A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Psicólogo Virgilio Gomes 1 MOTIVAÇÃO HUMANA Compreendendo as forças que movem o comportamento Humano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Psicólogo Virgilio Gomes 1 MOTIVAÇÃO HUMANA Compreendendo as forças que movem o comportamento Humano."— Transcrição da apresentação:

1 Psicólogo Virgilio Gomes 1 MOTIVAÇÃO HUMANA Compreendendo as forças que movem o comportamento Humano

2 Psicólogo Virgilio Gomes2 Motivação: Perspectiva Histórica Willian McDougall ( ) Willian McDougall ( ) - Motivos = Instintos (forças irracionais, compulsórias e herdadas que originam tudo que a pessoa faz, sente, percebe e pensa) – Lista de Instintos: CURIOSIDADE, REPULSA, AGRESSÃO, AUTOAFIRMAÇÃO, FUGA, CRIAÇÃO DE FILHO, REPRODUÇÃO, FOME SOCIABILIDADE, AQUISIÇÃO E CONSTRUTIVISMO. Mais tarde incluiu-se os instintos de SER MORAL, ESTIMAR IDADES,EVITAR COMER MAÇAS etc...

3 Psicólogo Virgilio Gomes3 DEFINIÇÃO DOS TERMOS DA MOTIVAÇÃO MOTIVO MOTIVO NECESSIDADE NECESSIDADE IMPULSO IMPULSO INSTINTO INSTINTO > Todos são constructos, processos internos hipotéticos que não podem ser diretamente observados ou medidos e parecem explicar o comportamento.

4 Psicólogo Virgilio Gomes4 NECESSIDADE: aplica-se a deficiências que podem basear-se em requisitos corporais ou aprendidos ou em alguma combinação de ambos. NECESSIDADE: aplica-se a deficiências que podem basear-se em requisitos corporais ou aprendidos ou em alguma combinação de ambos. MOTIVO (OU MOTIVAÇÃO): refere-se a um estado interno que resulta de uma necessidade e que ativa ou desperta comportamento usualmente dirigido ao cumprimento da necessidade ativante. MOTIVO (OU MOTIVAÇÃO): refere-se a um estado interno que resulta de uma necessidade e que ativa ou desperta comportamento usualmente dirigido ao cumprimento da necessidade ativante. IMPULSOS: surgem para satisfazer necessidades fisiológicas básicas. IMPULSOS: surgem para satisfazer necessidades fisiológicas básicas. INSTINTO: é usado para necessidades fisiológicas e padrões de comportamentos complicados que parecem ser de origem principalmente hereditária. Os cientistas usam PADRÃO DE AÇÃO FIXA INSTINTO: é usado para necessidades fisiológicas e padrões de comportamentos complicados que parecem ser de origem principalmente hereditária. Os cientistas usam PADRÃO DE AÇÃO FIXA

5 Psicólogo Virgilio Gomes5 OS MOTIVOS CATEGORIAS: IMPULSOS BÁSICOS IMPULSOS BÁSICOS MOTIVOS SOCIAIS MOTIVOS SOCIAIS MOTIVOS PARA ESTIMULAÇÃO SENSORIAL MOTIVOS PARA ESTIMULAÇÃO SENSORIAL MOTIVOS DE CRESCIMENTO MOTIVOS DE CRESCIMENTO IDÉIAS COMO MOTIVOS IDÉIAS COMO MOTIVOS

