A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

© 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes em Antieméticos MASCC/ESMO 2011 Multinational.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "© 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes em Antieméticos MASCC/ESMO 2011 Multinational."— Transcrição da apresentação:

1 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes em Antieméticos MASCC/ESMO 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer Organização e Coordenação Geral do evento: Richard J. Gralla, MD Fausto Roila, MD Maurizio Tonato, MD Jørn Herrstedt, MD

2 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Estes quadros são fornecidos a todos pela Multinational Association of Supportive Care in Cancer e podem ser utilizados livremente desde que não sejam feitas alterações e o logotipo da MASCC e a data da informação sejam mantidos. Em caso de dúvidas, por favor, contatar: Rebecca Clark-Snow - Presidente, Grupo de Estudo em Antieméticos da MASCC

3 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Este conjunto de quadros de diretrizes representa a última edição do processo de diretrizes. Este conjunto de painéis é endossado pelo comitê de diretrizes em antieméticos da MASCC. Estas diretrizes são baseadas na Conferência de Consenso em Terapia Antiemética, realizada em Perugia em junho de Última atualização em abril de 2010 DIRETRIZES DE CONSENSO EM ANTIEMÉTICOS: MASCC/ESMO - Alguns poucos comentários a este conjunto de diretrizes -

4 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. PARTICIPANTES NO PROCESSO DE DIRETRIZES EM ANTIEMÉTICOS EM PERUGIA: MASCC/ESMO Matti Aapro, MD Enzo Ballatori, PhD Emilio Bria, MD Rebecca Clark-Snow, RN, BSN, OCN Lawrence Einhorn, MD Birgitte Espersen, RN Petra Feyer, MD Richard Gralla, MD Steven Grunberg, MD Jørn Herrstedt, MD Paul Hesketh, MD Karin Jordan, MD Mark Kris, MD Ernesto Maranzano, MD Alexander Molassiotis, RN, PhD Gary Morrow, PhD Ian Olver, MD, PhD Bernardo Rapoport, MD Cynthia Rittenberg, RN, MN, AOCN Fausto Roila, MD Mitsue Saito, MD Maurizio Tonato, MD David Warr, MD

5 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. CONTINENTS AND COUNTRIES OF PARTICIPANTS IN ANTIEMETIC GUIDELINE PROCESS: MASCC/ESMO Ásia África Austrália / Oceania Europa América do Norte Japão África do Sul Austrália Dinamarca Alemanha França Itália Suiça Reino Unido Canadá Estados Unidos da América

6 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. 5HT3DEXAPR 5HT3DEXAPR PALODEX HT3 = antagonista do receptor de serotonina DEX = DEXAMETASONA APR = APREPITANTE PALO = PALONOSETRONA RESUMO PARA NÁUSEAS E VÔMITOS AGUDOS GRUPO DE RISCO EMÉTICOANTIEMÉTICOS Alto + + Antraciclina + Ciclofosfamida (AC) + + Moderado (outro que não AC) + Baixo ou ou Mínimo Sem profilaxia de rotina 5HT3DEXAPR 5HT3DEXAPR PALODEX * NOTA: Se o antagonista doo receptor de NK1 não for disponível para a quimioterapia com AC, a palonosetrona é o antagonista do receptor de 5-HT3 preferido. Subcomitê da Multinational Association of Supportive Care in Cancer para antieméticos. - Ann Oncol 2010; 5HT3DRA DRA = Antagonista do receptor de dopamina

7 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. 5HT3DEXAPR 5HT3DEXAPR PALODEX DEX = DEXAMETASONAAPR= APREPITANTE RESUMO PARA NÁUSEAS E VÔMITOS TARDIOS GRUPO DE RISCO EMÉTICOANTIEMÉTICOS Alto+ Antraciclina + Ciclofosfamida (AC) Moderado (outro que não AC) Baixo Sem profilaxia de rotina Mínimo Sem profilaxia de rotina DEXAPR DEX Subcomitê da Multinational Association of Supportive Care in Cancer para antieméticos Ann Oncol 2010;

8 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. DIRETRIZES EM ANTIEMÉTICOS: MASCC/ESMO - O Processo - 1)Cada comitê trabalhou em sua área de concentração antes do encontro de Perugia. Em Perugia, cada presidente de comitê apresentou os achados daquele comitê para o grupo todo, e incluiu a gradação de evidência / confiança da diretriz. 2)Discussões em grupo e votação de consenso seguiram-se a cada apresentação. Quais foram os critérios para consenso? Grau de consenso requerido: 67% ou mais de concordância entre os participantes do painel era requerido para mudar uma diretriz. Base de evidência para mudar uma diretriz existente: Foi exigida uma evidência convincente, baseada em estudos bem conduzidos, geralmente com um comparador sentido como consistente com as diretrizes e representando as melhores práticas. Geralmente, uma diferença de pelo menos 10% nos benefícios foi considerado o nível mínimo suficiente para a mudança.

