento e na consolidação dos Programas de Educação Tutorial - PET do CCB. Apoiar os departamentos na criação dos cursos de Graduação em Engenharia Bioquímica, em Gerontologia e em Microbiologia e Biotecnologia. Apoiar os departamentos na criação dos cursos de Graduação em Engenharia Bioquímica, em Gerontologia e em Microbiologia e Biotecnologia.

39 Aprimorar a política de extensão da UFV, em consonância com o Plano Nacional de Extensão Universitária. Promover, no âmbito do CCB, adequação das atividades de extensão às políticas institucionais. Promover, no âmbito do CCB, adequação das atividades de extensão às políticas institucionais. Consolidar e ampliar as atividades de extensão do CCB. Consolidar e ampliar as atividades de extensão do CCB. Apoiar, no âmbito do CCB, a criação de programas e projetos de extensão. Apoiar, no âmbito do CCB, a criação de programas e projetos de extensão. Promover, no âmbito do CCB, adequação das atividades de extensão às políticas institucionais. Promover, no âmbito do CCB, adequação das atividades de extensão às políticas institucionais. Consolidar e ampliar as atividades de extensão do CCB. Consolidar e ampliar as atividades de extensão do CCB. Apoiar, no âmbito do CCB, a criação de programas e projetos de extensão. Apoiar, no âmbito do CCB, a criação de programas e projetos de extensão.

40 Aprimorar a política de extensão da UFV, em consonância com o Plano Nacional de Extensão Universitária. Apoiar parceiras dos docentes do CCB com outros setores da UFV, comunidades locais e circunvizinhas, órgãos estaduais e federais. Apoiar parceiras dos docentes do CCB com outros setores da UFV, comunidades locais e circunvizinhas, órgãos estaduais e federais. Incentivar o oferecimento de cursos de extensão, minicursos e palestras voltadas para as atividades dos núcleos do CCB. Incentivar o oferecimento de cursos de extensão, minicursos e palestras voltadas para as atividades dos núcleos do CCB. Apoiar parceiras dos docentes do CCB com outros setores da UFV, comunidades locais e circunvizinhas, órgãos estaduais e federais. Apoiar parceiras dos docentes do CCB com outros setores da UFV, comunidades locais e circunvizinhas, órgãos estaduais e federais. Incentivar o oferecimento de cursos de extensão, minicursos e palestras voltadas para as atividades dos núcleos do CCB. Incentivar o oferecimento de cursos de extensão, minicursos e palestras voltadas para as atividades dos núcleos do CCB.

41 Aprimorar o diálogo e a integração universidade-sociedade. Apoiar a integração universidade-sociedade, visando a consolidação de cursos do CCB e o bem da comunidade. Apoiar a integração universidade-sociedade, visando a consolidação de cursos do CCB e o bem da comunidade. Incentivar a participação de profissionais da comunidade em comitês, núcleos e biotério. Incentivar a participação de profissionais da comunidade em comitês, núcleos e biotério. Apoiar a integração universidade-sociedade, visando a consolidação de cursos do CCB e o bem da comunidade. Apoiar a integração universidade-sociedade, visando a consolidação de cursos do CCB e o bem da comunidade. Incentivar a participação de profissionais da comunidade em comitês, núcleos e biotério. Incentivar a participação de profissionais da comunidade em comitês, núcleos e biotério.

42 Aprimorar políticas de intercâmbio acadêmico com instituições nacionais e internacionais. Intensificar a participação do corpo docente e discente do CCB em programas de cooperação com instituições de ensino nacional e internacional. Intensificar a participação do corpo docente e discente do CCB em programas de cooperação com instituições de ensino nacional e internacional. Intensificar o intercâmbio com instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, no âmbito do CCB. Intensificar o intercâmbio com instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, no âmbito do CCB. Ampliar a interação dos programas de Pós- Graduação do CCB com outros programas nacionais e internacionais. Ampliar a interação dos programas de Pós- Graduação do CCB com outros programas nacionais e internacionais. Intensificar a participação do corpo docente e discente do CCB em programas de cooperação com instituições de ensino nacional e internacional. Intensificar a participação do corpo docente e discente do CCB em programas de cooperação com instituições de ensino nacional e internacional. Intensificar o intercâmbio com instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, no âmbito do CCB. Intensificar o intercâmbio com instituições públicas e privadas, nacionais e internacionais, no âmbito do CCB. Ampliar a interação dos programas de Pós- Graduação do CCB com outros programas nacionais e internacionais. Ampliar a interação dos programas de Pós- Graduação do CCB com outros programas nacionais e internacionais.

43 Aprimorar os sistemas de tecnologia da informação e comunicação de dados e voz nos campi da UFV. Intensificar o uso do sistema VOIP. Intensificar o uso do sistema VOIP.