6 Psicólogo Virgilio Gomes6 1) Impulsos Básicos Ativam comportamentos que visam satisfazer necessidades relacionadas à sobrevivência, com raízes na fisiologia. Os impulsos surgem para cumprir as necessidades de oxigênio, água, alimento, sexo e a evitação da dor. Ativam comportamentos que visam satisfazer necessidades relacionadas à sobrevivência, com raízes na fisiologia. Os impulsos surgem para cumprir as necessidades de oxigênio, água, alimento, sexo e a evitação da dor. Os sistemas corporais funcionam com o objetivo de manter um ambiente apropriadamente EQUILIBRADO. Os sistemas corporais funcionam com o objetivo de manter um ambiente apropriadamente EQUILIBRADO. Tendência auto-reguladora conhecida como HOMEOSTASE. Tendência auto-reguladora conhecida como HOMEOSTASE. Em casos de necessidade ou ameaça o impulso é ativado para corrigir o desequilíbrio. Em casos de necessidade ou ameaça o impulso é ativado para corrigir o desequilíbrio. Posto que os impulsos surjam para cumprir as necessidades do corpo, o comportamento que instigam pode ser muito influenciado pela experiência ou fatores ambientais. Ex. FOME Posto que os impulsos surjam para cumprir as necessidades do corpo, o comportamento que instigam pode ser muito influenciado pela experiência ou fatores ambientais. Ex. FOME

7 Psicólogo Virgilio Gomes7 2) Motivos Sociais Aqueles cujo cumprimento depende do contato como outros indivíduos. Aqueles cujo cumprimento depende do contato como outros indivíduos. Surgem para satisfazer as necessidades de sentir-se amado, aceito, aprovado e estimado. Surgem para satisfazer as necessidades de sentir-se amado, aceito, aprovado e estimado. Importância da estimulação sensorial e social em bebês Importância da estimulação sensorial e social em bebês Ajustamento: o sucesso depende do calor humano e da aceitação. Necessidade de Apoio social. Ajustamento: o sucesso depende do calor humano e da aceitação. Necessidade de Apoio social. Rede Social de Suporte: FAMILIA e AMIGOS Rede Social de Suporte: FAMILIA e AMIGOS Experiências de Isolamento: Apatia e desorientação Experiências de Isolamento: Apatia e desorientação

8 Psicólogo Virgilio Gomes8 3) Motivos para Estimulação Sensorial Pessoas e animais precisam de estimulação. Pessoas e animais precisam de estimulação. Atividades auto-estimulantes (assobiar, cantarolar,devaneios) Atividades auto-estimulantes (assobiar, cantarolar,devaneios) Rotina tediosa = irritabilidade, depressão, sentimentos negativos, ações criativas diminuem >>stress Rotina tediosa = irritabilidade, depressão, sentimentos negativos, ações criativas diminuem >>stress Privação sensorial >> Alucinações como estimulação sensorial Privação sensorial >> Alucinações como estimulação sensorial

9 Psicólogo Virgilio Gomes9 Teste que mede Motivação para procura de Sensação (Marvin Zuckerman) (algumas questões) 2. a) Sinto-me revigorado por um dia de ventos e frio 2.b) Mal posso esperar ir para casa em um dia frio. 3.a) Aborreço-me vendo as mesmas velhas caras. 3.b) Gosto da familiaridade confortável dos amigos cotidianos. 4.a) Eu preferiria viver em uma sociedade ideal em que todos estão seguros, garantidos e felizes. 4.b) Eu preferiria ter vivido nos dias agitados de nossa história. 9.a) Entro gradualmente na água fria, dando-me tempo para acostumar a ela. 9.b) gosto de mergulhar ou pular diretamente no mar ou em um lago frio. Respostas: 2.2; 3.a; 4.b; 9.b indicam pessoas que procuram sensações

10 Psicólogo Virgilio Gomes10 Quatro Características de Pessoas que procuram altas sensações: Os neurotransmissores e hormônios do sexo são parcialmente estabelecidos hereditariamente, também podem desempenhar algum papel. (Davidoff, L) Buscam excitações em atividades fisicamente arriscadas, mas socialmente aceitáveis (pára-quedismo, alpinismo, mergulho, montanha russa, filmes de ação e terror) - ADRENALINA Buscam excitações em atividades fisicamente arriscadas, mas socialmente aceitáveis (pára-quedismo, alpinismo, mergulho, montanha russa, filmes de ação e terror) - ADRENALINA Adeptos a experiências mentais e sensuais incomuns e um estilo de vida não conformista. Adeptos a experiências mentais e sensuais incomuns e um estilo de vida não conformista. Preferências por festas, jogos, bebidas e aventuras sexuais. Preferências por festas, jogos, bebidas e aventuras sexuais. Baixa tolerância por experiências repetitivas, monótonas ou constantes. A questão da CURIOSIDADE. Baixa tolerância por experiências repetitivas, monótonas ou constantes. A questão da CURIOSIDADE.

