A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A INICIAÇÃO CRISTÃ NA PARÓQUIA. A Paróquia e a comunidade são os lugares concretos e imediatos da Iniciação Cristã. É aí que os simpatizantes, mais tarde.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A INICIAÇÃO CRISTÃ NA PARÓQUIA. A Paróquia e a comunidade são os lugares concretos e imediatos da Iniciação Cristã. É aí que os simpatizantes, mais tarde."— Transcrição da apresentação:

1 A INICIAÇÃO CRISTÃ NA PARÓQUIA

2 A Paróquia e a comunidade são os lugares concretos e imediatos da Iniciação Cristã. É aí que os simpatizantes, mais tarde catecúmenos, farão sua caminhada concreta de Iniciação

3 As paróquias e comunidades que abraçaram esse trabalho e se prepararam para iniciá-lo definem agora: O quê O quê Quem Quem Com quem Com quem Onde Onde Quando Quando Por quanto tempo Por quanto tempo Como Como (DAp, 287) (DAp, 287) Vão dar os primeiros e os passos seguintes da Iniciação. Planejar a caminhada já é começá-la.

4 1º PASSO Acolhimento Ocorrerá o primeiro contato do simpatizante com o introdutor, o catequista, a secretaria e a equipe da Iniciação, marcando-o positivamente ou negativamente; Ocorrerá o primeiro contato do simpatizante com o introdutor, o catequista, a secretaria e a equipe da Iniciação, marcando-o positivamente ou negativamente; Ocorrerá o contato pessoal, direto e amigo entre cada simpatizante e seu introdutor; Ocorrerá o contato pessoal, direto e amigo entre cada simpatizante e seu introdutor; Far-se-á a coleta dos dados relativos ao candidato por parte da paróquia Far-se-á a coleta dos dados relativos ao candidato por parte da paróquia

5 Continuarão os contatos entre o introdutor e o simpatizante, para que se conheçam melhor e estreitem os laços de amizade; Continuarão os contatos entre o introdutor e o simpatizante, para que se conheçam melhor e estreitem os laços de amizade;

6 Em Síntese O quê? Acolhida; O quê? Acolhida; Como? Diálogo amigo, fraterno, discreto; Como? Diálogo amigo, fraterno, discreto; Quem? Introdutor e Simpatizante; Quem? Introdutor e Simpatizante; Com quê? Atenção, respeito, carinho, simpatia; Com quê? Atenção, respeito, carinho, simpatia; Quando? Nos primeiros passos da caminhada; Quando? Nos primeiros passos da caminhada; Onde? Igreja, na casa do simpatizante, na secretaria paroquial; Onde? Igreja, na casa do simpatizante, na secretaria paroquial; Por quanto tempo? Alguns dias Por quanto tempo? Alguns dias

7 2º PASSO Início do Processo Tempo: PRÉ-CATECUMENATO O Pré-Catecumenato é marcado pela escuta, diálogo, confiança, fraternidade entre o Introdutor e Simpatizante; O Pré-Catecumenato é marcado pela escuta, diálogo, confiança, fraternidade entre o Introdutor e Simpatizante; Os Introdutores preferivelmente devem participar de pastorais e movimentos existentes na paróquia e na comunidade; Os Introdutores preferivelmente devem participar de pastorais e movimentos existentes na paróquia e na comunidade; Os encontros de acompanhamento serão individuais ou em pequenos grupos homogêneos e adequados ao perfil do simpatizante; Os encontros de acompanhamento serão individuais ou em pequenos grupos homogêneos e adequados ao perfil do simpatizante;

8 Os contatos não se limitam aos dias e locais determinados, mas podem acontecer em outros dias e locais, não necessariamente na Igreja; Os contatos não se limitam aos dias e locais determinados, mas podem acontecer em outros dias e locais, não necessariamente na Igreja; A linguagem deve ser acessível, coloquial, adaptada ao simpatizante ou ao grupo; A linguagem deve ser acessível, coloquial, adaptada ao simpatizante ou ao grupo; Não perder de vista que este tempo visa à primeira evangelização, ao encontro pessoal com Cristo e, por meio dele, com o Pai; Não perder de vista que este tempo visa à primeira evangelização, ao encontro pessoal com Cristo e, por meio dele, com o Pai; O tempo do Pré-catecumenato deverá ser em torno de 40 a 60 dias; O tempo do Pré-catecumenato deverá ser em torno de 40 a 60 dias; Para marcar a passagem do Pré-catecumenato ao Catecumenato, faz-se o RITO DA ADMISSÃO e a ENTREGA DA BÍBLIA. Para marcar a passagem do Pré-catecumenato ao Catecumenato, faz-se o RITO DA ADMISSÃO e a ENTREGA DA BÍBLIA.

