A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO E BIOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA METODOLOGIA CIENTÍFICA DOCENTE: CARLOS DISCENTES: CINTHYA MONTENEGRO,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO E BIOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA METODOLOGIA CIENTÍFICA DOCENTE: CARLOS DISCENTES: CINTHYA MONTENEGRO,"— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO E BIOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA METODOLOGIA CIENTÍFICA DOCENTE: CARLOS DISCENTES: CINTHYA MONTENEGRO, EDILAINE TIBURCIO, IGLESIAS LACERDA, LAÍSE BRANDÃO, SABINA PALINO, TAINÁ BAIA Biomedicina MT

2

3 Histórico 1901: Dr. Alois Alzheimer iniciou o tratamento de uma paciente com sintomas singulares que não eram enquadrados em nenhuma das enfermidades conhecidas até o momento. 1906: a autópsia da paciente revelou atrofia cerebral generalizada sem lesões macroscópicas visíveis. 1910: Patologia nomeada Doença de Alzheimer em sua homenagem.

4 Definição Mais frequente forma de demência entre idosos Inicia-se frequentemente após os 65 anos Progressivo e irreversível declínio em certas funções intelectuais: memória, orientação temporal e espacial, aprendizado, distúrbios de linguagem e comunicação

5 Dados epidemiológicos Afeta 1 a cada 8 pessoas com mais de 65 anos 5% para o sexo masculino e 6% para o feminino. Hoje, no Brasil, são 15 milhões de idosos

6 Causas Alterações nos cromossomos 19 e 21. Podem atuar por dano direto no material genético, levando a uma mutação somática nos tecidos Danos em microtúbulos e proteínas associadas. Agentes etiológicos: toxicidade a agentes infecciosos, ao alumínio, a radicais livres de oxigênio, a aminoácidos neurotóxicos Fator genético : gene Apo-E (proteína apolipoproteína-E

7 Causa Esquecimento

8

9

10 Fisiopatologia Caracteriza-se por uma atrofia acentuada do córtex cerebral Perda de neurônios corticais e subcorticais. Características histopatológicas: Placas senis Acúmulos esféricos da proteína β amilóide (Aβ) Processos neuronais degenerativos Novelos neurofibrilares compostos de pares de filamentos helicoidais e outras proteínas

11 Fisiopatologia A abundância de novelos neurofibrilares está relacionada proporcionalmente à gravidade da deficiência cognitiva São muito abundantes no hipocampo e em regiões associadas do córtex Área visual e o córtex motor são relativamente preservados

12

13 Evolução da doença Estágio inicial; Estágio intermediário; Estágio final.

14 Estágio inicial Queda em seu rendimento funcional em tarefas complexas Tende a cometer lapsos e confundir facilmente Dificuldade em pensar com clareza Observa-se tendência ao esquecimento de fatos recentes e dificuldade para registrar novas informações

15 Estágio inicial Dificuldades para desempenhar as tarefas mais simples, como utilizar utensílios domésticos, ou ainda para vestir-se, cuidar da própria higiene e alimentar-se.

16 Estágio intermediário dificuldade em reconhecer familiares e amigos Início de dificuldades motoras dificuldades com a fala e a comunicação

17 Estágio final sintomas psicóticos ou alterações comportamentais Término da comunicação, delírio Dependência total

18 Diagnóstico Tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética, spect e pet: utilizados para determinar o tipo de demência e/ou avaliar sua gravidade. Exame microscópico do tecido cerebral por biópsia ou necropsia Testes para avaliar a memória e o estado mental

19 Tratamento Não existem medicamentos que garantam a cura, apenas retardam o desenvolvimento da doença Alguns medicamentos podem ajudar a controlar distúrbios de comportamento, insônia, agitação, ansiedade e depressão.

20 REFERÊNCIAS Doenca-De-Alzheimer-Aspectos- Fisiopatologicos-E- Epidemiologicos/pagina1.html#ixzz15d6yKs1b Doenca-De-Alzheimer-Aspectos- Fisiopatologicos-E- Epidemiologicos/pagina1.html#ixzz15d6yKs1b mer05.htm mer05.htm al-de-alzheimer/index.php al-de-alzheimer/index.php


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO E BIOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE BIOFÍSICA METODOLOGIA CIENTÍFICA DOCENTE: CARLOS DISCENTES: CINTHYA MONTENEGRO,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google