9 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. DIRETRIZES EM ANTIEMÉTICOS: MASCC/ESMO - Comitês e suas Áreas (1/2) - I.Classificação do potencial emetogênico dos agentes antineoplásicos II.Emese aguda: Quimioterapia altamente emetogênica III.Emese tardia: Quimioterapia altamente emetogênica IV.Emese aguda: Quimioterapia moderadamente emetogênica V.Emese tardia: Quimioterapia moderadamente emetogênica

10 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. DIRETRIZES EM ANTIEMÉTICOS: MASCC/ESMO - Comitês e suas Áreas (2/2) - VI.Emese induzida por quimioterapia de mínimo ou baixo risco emetogênico VII.Aspectos adicionais: Emese refratária, terapia de resgate antiemético, quimioterapia de múltiplos dias, quimioterapia em dose alta VIII.Emese antecipatória IXA.Emese induzida por radioterapia IXB. Antieméticos em crianças recebendo quimioterapia X. Considerações futuras: Direções na pesquisa, Desenho de estudos, Considerações econômicas

11 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Processos em curso para abordar evidências emergentes no futuro: Os Comitês são permanentes Cada presidente questiona o comitê a cada 6 meses a respeito da existência de novas informações que possam afetar as diretrizes Um comitê diretivo questiona os presidentes para essas sugestões Se a evidência parece convincente, todos os membros do grupo são notificados para emitir suas opiniões Se é obtido um consenso, o documento de diretriz com base na internet (MASCC) é atualizado. Mantendo as Diretrizes Acuradas, Atualizadas, e Válidas DIRETRIZES EM ANTIEMÉTICOS: MASCC/ESMO Processos para o futuro:

12 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. MASCC/ESMO Diretrizes em Antieméticos 2010 Comitê I (1/5): Os Quatro Grupos de Risco Emético ALTO Risco em aproximadamente todos os pacientes (> 90%) MODERADORisco em 30% a 90% dos pacientes BAIXORisco em 10% a 30% dos pacientes MÍNIMOMenos do que 10% sob risco

13 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. MASCC/ESMO Diretrizes em Antieméticos 2010 Comitê I (2/5): Grupos de Risco Emético – Agentes Únicos - EV ALTO Cisplatina Mecloretamina Streptozocina Ciclofosfamida > 1500 mg/m 2 Carmustina Dacarbazina MODERADO Oxaliplatina Citarabina > 1000 mg/m 2 Carboplatina Ifosfamida Ciclofosfamide < 1500 mg/m 2 Azacitidina Alentuzumabe Doxorubicina Daunorubicina Epirubicina Idarubicina Irinotecano Bendamustina Clofarabina

14 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. MASCC/ESMO Diretrizes em Antieméticos 2010 Comitê I (3/5): Grupos de Risco Emético – Agentes Únicos - EV BAIXO Paclitaxel Docetaxel Mitoxantrona Topotecano Etoposide Pemetrexede Metotrexato Doxorubicina HCL lipossomal Tensirolimus Ixabepilona Mitomicina Gencitabina Citarabina < 1000 mg/m 2 5-Fluorouracil Bortezomibe Cetuximabe Trastuzumabe Catumaxomabe Panitumumabe

15 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. MASCC/ESMO Diretrizes em Antieméticos 2010 Comitê I (4/5): Grupos de Risco Emético – Agentes Únicos - EV MÍNIMO Bleomicina Busulfano Cladribina Fludarabina Vimblastina Vincristina Vinorelbina Bevacizumabe

16 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. MASCC/ESMO Diretrizes em Antieméticos 2010 Comitê I (5/5): Grupos de Risco Emético –Agentes Orais Isolados ALTO Hexametilmelamina Procarbazina MODERADO Ciclofosfamida Temozolomida Vinorelbina Imatinibe BAIXO Capecitabina Tegafur / Uracil Etoposide Sunitinibe Fludarabina Everolimus Lapatinibe Lenalidomida Talidomida MÍNIMO Clorambucil Hidroxiuréia Melfalano Metotrexato 6-Thioguanina Gefitinibe Sorafenibe Erlotinibe

