A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Testagem da Cultura do Rícino a Nível Nacional como Produto para Biocombustível Cândido João Caracteristicas Gerais do Rícino Caracteristicas Gerais do.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Testagem da Cultura do Rícino a Nível Nacional como Produto para Biocombustível Cândido João Caracteristicas Gerais do Rícino Caracteristicas Gerais do."— Transcrição da apresentação:

1 Testagem da Cultura do Rícino a Nível Nacional como Produto para Biocombustível Cândido João Caracteristicas Gerais do Rícino Caracteristicas Gerais do Rícino

2 O Que são Biocombustíveis? Combustíveis produzidos a partir da biomassa (matéria orgânica) – fontes renováveis. Combustíveis produzidos a partir da biomassa (matéria orgânica) – fontes renováveis. As fontes mais conhecidas são Cana-de- açúcar, Milho, Soja, Jatropha, Ricino, etc. As fontes mais conhecidas são Cana-de- açúcar, Milho, Soja, Jatropha, Ricino, etc. Essas fontes permitem a produção de álcool, etanol e biodiesel. Essas fontes permitem a produção de álcool, etanol e biodiesel. Os biocombustíveis são biodegradáveis Os biocombustíveis são biodegradáveis

3 Vantagens dos Biocombustíveis Vantagens dos Biocombustíveis 1.Para o consumidor: a.Substituem o óleo diesel na geração de energia elétrica nas comunidades isoladas. b.Geração de empregos / inclusão social. c.Fixação do trabalhador rural no campo 2.Para o meio ambiente: a.Redução de emissão de gases que provocam o efeito estufa. b.Melhora a qualidade do ar nos centros urbanos 3.Para a economia do país: a.Aprimoramento de novas tecnologias. b.Redução da importação de petróleo. c.Aumento da capacidade de lubrificação, aumentando a vida útil dos motores. d.Aumento da vida útil do catalisador do sistema de escapamento.

4

5 O Rícino (Ricinus communis), conhecida vulgarmente como, mamona, carrapateira, palma christi ou castor bean é uma planta da família Euphorbiaceae, a mesma da Jatropha e da mandioca. O Rícino (Ricinus communis), conhecida vulgarmente como, mamona, carrapateira, palma christi ou castor bean é uma planta da família Euphorbiaceae, a mesma da Jatropha e da mandioca. É uma planta perene, da espécie heliófita, anual (ciclo de 250 dias) e selectiva higrófita que surge espontaneamente e cresce em todas as épocas do ano,e deve ser plantada e exposta directamente ao sol e não tolera sombreamento. É uma planta perene, da espécie heliófita, anual (ciclo de 250 dias) e selectiva higrófita que surge espontaneamente e cresce em todas as épocas do ano,e deve ser plantada e exposta directamente ao sol e não tolera sombreamento.

6 O Rícino Ponto de Vista Economico O Rícino é uma oleaginosa de origem tropical predominante em quatro áreas como a África Oriental, o Oeste Asiático (Irão e Afeganistão, entre outros), a Península Arábica, a Índia e a China. Tem relevante importância económica e social resultante do fruto do qual se extrai um óleo de excelentes propriedades, conhecido como óleo de Rícino, de largo uso como insumo industrial. O Rícino é uma oleaginosa de origem tropical predominante em quatro áreas como a África Oriental, o Oeste Asiático (Irão e Afeganistão, entre outros), a Península Arábica, a Índia e a China. Tem relevante importância económica e social resultante do fruto do qual se extrai um óleo de excelentes propriedades, conhecido como óleo de Rícino, de largo uso como insumo industrial. O óleo de Rícino é também utilizado em outros processos industriais: na fabricação de corantes, anilinas, desinfectantes, germicidas, colas e aderentes; serve de base para fungicidas, insecticidas, tintas de impressão, vernizes e nylon. O óleo de Rícino é também utilizado em outros processos industriais: na fabricação de corantes, anilinas, desinfectantes, germicidas, colas e aderentes; serve de base para fungicidas, insecticidas, tintas de impressão, vernizes e nylon.

