A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Software Livre no Governo Federal. Software Livre no Governo Federal V Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação 20/05/2009 UNB.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Software Livre no Governo Federal. Software Livre no Governo Federal V Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação 20/05/2009 UNB."— Transcrição da apresentação:

1 Software Livre no Governo Federal

2 Software Livre no Governo Federal V Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação 20/05/2009 UNB

3 Software Livre no Governo Federal A Experiência do Software Livre no Governo Brasileiro

4 Software Livre no Governo Federal Existem 03 estágios de adoção do software livre ATÉ O INÍCIO DO PRIMEIRO MANDATO DO PRESIDENTE LULA O PRIMEIRO MANDATO DO PRESIDENTE LULA O SEGUNDO MANDATO DO PRESIDENTE LULA => Ausência de Apoio Institucional => Poucas Iniciativas Isoladas => Conflitos nas Organizações => Apoio Institucional: Comitê Técnico – em LEI Linhas de Financiamento => Muitas Iniciativas Isoladas => Conflitos nas Organizações => Apoio Institucional permanece => Muitas Iniciativas coletivizadas => Redução dos Conflitos nas Organizações

5 Software Livre no Governo Federal Consolidação Maturidade Disseminação Descoberta evolução tempo 1997 / / / / 2009 Existem 04 momentos na adoção do software livre

6 Software Livre no Governo Federal Consolidação Maturidade Disseminação Descoberta evolução tempo 1997 / / / / 2009 Momento atual no governo: maturidade e consolidação

7 Software Livre no Governo Federal FASE 01 COMBATE AOS MITOS

8 Software Livre no Governo Federal ELEMENTOS IMPACTANTES DocumentaçãoNormatização Licenças Treinamento e Capacitação Semana de Capacitação AÇÕES CONCRETAS Guia Livre Referência de Migração Arquitetura de Interoperabilidade E-PING Estudo Acadêmico Aproximação de dois elementos impactantes 2003 Os Mitos

9 Software Livre no Governo Federal Guia Livre Referência de Migração para Software Livre do Governo Federal 2004

10 Software Livre no Governo Federal FASE 02 MIGRAÇÃO DOS AMBIENTES

11 Software Livre no Governo Federal " Os administradores que assumiram a tarefa de cuidar do GULMS, escolheram a distro que eles consideravam melhor, mais estável e mais segura, além de possuir facilidades para atualizar e mantê-la." Comunidade GULMS 18/08/2006

12 Software Livre no Governo Federal Capacitação Cultura Organizacion al Sistemas Legados Capacitação Cultura Organizacion al Sistemas Legados Principais Impactos na Migração

13 Software Livre no Governo Federal Capacitação Cultura Organizacion al Sistemas Legados Usuários e Técnicos

14 Software Livre no Governo Federal Capacitação Cultura Organizacion al Sistemas Legados Técnicos e Gestores

15 Software Livre no Governo Federal Capacitação Cultura Organizacion al Sistemas Legados Usuários, Gestores e Técnicos

16 Software Livre no Governo Federal Qual o maior problema técnico (nó de migração) encontrado para efetivar a migração em sua instituição? Resposta: Sistemas Legados

17 Software Livre no Governo Federal Categorias de Sistemas Impacto no ambiente legado Ambiente Caótico Sistemas Setoriais Sistemas Corporativos Categorias de Sistemas Ambiente Caótico Sistemas Setoriais Sistemas Corporativos Categorização do Ambiente Ambiente Institucional Ambiente Caótico e Institucional Ambiente Caótico Abrangência Departamental Corporativo Setorial Departamental Individual Setorial Esforço para Migração Grau de Conhecimento +

18 Software Livre no Governo Federal CONCEITO DE NÓ DE MIGRAÇÃO Plano de Migração Metodologia de Avaliação de Distro Livre

19 Software Livre no Governo Federal Categorias de Sistemas Ambiente Caótico Sistemas Setoriais Sistemas Corporativos Categorias de Sistemas Ambiente Caótico Sistemas Setoriais Sistemas Corporativos Categorização do Ambiente Ambiente Institucional Ambiente Caótico e Institucional Ambiente Caótico Abrangência Departamental Corporativo Setorial Departamental Individual Setorial Esforço para Migração Grau de Conhecimento Capacitação Cultura Organizacion al Sistemas Legados

