A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 1 Aspectos éticos de la Organización del Conocimiento José Augusto Guimarães Universidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 1 Aspectos éticos de la Organización del Conocimiento José Augusto Guimarães Universidade."— Transcrição da apresentação:

1 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 1 Aspectos éticos de la Organización del Conocimiento José Augusto Guimarães Universidade Estadual Paulista – UNESP Marília – SP - BRASIL Apoio CNPq

2 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 2 Vertentes conceituais Ciência da Informação Organização do conhecimento Ética

3 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 3 Ciência da Informação... campo que se preocupa com os princípios e práticas de criação, organização e distribuição da informação. ( SMIT & BARRETO, 2002 ) Dimensão teórica: princípios e metodologias Dimensão aplicada: práticas relacionadas a exercícios profissionais específicos (o profissional, seu perfil e seu papel).

4 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 4 Agregando novas preocupações… Além do domínio de conteúdos específicos, busca-se o desenvolvimento de competências e habilidades para o exercício profissional: Adaptabilidade Investigação Interdisciplinaridade Habilidade na solução de problemas Consciência das dimensões social e estratégica da informação (MASON, 1990; PONJUAN, 1993; WELCH, 1994 e GUIMARÃES, 1997)

5 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 5 Organização do conhecimento (O.C.) Elementos conceituais: área de estudos voltada às atividades de ordenação, representação e recuperação da informação registrada (Pinho, 2006, p.16) estuda das possibilidades de organização de um conhecimento registrado sob a perspectiva de geração de novo conhecimento que, uma vez registrado, transforma-se em informação ou conhecimento em ação (Dahlberg, 1993, p. 214)

6 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 6 Universo da O.C. Processos: Classificação, Indexação, Condensação; Representação, Catalogação; Controle de autoridades Produtos: Índices; Resumos, Catálogos, OPACs Instrumentos: Classificações; Listas de Cabeçalhos de Assunto; Tesauros; Terminologias; Taxonomias; Ontologias, Formatos, Normas de descrição.

7 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 7 A questão ética A concepção do bem fazer A maneira pela qual uma sociedade, a partir de seus próprios valores, espera que ocorra o comportamento individual e as relações inter-pessoais (WECKERT & ADENEY, 2000).

8 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 8 A dimensão profissional da ética Conjunto de valores que um dado setor social, caracterizado por uma especificidade de saberes e de práticas (profissão) estabelece como necessários e fundamentais ao exercício profissional. A função social da profissão A responsabilidade profissional

9 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 9 Algumas abordagens da ética em C.I. (MESCHINI, 2005) Exercício profissional (SMIT, 1994; GUIMARÃES, 1994; SANTOS, 1996; CORTE, 1994; FARIA, 1994; TARGINO, 1996; VERGUEIRO, 1994) Novas tecnologias (ROVER, 2000; CAPURRO, 2002; STALLMAN, 2000; LEVACOV, 1997; MICHEL, 1997, Brey (1999 e 2000), Floridi (1999), Spinello (1999), Buchanan (2000), Cohen (2000), Duncan (2000), Entrona (2000), Ford (2001), Tavani (2001), Sturges (2002), Couldry (2003), Rochenbach & Mendina (2003). Produção científica (PRADO, 1996; PESSANHA, 1998) Aspectos histórico-conceituais (MEDEIROS, 1994; MARTINS, 1994; SOUZA, 2002) Responsabilidade social (FREIRE, 2003; COSTA, 1999).

10 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 10 A discussão das questões éticas em C.I. Aspectos predominantes na literatura internacional: Prática profissional (má-conduta, confiabilidade) Direitos específicos (privacidade, direitos autorais, liberdade intelectual, censura etc) Busca e difusão de informação Gestão de unidades de informação (GUIMARÃES & FERNANDEZ MOLINA, 2003)

11 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 11 A preocupação científica sobre ética informacional Estudo da IFLA sobre a ética na legislação profissional de 18 países (Vaagan, 2002) acesso à informação, censura, inclusão informacional, confidencialidade, respeito à diversidade

