A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Leonardo da Silva de Assis Marciléia Aparecida de Paula Maria Cristina Szarota Barrios Recursos Informacionais I - 2007.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Leonardo da Silva de Assis Marciléia Aparecida de Paula Maria Cristina Szarota Barrios Recursos Informacionais I - 2007."— Transcrição da apresentação:

1 Leonardo da Silva de Assis Marciléia Aparecida de Paula Maria Cristina Szarota Barrios Recursos Informacionais I

2 O tema escolhido para a realização do trabalho foi a cidade de São Paulo. Tal escolha ocorreu com o intuito de oferecer uma fonte que atendesse às necessidades informacionais de diferentes públicos em relação ao âmbito temático coberto pelo guia. Para a seleção das obras, nos restringimos apenas à Biblioteca Florestan Fernandes, que pertence à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP).

3 O tema escolhido para elaboração deste guia foi a cidade de São Paulo. Criar um guia que compile obras de referência que abordem vários aspectos relativos à cidade de São Paulo, tais como: histórico, cultural, econômico, urbanístico e geográfico.

4 Tendo em vista a importância nacional, e até mesmo internacional da capital paulista, que recebe públicos diversificados tais como turistas e profissionais de várias áreas, julgou-se necessária a criação de um guia que atendesse as necessidades informacionais dos mesmos. Aos turistas, por exemplo, interessariam informações sobre museus, instituições culturais, aquisição de produtos e serviços, guia de ruas para sua locomoção e localização na cidade. Dessa forma, no guia estão presentes obras que respondem a esse tipo de interesse. Em relação aos pesquisadores, estes são atendidos no que diz respeito às suas necessidades de informações no que tange aos aspectos históricos e urbanísticos da cidade.

5 Para a elaboração do guia, foram compiladas e analisadas obras de referência que estão localizadas na biblioteca Florestan Fernandes, que pertence à Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP). Após a escolha do tema, foram realizadas buscas na Base de Dados Bibliográficos da USP (DEDALUS), sendo consultada a base local da faculdade. Na base de dados foi escolhida a opção busca na qual foi utilizada a seguinte estratégia: cidade and São Paulo. Para a delimitação do tipo de obra que se queria localizar acrescentou-se à equação os termos que remetiam à tipologia documental procurada (dicionários, enciclopédias, guias e diretórios), uma vez que o guia iria ser constituído por esses vários tipos de documentos.

6 Depois da realização da busca, foram localizadas 17 obras, das quais 12 foram escolhidas. O critério utilizado para a seleção dos materiais foi o de possuírem informações sobre os aspectos intrínsecos da obra, como objetivo, público-alvo, forma de organização dos dados, entre outros. Tais aspectos são os que constam nos Critérios para avaliação de obras de referência, retirados do livro Obras de referência: subsídios para uma avaliação criteriosa, da autoria de Kathryn Kemp Silberger et al. Além da seleção dos documentos baseada nos aspectos intrínsecos, houve a necessidade de exclusão de algumas obras que abordavam o Estado de São Paulo como um todo, não se limitando apenas à capital paulista, que era o foco do trabalho. Foram extraídas de cada obra as informações para a constituição do guia. Para efeito de contextualização, este também possui um breve histórico sobre a cidade de São Paulo e sobre a Biblioteca Florestan Fernandes.

7 A fundação de São Paulo insere-se no processo de ocupação e exploração das terras americanas pelos portugueses, a partir do século XVI. Por volta da metade desse mesmo século, um grupo de padres da Companhia de Jesus, da qual faziam parte José de Anchieta e Manoel da Nóbrega, escalaram a Serra do Mar e chegaram ao planalto de Piratininga. Nesse lugar foi fundado o Colégio dos Jesuítas no dia 25 de janeiro de 1554, ao redor do qual iniciou-se a construção das primeiras casas de taipa que dariam origem ao povoado de São Paulo de Piratininga.

8 Atualmente, a capital paulista comporta uma população de quase 11 milhões de habitantes, distribuídos em uma área de 1509 quilômetros quadrados. Sua taxa de urbanização é de 92,23% e seu Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é de 0,841. A cidade é hoje a mais rica do país, além de ser: o maior mercado do Mercosul; o principal centro da América do Sul; e o maior centro universitário e tecnológico brasileiro. São Paulo é conhecida e visitada por diversos fatores, como: pontos turísticos, vida cultural (cinemas, teatros, bibliotecas, centros culturais, museus, feiras e exposições, arte), vida noturna, entretenimento, serviços, parques, gastronomia, compras, negócios (sendo um dos maiores centros financeiros do Brasil e do mundo)

9 O Serviço de Biblioteca e Documentação da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (SBD/FFLCH/USP) foi criado em 1987 e, assim, reuniu a administração de acervos e setores da faculdade. A demanda da biblioteca é formada não apenas pela comunidade USP, mas também pela comunidade científica nacional, uma vez que possui um dos maiores e mais completos acervos da área de Ciências Humanas do país. Em 2005, com o término da construção do prédio da Biblioteca, foi consolidada a integração de todos os acervos correspondentes aos cursos de Ciências Sociais, Filosofia, Geografia, História e Letras. Em tal ocasião a Biblioteca recebeu o nome de Florestan Fernandes.