7 O Rícino Na Medicina Tradicional As parte mais importantes da planta são a raíz cuja seiva é aplicada no tratamento para dores de dentes e na purificação de viúvos em cerimonias tradicionais As parte mais importantes da planta são a raíz cuja seiva é aplicada no tratamento para dores de dentes e na purificação de viúvos em cerimonias tradicionais A folha é usada principalmente como funil para a administração de medicamentos tradicionais via oral e para fazer pachos quentes em caso de lesões musculares ou cólicas em recém nascidos, mulheres grávidas; e a semente, denominada Nlhafura, mafura e nstafura, Nfuta,Ncura em Changana, Ronga, Bitonga, Sena, Macua respectivamente, que é usada principalmente para extrair o óleo, uma substância viscosa e de cor escura. A folha é usada principalmente como funil para a administração de medicamentos tradicionais via oral e para fazer pachos quentes em caso de lesões musculares ou cólicas em recém nascidos, mulheres grávidas; e a semente, denominada Nlhafura, mafura e nstafura, Nfuta,Ncura em Changana, Ronga, Bitonga, Sena, Macua respectivamente, que é usada principalmente para extrair o óleo, uma substância viscosa e de cor escura.

8 O Ricino Ponto de Vista Economico O Ricino Ponto de Vista Economico Devido a sua facilidade de propagação e adaptação, actualmente, é cultivada para fins comerciais em várias regiões do mundo. Entre 1978 e 2005, os maiores produtores foram a Índia, a China e o Brasil que, que em 2001, foram responsáveis por 89% da produção mundial. Enquanto que os maiores consumidores do Rícino em 2004, destacaram-se a França (22%), China (20%), os Estados Unidos de América (18%) e a Alemanha (17%) Devido a sua facilidade de propagação e adaptação, actualmente, é cultivada para fins comerciais em várias regiões do mundo. Entre 1978 e 2005, os maiores produtores foram a Índia, a China e o Brasil que, que em 2001, foram responsáveis por 89% da produção mundial. Enquanto que os maiores consumidores do Rícino em 2004, destacaram-se a França (22%), China (20%), os Estados Unidos de América (18%) e a Alemanha (17%)

9 Cont. O Ricino Ponto de Vista Economico Vantagens Vantagens Os valores de produtividade medias sem adubação e estimada em Kg/ha Os valores de produtividade medias sem adubação e estimada em Kg/ha Os valores de produtividade medias com adubação e estimada em Kg/ha Os valores de produtividade medias com adubação e estimada em Kg/ha

10 Cont. O Ricino Ponto de Vista Economico Tem sustentabilidade económica porque existe terra arável e conhecimento e tradição de produção de espécies de oleaginosas que podem, conhecimento este que poderá ser usado na produção do biocombustivel á partir do Rícino Tem sustentabilidade económica porque existe terra arável e conhecimento e tradição de produção de espécies de oleaginosas que podem, conhecimento este que poderá ser usado na produção do biocombustivel á partir do Rícino Tem sustentabilidade ecológica, pois, além de ser biodegradável, as plantas capturam todo o dióxido de carbono (CO2) emitido pela queima do biocombustivel, separando o CO2 em Carbono e Oxigénio, neutralizando as emissões de gás carbónico para atmosfera Tem sustentabilidade ecológica, pois, além de ser biodegradável, as plantas capturam todo o dióxido de carbono (CO2) emitido pela queima do biocombustivel, separando o CO2 em Carbono e Oxigénio, neutralizando as emissões de gás carbónico para atmosfera