20 Software Livre no Governo Federal Plano de Migração para Software Livre Comunicação/ Sensibilização Diagnóstico Capacitação MigraçõesSuporteMigrações Documentação Aprendizado e Readequação Ciclos 2005

21 Software Livre no Governo Federal FASE 03 ADOÇÃO EM MAIOR ESCALA

22 Software Livre no Governo Federal Comunidade Software Livre Licença Livre Software Livre possui três bases de sustentação Padrões Abertos

23 Software Livre no Governo Federal Software Livre GOVERNO USUÁRIO

24 Software Livre no Governo Federal Padrões Abertos Software Livre

25 Software Livre no Governo Federal InterconexãoSegurança Meios de acesso Organização e intercâmbio de informações Assuntos para integração de governo

26 Software Livre no Governo Federal Padrões Abertos Software Livre Licença Livre Estudo: ITI e FGV Constitucionalidade da licença livre - GPL 2

27 Software Livre no Governo Federal Padrões Abertos Comunidade Software Livre Licença Livre

28 Software Livre no Governo Federal Comunidade CACIC: DADOS 2006 mais de cadastrados. 250 instituições em produção Outros países: Equador, Argentina, Venezuela, Paraguai e Portugal. Estados: Rio de Janeiro, Sergipe, Santa Catarina. Municípios: Fortaleza, Ourinhos, Diadema, Rio de Janeiro. mais de 400 prestadores de Serviço Inventário do Governo Federal

29 Software Livre no Governo Federal Padrões Abertos Comunidade Ecossistema Livre Licença Livre

30 Software Livre no Governo Federal 2006 Unidade do Governo: carta de resposta para revista de grande circulação nacional. Estratégia ampliada para adoção do Software Livre Carta do Presidente LULA para o Guia Livre (leitura realizada pelo Ministro da Ciência e Tecnologia no maior evento de software livre brasileiro)

31 Software Livre no Governo Federal RESULTADOS - EVENTOS / ENCONTROS Apoio na organização do I, II e III Planejamento Estratégico do CISL. Organização da I, II e III Rodada de Compartilhamento do Software Livre. Apoio na I Semana de Capacitação – pessoas / 180 cursos Organização da I Oficina Técnica de Migração (64 órgãos)

32 Software Livre no Governo Federal RESULTADOS - EVENTOS / ENCONTROS Apoio e participação em todas as reuniões do Comitê Técnico para Implantanção do Software Livre (mais de 15). 87 reuniões do GT Migração (regularidade e resultados concretos) Elaboração e organização da I e II Pesquisa do uso do software livre no governo federal. Apoio aos eventos da comunidade de software livre, em especial na cidade de Brasília.

33 Software Livre no Governo Federal PRODUTOS Guia Livre (com a carta do presidente) Estudo da Fundação Getúlio Vargas (licença livre) I e II Pesquisas: migração para software livre e sua adoção no governo federal. Metodologia de Avaliação de Distribuição. Desenvolvimento do Interagir no Portal do Software Livre

34 Software Livre no Governo Federal PRODUTOS Guia de Administração para Ambiente de Cluster e Grid: OpenMosix, Sequoia, Pgcluster, DRDB 7.0 Apoio técnico para análise de conteúdo do Desenvolvimento de Técnologia Aberta-DTA Apoio técnico no desenvolvimento do Portal do Software Público Portal do Software Livre (Presidência, ITI, SLTI, Ministério da Cultura) e apoio técnico do SERPRO.

35 Software Livre no Governo Federal i) Dentro de algumas instituições os níveis de resistência aumentaram; ii) Alguns processos inconsistentes de migração retrocederam; iii) O enfraquecimento institucional em 2005 serviu como âncora para os resistentes ao software livre. iv) A descontinuidade de algumas Ações prometidas. Pontos Negativos

36 Software Livre no Governo Federal i) Quem estava realizando migrações sustentadas conseguiu avançar mais quantitativa e qualitativamente, ii) O processo de liberação de software pelo governo criou alternativas estratégias de fortalecimento do software livre, iii) Os que andavam mais devagar por justificativas técnicas começaram a trabalhar com maior tranquilidade, iv) Unidade do governo federal em torno do tema. Pontos Positivos

37 Software Livre no Governo Federal FASE 04 REFLEXÕES PARA AVANÇAR

38 Software Livre no Governo Federal FASE 04: Economia dos Bens Intangíves Software Público

39 Software Livre no Governo Federal Software Público Brasileiro Estratégia propõe a sinergia dos esforços realizados por todos entes públicos para obter escala, reduzir e ratear custos, aumentar rapidez e produtividade, evitar duplicação de esforços, recuperar funcionalidades, racionalizar a gestão, eliminar ociosidade e alcançar muitos outros benefícios. PROCERGS, Novembro Já pensaram nisto antes...

