A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1.Origem, objecto, método ( 6 slides) 2.Desejo de Deus ( 9 slides) 3.Caminho de Deus para o homem ( 10 slides) 4.Etapas da Revelação ( 11 slides) 5.Razões.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1.Origem, objecto, método ( 6 slides) 2.Desejo de Deus ( 9 slides) 3.Caminho de Deus para o homem ( 10 slides) 4.Etapas da Revelação ( 11 slides) 5.Razões."— Transcrição da apresentação:

1 1.Origem, objecto, método ( 6 slides) 2.Desejo de Deus ( 9 slides) 3.Caminho de Deus para o homem ( 10 slides) 4.Etapas da Revelação ( 11 slides) 5.Razões para crer (13 slides) 6. Transmissão da Revelação ( 11 slides) 7. Fé, encontro com Deus ( 14 slides ) 8. Fé, projecto vital ( 10 slides) 9. Círculos de diálogo (19 slides) Aulas previstas: Teologia Fundamental Aula 4 Etapas da Revelação

2 1/11 Depois da queda, Deus fez a Adão e a Eva uma promessa de redenção. Deus decide salvar a humanidade, e fá-lo através de uma série de etapas. Teologia Fundamental Deus deu-se a conhecer aos nossos primeiros pais. Revestiu-os de graça e justiça, e convidou-os a viver em íntima comunhão com Ele. A Revelação primitiva é continuada na aliança com Noé depois do dilúvio. Revelação primitiva

3 2/11 A Bíblia refere-se a diversas pessoas que são testemunhas do Deus vivo : Abel o justo, Noé, Melquisedec, etc.. Teologia Fundamental Sab 13, 4-5 Sab 13, 4-5 : São vãos por natureza todos os homens em que haja desconhecimento de Deus, e que, a partir das coisas visíveis, são incapazes de ver Aquele que é, nem pela consideração das obras viram o artífice. Nos escritos tardios do AT encontram-se múltiplas considerações sobre a possibilidade de conhecer Deus através da criação e sobre a insensatez de O rejeitar.

4 3/11 Esta história especial de Deus com os homens começa com a vida dos patriarcas Abraão, Isaac e Jacob. Em tal história, Deus manifesta-se fazendo uma eleição imerecida, promete a posse de uma terra maravilhosa. Todavia faltam normas legais e de culto. Teologia Fundamental A acção histórica Deus não quis revelar-se aos humanos somente de modo individual, mas ao homem como ser social e histórico. Além da história universal de Deus com os homens, há uma historia especial da Revelação divina: em tempos e lugares concretos, Deus deu-se a conhecer de um modo novo e sobrenatural a determinadas pessoas, às quais conferiu a missão de anunciar a sua palavra publicamente aos demais homens.

5 4/11 O Deus de Israel é um Deus vivo, que vê a miséria do homem e escuta os seus clamores. É um Deus que tem compaixão dos que sofrem, um Deus que liberta e guia, que intervém na história. É um Deus de esperança. Com Moisés, Deus constitui Israel como seu povo libertando-o da escravidão. Dá a este povo indicações éticas e sociais, os dez mandamentos. Teologia Fundamental

6 5/11 Deus chama os profetas : recebem de Deus o encargo de fazer que o povo volte à obe - diência e à justiça, e, na época do exílio, de lhe dar ânimo e consolá-lo. Teologia Fundamental Com frequência Israel abandona o único Deus vivo e esquece-se do preceito fundamental da sua lei, para adorar os ídolos dos povos vizinhos. Nessas situações, Deus faz surgir homens e mulheres, para ajudar o seu povo. Por causa da desobediência e injustiça do povo, Deus ameaça -o com um castigo. A sentença converte-se em realidade com a queda do reino do Norte em 722, e a do reino do Sul com o exílio babilónico em 587.

7 6/11 Conteúdo desta pregação: o Reino de Deus esperado no AT está nas suas palavras, obras e na sua própria Pessoa ; a Mensagem de Jesus sobre Deus é de alegria, sobretudo para os pecadores, para que se convertam e sigam a sua chamada; Deus é amor sem limites. Através das diversas etapas da história sagrada, Deus preparou o seu povo para a Revelação definitiva em Jesus Cristo. Ele é o cumprimento das pro- messas do Antigo Testamento. Teologia Fundamental A pregação de Jesus acerca de Deus tem um novo acento.

8 7/11 Jesus está por cima de Moisés e dos profetas, da Lei e do Templo. É o Filho único do Pai, o Verbo divino. É o Filho eterno enviado ao mundo. Teologia Fundamental Jesus Cristo falou de Deus de modo inteiramente único. A relação de Jesus com o Pai é diferente da que mantemos nós (meu Pai, vosso Pai). Em diversos momentos e de muitos modos falou Deus no passado aos nossos pais por meio dos profetas. Nestes últimos dias falou-nos por Heb 1, 1-2 meio do seu Filho ( Heb 1, 1-2 ). Em Jesus, Deus não se contentou com intervir na história humana com obras e palavras, mas Ele mesmo se tornou presente.

9 8/11 Deus Pai fala eternamente de toda a abun- dância do ser e da vida numa Palavra pessoal, o Verbo, seu Filho. Na plenitude dos tempos, enviou esta Palavra até nós para nossa s alva- ção. Teologia Fundamental No NT, Deus manifesta-se-nos como Pai, Filho e Espírito Santo. Cristo, o Filho de Deus feito homem, é a CIC, 65 Palavra única, perfeita e insuperável ( CIC, 65 ), com a qual, desde a eternidade, se expressa o Pai. NEle, Deus comunicou-nos todo o seu mistério, entregou-se-nos completamente. Não haverá outra palavra além desta. Cristo vive e actua em constante referência ao Pai.

10 9/11 A redenção é a história do amor de Deus pelo homem, do amor do Pai unido com o Filho no Espírito Santo, uma história que supera em muito a capacidade do entendimento humano. A redenção não é um negócio jurídico frio, segundo o qual se deva realizar um sacrifício para acalmar uma majestade ofendida. Teologia Fundamental Deus Pai reconcilia os homens consigo no seu próprio Filho. É Ele que dá aos homens uma nova vida e lhes oferece a sua graça. Por ela somos feitos participantes da nature- za divina : somos realmente filhos do Pai no Filho. Chamamos-lhe, por isso, Abba.

11 10/11 O que era condenação e vergonha, Deus converteu-o em entrada na glória. O acto próprio de Deus é a Ressurreição. A Ressurreição é obra da Trindade e, portanto, também Cristo ressuscita pela sua própria virtude. Desde a morte e Ressurreição de Jesus Cristo sabemos quem é Deus: o que se dirige ao débil e desamparado, quebra os laços do pecado, dá a vida. Teologia Fundamental A morte de Cristo é um dos mistérios conti- dos nos planos divinos. O Pai não condena a morte, antes salva, resgata, inclusive glorifica na morte. Morte e Ressurreição

12 11/11 Ficha técnica Bibliografia Estes Guiões são baseados nos manuais da Biblioteca de Iniciação Teológica da Editorial Rialp (editados em português pela editora Diel) Slides Original em português europeu - disponível em inicteol.googlepages.com


Carregar ppt "1.Origem, objecto, método ( 6 slides) 2.Desejo de Deus ( 9 slides) 3.Caminho de Deus para o homem ( 10 slides) 4.Etapas da Revelação ( 11 slides) 5.Razões."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google