11

12 Condições Agro-ecológicas e Sócio-económicas Variáveis Brasil (Nordeste- Estado da Baía) Moçambique provincia de Nampula (Projecto da Miranda Agrícola) Relevo Altitude entre 300 a 1500m acima do nível do mar. Existem planaltos médios (200 a 600 m) e dos altiplanaltos (600 a 1000 m) que ocupa 60% do país, excepção Oeste de Manica, Norte de Tete e Noroeste de Niassa. (Cumbe, 2007:8 ). Clima Cultivo em temperatura do ar que varia de 20 a 30ºC, precipitação pluvial superior a 500mm durante a estação chuvosa e humidade relativa abaixo de 80%, sendo a ideal em torno de 65%. As temperaturas médias são da ordem dos 20º no Sul, enquanto a Norte esse indicador ronda os 26º. Solos Prefere solos com pH entre 5 e 6,5, mas também produz em solos com pH até 8,0. Solos com teor de argila entre 15 e 35% e menos de 70% de areia, com profundidade igual ou superior a 50 cm. Zonas com aptidão agroecológica nas 3 regiões do país, mas produzida nas regiões Centro e Norte (Econergy, 2008:176) Precipitação Plantio no período chuvoso (entre os meses de Dezembro e Fevereiro). As chuvas ocorrem entre Outubro e Abril. Em Nampula o plantio era praticado nos meses de Dez. e Janeiro. (Entrevista). Sistema de cultivo Para a produção de pequena escala, recomenda-se o cultivo em consociação com culturas rasteiras (feijão e amendoim). Em Nampula, a produção era feita em consociação com os feijões. (Entrevista).

13 Cont Tratos Culturais Gerais do Rícino Precipitação e Humidade: Desenvolve-se melhor em regiões de clima tropical e subtropicais, regiões com precipitação mínima 500 mm e máximas anuais de 700mm Precipitação e Humidade: Desenvolve-se melhor em regiões de clima tropical e subtropicais, regiões com precipitação mínima 500 mm e máximas anuais de 700mm Tipo de Solo: Solos naturalmente férteis, profundos, com boa drenagem, de textura franca e bem balanceados quanto aos aspectos nutricionais Tipo de Solo: Solos naturalmente férteis, profundos, com boa drenagem, de textura franca e bem balanceados quanto aos aspectos nutricionais Prepação do solo: A preparação do solo depende da período chuvoso e os meses mais favoráveis ao plantio do Rícino. Por isso, recomenda-se, preferencialmente, o plantio em solos bem preparados, com fertilidade natural média alta, para evitar o crescimento vegetativo excessivo, e solos profundos, sem compactação para o melhor desenvolvimento do sistema radicular profundo e denso. Prepação do solo: A preparação do solo depende da período chuvoso e os meses mais favoráveis ao plantio do Rícino. Por isso, recomenda-se, preferencialmente, o plantio em solos bem preparados, com fertilidade natural média alta, para evitar o crescimento vegetativo excessivo, e solos profundos, sem compactação para o melhor desenvolvimento do sistema radicular profundo e denso.

14 Cont Tratos Culturais Gerais do Rícino Cuidados culturais: A planta depois de emergir pode ser atacada por pragas e diferentes patógenos (doenças) que podem causar prejuízos económicos se as condições climáticas favorecerem. Cuidados culturais: A planta depois de emergir pode ser atacada por pragas e diferentes patógenos (doenças) que podem causar prejuízos económicos se as condições climáticas favorecerem. Colheita: Pode ser feita manualmente ou mecanicamente. Colheita: Pode ser feita manualmente ou mecanicamente. Secagem : Convencional/Natural do fruto e artificial Secagem : Convencional/Natural do fruto e artificial

15 Cont Tratos Culturais Gerais do Rícino Cont Tratos Culturais Gerais do Rícino Época de plantio/sementeira: a melhor época de sementeira, nas regiões tropicais, deve ser a chuvosa, após precipitação de pelo menos, 30mm. Época de plantio/sementeira: a melhor época de sementeira, nas regiões tropicais, deve ser a chuvosa, após precipitação de pelo menos, 30mm. A escolha da semente: existem várias espécies de Rícino disponíveis para o plantio, variando segundo o porte, deiscência dos frutos, tipo dos cachos e outras características. A escolha da semente: existem várias espécies de Rícino disponíveis para o plantio, variando segundo o porte, deiscência dos frutos, tipo dos cachos e outras características. Sistemas de Plantio: A planta do Rícino pode ser explorada em dois sistemas distintos de cultivo: o cultivo isolado e o consociado. Sistemas de Plantio: A planta do Rícino pode ser explorada em dois sistemas distintos de cultivo: o cultivo isolado e o consociado.