44 Promover a expansão e, ou, a modernização das áreas físicas do sistema didático-científico e comunitário. Construir o prédio do Departamento de Medicina e Enfermagem. Construir o prédio do Departamento de Medicina e Enfermagem. Construir a nova sede do Departamento de Biologia Animal, no edifício do Pavilhão de Aulas III. Construir a nova sede do Departamento de Biologia Animal, no edifício do Pavilhão de Aulas III. Viabilizar espaço físico para a sede do Nucomas. Viabilizar espaço físico para a sede do Nucomas. Construir as unidades da Apicultura e Sericicultura. Construir as unidades da Apicultura e Sericicultura. Construir o prédio do Departamento de Medicina e Enfermagem. Construir o prédio do Departamento de Medicina e Enfermagem. Construir a nova sede do Departamento de Biologia Animal, no edifício do Pavilhão de Aulas III. Construir a nova sede do Departamento de Biologia Animal, no edifício do Pavilhão de Aulas III. Viabilizar espaço físico para a sede do Nucomas. Viabilizar espaço físico para a sede do Nucomas. Construir as unidades da Apicultura e Sericicultura. Construir as unidades da Apicultura e Sericicultura.

45 Promover a expansão e, ou, a modernização das áreas físicas do sistema didático-científico e comunitário. Implementar obras e serviços, visando expansão, modernização e recuperação de áreas físicas em função do impacto da expansão de cursos e vagas no CCB. Viabilizar espaço físico, apoio logístico e recursos humanos para a consolidação do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFV e Comissão de Ética no Uso de Animais da UFV. Viabilizar projeto de reforma para modernização e expansão do Biotério do CCB. Viabilizar reestruturação e reforma do Edifício Chotaro Shimoya e do Edifício CCBII. Implementar obras e serviços, visando expansão, modernização e recuperação de áreas físicas em função do impacto da expansão de cursos e vagas no CCB. Viabilizar espaço físico, apoio logístico e recursos humanos para a consolidação do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos da UFV e Comissão de Ética no Uso de Animais da UFV. Viabilizar projeto de reforma para modernização e expansão do Biotério do CCB. Viabilizar reestruturação e reforma do Edifício Chotaro Shimoya e do Edifício CCBII.

46 Promover a expansão e, ou, a modernização das áreas físicas do sistema didático-científico e comunitário. Viabilizar espaço físico para instalação de Casas de Vegetação do CCB. Viabilizar espaço físico para instalação de Casas de Vegetação do CCB. Construir o prédio dos departamentos de Nutrição e Saúde e de Enfermagem. Construir o prédio dos departamentos de Nutrição e Saúde e de Enfermagem. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular. Viabilizar a construção de anexo ao Departamento de Educação Física. Viabilizar a construção de anexo ao Departamento de Educação Física. Viabilizar espaço físico para instalação de Casas de Vegetação do CCB. Viabilizar espaço físico para instalação de Casas de Vegetação do CCB. Construir o prédio dos departamentos de Nutrição e Saúde e de Enfermagem. Construir o prédio dos departamentos de Nutrição e Saúde e de Enfermagem. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular. Viabilizar a construção de anexo ao Departamento de Educação Física. Viabilizar a construção de anexo ao Departamento de Educação Física.

47 Promover a expansão e, ou, a modernização das áreas físicas do sistema didático-científico e comunitário. Viabilizar a construção do Herbário e do Setor de Ecologia e Sistemática do Departamento de Biologia Vegetal. Viabilizar a construção do Herbário e do Setor de Ecologia e Sistemática do Departamento de Biologia Vegetal. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Entomologia, expandindo-o até o Prédio da Apicultura. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Entomologia, expandindo-o até o Prédio da Apicultura. Viabilizar a expansão do Departamento de Veterinária. Viabilizar a expansão do Departamento de Veterinária. Viabilizar uma gestão compartilhada da Divisão de Saúde da UFV, entre a PCD e o CCB. Viabilizar uma gestão compartilhada da Divisão de Saúde da UFV, entre a PCD e o CCB. Viabilizar a construção do Herbário e do Setor de Ecologia e Sistemática do Departamento de Biologia Vegetal. Viabilizar a construção do Herbário e do Setor de Ecologia e Sistemática do Departamento de Biologia Vegetal. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Entomologia, expandindo-o até o Prédio da Apicultura. Viabilizar a ampliação do espaço físico do Departamento de Entomologia, expandindo-o até o Prédio da Apicultura. Viabilizar a expansão do Departamento de Veterinária. Viabilizar a expansão do Departamento de Veterinária. Viabilizar uma gestão compartilhada da Divisão de Saúde da UFV, entre a PCD e o CCB. Viabilizar uma gestão compartilhada da Divisão de Saúde da UFV, entre a PCD e o CCB.

48


Carregar ppt "Departamentos do CCB Departamento de Biologia Animal Chefe: Prof. Jorge Abdala Dergam dos Santos Departamento de Biologia Geral Chefe: Prof. Clóvis Andrade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google