A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - PPGCI Convênio CNPq/IBICT - UFRJ/ECO Área de Concentração 2 Política e Gestão do Conhecimento e da.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - PPGCI Convênio CNPq/IBICT - UFRJ/ECO Área de Concentração 2 Política e Gestão do Conhecimento e da."— Transcrição da apresentação:

1 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - PPGCI Convênio CNPq/IBICT - UFRJ/ECO Área de Concentração 2 Política e Gestão do Conhecimento e da Informação Linha de pesquisa 2.1. Configurações Sociais e Políticas da Informação CURSO: O CAMPO DE POSSIBILIDADES DE COMUNICAÇÃO DA INFORMAÇÃO [2002] SEMINÁRIO RESULTADOS PRELIMINARES DE PESQUISAS PROGRAMAÇÃO Abertura 1. O PADRÃO QUE UNE TRÊS ABORDAGENS Isa Maria Freire, doutora em Ciência da Informação 2. INTER-AÇÃO NO CIBERESPAÇO Bruno Macedo Nathansohn, mestrando, PPGCI 3. OFICINAS DE RECICLAGEM DE PAPEL COMO AGREGADOS DE INFORMAÇÃO Carla Tavares, mestranda, PPGCI 4. A IDENTIDADE CULTURAL DE QUISSAMÃ, RJ, NO AR Carmelita do Espírito Santo, mestranda PPGCI 5. Pesquisas em discussão Encerramento

2 A informação sintoniza o mundo, pois referencia o homem ao seu semelhante e ao seu espaço vivencial. (Barreto, 1996)

3 Campo da Ciência da Informação: A Ciência da Informação se preocupa com os princípios e práticas da produção, organização e distribuição da informação. Assim como com o estudo da informação desde sua geração até a sua utilização, e a sua transmissão em uma variedade de formas através de uma variedade de canais (The Institute of Information Scientists apud Barreto, 1997)

4 Em outras palavras: [é um campo de] investigação científica e prática profissional que trata dos problemas de efetiva comunicação de conhecimentos e de registros do conhecimento entre seres humanos, no contexto de usos e necessidades sociais, institucionais e/ou individuais de informação. (Saracevic, 1992 apud Pinheiro, 1999)

5 Interdisciplinaridade A característica interdisciplinar da ciência da informação não precisa ser procurada, está no âmago do próprio campo científico. [Atualmente,] trocas significantes estão acontecendo entre vários campos científicos que abordam os mesmos problemas de informação, ou semelhantes, de formas bastante diferentes. A ciência da informação definitivamente deveria unir esses campos. (Saracevic, 1995)

6 Responsabilidade social responsabilidade social ciência emergente, que tem como responsabilidade social facilitar a comunicação de mensagens entre o emissor e o receptor humanos com objetivo de promover a mudança nas estruturas do conhecimento do receptor. (Wersig e Neveling apud Freire, 1995)

7 A informação na sociedade: produção do conhecimento como agente mediador na produção do conhecimento, a informação qualifica-se em forma e substância, como estruturas significantes com a competência de gerar conhecimento para o indivíduo e seu grupo. (Barreto, 1994 )

8 Belkin (1976) afirma que a ciência da informação está interessada na informação no contexto da comunicação humana, e que uma vez estabelecido um problema de informação ele pode ser reelaborado ou modificado. Existe a preocupação de estudar o problema da transmissão da informação do conhecimento para aqueles que dele necessitam, na sociedade.

9 Entretanto, informação o conceito informação tem amplo uso em uma variedades de disciplinas científicas, sendo a escolha do conceito apropriada ao interesse de cada uma delas

10 Uma extensa pesquisa, identificou, para Belkin & Robertson, a única noção básica comum às inúmeras definições de "informação", qual seja a idéia de estruturas sendo mudadas, o que os leva a propor uma definição como segue: "informação é o que é capaz de transformar estruturas"

11 estrutura Um parêntesis para falar sobre a idéia deestrutura na Ciência da Informação... estruturas semânticas estruturas significantes Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação Área de Concentração Política e Gestão do Conhecimento e da Informação Linha de pesquisa Configurações Sociais e Políticas da Informação Disciplina Espaços e redes de informação Seminário Das estruturas semânticas de Mikhailov às estruturas significantes de Barreto

12 Escrevendo sobre o VINITI, Foskett assinala que... Com seu quadro de quase pessoas, em tempo integral, e com possibilidade de reunir cerca de especialistas, em tempo parcial, não é de surpreender que tenha [conseguido] resultados... satisfatórios em todos os aspectos da documentação secundária, resumos, serviços de notificação rápida de novas publicações, revisões de literatura e computadores...