12 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 12 A preocupação científica sobre ética informacional Byrne (2002), Fernandez Molina (2000), Froehlich (1994 e 1997), Gorman (2000), Guimarães (2000), Koehler & Pemberton (2000), Mintz (2000), Rubin (1998), Rubin & Froelich (1996), Sturges (2002) e Weckert & Adeney (2000); Ênfases tradicionais de abordagem: Gestão, Disseminação e, mais recentemente, Organização da informãção IFLA (Vaagan, 2002): acesso à informação, censura, inclusão informacional, confidencialidade, respeito à diversidade

13 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 13 Fatores interferentes nas decisões éticas ( Froehlich, 1994 ) utilidade social responsabilidade social sobrevivência organizacional sobrevivência profissional respeito por si mesmo respeito pelos demais indivíduos e instituiçõe padrões coletivo-culturais padrões legais.

14 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 14 COMPROMISSOS ÉTICOS (Guimarães, 2000) o usuário a organização a informação a profissão o profissional

15 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 15 Compromisso com o usuário...vai além da concepção ingênua de information delivery para encarar o usuário um sujeito que se apropria da informação para gerar conhecimento, conhecimento esse que irá novamente alimentar o sistema.

16 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 16 Compromisso com a organização... revela-se enquanto contexto específico, com objetivos institucionais definidos, em cujo âmbito ocorrerá a concretização das ações informativas.

17 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 17 Compromisso com a informação... revela-se mais nitidamente na forma pela qual o profissional toma contato com o documento e, a partir dele (concebido como fonte para a transmissão do conhecimento para a geração de conhecimento novo), gera meta-informação (ou informação documental).

18 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 18 Compromisso com a profissão... a profissão, enquanto dimensão coletiva e agregadora de saberes, de fazeres e de seus respectivos agentes, revela-se imprescindível ao profissional para a concretização de aspirações conjuntas e de uma atuação integrada ( GUIMARÃES, 2000, p.66).

19 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 19 Compromisso com o profissional... atinge não apenas a dimensão do profissional-cidadão em um dado contexto social mas, também, como indivíduo, dotado de aptidões, preferências, idéias e, principalmente, sonhos de auto-realização (GUIMARÃES, 2000, p.66).

20 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 20 Dois mitos perigosos (Vergueiro, 1994) A neutralidade A corporação

21 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 21 Alguns conceitos sobre ética em O.C. Garantia e hospitalidade cultural (Beghtol) Ética transcultural de mediação (García Gutiérrez) O poder de rotular (Olson) O respeito aos domínios de conhecimento (Thellefsen) Os desvios na indexação e os danos sofridos pelo usuário (Van del Waalt) Dilemas éticos na questão de multilinguismo (Hudon) Prejuízos e antipatias (Berman)

22 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 22 Metavalores em O.C. (Guimarães et al., 2008) Privacidade Liberdade de expressão Acesso à informação Segurança Equidade Respeito à diversidade Propriedade intelectual

23 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 23 Valores éticos em O.C. (Guimarães et. al, 2008) Garantia cultural Hospitalidade cultural Respeito ao domínio de conhecimento Imparcialidade Precisão Exaustividade Consistência Garantia literária Atualidade Cooperação Acessibilidade, Flexibilidade e Facilidade de uso

24 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 24 Problemas éticos em O.C. (Guimarães et al., 2008) Literalidade na tradução/representação Generalização / Reducionismo (p.ex. categorizações dicotômicas) Omissão Proselitismo Adulteração / Deturpação (p.ex. preconceitos e idiossincrasias ) Parcialidade Alienação Falta de clareza Inacessibilidade Crença na neutralidade e no univer5salismo dos processos, produtos e instrumentos

25 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 25 Uma reflexão final A questão ética na Ciência da Informação deve centrar sua ênfase de abordagem antes na dimensão axiológica ( a questão dos valores) que na dimensão deontológica (a questão dos códigos), pois as normas éticas necessitam ser, sempre, decorrentes de uma ampla e lúcida discussão sobre os valores que as permeiam e as direcionam (ou seja, que a elas subjazem).

26 José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 26 MUCHAS GRACIAS


Carregar ppt "José Augusto Chaves Guimarães (MDP, 2012) 1 Aspectos éticos de la Organización del Conocimiento José Augusto Guimarães Universidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google