9 Em Síntese O quê? Pré-evangelização; O quê? Pré-evangelização; Como? Testemunho, serviço, diálogo, anúncio; Como? Testemunho, serviço, diálogo, anúncio; Quem? Introdutor e Simpatizante; Quem? Introdutor e Simpatizante; Com quê? Escuta, conversas, apresentações, oração, recursos audiovisuais; Com quê? Escuta, conversas, apresentações, oração, recursos audiovisuais; Quando? Uma vez por semana Quando? Uma vez por semana Onde? A critério dos dois; Onde? A critério dos dois; Por quanto tempo? Entre 40 e 60 dias Por quanto tempo? Entre 40 e 60 dias

10 Tempo: CATECUMENATO Os Catecúmenos ou Catequizandos são agora conduzidos por um catequista; Os Catecúmenos ou Catequizandos são agora conduzidos por um catequista; As Catequeses serão semanais e realizadas da melhor maneira possível, usando todos os recursos disponíveis; As Catequeses serão semanais e realizadas da melhor maneira possível, usando todos os recursos disponíveis; Neste tempo é fundamental o crescimento da coesão do grupo, serão desenvolvidos os grandes temas da mensagem cristã, em torno do CREIO, DA LITURGIA, DA VIDA CRISTÃ E DA ORAÇÃO. Lembrando que o centro de toda a catequese deve ser conduzir os catecúmenos e os catequizandos ao ENCONTRO COM JESUS; Neste tempo é fundamental o crescimento da coesão do grupo, serão desenvolvidos os grandes temas da mensagem cristã, em torno do CREIO, DA LITURGIA, DA VIDA CRISTÃ E DA ORAÇÃO. Lembrando que o centro de toda a catequese deve ser conduzir os catecúmenos e os catequizandos ao ENCONTRO COM JESUS; Deve-se incentivar o contato direto com a Bíblia, a leitura, contemplação e reflexão da Palavra é fundamental; Deve-se incentivar o contato direto com a Bíblia, a leitura, contemplação e reflexão da Palavra é fundamental;

11 É recomendável que o presbítero ou o diácono estejam presentes em algumas celebrações desse tempo, alimentando os catecúmenos e os catequizandos com a Palavra de Deus e dando-lhes as bênçãos próprias. Lembrando que é ministrado neste período o RITO DA ENTREGA DO CREDO e o RITO DA ENTREGA DO PAI NOSSO; É recomendável que o presbítero ou o diácono estejam presentes em algumas celebrações desse tempo, alimentando os catecúmenos e os catequizandos com a Palavra de Deus e dando-lhes as bênçãos próprias. Lembrando que é ministrado neste período o RITO DA ENTREGA DO CREDO e o RITO DA ENTREGA DO PAI NOSSO; É bom que, se possível pastoralmente, os catecúmenos ou catequizandos vão se engajando na vida da comunidade, participando de suas atividades e assumindo alguns trabalhos pastorais; É bom que, se possível pastoralmente, os catecúmenos ou catequizandos vão se engajando na vida da comunidade, participando de suas atividades e assumindo alguns trabalhos pastorais; Com os candidatos considerados aptos e desejosos de continuar, celebra-se o RITO DA ELEIÇÃO no primeiro domingo da Quaresma. Com os candidatos considerados aptos e desejosos de continuar, celebra-se o RITO DA ELEIÇÃO no primeiro domingo da Quaresma.