16 Os Maiores importadores Mundias da Semente do Rícino

17 Valor acumulado (%) da área ocupada para produção do Rícino dos maiores produtores

18 A escolha do Rícino como matéria-prima para a produção de biocombustíveis em Moçambique reside no facto do fácil cultivo e resistência à seca devido ao seu sistema radicular que tem capacidade de explorar as camadas mais profundas do solo, que normalmente não são atingidas por outras culturas anuais, como soja, milho e feijão, promovendo o aumento da aeração e da capacidade de retenção e distribuição da água no solo. Por isso, é indicada para cultivo na região semi-árida, possibilitando a inclusão social de milhares de pequenos produtores, o que é de vital importância para fixação do agricultor no campo. A escolha do Rícino como matéria-prima para a produção de biocombustíveis em Moçambique reside no facto do fácil cultivo e resistência à seca devido ao seu sistema radicular que tem capacidade de explorar as camadas mais profundas do solo, que normalmente não são atingidas por outras culturas anuais, como soja, milho e feijão, promovendo o aumento da aeração e da capacidade de retenção e distribuição da água no solo. Por isso, é indicada para cultivo na região semi-árida, possibilitando a inclusão social de milhares de pequenos produtores, o que é de vital importância para fixação do agricultor no campo.

19 Em relação soja, girassol, amendoim e outras oleaginosas, o Rícino não é destinada à alimentação humana, consequentemente, sob o ponto de vista social não há concorrência com tal mercado. Em relação soja, girassol, amendoim e outras oleaginosas, o Rícino não é destinada à alimentação humana, consequentemente, sob o ponto de vista social não há concorrência com tal mercado. Sua queima não provoca a emissão de óxidos de enxofre, um dos principais poluentes do ar; Sua queima não provoca a emissão de óxidos de enxofre, um dos principais poluentes do ar; Seu ciclo é fechado, ou seja, apesar de emitirem gases-estufa, quando nova safra é plantada, o gás é reabsorvido da atmosfera pelas plantas que o utilizam para fotossíntese. Seu ciclo é fechado, ou seja, apesar de emitirem gases-estufa, quando nova safra é plantada, o gás é reabsorvido da atmosfera pelas plantas que o utilizam para fotossíntese.

20 O poder calorífico do biodiesel do Rícino é muito próximo do poder calorífico do óleo diesel mineral. A diferença média em favor do óleo diesel do petróleo situa-se na ordem de somente 5%. O poder calorífico do biodiesel do Rícino é muito próximo do poder calorífico do óleo diesel mineral. A diferença média em favor do óleo diesel do petróleo situa-se na ordem de somente 5%. Ao contrário do petróleo e do gás natural, o biodiesel e o etanol são combustíveis produzidos a partir de fontes renováveis. Ou seja, sua produção pode ser controlada: planta-se mais, em caso de maior demanda, ou menos, em momentos de sobre oferta. Ao contrário do petróleo e do gás natural, o biodiesel e o etanol são combustíveis produzidos a partir de fontes renováveis. Ou seja, sua produção pode ser controlada: planta-se mais, em caso de maior demanda, ou menos, em momentos de sobre oferta. Comporta-se como combustível e comburente, sendo muito menos poluidor da atmosfera do que o diesel mineral derivado diretamente do petróleo. Comporta-se como combustível e comburente, sendo muito menos poluidor da atmosfera do que o diesel mineral derivado diretamente do petróleo.

21 Objectivo: Extracção e produção de,óleo de motor. Objectivo: Extracção e produção de,óleo de motor. Mercado: África do Sul e Brasil Mercado: África do Sul e Brasil Duração: Duração: Grupo-alvo: pequenos agricultores Grupo-alvo: pequenos agricultores Metodologia: Metodologia: Divulgação do projecto Divulgação do projecto Distribuição da semente: 1kg=1/4ha; 2kg=1/2ha; 4kg=1ha Distribuição da semente: 1kg=1/4ha; 2kg=1/2ha; 4kg=1ha Época de plantio: Dezembro e Janeiro Época de plantio: Dezembro e Janeiro