10

11 Guia dos documentos históricos na cidade de São Paulo, Aspectos Intrínsecos: - Identificação FERNANDES, Paula Porta S. (Coord.). Guia dos documentos históricos na cidade de São Paulo, São Paulo: Hucitec/Neps, Casa editora: Hucitec/Neps. A Editora Hucitec foi fundada em 1971 por Artur Neves, Flávio George Aderaldo e Adalgisa Pereira da Silva (profissionais ligados ao livro) e por um grupo de cientistas sociais e experimentais. Seu objetivo é publicar autores brasileiros escrevendo sobre a realidade brasileira. O nome Hucitec foi criado por Maurício Rocha e Silva, professor titular de Farmacologia da Universidade de São Paulo e um dos maiores cientistas que tivemos no Brasil. Trata-se de uma abreviação de Humanismo, Ciências e Tecnologia, campos em que ele dividia o conhecimento humano. O catálogo da Hucitec abrange diversas áreas como Arquitetura, Ciências Sociais, Economia, Filosofia, Geografia, História, Teatro, Lazer, Educação Física, Linguagem, Literatura, Ciências Biológicas e Saúde e, ao longo de seus trinta e seis anos, sua linha editorial recebeu diversos prêmios e o reconhecimento de intelectuais e leitores.

12 FERNANDES, Paula Porta S. (Coord.). Guia dos documentos históricos na cidade de São Paulo, São Paulo: Hucitec/Neps, Tipo: guia especializado. - Propósito - público alvo: comunidade paulista e brasileira que necessite localizar documentação específica ou apenas queira conhecer dados às vezes pitorescos da metrópole paulista. - objetivos: localizar, descrever e divulgar os locais que guardam a memória da cidade (acervos de documentos textuais, iconográficos, arquitetônicos, museológicos, sonoros e fílmicos), tornando-a acessível a todos os cidadãos. - Alcance - âmbito temático: instituições sediadas no município de São Paulo, que foram fundadas até 1954 e que são responsáveis pela guarda de acervos de documentos textuais originais. - âmbito geográfico: cidade de São Paulo, pois apresenta informações sobre instituições da cidade de São Paulo. - âmbito temporal:

13 FERNANDES, Paula Porta S. (Coord.). Guia dos documentos históricos na cidade de São Paulo, São Paulo: Hucitec/Neps, Informações dadas: apresenta informações bem detalhadas sobre instituições da cidade de São Paulo que possuem acervos históricos. Cada um dos verbetes traz o nome da instituição, seu endereço, horário de funcionamento, telefone, fax, endereço eletrônico, data de fundação da instituição, possibilidades de reprodução do documento (se é possível tirar fotocópia, fotografia etc.), histórico da instituição, descrição dos tipos de documento que o acervo da instituição possui e ano do documento mais antigo e do mais recente existente em tal acervo. - Outras características: possui apresentação, prefácio, agradecimentos, introdução, sumário, uma pequena explicação sobre como usar o guia, anexos (que apresentam uma lista com o nome e o endereço das instituições que não puderam proceder à descrição de seus acervos documentais no prazo solicitado pelos idealizadores do guia), índices alfabético e cronológico. - Organização da obra - arranjo: as informações são divididas pelo tipo de instituição (poder público, cartórios, arquivos, bibliotecas, museus, escolas etc.) e dentro de cada uma dessas divisões há um arranjo alfabético. - acesso: sumário, índices alfabético e cronológico.

14 FERNANDES, Paula Porta S. (Coord.). Guia dos documentos históricos na cidade de São Paulo, São Paulo: Hucitec/Neps, Aspectos Extrínsecos: - nº de páginas: 832 p. - tamanho: 26 cm. Localização no acervo: FFLCH /R ^G943

15 No desenvolvimento do guia, observamos a dificuldade de se chegar a um tema para criação de uma obra que compilasse informações de obras de referência. Em nossa jornada na busca por um tema, fomos a duas bibliotecas – Psicologia e FFLCH - e pesquisamos 4 assuntos diferentes, dentre eles psicologia, psicanálise, mitologia e a cidade de São Paulo. O processo de obtenção das obras levou em consideração o atendimento dos materiais aos critérios para avaliação de obras de referência, estabelecidos pela disciplina de Recursos Informacionais I. Em nosso universo de pesquisa, muitos materiais remetiam a informações sobre o Estado de São Paulo, mas não utilizamos esses documentos. Tivemos que verificar com exatidão todas as obras para obtermos um número suficiente de material que contribuísse na confecção do Guia de obras de referência sobre a cidade de São Paulo.