13 E mais: ficamos sabendo que Os países da Europa Oriental tendem a imitar o modelo organizacional do VINITI... [nos EUA, o] centro de recursos informativos sobre Educação..., criado após muita pesquisa, discussão pública, e argumentos privados, copiou a maioria das operações do VINITI, até mesmo com excesso desnecessário.

14 Brookes Na recensão de Scientific communications and informatics, de Mikhailov et alli, em 1984, Brookes nos dá uma pista... informatica Para a maioria de nós, no Ocidente, Lenin é recordado unicamente como o marxista ardente e revolucionário que, em 1917, fundou a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. Seu papel como o fundador também da informatica russa não é tão conhecido quanto merece ser.

15 Dez anos depois, no Mestrado em Ciência da Informação do IBICT - ECO, as possibilidades e a legitimidade de um estudo dialético da informação perspectiva crítica Dantas assinala que, ao expressar uma visão socialista da informação, os cientistas soviéticos apontam para as possibilidades e a legitimidade de um estudo dialético da informação, contribuindo para dotar a ciência da informação de uma perspectiva crítica sobre suas próprias atividades e interesses.

16 informação científica Definição de informação científica de Guilarevski informação lógica que se obtém no processo de conhecimento e reflete adequadamente as leis do mundo objetivo e é utilizada na prática social histórica

17 Entretanto, informação científica quando se diz que a informação científica se obtém no processo de conhecimento, leva-se em conta que a base desse processo não é apenas a atividade de investigação científica mas a prática, todos os gêneros da atividade [humana] relacionada com a transformação da natureza e sociedade.

18 Deste modo... o termo informação científica é genérico e a palavra científica não significa em absoluto que esta informação é resultado apenas de uma atividade puramente científica.

19 Entretanto, Guilarevski restringe o campo de atuação da Informática atividade científica informativa... a atividade científica informativa é parte independente do trabalho científico que dele se separou no curso de sua divisão social e tem como finalidade fornecer aos cientistas e especialistas [técnicos] as informações necessárias [para desenvolvimento do seu trabalho].

20 informação científica Em texto publicado em 1975, Mikhailov et alli confirmam a opção pela informação científica Informática a estrutura e as propriedades gerais da informação científicaregularidades de todos os processos de comunicação científica [A Informática é uma] disciplina científica que estuda a estrutura e as propriedades gerais da informação científica, bem como as regularidades de todos os processos de comunicação científica...

21 informação científica Propriedades da informação científica Cumulatividade Desenvolvimento da ciência, continuidade e internacionalismo Independência [dos autores] Rede coletiva de conhecimento (Brillouin) Envelhecimento Obsolescência Dispersão Diretamente ligada às anteriores

22 Dispersão significa que mudando sua expressão lingüística, unidades semânticas idênticas de informação científica noções, declarações, descrições de fatos, hipóteses, conceitos, teorias, leis, ensinamentos são usados em obras científicas diversas de maneiras diferentes e contextos diferentes

23 É o que acontece com os três estudos cujos resultados preliminares estaremos conhecendo neste seminário

24 Então, retomando... É no espaço social, político e econômico que ocorre o fenômeno da produção e circulação da informação... através de um processo de comunicação social que engloba uma fonte geradora de informação (emissor), os canais de transmissão do texto e sua estrutura e um usuário (receptor) da informação. (Freire, 1998)

25 Belkin e Robertson (1976) apresentam uma visão do fenômeno da informação no processo de comunicação humana como a "deliberada (proposital) estruturação de uma mensagem por um emissor, no sentido de alterar a estrutura-da-imagem [do mundo e de si mesmo] do receptor. Isto implica que o emissor tem conhecimento da estrutura do receptor" (em itálico, no texto original)

