A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF 20051 INSPEÇÃO DE CONFORMIDADE Artigos / Sistemas / Instalações para ensaios.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF 20051 INSPEÇÃO DE CONFORMIDADE Artigos / Sistemas / Instalações para ensaios."— Transcrição da apresentação:

1 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF INSPEÇÃO DE CONFORMIDADE Artigos / Sistemas / Instalações para ensaios de certificação Gerencia de Inspeção e Produção – CAvC-GI

2 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Objetivo Apresentar os conceitos básicos e áreas de considerações referentes à inspeção de conformidade dos artigos, sistemas e instalações para ensaios de certificação.

3 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Roteiro 1. Introdução 2. Regulamentos 3. Processos que requer inspeção de conformidade 4. Fluxograma para solicitação de inspeção 5. Áreas de consideração de inspeção 6. Processo de inspeção de conformidade a)Pedido de Conformidade (F ) b)Solicitação de Trabalho (F ) c)Registro de Inspeção de Conformidade (F ) d)Certificado de Liberação Autorizado (SEGVÔO 003) e)Relatório de Atividades RCF (F )

4 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF TIPOS DE INSPEÇÃO - Aeronave- gabilidade - Protótipos /ensaio de certificação - Artigo: Peça de reposição -ANV: CAARF (recém fabricadas) CAE (Exportação) -ANV: CAVE (Experimental) AEV (Especial) - Ensaio Solo: -CDP -Set-up - Ensaio Vôo: Artigos/Sistemas incorporados na ANV 1 - Introdução (d) (a) (c) (b) (e) - Outras atividades solicitadas pelo órgão homologador

5 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Regulamentos Código Brasileiro de Aeronáutica - CBA (Lei 7565) - Capítulo IV e Capítulo IX Portaria ComAer No. 453/GM5 - Reformula o Sistema de Segurança de Vôo da Aviação Civil [Art. 7 o # 4] Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica - RBHA / e Manual de Procedimento de Homologação – MPH 110 Representantes Credenciados

6 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Processos que requerem Inspeção de Conformidade 3.1 Durante aprovação de projeto Conformidade de artigos, sistemas e instalações para ensaio de certificação 3.2 Modificações de engenharia Conformidade de artigos e/ou sistemas modificados e instalações de ensaio 3.3 Apoio as autoridades estrangeiras Inspeção de conformidade e auditorias de monitoramento (Ex. Programa Sikorsky S-92)

7 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Processo de Solicitação INÍCIO Pedido Conformidade Eng. CTA (Form FDH ) Proposta de Ensaio aprovação requerente/CTA Instrução de inspeção (Eng. especialista CTA) Verificar modif. Incorporada em relação a inspeção anterior É a 1ª vez que requer esta Inspeção? Designar Inspetor CTA ou RCF S N Análise dados inspeção (#8.4 e 8.6 do PC) Realização de inspeção Notificar respres. fabricante e Eng. Especialista CTA (via Tel./ ) Resultado Inspeção de acordo com Pedido? N Desvio aceito pelo especialista do CTA? N S Inspetor CTA / RCF preparar RIC Arquivo Secretaria HGI/CTA S

8 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF – Áreas de consideração para inspeçãoDependendo:artigos, sistemas ou instalações de ensaio

9 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA ARTIGOS: 5.1) MATERIAIS Matérias-primas conforme dados de projeto; Evidência de propriedades físico/químicas identificadas e apropriadas; Evidência documentada mostrar rastreabilidade matéria- prima até a parte do protótipo; Registros dos desvios de qualquer parte ou de processo em relação aos dados de projeto submetidos para aprovação (inclusive disposições de revisão de material) 5.2) PROCESSOS Especificação de processo para cada processo especial; Especificação de processo é submetida à revisão CTA? Artigos processados indicam consistência em conformidade com o projeto de tipo; Processo sendo conduzido de acordo com a especificação? Existem registros dos desvios?

10 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA ARTIGOS: 5.3) CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS E CRÍTICAS Requerente identificou e inspecionou todas as características principais e críticas ? Requerente tem um registro destas inspeções? Inspeção CTA indica que as inspeções acima foram precisas e adequadas ? Há desvios contra dados de projeto devidamente registrados (incluindo disposição MRB) ? 5.4) MÃO DE OBRA Mão de obra contribuiu para a qualidade do produto? Mão de obra poderia ser duplicada sob condições de produção? Foram estabelecidos critérios para identificar práticas de mão de obra ?

