A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) 1º Semestre 2006 - 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) 1º Semestre 2006 - 2007."— Transcrição da apresentação:

1 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) 1º Semestre

2 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Mother Earth Our Home Water, Oxygen and a Hospitable Climate...

3 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

4 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) GEO SISTEMA

5 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) GEO SISTEMA Conjunto de partes dependentes umas das outras e que formam um todo coerente. Um sistema é mais do que a soma das suas partes. Os fenómenos climáticos, biológicos, geológicos, químicos e os ecossistemas estão interligados e mantêm relações de interdependência. Uma modificação em qualquer um afecta o comportamento dos restantes.

6 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Radiação Temperatura Água no Solo NebulosidadeVegetação Precipitação

7 Characteristic Time Scales in the Earth Systems GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

8 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) (i)Atmosfera (ii)Hidrosfera (iii)Biosfera (iv)Litosfera (v)Criosfera

9 AR A atmosfera e as bases do clima ÁGUA A hidroesfera e o ciclo hidrológico TERRA A litosfera, a geologia e o relevo GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

10 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Water, Oxygen and a Hospitable Climate...

11 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

12 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

13 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) O estado do Sistema Climático depende de três factores cruciais: 1) da quantidade de energia proveniente do Sol e recebida pelo sistema climático; 2) da maneira como a energia é distribuída e absorvida pelo sistema climático; 3) da natureza das interacções entre as componentes do sistema climático.

14 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

15 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Factores Cósmicos Do Clima

16 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Factores Cósmicos

17 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Sucessão do Dia e da Noite - Circulo de Iluminação DIANOITE

18 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

19 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Factores Cósmicos

20 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) HEMISFÉRIO NORTE - INVERNO HEMISFÉRIO SUL - VERÃO HEMISFÉRIO NORTE - VERÃO HEMISFÉRIO SUL - INVERNO Sucessão das Estações do Ano

21 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

22 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

23 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

24 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

25 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

26 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia)

27 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) Embora a alteração da distância entre o Sol e a Terra resulte em variações na quantidade global de energia interceptada pela Terra, não é este o principal factor na determinação da energia disponível nas diferentes zonas do globo ao longo do ano. A distribuição da energia proveniente do Sol depende da forma como a Terra se orienta em relação ao Sol, nomeadamente dos aspectos que derivam do movimento de rotação em torno de um eixo inclinado sobre o plano da respectiva órbita. Síntese

28 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) O facto do eixo de rotação da Terra não ser perpendicular ao plano da eclíptica (obliquidade 23° 27´) implica que, ao longo do movimento de translação se alterem as condições geométricas de exposição das diferentes zonas do globo à radiação solar. Esta circunstância, para além de determinar a fracção iluminada de cada um dos hemisférios (duração do dia e da noite) determina o ângulo que, a cada momento, a radiação incidente faz com as diferentes zonas da superfície terrestre. Síntese

29 GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) A "oscilação" do Sol, acima e abaixo do plano do equador, ao longo do percurso de translação da Terra, é frequentemente designado, por razões práticas, como movimento aparente anual do Sol. O Sol atinge duas vezes no ano, nos Solstícios, o seu afastamento angular máximo em relação ao plano do equador, fazendo com este um ângulo de 23° 26´ 34´´. Pela mesma razão o Sol "atravessará" duas vezes o plano equatorial por altura dos Equinócios. Síntese


Carregar ppt "GEOGRAFIA FÍSICA J.P. (Secção de Geografia) 1º Semestre 2006 - 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google