40 Software Livre no Governo Federal Instituiçõe s Privadas Academia Governo s Cidadãos COMUNI DADE Software Público COMUNI DADE 4a Geração O Software Livre e suas gerações: 4a Geração

41 Software Livre no Governo Federal Software Público ABEPCACICPNAGEPROCERGS FILOSÓFICO TEÓRICO PRÁTICO AGROLIVRE A construção do conceito

42 Software Livre no Governo Federal Software Público: Campo Filosófico O software tratado como um bem público pode ocasionar uma revolução que transcende qualitativamente a Revolução Industrial, pois inverte a lógica de apropriação privada desta Revolução. Ou seja, estamos pensando na possibilidade de realizar um caminho inverso de apropriação: se passar de um bem privado para um bem público Felipe Perez – prof. IESA Venezuela - nov/2005

43 Software Livre no Governo Federal O fundamento para tratar software desenvolvido pelo setor público como objeto de compartilhamento pode ser obtido na Teoria dos Bens Públicos: bem público como aquele que apresenta características de indivisibilidade e de não rivalidade. Ou seja, pode ser usado por todos sem que com isto se estabeleça competição entre os usuários pelo bem. MUSGRAVE, R. Finanças Públicas, Rio de Janeiro: Campus, 1980 Software Público: Campo Conceitual

44 Software Livre no Governo Federal OBJETIVO PRINCIPAL Racionalização das ações dos projetos estaduais para otimização dos recursos do PNAGE por meio de COMPARTILHAMENTO de soluções e estímulo à cooperação federativa. Entre as PREMISSAS: O COMPARTILHAMENTO das soluções conduz à redução de custos e aumento da eficiência na aplicação dos recursos. Cooperação: Disposição por parte de um Ente Federativo em ceder, de forma não comercial, uma solução de tecnologia de gestão para outra(s) Unidade(s) da Federação. Compartilhamento: Processo envolvendo mais de uma Unidade da Federação para desenvolvimento e/ou aquisição de uma solução comum de tecnologia de gestão. Software Público: Campo Prático

45 Software Livre no Governo Federal Não está se falando de forma alguma do princípio da história. Tampouco poderia se pensar que a partir da constituição da comunidade CACIC se tenha chegado ao ponto final dos desafios para materialização do Software Público Brasileiro. artigo – a materialização do conceito de software público: a experiência do CACIC

46 Software Livre no Governo Federal...Recorro ao poeta inglês William Blake, quando disse o que pode agora ser facilmente provado foi, um dia, imaginado por alguém... artigo – software público: um resgate histórico

47 Software Livre no Governo Federal Software Público ABEP (1995) CACIC (2005) PNAGE (2003) PROCERGS (2001) FILOSÓFICO TEÓRICO PRÁTICO AGROLIVRE (2004) Não chegamos por acaso... Algumas pessoas começaram antes.... (2005) (1980) (1995) (2003)

48 Software Livre no Governo Federal A iniciativa do Consórcio CACIC, organizado pelo governo federal, não seria possível se ao longo do tempo a comunidade de software livre não tivesse atingido o grau de maturidade atual.

49 Software Livre no Governo Federal Os ciclos econômicos - definição clássica A Teoria Econômica afirma que os ciclos econômicos são as flutuações nas atividades econômicas da era industrial, ou seja, alternância dos períodos de expansão e de contração econômica. Um Novo Ciclo Econômico

50 Software Livre no Governo Federal O caráter cada vez mais estratégico do software para governos e sociedade. artigo – a materialização do conceito de software público: a experiência do CACIC

51 Software Livre no Governo Federal Software Público Brasileiro Integração das empresas e dos agentes privados com os sistemas estatais e públicos...haverá interesse dos agentes privados, sem condições de realizar uma gestão da tecnologia, em adotar um padrão aberto e econômico, que têm o estado como principal parceiro. PROCERGS, Novembro Já pensaram nisto antes...