11 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA ARTIGOS: 5.5) ADEQUAÇÃO DE DESENHOS E REGISTROS DE MODIFICAÇÃO DE PROJETO Peças podem ser produzidas e inspecionadas usando informações do desenho? Tolerâncias do desenho são praticáveis e atingíveis sob condições de produção? As mudanças são incorporadas nos desenhos e submetidos a aprovação do CTA? Qual procedimento assegura a incorporação de uma mudança de engenharia no desenho e na produção? Desenho inclui características necessárias para inspecionar a peça, o material usado, o tratamento (dureza, acabamento) e especificações de processos especiais? Desenho incluiu especificações de ensaios aplicáveis? Estas especificações de ensaios foram revisadas pelo CTA?

12 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA ARTIGOS: 5.6) ADEQUAÇÃO DOS REGISTROS DE INSPEÇÃO Registros evidenciam inspeções que foram realizadas ? E por quem ? Registros indicam resultados e disposição para condições insatisfatórias ? Os procedimentos são adequados para reinspeção de partes retrabalhadas ou substituídas? 5.7) AÇÃO DE REVISÃO DO MATERIAL O procedimento de revisão do material está documentado e adequado para assegurar as disposição dadas às não-conformidades? Há ação corretiva adequada para que não ocorram reincidências de não- conformidades observadas? As disposições do tipo "usado como é " ou " reparo " dadas para não- conformidades, são submetidas à análise do CTA antes da incorporação ao projeto de tipo?

13 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA SISTEMAS: 5.8) PARTES PRODUZIDAS PREVIAMENTE Verificar se há CLA ou Certificado de Conformidade (conforme caso)? Registros evidenciam inspeções que foram realizadas ? E por quem ? Registros indicam resultados da inspeção e a disposição para condições insatisfatórias ? O projeto especifica que utilizam partes já homologadas e tais partes são retiradas do estoque de produção. Foram tomadas precauções para determinar se tais partes têm sido objeto de ação de revisão de material? Os desvios previamente aceitos foram incorporados nos dados submetidos do projeto atual? Eles estão listados pelo requerente no Form. F Declaração de Conformidade?

14 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA SISTEMAS: 5.9) SOFTWARE 1.HW + SW P/N único (desenvolvedor SW); 2.HW & SW com P/N distintos e em plaquetas de identificação própria (desenvolvedor SW); 3.SW P/N (eletrônico) (Fabricante Aeronave): # FLS (Field Loadble SW) AVN, FBW, AFCS, HYD, ; # APM (Aircraft Personality Module SW) caracteristicas da Aeronave; # SW em midia CD-ROM com P/N e S/N da mídia; # Documentação: DL (Delivery Letter) informações do SW Para Ensaio de Certificação SW Red label e quando aplicável FT´s (1.....n) flight test SW ou file) alterações de engenharia para FLS SW

15 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA SISTEMAS: 5.9) SOFTWARE (instalado no fabricante da Aeronave) Os registros indicam que os software (Ex.: DL, SAS-SCI), inclusive software de apoio e procedimentos foram colocados sob o controle de configuração? Os software (documentação - descrição de versão (Ex.: Delivery Letter - DL), procedimentos de teste (Ex.: TP), hardware com software carregado, etc.) estão corretamente identificados (P/N), incluindo níveis de alteração introduzida (Ex.: FT´s, DLL´s, scripts etc) ? Os registros indicam a aceitação técnica do software, antes de carregá-lo no sistema ou produto? [Ex.: solo – DL + execução TP, vôo - Safe of Flight (SoF)] O produto (ANV ou simulador de sistemas) carrega corretamente o SW liberado de acordo com os procedimentos aplicáveis, tais como checksums, cycle redundancy checks, mapas de carregamento? (Ex.: check de integridade)

16 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA SISTEMAS: 5.9) SOFTWARE (desenvolvedor do SW) Os ensaios de aceitação foram executados de acordo com os procedimentos de aprovados (Ex.: DL-TP) e registrados ? Os relatórios de problemas de software têm recebido disposições corretamente? [Ex.: Problem Report (PR)] Existe algum indício de não-conformidade com os procedimentos do fabricante? [OEM-SW (DL) OAM (instala + execução TP) 1) SW-OK SOF (vôo), 2) SW-NOK emitir Problem Report para OEM CCB/CR FT´s/DL OAM Existem registros que indiquem que o código objeto foi compilado através de um código fonte liberado por procedimentos aprovados? (procedimento aplicado para avaliação/auditoria de processo) O software executa o procedimento de inicialização corretamente? (um dos passos de TP – característica do sistema)

17 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF PARA INSTALAÇÕES DE ENSAIO: 5.10) Ferramentais, RIG, Iron Bird e instrumentação Registros evidenciam inspeções que foram realizadas, de acordo com as especificações técnicas de projeto para ensaio? E por quem ? Registros indicam resultados da inspeção e as disposições para condições insatisfatórias ? Os desvios previamente aceitos pelo requerente, foram também submetidos a análise do CTA? Eles estão listados pelo requerente no Form. F Declaração de Conformidade? Os instrumentos de medição e SW´s de apoio utilizados para coletas de dados estão devidamente calibrados, qualificados e atualizados? Os dados de calibração estão rastreáveis junto aos laboratórios credenciados nacionais e/ou internacionais?