22 Preparação do solo: Outubro a Novembro Preparação do solo: Outubro a Novembro Plántio: 1 ou 2 sementes por cova Plántio: 1 ou 2 sementes por cova Semente: BRS 149 Nordestina Semente: BRS 149 Nordestina Tratos culturais: Tratos culturais: Desbaste: 15 dias após a emergência das plantas; Desbaste: 15 dias após a emergência das plantas; Sacha: 1 a 15 dias após o plantio; 2a- 20 dias após o plántio; Sacha: 1 a 15 dias após o plantio; 2a- 20 dias após o plántio; Consociação: com feijões 15 dias após o plántio da semente do Ricino e compasso de pelo menos 1,5m; Consociação: com feijões 15 dias após o plántio da semente do Ricino e compasso de pelo menos 1,5m; Poda: corte da parte aerea da planta a uma altura de 30cm do solo; Poda: corte da parte aerea da planta a uma altura de 30cm do solo; Mao-de-obra familiar. Mao-de-obra familiar.

23 CaracterísticasNordestinaOrigemBrasil Ano de lançamento 1998 Ciclo médio 250 dias Produtividade kg/ha Potencial produtivo kg/ha Florescimento do 1 o cacho 50 dap Maturação do 1 o, 2 o e 3 o cacho dap Formato do cacho Cónico Deiscência dos frutos Semi-deiscentes Cor da semente Preta Peso de 100 sementes 68 g Forma de colheita Manual parcelada Altura da planta 1,90-3,0 m Cor do caule Verde com cera Teor de óleo 52%

24 Desvantagens da cultura do Ricino

25 Cont. Desvantagens da cultura do Ricino

26 O Rícino Na Comunidade Rural O Rícino Na Comunidade Rural O Rícino é tratado, tradicionalmente, como planta daninha em algumas culturas é indesejada na produção agrícola e pecuária por conter folhas grandes capazes de sombrear espécies cultivadas, ocasionando perdas de produtividade, e alguns dos mais poderosos agentes tóxicos vegetais nos frutos que quando consumidos podem causar a intoxicação. O Rícino é tratado, tradicionalmente, como planta daninha em algumas culturas é indesejada na produção agrícola e pecuária por conter folhas grandes capazes de sombrear espécies cultivadas, ocasionando perdas de produtividade, e alguns dos mais poderosos agentes tóxicos vegetais nos frutos que quando consumidos podem causar a intoxicação.

27 Agricultores do sector familiar Contudo a nossa iniciativa consiste em despertar e promover a cultura do Rícino no seio das comunidades abrangidas pelo Projecto, de conhecimentos básicos para o cultivo desta planta de grande valor económico. Contudo a nossa iniciativa consiste em despertar e promover a cultura do Rícino no seio das comunidades abrangidas pelo Projecto, de conhecimentos básicos para o cultivo desta planta de grande valor económico. Poderá surtir como uma alternativa não desperdiçavel, nos planos de desenvolvimento governativos, uma vez que a mesma abunda com muita frequência em quase todas regiões do país e. amplamente conhecida. Poderá surtir como uma alternativa não desperdiçavel, nos planos de desenvolvimento governativos, uma vez que a mesma abunda com muita frequência em quase todas regiões do país e. amplamente conhecida.

28 O Rícino é também susceptível a várias doenças causadas por micro-organismos como fungos, bactérias e vírus que podem causar prejuízos económicos se as condições climáticas favorecerem. Dentre elas, podemos destacar: a.o mofo-cinzento b.a murcha-de-fusarium c.mancha-foliar-bacteriana d.a podridão-dos-ramos e.e o tombamento

29 Principais doenças do Rícino Principais doenças do Rícino

30 Na Provincia de Nampula foi identificada a Spodoptera spp (Lepidoptera, Noctuidae), espécie de lagartas que se alimenta das folhas do Rícino causando a desfolha total. Apresentam uma coloração marrom ou parda, medindo em torno de 40 mm de comprimento, quando totalmente desenvolvidas