17 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ II: Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Agudos após Quimioterapia de Alto Risco Emetogênico: Para prevenir as náuseas e vômitos agudos após quimioterapia de alto risco emetogênico, um regime de três drogas incluindo doses únicas de um antagonista do receptor de 5-HT 3, dexametasona, e aprepitante (ou fosaprepitante), administrados antes da quimioterapia é o recomendado. Nível de Confiança: Alto Nível de Consenso: Alto

18 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ III: Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Tardios após Quimioterapia de Alto Risco Emetogênico: Em pacientes recebendo cisplatina e tratados com uma combinação de aprepitante (ou fosaprepitante), um antagonista dos receptores 5- HT3 e dexametasona para prevenir náuseas e vómitos agudos, a combinação de dexametasona e aprepitante é sugerida para prevenir emese tardia, com base em sua superioridade à dexametasona sozinha. Nível de Confiança: Alto Nível de Consenso: Moderado

19 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IV (1/3): Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Agudos após Quimioterapia de Moderado Risco Emetogênico: As mulheres que recebem uma combinação de antraciclina mais ciclofosfamida representam uma situação com um risco particularmente elevado de náuseas e vômitos. Para evitar náuseas e vômitos, um esquema de três drogas incluindo doses únicas de um antagonista do receptor de 5-HT3, dexametasona e aprepitante (ou fosaprepitante), Nível de Confiança: Alto Nível de Consenso: Alto * NOTA: Se o antagonista do receptor de NK1 não estiver disponível para a quimioterapia com AC, a palonosetrona é o antagonista 5-HT3 preferido.

20 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IV (2/3): Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Agudos após Quimioterapia de Moderado Risco Emetogênico: Em pacientes que recebem quimioterapia de moderado risco emetogênico, não incluindo a combinação de antraciclina e ciclofosfamida, a palonosetrona e dexametasona são recomendadas para a profilaxia das náuseas e vômitos agudos. Nível de Confiança: Moderado Nível de Consenso: Moderado

21 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IV (3/3): Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Agudos após Quimioterapia de Moderado Risco Emetogênico: A dose de dexametasona recomendada para a profilaxia das náuseas e vômitos da quimioterapia de risco emetogênico moderado é de 8 mg, por via endovenosa, em dose única (x 1). Nível de Confiança: Moderado Nível de Consenso: Alto

22 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. 5HT3DEXAPR 5HT3DEXAPR PALODEX AGENTEVIAANTIEMÉTICOS Ondansetrona EV8 mg ou 0,15 mg/Kg Oral16 mg* Granisetrona EV1 mg ou 0,01 mg/Kg Oral2 mg (ou 1 mg**) Dolasetrona EV100 mg ou 1,8 mg/Kg Oral100 mg Tropisetrona EV5 mg Oral5 mg Palonosetrona EV0,25 mg Oral0,5 mg Doses Recomendadas de Antagonistas do Receptor de Serotonina (5-HT 3 ) Para a Emese Aguda * Estudos randomizados tem testado o esquema de 8 mg duas vezes ao dia ** A dose de 1 mg é a preferida por alguns painelistas

23 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Dose Recomendada de Corticosteroide* (dexametasona) DEXAMETASONADose e Esquema Alto Risco - Emese aguda 20 mg em dose única (12 mg quando usada com aprepitante ou fosaprepitante)** - Emese Tardia 8 mg 2x/dia por dias (8 mg uma vez ao dia quando utilizado com aprepitante ou fosaprepitante Risco Moderado - Emese aguda8 mg em dose única - Emese Tardia 8 mg diário por dias (muitos painelistas utilizam a dose de 4 mg 2x/dia) Baixo Risco - Emese aguda4 - 8 mg em dose única * Embora outros corticosteroides que não sejam a dexametasona sejam antieméticos efetivos, a dose e esquema de dexametasona, associada a sua ampla disponibilidade em várias apresentações, estabeleceu-a como o agente de escolha da diretriz ** A dose de 12mg de dexametasona é a única testada com aprepitante em amplos estudos clínicos randomizados

24 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Doses Recomendadas de Antagonistas de Receptor NK 1 * APREPITANTE e FOSAPREPITANTE** Dose e Esquema - Emese Aguda Aprepitante: 125 mg por via oral, uma vez, no dia da quimioterapia - ou - Fosaprepitante: 115 mg EV, uma vez, no dia da quimioterapia - Emese Tardia Aprepitante 80 mg por via oral, uma vez ao dia, nos dois dias após a quimioterapia. * Até essa atualização,, Aprepitante e Fosaprepitante são os únicos antieméticos antagonistas NK 1 aprovados. ** Fosaprepitante é uma pró-droga do aprepitante administrada por via endovenosa. Nos países em que o fosaprepitante está disponível, ele é indicado para substituir apenas o primeiro dia do aprepitante oral (125 mg). Se quer o aprepitante ou fosaprepitante sejam usados no dia da quimioterapia, eles devem ser seguidos em cada um dos dias seguintes, por aprepitante oral 80mg/dia. O Fosaprepitante foi aprovado por seu perfil similar de farmacocinética (Lasseter et al. J Clin Pharm. 47, ; (2007) quando testado contra o aprepitante, não por estudos clínicos comparativos entre antieméticos.

