A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Dicas para parar de fumar Por: Silvia Maria Cury Ismael, psicóloga do Hospital do Coração.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Dicas para parar de fumar Por: Silvia Maria Cury Ismael, psicóloga do Hospital do Coração."— Transcrição da apresentação:

1 Dicas para parar de fumar Por: Silvia Maria Cury Ismael, psicóloga do Hospital do Coração.

2 Algumas razões para parar de fumar: O tabagismo é a principal causa evitável de doença e morte. Os fumantes morrem duas vezes mais do que não fumantes. O cigarro é responsável por 75% dos casos de enfizema e por 25% dos infartos agudos do miocárdio. É causa importante de doença aterosclerótica e um dos três principais fatores de risco para doença arterial coronária. O fumante passivo tem 3 vezes mais chances de contrair câncer de pulmão e há um risco 9 vezes maior de acidente vascular. A mulher, que começa a fumar antes dos 17 anos, pode ter menopausa precoce e o homem tem predisposição à impotência. O tabagismo é responsável por mais de 20% dos óbitos por doença arterial coronária em homens com mais de 65 anos e por aproximadamente 45% das mortes nos homens com menos de 65.

3 Benefícios de parar de fumar: A pressão arterial, a freqüência cardíaca e a temperatura de mãos e pés tendem a voltar ao normal 20 minutos após parar de fumar. Após 8 horas, o nível de monóxido de carbono no sangue normaliza e o nível de oxigenação no sangue aumenta. Após 24 horas, diminui o risco de um ataque cardíaco. Após 48 horas, as terminações nervosas começam a se regenerar. O olfato e o paladar melhoram. Após 72 horas, a árvore brônquica torna a respiração mais fácil e a capacidade pulmonar aumenta em até 30%. Após 2 semanas, a circulação sangüínea aumenta e o caminhar torna-se mais fácil. De 1 a 9 meses após parar de fumar, diminui a tosse, a congestão nasal, a fadiga e a dispnéia. O movimento ciliar dos brônquios volta ao normal, limpando os pulmões e reduzindo os riscos de infecções respiratórias. Aumenta a capacidade física e a energia corporal.

4 Tratamento para parar de fumar: A maioria dos fumantes, para abandonar o vício, precisa de acompanhamento médico, psicológico e, às vezes, de remédios. O médico avalia as condições físicas do fumante e indica medidas para melhorar sua saúde. O psicólogo utiliza a terapia Cognitiva-comportamental, em 6 ou 8 sessões, e o sucesso do tratamento, em um ano, tem sido de 60%. O tratamento inclui avaliação do perfil do fumante, detecção dos gatilhos que levam ao cigarro, acompanhamento semanal da evolução do paciente e a preparação para alta e prevenção de recaída. Este trabalho é realizado em grupos de 5 a 10 pacientes. Alguns fumantes precisam de medicação a base de bupropiona associada ou não ao adesivo de nicotina, cabe ao médico avaliar a necessidade.

5 Dicas para parar de fumar sozinho: É difícil parar de fumar sozinho, mas frente aos malefícios do cigarro e aos benefícios de abandonar o vício, vale a pena tentar. Conscientize-se de que deseja parar de fumar porque o cigarro faz mal à sua saúde e a saúde das pessoas com as quais você convive. Reduza o consumo de cigarros, durante uma semana, observando aqueles que você pode eliminar de imediato, como o cigarro após o café, assistindo televisão, ou antes de dormir. Marque um dia para parar de fumar definitivamente. Antes, compre água, cravo, canela em pau, cristal de gengibre e cenoura. No dia marcado, jogue fora seu cigarro, cinzeiro e o isqueiro. Cada vez que tiver vontade de fumar, tome um ou dois copos de água gelada, e use o cravo, a canela, o gengibre e a cenoura para mastigar nos momentos difíceis. Faça exercício de respiração profunda: inspire profundamente, segure, contando até cinco, solte o ar pela boca semi-aberta lentamente. Faça isso cinco vezes seguidas. Escove os dentes logo após as refeições para bloquear a vontade de fumar. Pratique qualquer atividade física, como caminhar todos os dias por trinta minutos. Enfrente cada dia como se fosse o primeiro e siga em frente.

6 Síndrome da Abstinência Algumas pessoas, depois de parar de fumar, sentem os efeitos da Síndrome de Abstinência, que inclui dor de cabeça, tremor, sensação de formigamento nas extremidades, aumento de ansiedade, conseqüentemente, aumento de apetite, irritabilidade, sensação de tristeza e perda, sensação de estar mais lento e menos concentrado. Veja o que fazer: SintomasSoluções Desejo/VontadeDistraia-se, respire fundo e lembre que a vontade passa. IrritabilidadeFaça exercício de respiração/relaxamento, imagine uma paisagem agradável e viaje. Tome um banho quente. InsôniaRelaxe lendo um livro, tome um banho morno, beba um copo de leite morno. Evite bebidas com cafeína após meio-dia. Caminhe um pouco antes de se deitar. Use roupas confortáveis para dormir. Escureça o ambiente e garanta ventilação. Não faça atividades estimulantes antes de dormir. Aumento de apetitePrepare um kit de sobrevivência com vegetais picados, frutas, chicletes diet. Beba água e líquidos (de baixa caloria). Inicie ou intensifique a atividade física. Dificuldade para se concentrar Simplifique sua agenda por alguns dias. Dê uma caminha curta, saia um pouco. Beba água e líquidos. Descanse. Fadiga Procure dormir o suficiente a cada noite. Tire um cochilo ao longo do dia. Não exija muito de você por duas ou quatro semanas. Constipação,gases, dor de barriga. Beba muito líquido. Acrescente fibras a sua dieta: frutas, vegetais crus, cereais integrais mude sua dieta aos poucos. Consulte seu médico ou nutricionista.


Carregar ppt "Dicas para parar de fumar Por: Silvia Maria Cury Ismael, psicóloga do Hospital do Coração."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google