31 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO EPOCA RECOMENDA PARA O PLANTIO DO RICINO EPOCA RECOMENDA PARA O PLANTIO DO RICINO Para o caso de Moçambique Geralmente recomenda-se o plantio no período chuvoso (Outubro à Março, ), existe disponibilidade de água com vista a facilitar a germinação das sementes e estabelecimento das plantulas Para o caso de Moçambique Geralmente recomenda-se o plantio no período chuvoso (Outubro à Março, ), existe disponibilidade de água com vista a facilitar a germinação das sementes e estabelecimento das plantulas

32 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Que quantidade de semente e necessária para semear em 1 ha de Rícino Que quantidade de semente e necessária para semear em 1 ha de Rícino Dependendo do método de plantio (manual ou mecânico), do espaçamento utilizado, no sistema de plantio (único ou consorciado) e da percentagem de germinação, são gastos em média, 5 a 15 kg/ha, em cultivo não intensivo praticado por pequenos agricultores, e feito em curvas de níveis, ou feito em sentido perpendicular do escoamento da aguas da chuva, e recomenda-se 2.5 a 7.5 Kg/ha Dependendo do método de plantio (manual ou mecânico), do espaçamento utilizado, no sistema de plantio (único ou consorciado) e da percentagem de germinação, são gastos em média, 5 a 15 kg/ha, em cultivo não intensivo praticado por pequenos agricultores, e feito em curvas de níveis, ou feito em sentido perpendicular do escoamento da aguas da chuva, e recomenda-se 2.5 a 7.5 Kg/ha

33 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Profundidade da cova para a sementeira de Ricino Profundidade da cova para a sementeira de Ricino Para o plantio da semente recomenda-se que a profundidade deve ser definida em função da capacidade de armazenamento de água do solo e incidência de chuva de forma que quanto maior for a capacidade de retenção, menor deve ser a profundidade. Plantio em covas com profundidade de 5 a 10cm e plantadas 3 sementes em cada cova para o de porte médio, em casos de solos de textura arenosa e com baixa capacidade de armazenamento de água recomenda-se uma profundidade entre 8 a 10 cm e em solos com textura pesada recomenda-se uma profundidade de 6 a 8 cm Para o plantio da semente recomenda-se que a profundidade deve ser definida em função da capacidade de armazenamento de água do solo e incidência de chuva de forma que quanto maior for a capacidade de retenção, menor deve ser a profundidade. Plantio em covas com profundidade de 5 a 10cm e plantadas 3 sementes em cada cova para o de porte médio, em casos de solos de textura arenosa e com baixa capacidade de armazenamento de água recomenda-se uma profundidade entre 8 a 10 cm e em solos com textura pesada recomenda-se uma profundidade de 6 a 8 cm

34 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO O plantio do Ricino pode ser feito em solo seco O plantio do Ricino pode ser feito em solo seco A planta do Rícino é tolerante à seca e condições de stress hídrico acentuado, ou seja, consegue adaptar- se e desenvolver/reproduzir-se em áreas semi-áridas, sem uso de irrigação, provavelmente devido ao sistema radícular bem desenvolvido que pode alcançar seis metros de profundidade, absorver água e nutrientes do subsolo, e em algumas vezes é recomendável quando for cultivada em consorciação em solos pobres em nutrientes e humidade, o que poderá facilitar na sucussão de nutrientes para as plantas rasteiras A planta do Rícino é tolerante à seca e condições de stress hídrico acentuado, ou seja, consegue adaptar- se e desenvolver/reproduzir-se em áreas semi-áridas, sem uso de irrigação, provavelmente devido ao sistema radícular bem desenvolvido que pode alcançar seis metros de profundidade, absorver água e nutrientes do subsolo, e em algumas vezes é recomendável quando for cultivada em consorciação em solos pobres em nutrientes e humidade, o que poderá facilitar na sucussão de nutrientes para as plantas rasteiras

35 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Quais as culturas podem ser rotacionada com o Rícino Quais as culturas podem ser rotacionada com o Rícino No geral estudos aconselham que a cultura do Rícino devido a capacidade das suas raízes poderem explorar camadas mais profundas do solo que normalmente não são alcançáveis por outras culturas anuais, faz que em muitos casos desgastem os solos em que são cultivados, contudo recomenda- se rotação com as seguintes culturas; soja, o milho e feijão, para maior aproveitamento de área, e reduzir os índices de erosão e desgaste de solo. No geral estudos aconselham que a cultura do Rícino devido a capacidade das suas raízes poderem explorar camadas mais profundas do solo que normalmente não são alcançáveis por outras culturas anuais, faz que em muitos casos desgastem os solos em que são cultivados, contudo recomenda- se rotação com as seguintes culturas; soja, o milho e feijão, para maior aproveitamento de área, e reduzir os índices de erosão e desgaste de solo.