18 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF –Processo de Inspeção de Conformidade

19 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF See Atachment 6.a) Pedido de Conformidade

20 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Exemple 1: Attachment to Request for Conformity No /02 ERJ 170 Nose Landing gear 8.4 Design Data: Production Drawing: (issue A) 8.6 Special Instruction: Conduct conformity inspection of landing gear retract actuator. 1) Verify the presence of all the components per the assembly drawing; 2) Verify that the componentslevel inspection documentation verifies that all actuator components are per drawing requirements; 3) Witnessing that the following dimensions, that affect the performance of the locking mechanism in both the extended and retracted positions, are per the drawing and recorded specific dimensions (as a minimum ) are: dimensions of key; dimensions of down lock piston that interface with keys; dimensions of indicator pin; dimensions of cylinder at interface with keys; 4) Verify that hardness of keys, down lock piston, indicator pin and cylinder are per the drawing. 6.a) Pedido de Conformidade

21 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Exemplo 2: Anexo ao Pedido de Conformidade No. 170-xxx/ Dados de Projeto: Desenho Produção (Revisão B) 8.6 Instrução Especial ( Inspeção de conformidade de ensaios queda livre) 1. Adequabilidade - fundo escala dos instrumentos; 2. Avaliação da montagem do Rig e do CDP x desenho; 3. Avaliação das condições de engraxamento das pistas de deslizamento dos carros; 4. Inspeção visual do CDP antes e após a realização de cada queda efetuada. 5. Verificação da posição das células de carga e LVDT, conforme numeração prevista; 6. Verificação da pressão de calibração dos pneus; 7. Verificação da pressão de nitrogênio do amortecedor; 8. Verificação da pressão do atuador de retração; 9. Verificação da temperatura e umidade do ar no momento do ensaio; 10. Verificação das cablagens quanto à integridade e atritos; 11. Verificação dos PN das rodas usadas no ensaio; 12. Verificação do PN do protótipo; e 13. Verificação dos dispositivos de segurança do CDP. 6.a) Pedido de Conformidade

22 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF b) Solicitação de Trabalhos de Representantes Credenciados

23 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF c) Registro de Inspeção de Conformidade

24 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF d) Certificado de Liberação Autorizada

25 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF e) Relatório de Atividades do Representantes Credenciados em Fabricação

26 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Obrigado !!!!

27 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF INSPEÇÃO DE CONFORMIDADE Solicitação do Órgão Homologador Gerencia de Inspeção e Produção – CAvC-GI

28 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Objetivo Apresentar os conceitos básicos do requisito e tipos de situações especiais referentes à inspeção, verificação ou vigilância solicitada pelo Órgão Homologador.

29 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Situações especiais - solicitação do CTA 1. Pedido da autoridade estrangeira apoio do CTA para vigilância continuada dos fabricantes nacionais; Ex.: Programa Sikorsky S-92 que envolvem Embraer e ELEB em duas fases. a) inspeções de conformidade nos CDP de ensaio de certificação e, b) vigilância continuada na linha de produção e artigos embarcados.

30 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Extensão de produção no exterior Emissão de CLA para partes que serão encaminhadas para linha de montagem Ex.: Programa China para produção de EMB-145 Todos as partes (peças, componentes, equipamentos etc) embarcadas para linha de montagem Harbin/China, devem estar acompanhadas de Certificado de Liberação Autorizada (CLA) - Segvôo 003/FAA /EASA Form 1 etc. Situações especiais - solicitação do CTA

31 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Coordenação do processo inspeções multidisciplinares junto ao setor de certificação de produto Ex.: Certificação de interiores, conversão ANV protótipo para série, etc Geralmente envolvem diversas áreas de engenharia. GI designa um RCF-Gerente para gerenciar e designar RCF-Especialistas para realização das tarefas. RCF-G é: responsável geral do processo de inspeção, ponto focal com RCE-G e pela elaboração e entrega dos RIC ao RCE-G e cópia para CTA. Situações especiais - solicitação do CTA

32 Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF Obrigado !!!!


Carregar ppt "Reciclagem RCF 2005 Divisão de Certificação de Aviação Civil Reciclagem RCF 20051 INSPEÇÃO DE CONFORMIDADE Artigos / Sistemas / Instalações para ensaios."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google