25 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ V (1/3): Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Tardios após Quimioterapia de Moderado Risco Emetogênico: Os pacientes que recebem quimioterapia moderadamente emetogênica, sabidamente associada a incidência significativa de náuseas e vômitos tardios, devem receber profilaxia antiemética para a emese tardia. Nível de Confiança: Alto Nível de Consenso: Alto

26 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ V (2/3): Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Tardios após Quimioterapia de Moderado Risco Emetogênico: Em pacientes com câncer de mama, recebendo uma combinação de antraciclina e ciclofosfamida, tratados com a combinação de aprepitante (ou fosaprepitante), um antagonista do receptor 5-HT 3 e dexametasona para prevenir as náuseas e vômitos agudos, o aprepitante deve ser utilizado para prevenir a náusea e vômitos tardios. Nível de Confiança MASCC: Moderado Nível de Consenso MASCC: Moderado

27 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Tardios após Quimioterapia de Moderado Risco Emetogênico: Em pacientes recebendo quimioterapia de moderado risco emetogênico (a qual não inclui uma combinação de antraciclina e ciclofosfamida) na qual a palonosetrona é recomendada, o tratamento com dexametasona oral em múltiplos dias é o tratamento preferido para a prevenção das naúseas e vômitos tardios. Nível de Confiança: Moderado Nível de Consenso: Moderado COMITÊ V (3/3):

28 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ VI (1/3): Diretrizes para a Prevenção das Náuseas e Vômitos Agudos em pacientes recebendo agentes de baixo risco antiemético: Um único agente antiemético como a dexametasona, um antagonista de receptor 5-HT 3 ou um antagonista do receptor de dopamina, como a metoclopramida, é sugerido para a profilaxia em pacientes recebendo agentes de baixo risco emetogênico. Nível de Confiança: Não foi possível estabelecer confiança Nível de Consenso: Moderado

29 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes para a prevenção de náuseas e vômitos agudos em pacientes recebendo agentes antineoplásicos de mínimo risco*: Nenhum antiemético deve ser rotineiramente administrado antes da quimioterapia em pacientes sem história de náuseas ou vômitos. Nível de Confiança: Não foi possível estabelecer confiança Nível de Consenso: Alto *Embora incomum neste nível emetogênico, se um paciente apresentar vômitos, é aconselhado que nos tratamentos subsequentes com quimioterapia deva ser utilizado o regime para o nível emetogênico imediatamente superior. COMITÊ VI (2/3):

30 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ VI (3/3): Diretrizes para a prevenção de náuseas e vômitos tardios em pacientes recebendo agentes antineoplásicos de mínimo risco*: Nenhum antiemético deve ser administrado para a prevenção da emese tardia induzida pela quimioterapia baixa ou minimamente emetogênica. Nível de Confiança: Não foi possível estabelecer confiança Nível de Consenso: Alto *Embora incomum neste nível emetogênico, se um paciente apresentar vômitos, é aconselhado que nos tratamentos subsequentes com quimioterapia deva ser utilizado o regime para o nível emetogênico imediatamente superior.

31 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ VII: Diretrizes para os pacientes recebendo cisplatina em múltiplos dias: Os pacientes recebendo cisplatina em múltiplos dias devem receber um antagonista do receptor 5-HT 3 e dexametasona para as náuseas e vômitos agudos, e dexametasona para as náuseas e vômitos tardios. Nível de Confiança: Alto Nível de Consenso: Alto Nenhuma diretriz foi sentida como apropriada para antiemese de resgate ou quimioterapia de dose alta (i.e. transplante) Os antagonistas do receptor 5-HT 3 devem ser administrados nos dias 1-5, exceto para a palonosetrona que deve ser administrada nos dias 1, 3 e 5 apenas. Nota:

32 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ VIII (1/2): Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos antecipatórios A melhor abordagem para a emese antecipatória é o melhor controle possível da emese aguda e tardia. Nível de Confiança MASCC: Alto Nível de Consenso MASCC: Alto