52 Serviços O Mundo do Software Campo do Software Ecossistema Saúde Ciência Treinamento Suporte Instalação Implantação Manutenção Adequação Evolução Solução Produto Interação Uso Evolução Código Algoritmo Lógica Linguagem Evolução

53 O Mundo Além Software Educação Saúde Ciência Cultura Trabalho Organização Produção Economia Campos de Influência (In)direta Solução Código Serviços

54 O Mundo Além Software Educação Saúde Ciência Cultura Trabalho Organização Produção Economia Campos de Influência (In)direta SOFTWARE PÚBLICO Solução Código Serviços

55 Software Público Software Sociedade Licenças Restritivas Software Público Catálogo Licenças Não Restritivas Software Setor Público ACERVO Federal Estadual Municipal Executivo Judiciário Legislativo

56 Está na hora de você rever seus conceitos !

57 Obstáculos que retardavam a marcha do comércio – séc. XI quando Odo de Tours, no século XI, construiu uma ponte sobre o Loire e permitiu o livre trânsito, sua atitude provocou assombro. Leo Huberman, História da Riqueza do Homem, pág. 26

58 Obstáculos que retardavam a marcha do comércio - séc.XXI quando Richard Stallman, no século XX, construiu uma licença e permitiu o livre acesso ao código, sua atitude provocou assombro.quando Richard Stallman, no século XX, construiu uma licença e permitiu o livre acesso ao código, sua atitude provocou assombro. Autoria Coletiva

59 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador Princípio da EscassezAdam Smith Teoria do Valor Organização Burocrática Karl Marx Max weber

60 A IBM, em 2000, não tinha lucros provenientes de serviços relacionados com linux; em 2003 esses lucros ultrapassaram o dobro dos lucros oriundos da propriedade intelectual. (A IBM é a maior detentora de patentes no mundo)

61 Os Bens Intelectuais Os bens intelectuais são bens não- rivais porque não existe a possibilidade de provocar sua escassez, eles têm capacidade de multiplicação.

62 Os Estudiosos Dizem que... Sobre os bens intelectuais... a emergência na produção colaborativa de forma descentralizada, buscam resultados de maneira mais livre.

63 A Experiência Brasileira diz que... Sobre os bens intelectuais... a emergência na produção colaborativa de forma descentralizada, buscam resultados de maneira mais livre e organizada.

64 Qual a revolução trazida pelo Google?

65 Qual a revolução trazida pelo Google? Modelo de negócios bastante lucrativo, com a matéria-prima produzida pelo ambiente externo, com baixo ou sem custo

66 Curva da Demanda dos Bens função: quantidade Consumo Quantidade Software Bem Intangível 100

67 Demanda Software Evolução do Software evolução tempo

68 Demanda Proprietário Atendimento da Demanda Software Proprietário evolução tempo Pontos de Atendimento da Demand a

69 Demanda Livre Atendimento da Demanda Software Livre evolução tempo

70 Demanda Evolução do Software Proprietário x Livre tempo Software evolução Bolha de Qualidade

71 Demanda Software Evolução do Software Proprietário x Livre tempo evolução

72 Demanda Evolução do Software Proprietário x Livre tempo evolução LivreProprietário Software

73 Demanda Evolução do Software Proprietário x Livre tempo evolução RECURSOS EMPREGADOS LivreProprietário Software

74 Mercado Público Virtual Economia dos Bens Intangíves

75 Economia dos Bens Intangíves Estrutura Tecnológica Estrutura do Bem

76 Mercado Público Virtual A Comunidade em rede se concentra no deslocamento fundamental do modo como as pessoas estão utilizando a tecnologia para interagirem uns com os outros e com as empresas. Uma comunidade em rede é uma forma de aproximação participativa em que os usuários não são apenas consumidores de conteúdos e serviços, mas também atuam como produtores de conteúdos e aplicações, gerando Inteligência Coletiva em rede. Estudo do Instituto Gartner que prevê que até 2008 as mil maiores corporações do planeta vão incorporar o conceito de web 2.0

77 Mercado Público Virtual A Visão Estruturada na Tecnologia

78 DEMANDA Mercado Público Virtual Disponibilização da Solução Investimento Público e Privado Desenvolvimento Colaborativo OFERTA Compartilhamento de Soluções Evolução da Solução Cadastro: Soluções Fluxo da Oferta Cadastro: Usuários Fluxo da Demanda Necessidade por uma solução Demandas múltiplas Interesses difusos: aprender, acompanhar Oferecer os Serviços Realização de Negócios Fazer propaganda Necessidades por serviços Sinalização para o mercado TRANSAÇÃO Cadastro: Prestadores Fluxo do Serviço Ampliar as vendas Compartilhar o desenvolvimento Atendimento de Demandas ENTRADASAÍDAPROCESSO