26 Os fenômenos básicos da Ciência da Informação informação IO texto e sua estrutura (a informação) IIA estrutura-da-imagem do receptor e as propósito mudanças nessa estrutura (o propósito) IIIA estrutura-da-imagem do emissor e a produção estruturação do texto (a produção) BELKIN e ROBERTSON, 1976

27 Entretanto, canais uma área que interessa a cientistas da informação e tem sido omitida na lista de fenômenos básicos, diz respeito aos canais. Nesse sentido, os fenômenos de interesse da Ciência da Informação podem ser definidos como: O texto e sua estrutura e as atividades e mecanismos que alteram essas estruturas entre emissor e receptor.

28 salto Um salto no tempo e no espaço: da Inglaterra de 1976 ao Brasil de 1996 Informação : estruturas significantes conhecimentoestruturas significantes com a competência de gerar conhecimento no indivíduo, em seu grupo, ou na sociedade (Barreto, 1996)

29 Conhecimento toda alteração provocada no estado cognitivo do indivíduo, isto é, no estoque mental de saber acumulado, proveniente de uma interação positiva com uma estrutura de informação. (Barreto, 1996)

30 Nesse contexto, informação Instrumento modificador da consciência do homem e de seu grupo social, a informação mantém uma relação com o conhecimento, que, por sua vez, só se realiza se a informação é percebida e aceita como tal. (Barreto, 1996)

31 Conceito de assimilação da informação... processo de interação entre o indivíduo e uma determinada estrutura de informação, que vem gerar uma modificação em seu estado cognitivo produzindo conhecimento, que se relaciona corretamente com a informação recebida. (Barreto, 1996)

32 Agregados de informação As estruturas de informação são armazenadas ou estocadas no que denominamos de agregados... seu destino final, o objetivo da informação e de seus agregados, é promover o desenvolvimento do indivíduo, de seu grupo e da sociedade. (Barreto, 1996)

33 Funções dos agregados de informação : Produção: razão prática e produtivista reunião, seleção, processamento e armazenamento da informação em estoques - estoques estáticos de informação (documentos e outros suportes contendo textos, sons e/ou imagens) - estoques dinâmicos de informação (conhecimentos técnicos de consultores e instrutores, que necessitam atualizar-se constantemente)

34 Transferência de informação: razão reflexiva assimilação transmissão de mensagem para um determinado contexto social específico cuja assimilação seja possível intermediação da produção da informação entre agentes (pessoas, organizações) e usuários da informação

35 Em outras palavras, a função de produção de informação Deve acumular estoques estáticos de informação, mas que por si só não criam conhecimento; Possuir uma racionalidade técnica, com padrões estabelecidos internacionalmente e homogêneos no tratamento e reformação da informação;

36 A função de produção de estoques de informação é parte de um sistema maior, que é o sistema de produção de conhecimento.

37 E a função de transferência ou distribuição Deve possuir uma racionalidade contextual e cognitiva relacionada a um determinado espaço social [pois] é na sua interação com uma determinada realidade que se realiza a produção de conhecimento, na qual acontece a essência do fenômeno da informação.

38 Em síntese, o conhecimento é uma alteração provocada no estado cognitivo de um indivíduo que vise promover seu desenvolvimento e de seu meio. (Barreto, 1999) E a relação informação/conhecimento só se realiza se a informação for percebida e aceita pelo receptor, de forma a acrescentar um novo saber, ou sedimentar saber já estocado, ou ainda modificar saber anteriormente estocado...

39 A informação é qualificada como um instrumento modificador da consciência do homem e de seu grupo social. Deixa de ser, unicamente, uma medida de organização por redução de incerteza, para ser a própria organização em si. (Barreto, 1996) Nessa perspectiva,

40 Por fim, considerando o valor da ICT na sociedade atual Possibilitar o acesso à informação, através dos mais diferentes meios de comunicação, torna-se fundamental na melhoria das condições de vida de nosso povo. (Gustavo Freire, 2000)


Carregar ppt "PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO - PPGCI Convênio CNPq/IBICT - UFRJ/ECO Área de Concentração 2 Política e Gestão do Conhecimento e da."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google