16 A extração dos dados das obras não foi um fator que dificultou nosso trabalho. Com os tópicos estabelecidos pelos Critérios para avaliação de obras de referência, seguimos as leituras dos materiais guiados pelos itens que deveriam constar como informações para nossos usuários. Já as informações institucionais, complementares na análise e na obtenção de dados das obras, foram localizadas, sem exceção, na internet. Tal fato ocorreu devido ao rápido processo de atualização e acesso das informações nesse ambiente.

17 A partir da análise de introduções e apresentações das obras de referência, observamos quão precioso é o valor que esses conteúdos oferecem de informações para os leitores dos documentos. Quando os materiais não apresentavam informações suficientes para o nosso guia, logo concluíamos que o processo de criação de tais obras falhou na disponibilização de informações básicas para orientação de seus leitores. Com esse trabalho, aprendemos a identificar as obras de referência para criação de um guia e fazer as distinções entre os principais tipos de documentos. Levamos em consideração todo o conteúdo aprendido durante o semestre pelos seminários apresentados, bem como as aulas expositivas da disciplina.

18 Assim, mesmo num universo editorial em transição, devido às tecnologias para difusão das informações nos meios eletrônicos, observamos que a confecção de um guia é de suma importância, visto que não é todo material impresso que está disponível na internet para consulta. O contato apenas com material eletrônico pode nos trazer a ilusão de que a chegada a tal processo de desenvolvimento de acesso à informação não passou por etapas de intenso pensar dos seres humanos. O prazer de ler um livro impresso, bem como a consulta no local onde ele se encontra, transcende o simples acesso à informação, pois abre espaço para o uso de um bem histórico produzido num certo período de tempo pelo homem.

19 ALMEIDA JUNIOR, Jose B. Guia pitoresco e turístico de São Paulo. São Paulo: Martins, 19-? AMARAL, Antônio Barreto do. Dicionário de história de São Paulo. São Paulo: Governo do Estado, CAMARGO, Ana Maria de Almeida. Os primeiros almanaques de São Paulo: introdução à edição fac-similar dos almanaques de 1857 e São Paulo: Convênio IMESP/DAESP, ELETROPAULO – Eletricidade de São Paulo. Evolução urbana da cidade de São Paulo: estruturação de uma cidade industrial ( ). São Paulo: ELETROPAULO, v.1, t.1. (Série Bibliografia) FERNANDES, Paula Porta S. (Coord.). Guia dos documentos históricos na cidade de São Paulo, São Paulo: Hucitec/Neps, LO SCHIAVO, Rita de Cássia Martinez (Coord.). Fontes para a história da iluminação pública da cidade de São Paulo São Paulo: ELETROPAULO, MELO, Luis Correia. Dicionário de autores paulista. São Paulo: Comissão do IV Centenário Cidade de São Paulo, MISAN, Simona; VASQUES, Thereza Cavalcanti. Muito prazer, São Paulo! Guia de museus e instituições culturais. São Paulo: Palas Athena, NASCIMENTO, Oswaldo. O Guia Mapograf São Paulo: Mapograf, ª edição. PORCHAT, Edith. Informações históricas sobre São Paulo no século de sua fundação. São Paulo: Iluminuras, SAMPAIO, Maria Ruth Amaral de (Coord.). Catálogo bibliográfico: transformações urbanas e mercado de trabalho em São Paulo São Paulo: FAU, TELEFONICA. Telefônica São Paulo 2005: assinantes empresariais. São Paulo: TPI, 2004.

20 EDITORA HUCITEC. Disponível em:. Acesso em: 30 de nov. de 2007.http://www.hucitec.com.br/ EDITORA ILUMINURAS. Disponível em:. Acesso em: 29 de nov. de EDITORA PALAS ATENAS. Disponível em:. Acesso em: 28 de nov. de ELETROPAULO. Disponível em:. Acesso em: 29 de nov. de 2007http://www.eletropaulo.com.br/ FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO – USP. Histórico. Disponível em:. Acesso em 23 de nov. de 2007.http://www.usp.br/fau/fau/index.html FUNDAÇÃO SISTEMA ESTADUAL DE ANÁLISE DE DADOS (SEADE). Perfil Municipal. Disponível em:. Acesso em: 29 de nov. de 2007 IMPRENSA OFICIAL. Disponível em:. Acesso em: 28 de nov. de PORTAL DO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO. Disponível em:. Acesso em: 30 de nov. de PORTAL MARTINS FONTES. Disponível em:

21 Leonardo da Silva de Assis Marciléia Aparecida de Paula Maria Cristina Szarota Barrios Recursos Informacionais I


Carregar ppt "Leonardo da Silva de Assis Marciléia Aparecida de Paula Maria Cristina Szarota Barrios Recursos Informacionais I - 2007."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google