79 Mercado Público Virtual Compartilhamento de Soluções Evolução da Solução Sinalização para o mercado Compartilhar o desenvolvimento Ampliar as vendas ENTRADASAÍDAPROCESSO BASE INTEGRADA OFERTA DEMANDA TRANSAÇÃO FLUXO PELO PERFIL USUÁRIO BASE COMUM

80 Mercado Público Virtual Segundo dados da OCDE – Organização de Cooperação para o Desenvolvimento Econômico, em 2001, cerca de 55% da riqueza produzida no mundo não vieram da terra, do capital ou da mão-de-obra, matéria-prima ou energia – são provenientes do conhecimento. Livro Conhecimento em Rede Capítulo 2: Conhecimento a peça-chave da riqueza no futuro pág. 59

81 Mercado Público Virtual CONHECIMENTO DE CADA USUÁRIO DE ACORDO COM O PERFIL DELE NO MERCADO: OFERTA, DEMANDA E TRANSAÇÃO U INDIVIDUAL E AGRUPADO

82 Mercado Público Virtual A Visão Estruturada no Modelo do Mercado (bens intangíveis)

83 Mercado Público Virtual Cultura Organizacional Sistemas Legados Demanda Transação Oferta MODELO SEMELHANTE TANGÍVELINTANGÍVEL

84 Mercado Público Virtual Demanda Transação Oferta MODELO SEMELHANTE INTANGÍVEL CONHECIMENTO

85 Mercado Público Virtual A competição através da livre iniciativa e de mercados abertos está no cerne da economia dinâmica, mas se há, mais uma lição a ser aprendida neste capítulo, é que não podemos depender apenas da competição e interesse próprio de curto prazo para promover a inovação e bem-estar econômico. Mercados dinâmicos repousam sobre robustas bases comuns:... Wikinomics Como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio

86 Mercado Público Virtual TECNOLOGIA (PORTAL - WEB 2.0) CONHECIMENTO (OFERTA, DEMANDA e TRANSAÇÃO) BASE COMUM (VOCACIONAL) interesse público CICLO VIRTUOSO (MERCADO E QUALIDADE) BEM INTANGÍVEL

87 Afinal, também vivemos em uma economia paralela, fascinante e inexplorada, em que preenchemos muitas de nossas necessidades vitais sem precisar pagar por isso. - Alvin e Heidi Toffler -

88 É a combinação da economia focada em aspectos monetários - do dinheiro - e àquela focada em aspectos intangíveis - do conhecimento -, que forma o que chamaremos de Sistema de Riqueza - Alvin e Heidi Toffler -

89 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador Princípio da EscassezAdam Smith bem fluído

90 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador bem de complexa valoração Teoria do ValorKarl Marx

91 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador Organização BurocráticaMax weber bem de produção difusa

92 Ao revolucionar simultaneamente essas duas economias interativas, criamos um sistema de riqueza poderoso, sem precedente histórico - Alvin e Heidi Toffler -

93 Software Livre no Governo Federal Governo Eletrônico Software Livre e-PING Guia Livre Cluster e Grid Portal do Software Público Brasileiro

94 Software Livre no Governo Federal Corinto Meffe Gerente de Projetos de Inovações Tecnológicas DSI/SLTI

95 Mercado Público Virtual Cultura Organizaciona l Sistemas Legados Demanda Transação Oferta TANGÍVEL SUSTENTAÇÃO DO MODELO: VOLUME DE TRANSAÇÕES FINANCEIRAS QUANTIDADE DE ACESSOS OFERTA DEMANDA TRANSAÇÃO (+)

96 Mercado Público Virtual Quando a transação se realiza o conhecimento da relação (comercial) é mantido, mas a do bem/serviço se encerra.

97 Mercado Público Virtual Cultura Organizaciona l Sistemas Legados Demanda Transação Oferta MODELO SEMELHANTE INTANGÍVEL

98 Mercado Público Virtual Cultura Organizaciona l Sistemas Legados Demanda Transação Oferta INTANGÍVEL OFERTA DEMANDA TRANSAÇÃO SUSTENTAÇÃO DO MODELO: VOLUME DE TRANSAÇÕES FINANCEIRAS QUANTIDADE DE ACESSOS INTERFERÊNCIA NO BEM / SERVIÇO (+)

99 Mercado Público Virtual Quando a transação se realiza o conhecimento da relação (comercial) é mantido e a do bem/serviço também.