12 Em Síntese O quê? Catequese Doutrinária O quê? Catequese Doutrinária Como? Encontros, uso da Bíblia, Leituras, Dinâmicas, celebrações; Como? Encontros, uso da Bíblia, Leituras, Dinâmicas, celebrações; Quem? Catequista e catecúmeno ou catequizando; Quem? Catequista e catecúmeno ou catequizando; Com mais quem? Presbítero, diácono, pastorais, movimentos, comunidade; Com mais quem? Presbítero, diácono, pastorais, movimentos, comunidade; Quando? Uma vez por semana Quando? Uma vez por semana Onde? Igreja, centro pastoral, etc.. Onde? Igreja, centro pastoral, etc.. Por quanto tempo? Entre 01 e 02 anos Por quanto tempo? Entre 01 e 02 anos

13 Tempo: PURIFICAÇÃO E ILUMINAÇÃO Realiza-se durante a Quaresma; Realiza-se durante a Quaresma; Destina-se a uma intensa preparação espiritual dos eleitos e da comunidade para as celebrações pascais e a celebração dos sacramentos; Destina-se a uma intensa preparação espiritual dos eleitos e da comunidade para as celebrações pascais e a celebração dos sacramentos; Encontros de recolhimento e oração são recomendados aos catecúmenos ou catequizandos, catequistas, introdutores, famílias dos eleitos, etc..; Encontros de recolhimento e oração são recomendados aos catecúmenos ou catequizandos, catequistas, introdutores, famílias dos eleitos, etc..; Com o RITO DO ÉFETA e a UNÇÃO PRÉ-BATISMAL, o grupo se dispersa para voltar a se reunir com toda a comunidade no Sábado Santo Com o RITO DO ÉFETA e a UNÇÃO PRÉ-BATISMAL, o grupo se dispersa para voltar a se reunir com toda a comunidade no Sábado Santo

14 A celebração dos sacramentos da Iniciação acontece na grande celebração da Vigília Pascal; A celebração dos sacramentos da Iniciação acontece na grande celebração da Vigília Pascal; A celebração estará à altura do Mistério celebrado e de sua importância e significado para os eleitos; A celebração estará à altura do Mistério celebrado e de sua importância e significado para os eleitos; A extensão do tempo da celebração terá que ser sabiamente compensada pela beleza e leveza dos ritos A extensão do tempo da celebração terá que ser sabiamente compensada pela beleza e leveza dos ritos

15 Em Síntese O quê? Celebração dos sacramentos da Iniciação cristã; O quê? Celebração dos sacramentos da Iniciação cristã; Como? Clima de Fé, alegria, festa; Como? Clima de Fé, alegria, festa; Quem? Comunidade, padre, diácono, eleitos, famílias, padrinhos, catequistas; Quem? Comunidade, padre, diácono, eleitos, famílias, padrinhos, catequistas; Quando? Na Vigília Pascal Quando? Na Vigília Pascal Onde? Igreja Matriz, Capelas; Onde? Igreja Matriz, Capelas; Por quanto tempo? Em torno de no máximo três horas. Por quanto tempo? Em torno de no máximo três horas.

16 Tempo: MISTAGOGIA Os neófitos ou neo- comugantes se reúnem com o catequista para aprofundarem os ritos da celebração pascal, particularmente dos sacramentos recebidos; Os neófitos ou neo- comugantes se reúnem com o catequista para aprofundarem os ritos da celebração pascal, particularmente dos sacramentos recebidos; A participação nas Eucaristias da comunidade, por parte dos neófitos e neo-comugantes, haverá de ser frequente, consciente, ativa e frutuosa; A participação nas Eucaristias da comunidade, por parte dos neófitos e neo-comugantes, haverá de ser frequente, consciente, ativa e frutuosa; No caso das crianças neo- comugantes deveriam ir a cada encontro sendo-lhe apresentada os diversos grupos em que ela poderá se engajar; No caso das crianças neo- comugantes deveriam ir a cada encontro sendo-lhe apresentada os diversos grupos em que ela poderá se engajar; Aos jovens e adultos seria providente já encaminhá-los a uma pastoral específica, a um serviço, etc.. Aos jovens e adultos seria providente já encaminhá-los a uma pastoral específica, a um serviço, etc..