36 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Pode-se considerar qualquer insecto na lavoura de Rícino de praga Pode-se considerar qualquer insecto na lavoura de Rícino de praga Não. Muitos insectos podem estar na lavoura de Rícino sem causar qualquer dano às plantas. Mesmo insectos que se alimentam directamente de partes de Rícino, como lagartas, grilos, e outros, só devem ser considerados pragas quando o dano que provocam é significativo. Geralmente, a população desses insectos é muito baixa para provocar danos consideráveis. Não. Muitos insectos podem estar na lavoura de Rícino sem causar qualquer dano às plantas. Mesmo insectos que se alimentam directamente de partes de Rícino, como lagartas, grilos, e outros, só devem ser considerados pragas quando o dano que provocam é significativo. Geralmente, a população desses insectos é muito baixa para provocar danos consideráveis.

37 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Como reduzir o ataque de pragas na cultura de Rícino Como reduzir o ataque de pragas na cultura de Rícino O agricultor pode adoptar várias práticas que ajudam a reduzir os danos causados pelas pragas. Alguns métodos culturais envolvem baixo custo e podem evitar grande parte do problema são: O agricultor pode adoptar várias práticas que ajudam a reduzir os danos causados pelas pragas. Alguns métodos culturais envolvem baixo custo e podem evitar grande parte do problema são: Levantamento das principais pragas da região. Levantamento das principais pragas da região. Escolha de cultivares mais resistentes às pragas de importância local ou mais precoces, a fim de evitar o aumento da população da praga no final do ciclo. Escolha de cultivares mais resistentes às pragas de importância local ou mais precoces, a fim de evitar o aumento da população da praga no final do ciclo. Determinação da época de plantio, evitando fases mais propícias ao ataque de pragas. Determinação da época de plantio, evitando fases mais propícias ao ataque de pragas.

38 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Em que altura a lavoura de Ricino deve ser colhida Em que altura a lavoura de Ricino deve ser colhida Em plantios de cultivares deiscentes (que soltam as sementes quando o cacho está seco), a colheita deve ser feita logo após o início da maturação dos cachos, ou seja, quando começam a mudar da cor verde para a marrom. Em plantios de cultivares semideiscentes, pode-se esperar até que cerca de 70% dos frutos do cacho estejam maduros Em plantios de cultivares deiscentes (que soltam as sementes quando o cacho está seco), a colheita deve ser feita logo após o início da maturação dos cachos, ou seja, quando começam a mudar da cor verde para a marrom. Em plantios de cultivares semideiscentes, pode-se esperar até que cerca de 70% dos frutos do cacho estejam maduros

39 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Quais ferramentas são recomendáveis para colher o Rícino Quais ferramentas são recomendáveis para colher o Rícino Para a colheita manual de pequenas áreas, usam-se apenas instrumentos afiados para cortar a base do cacho. Podem-se utilizar facas, canivetes, tesouras de poda, pequenos foices ou tesoura de poda, entre outros instrumentos Para a colheita manual de pequenas áreas, usam-se apenas instrumentos afiados para cortar a base do cacho. Podem-se utilizar facas, canivetes, tesouras de poda, pequenos foices ou tesoura de poda, entre outros instrumentos Não se aconselha arrancar o cacho quebrando o talo com a mão, porque essa prática derruba muitos frutos no chão e danifica planta, favorecendo a ocorrência de doenças como a podridão-dos-ramos Não se aconselha arrancar o cacho quebrando o talo com a mão, porque essa prática derruba muitos frutos no chão e danifica planta, favorecendo a ocorrência de doenças como a podridão-dos-ramos