100 Mercado Público Virtual Cultura Organizaciona l Demanda Transação Oferta MODELO SEMELHANTE INTANGÍVEL CONHECIMENTO

101 Mercado Público Virtual A competição através da livre iniciativa e de mercados abertos está no cerne da economia dinâmica, mas se há, mais uma lição a ser aprendida neste capítulo, é que não podemos depender apenas da competição e interesse próprio de curto prazo para promover a inovação e bem-estar econômico. Mercados dinâmicos repousam sobre robustas bases comuns:... Wikinomics Como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio

102 Mercado Público Virtual TECNOLOGIA (PORTAL - WEB 2.0) CONHECIMENTO (OFERTA, DEMANDA e TRANSAÇÃO) BASE COMUM (VOCACIONAL) interesse público CICLO VIRTUOSO (MERCADO E QUALIDADE) BEM INTANGÍVEL

103 Afinal, também vivemos em uma economia paralela, fascinante e inexplorada, em que preenchemos muitas de nossas necessidades vitais sem precisar pagar por isso. - Alvin e Heidi Toffler -

104 É a combinação da economia focada em aspectos monetários - do dinheiro - e àquela focada em aspectos intangíveis - do conhecimento -, que forma o que chamaremos de Sistema de Riqueza - Alvin e Heidi Toffler -

105 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador Princípio da EscassezAdam Smith bem fluído

106 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador bem de complexa valoração Teoria do ValorKarl Marx

107 Revendo os Conceitos... Teoria / PrincípioPensador Organização BurocráticaMax weber bem de produção difusa

108 Ao revolucionar simultaneamente essas duas economias interativas, criamos um sistema de riqueza poderoso, sem precedente histórico - Alvin e Heidi Toffler -

109 Software Livre no Governo Federal Governo Eletrônico Software Livre e-PING Guia Livre Cluster e Grid Portal do Software Público Brasileiro

110 Software Livre no Governo Federal Corinto Meffe Gerente de Projetos de Inovações Tecnológicas DSI/SLTI

111 Mercado Público Brasileiro - O PORTAL -

112

113

114

115

116

117

118 Curva da Oferta dos Bens Demanda Reprimida Quantidade de Clientes Solução de Inventário Oferta de Soluções

119 Empresas (95) 275 prestadores de serviços cadastrados Rede de Prestadores de Serviço 27 Pesquisa Nov/ clientes 9800 máquinas Autônomos (180) clientes 2500 máquinas Acréscimo de 82 clientes novos no mercado

120 Empresas (95) 275 prestadores de serviços cadastrados Rede de Prestadores de Serviço Nenhuma Substituição de Solução 27 Pesquisa Nov/ clientes 9800 máquinas 8 novos contratos 6 geraram receita 1 contratação 4 produziram material Autônomos (180) clientes 2500 máquinas 2 novos contratos 2 geraram receita não ocorreu

121 Software Livre no Governo Federal Um Novo Ciclo Econômico OpenS – Santa Catarina - contrato com empresa do ramo de móveis que atua em 3 países, ampliação de contrato. Getcorp - São Paulo - 18 clientes na cidade de Bebedouro, com geração de receita. Coopersystem - Rio de Janeiro – desenho de contrato com empresa do ramo bancário, como diferencial do contrato. Greco & Greco - Rio Grande do Sul – pequenos contratos com médias empresas, com geração de receita.

122 Software Livre no Governo Federal "O CACIC gerou novos contratos ou vendas para 21% das empresas envolvidas com o modelo de negócios. Um Novo Ciclo Econômico

123 Software Livre no Governo Federal entendemos que se deve reservar a denominação de reforma do Estado para os pontos de ruptura do pacto social, ou seja, quando ocorra uma redefinição qualitativa do escopo do que se considera bem público (amplitude ou redução) e/ou mudanças significativas na forma de produção e oferta desses bens. Sérgio de Azevedo Federalismo e Reforma do Estado: resultados preliminares de pesquisa Um Novo Ciclo Econômico


Carregar ppt "Software Livre no Governo Federal. Software Livre no Governo Federal V Simpósio Brasileiro de Sistemas de Informação 20/05/2009 UNB."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google