17 Em Síntese O quê? Aprofundamento litúrgico-espiritual dos sacramentos celebrados e apresentação aos grupos de futuro engajamento; O quê? Aprofundamento litúrgico-espiritual dos sacramentos celebrados e apresentação aos grupos de futuro engajamento; Como? Encontros, oração, celebrações; Como? Encontros, oração, celebrações; Quem? Comunidade, iniciados, padrinhos, catequistas, famílias; Quem? Comunidade, iniciados, padrinhos, catequistas, famílias; Quando? Tempo Pascal Quando? Tempo Pascal Onde? Igreja Matriz, Capelas; Onde? Igreja Matriz, Capelas; Por quanto tempo? Período Pascal Por quanto tempo? Período Pascal

18 3º PASSO Missão O tempo da mistagogia, último tempo do processo de Iniciação, deve desembocar na missão; O tempo da mistagogia, último tempo do processo de Iniciação, deve desembocar na missão; As equipes de liturgia e catequese devem preparar com todo zelo uma missa própria de envio dos Iniciados aos novos engajamentos; As equipes de liturgia e catequese devem preparar com todo zelo uma missa própria de envio dos Iniciados aos novos engajamentos; O engajamento dos neófitos ou neo-comungantes na vida e nas ações da comunidade, além de expressão da consagração sacramental, será também forte estímulo para a continuidade de sua caminhada cristã e eclesial. O engajamento dos neófitos ou neo-comungantes na vida e nas ações da comunidade, além de expressão da consagração sacramental, será também forte estímulo para a continuidade de sua caminhada cristã e eclesial.

19 Em Síntese O quê? Envio Solene; O quê? Envio Solene; Como? Missa com RITO PRÓPRIO DO ENVIO; Como? Missa com RITO PRÓPRIO DO ENVIO; Quem? Comunidade, Iniciados, Famílias, equipes de catequese, liturgia, pastorais participantes; Quem? Comunidade, Iniciados, Famílias, equipes de catequese, liturgia, pastorais participantes; Quando? Festa da Ascensão ou Festa de Pentecostes; Quando? Festa da Ascensão ou Festa de Pentecostes; Onde? Igreja Matriz, Capelas; Onde? Igreja Matriz, Capelas; Por quanto tempo? Duração de uma Missa Por quanto tempo? Duração de uma Missa

20 AcolhimentoPréCatecumenato RITO DE ADMISSÃO E ENTREGA DA BÍBLIA Catecumenato RITO DE ELEIÇÃO Purificação e Iluminação CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS MistagogiaMissão Alguns dias Entre 40 e 60 dias 02 Anos 40 dias 50 dias Festa da Ascensão / Festa de Pentec. Período Litúrgico º Dom. da Páscoa ao Domingo da Ascensão Festa de Pentec. a 7ª Sem. Tempo Comum Tempo da Quaresma Tempo Pascal Ritos Complementares Rito de Entrega do Credo e Rito de Entrega do Pai Nosso Rito do Éfeta e Unção Pré Batismal Rito Próprio do Envio Quadro Sintético Catequese de Eucaristia com Inspiração Catecumenal

21 Quadro Sintético Catequese de Crisma com Inspiração Catecumenal AcolhimentoPréCatecumenato RITO DE ADMISSÃO E ENTREGA DA BÍBLIA Catecumenato RITO DE ELEIÇÃO Purificação e Iluminação CELEBRAÇÃO DOS SACRAMENTOS MistagogiaMissão Alguns dias Entre 40 e 60 dias 01 Ano 40 dias 50 dias Festa da Ascensão / Festa de Pentec. Período Litúrgico º Dom. da Páscoa ao Domingo da Ascensão Festa de Pentec. a 7ª Sem. Tempo Comum Tempo da Quaresma Tempo Pascal Ritos Complementares Rito de Entrega do Credo e Rito de Entrega do Pai Nosso Rito do Éfeta e Unção Pré Batismal Rito Próprio do Envio


Carregar ppt "A INICIAÇÃO CRISTÃ NA PARÓQUIA. A Paróquia e a comunidade são os lugares concretos e imediatos da Iniciação Cristã. É aí que os simpatizantes, mais tarde."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google