40 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Autocombinada para o Ricino Autocombinada para o Ricino Alguns produtores fazem adaptações em autocombinadas com plataforma de milho, que lhes permite colher grandes áreas de cultivares indeiscentes, de porte anão, com plantas compactas, cujas folhas caem no final do ciclo Alguns produtores fazem adaptações em autocombinadas com plataforma de milho, que lhes permite colher grandes áreas de cultivares indeiscentes, de porte anão, com plantas compactas, cujas folhas caem no final do ciclo

41 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Como é definir o tamanho do espaço para secar a semente de Rícino Como é definir o tamanho do espaço para secar a semente de Rícino O tamanho do espaço depende de diversas condições, como: produtividade da lavoura, clima na época da colheita, em quantas vezes a colheita é parcelada e características de cachos e frutos. De forma geral, deve-se dispor de um espaço de aproximadamente 100 m2 para cada hectare de lavoura O tamanho do espaço depende de diversas condições, como: produtividade da lavoura, clima na época da colheita, em quantas vezes a colheita é parcelada e características de cachos e frutos. De forma geral, deve-se dispor de um espaço de aproximadamente 100 m2 para cada hectare de lavoura

42 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Como descaroçar o fruto do Rícino manualmente Como descaroçar o fruto do Rícino manualmente Para fazer o descascamento manual, os frutos são batidos com uma vara flexível, chicote de borracha, mangueira de plástico, para desprender as sementes, podendo-se, também, atritar os frutos com uma tábua sobre uma superfície dura. Para fazer o descascamento manual, os frutos são batidos com uma vara flexível, chicote de borracha, mangueira de plástico, para desprender as sementes, podendo-se, também, atritar os frutos com uma tábua sobre uma superfície dura.

43 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Qual a qualidade exigida pelas empresas que compram Ricino Qual a qualidade exigida pelas empresas que compram Ricino Para a indústria que compra o Rícino, diversos aspectos são importantes, principalmente o teor de óleo e sua acidez e a quantidade de impurezas nos grãos Para a indústria que compra o Rícino, diversos aspectos são importantes, principalmente o teor de óleo e sua acidez e a quantidade de impurezas nos grãos

44 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO Qual a diferença entre Rícino em baga, Rícino em caroço, fruto de Rícino e semente de Rícino Qual a diferença entre Rícino em baga, Rícino em caroço, fruto de Rícino e semente de Rícino De forma geral, fruto de Ricino refere-se à cápsula com as sementes, ou seja, aos frutos sem descascar. As expressões Ricino em baga e Ricino em caroço referem-se à semente já separada das cascas, ou seja, à semente limpa e pronta para comercialização. O termo semente pode referir-se tanto à semente destinada à industria como à destinada ao plantio. De forma geral, fruto de Ricino refere-se à cápsula com as sementes, ou seja, aos frutos sem descascar. As expressões Ricino em baga e Ricino em caroço referem-se à semente já separada das cascas, ou seja, à semente limpa e pronta para comercialização. O termo semente pode referir-se tanto à semente destinada à industria como à destinada ao plantio.

45 PLANOS DE MANEIO DA CULTURA DE RICINO O que são híbridos de Rícino O que são híbridos de Rícino Híbridos são plantas resultantes do cruzamento de duas linhas puras cujas plantas são geneticamente uniformes. Na prática, os híbridos são como cultivares de Ricino com alto potencial produtivo. A maioria dos híbridos de Ricino, embora tenham alto potencial produtivo, são muito exigentes em clima e fertilidade Híbridos são plantas resultantes do cruzamento de duas linhas puras cujas plantas são geneticamente uniformes. Na prática, os híbridos são como cultivares de Ricino com alto potencial produtivo. A maioria dos híbridos de Ricino, embora tenham alto potencial produtivo, são muito exigentes em clima e fertilidade

46 Obrigado Pela Atenção


Carregar ppt "Testagem da Cultura do Rícino a Nível Nacional como Produto para Biocombustível Cândido João Caracteristicas Gerais do Rícino Caracteristicas Gerais do."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google