33 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos antecipatórios Terapias comportamentais, em particular o treinamento de relaxamento muscular progressivo, dessensibilização sistemática e hipnose, podem ser utilizados para tratar as náuseas e vômitos antecipatórios. Nível de Confiança: Alto Nível de Consenso: Alto Benzodiazepinas são as únicas drogas que reduzem a ocorrência de náuseas e vômitos antecipatórios, mas sua eficácia tende a decrescer a medida que o tratamento quimioterápico continua. Nível de Confiança: Moderado Nível de Consenso: Moderado COMITÊ VIII (2/2):

34 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IXa (1/5) - Níveis de Risco Emético com a Radioterapia - NÍVEL DE RISCO*ÁREA DE TRATAMENTO ALTOTBI, Irradiação linfonodal total MODERADOAbdome Superior, UBI, HBI BAIXO Crânio, cranioespinal, C & P, região baixa do tórax, pelves MÍNIMOExtremidades, Mama TBI: Irradiação do Corpo Todo, HBI: Irradiação de um hemicorpo, UBI: Irradiação do Hemicorpo Superior *Na radioquimioterapia concomitante, a profilaxia antiemética é feita de acordo com as diretrizes de antieméticos relacionadas à correspondente categoria de risco da quimioterapia, a menos que o risco de emese seja maior com a radioterapia do que com a quimioterapia

35 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IXa (2/5): Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos em pacientes recebendo radioterapia altamente emetogênica: Radioterapia de corpo todo, Radioterapia linfonodal total Os pacientes recebendo radioterapia altamente emetogênica devem receber antagonistas de receptor 5-HT 3 e dexametasona. Nível de Confiança: Alto (Moderado com a adição de dexametasona) Nível de Consenso: Alto

36 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IXa (3/5): Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos em pacientes recebendo radioterapia Moderadamente emetogênica: Abdome superior, Radioterapia de um Hemicorpo, Radioterapia do Hemicorpo Superior Os pacientes recebendo radioterapia moderadamente emetogênica devem receber um antagonista do receptor 5-HT 3 e um curso curto opcional de dexametasona. Nível de Confiança: Alto (Moderado com a adição de dexametasona) Nível de Consenso: Alto

37 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IXa (4/5): Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos em pacientes recebendo radioterapia de baixo risco emetogênico: Crânio, cranioespinal, Cabeça & Pescoço, região inferior do tórax, pelves Os pacientes recebendo radioterapia de baixo risco emetogênico devem receber profilaxia ou resgate com antagonista do receptor de 5-HT 3. Nível de Confiança: Moderado (Baixo para o resgate) Nível de Consenso: Alto

38 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IX (5/5): Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos em pacientes recebendo radioterapia de mínimo risco emetogênico: Extremidades, mama Os pacientes recebendo radioterapia de mínimo risco emetogênico devem receber resgate com um antagonista do receptor de dopamina ou um antagonista do receptor 5-HT 3. Nível de Confiança: Baixo Nível de Consenso: Alto

39 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IXb (1/3) - Antieméticos em Crianças - Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos em quimioterapia de risco emetogênico moderado ou alto, em crianças: Todos os pacientes pediátricos devem receber profilaxia antiemética com uma combinação de um antagonista do receptor de 5-HT 3 e dexametasona. Nível de Confiança: Moderado Nível de Consenso: Alto

40 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. COMITÊ IXB (2/3) - Antieméticos em Crianças - Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos Tardios em quimioterapia de risco emetogênico Alto e Moderado, em crianças: Não existem estudos apropriados disponíveis para a prevenção de náuseas e vômitos atraso nas crianças e, portanto, nenhuma recomendação formal é possível. Muitos painelistas sentem que, na ausência de estudos, as crianças devem ser tratadas de forma semelhante à dos adultos recebendo quimioterapia deste risco. As doses devem ser ajustadas de forma adequada para crianças.

41 © 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes para a prevenção das náuseas e vômitos em quimioterapia de risco emetogênico mínimo e baixo, em crianças: Não existem estudos adequados disponíveis neste contexto para as crianças e, portanto, nenhuma recomendação formal é possível. Muitos painelistas sentem que, na ausência de estudos, as crianças devem ser tratadas de forma semelhante à dos adultos recebendo quimioterapia deste risco. As doses devem ser ajustadas de forma adequada para crianças. COMITÊ IXb (3/3) - Antieméticos em Crianças -


Carregar ppt "© 2011 Multinational Association of Supportive Care in Cancer TM All rights reserved worldwide. Diretrizes em Antieméticos MASCC/ESMO 2011 Multinational."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google