A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTRODUÇÃO Segundo Netto (2003, p.408) “O diabetes mellitus atinge mais de 11 milhões de pessoas na população brasileira, independente do sexo, da faixa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTRODUÇÃO Segundo Netto (2003, p.408) “O diabetes mellitus atinge mais de 11 milhões de pessoas na população brasileira, independente do sexo, da faixa."— Transcrição da apresentação:

1 INTRODUÇÃO Segundo Netto (2003, p.408) “O diabetes mellitus atinge mais de 11 milhões de pessoas na população brasileira, independente do sexo, da faixa etária e da raça. Estima-se que, nos próximos 10 anos deverão existir 239 milhões de diabéticos no mundo”. Esse aumento se dá devido a maior taxa de urbanização, aumento da expectativa de vida, industrialização, dietas hipercalóricas, mudança de estilo de vida, inatividade física e obesidade. Para Smeltzer e Bare (2005) o diabetes mellitus é uma patologia antiga, crônica, que acomete homens e mulheres, que necessitam de cuidados específicos para o controle da taxa glicêmica, sendo causado por múltiplo fatores caracterizado pela incapacidade ou pela falta de insulina exercer adequadamente suas funções no organismo, podendo assim, desencadear hiperglicemia, distúrbios do metabolismo dos carboidratos, lipídios e proteínas. A insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas, que controla o nível de glicose no sangue ao regular a produção e o armazenamento de glicose. No caso de pessoas diabéticas as células podem não responder à insulina ou até mesmo parar de produzi-lá. Há vários tipos de diabetes sendo os mais relevantes: * Tipo 1 : que acomete cerca de 5 a 10 % dos pacientes ocorrendo com maior frequência em crianças, adolescentes e pessoas magras de até 30 anos de idade. Apresenta início súbito dos sintomas sendo que nestes casos, o organismo apresenta uma pequena ou nenhuma produção de insulina. * Tipo 2 : responsável por 90% dos casos. Acomete os adultos maiores de 30 anos de idade e pessoas obesas, neste caso, o organismo apresenta uma resistência a insulina. Assim, O objetivo deste trabalho foi efetuar um levantamento de números dos casos de diabetes mellitus no município de Cassilândia - MS. MATERIAL E MÉTODOS A pesquisa foi desenvolvida no município de Cassilândia que se localiza ao norte do estado de Mato Grosso do Sul à 338 km de distância em linha reta da Capital do Estado. Segundo dados do IBGE 2007 o município possui habitantes. A pesquisa foi especificamente desenvolvida nos 8 PSFs Urbanos da cidade (PFS: “CEMEIC; Imperatriz; Izanópolis; Geraldo Fernandes; Laranjeiras; Central; Pernambuco e Jardim Campo Grande”). Os dados sobre o número de casos de diabetes mellitus neste município foram coletados através de observação dos prontuários dos pacientes. RESULTADOS CONCLUSÃO De acordo com os resultados obtidos e nas condições as quais o trabalho foi desenvolvido pode-se concluir que: No município de Cassilândia-MS, o índice de diabetes mellitus tipo 2 (97,7%) foi superior ao do tipo 1 (2,30 %); e que a mesma está presente em pacientes com faixa etária acima de 30 anos, sendo mais comum no sexo feminino (65,8 %). Contudo, pode-se concluir que a diabetes mellitus pode apresentar em diferentes faixa etária, tanto em homens quanto em mulheres, podendo se manifestar de diferentes tipos. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS NETTO, F. T. Nutrição clínica: Diabetes Mellitus. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan SA,2003. p SMELTZER, S. C.; BARE, B. G.. Tratado de enfermagem Médico-Cirúrgica: Histórico e Tratamento de pacientes com Diabetes Mellitus. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan S.A p AVALIAÇÃO DO NÚMERO DE CASOS DE DIABETES MELLITUS NO MUNICÍPIO DE CASSILÂNDIA-MS NO MUNICÍPIO DE CASSILÂNDIA-MS LEMES, ALISSÉIA GUIMARÃES (FAVA/CASSILÂNDIA – MS,


Carregar ppt "INTRODUÇÃO Segundo Netto (2003, p.408) “O diabetes mellitus atinge mais de 11 milhões de pessoas na população brasileira, independente do sexo, da faixa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google