11 Psicólogo Virgilio Gomes11 4)Motivos de Crescimento Busca de aperfeiçoamento, maestria e excelência no que faz (onde é improvável o reconhecimento). Busca de aperfeiçoamento, maestria e excelência no que faz (onde é improvável o reconhecimento). Muitos psicólogos sugerem a existência de necessidades básicas de desenvolver competência e realizar o potencial Muitos psicólogos sugerem a existência de necessidades básicas de desenvolver competência e realizar o potencial Motivo para dominar o ambiente: exploração, manipulação, descoberta Motivo para dominar o ambiente: exploração, manipulação, descoberta Auto-realização Auto-realização

12 Psicólogo Virgilio Gomes12 5) Idéias como Motivos As pessoas procuram valores, crenças, metas e planos para guiarem seu comportamento As pessoas procuram valores, crenças, metas e planos para guiarem seu comportamento Idéias podem ser intensamente motivadoras. Idéias podem ser intensamente motivadoras. Os sofistas e a Filosofia Grega > ÁGORA Os sofistas e a Filosofia Grega > ÁGORA O pensamento antecede e dá Forma e Sentido à ação: IDEOLOGIA O pensamento antecede e dá Forma e Sentido à ação: IDEOLOGIA RELIGIÃO e Fé RELIGIÃO e Fé A necessidade de Coerência intelectual ou Cognitiva freqüentemente motiva o comportamento. A necessidade de Coerência intelectual ou Cognitiva freqüentemente motiva o comportamento. DISSONÂNCIA COGNITIVA: pensamentos contraditórios às ações, choque de crenças, contradição interna. > Busca do Reequilíbrio – HOMEOSTASE (Esquema de Auto-regulação)

13 Psicólogo Virgilio Gomes13 Modelo Homeostático de Motivação O corpo compara os padrões de referência e o estado atual para determinar se existe a necessidade Não há necessidade de Mudança Motivo Estado Atual do Organismo Padrão de referência Atual Comportamento SIM (existe necessidade) NÃO (não existe necessidade)

14 Psicólogo Virgilio Gomes14 Influência de Incentivos, Emoções e Cognições Experiências e Incentivos podem alterar as Emoções e Cognições provocando a Motivação. A Motivação desperta o Comportamento que buscará reequilibrar o quadro aumentando ou diminuindo a Motivação. MOTIVAÇÃO Experiências Passadas e Presentes Comportamento Novo Estado de Equilíbrio EMOÇÕES E COGNIÇÕES INCENTIVOS Intrínsecos e Extrínsecos

15 Psicólogo Virgilio Gomes15 Hierarquia das Necessidades Humanas AS NECESSIDADES SEGUEM UM CARÁTER PRIORITÁRIO (Maslow,A.) Fisiológicas Segurança Sociais Auto-estima Auto-realização 1)Fisiológicas - alimento, bebida, ar, calor,sono, abrigo,sexo, excreção; 2)Segurança – proteção contra perigos, ameaças, privações, perdas; 3)Sociais – fazer parte, de pertencer, dar e receber amizade, ser aceito; 4)Auto-estima – respeito próprio e respeito dos outros, realização, reconhecimento, responsabilidade, autonomia; 5)Auto-realização – desenvolver seu potencial como ser humano, criatividade

16 Psicólogo Virgilio Gomes16 Dificuldades com a questão da Motivação Humana Os Motivos são difíceis de serem analisados, uma vez que não podem ser diretamente observados ou medidos; Os Motivos são difíceis de serem analisados, uma vez que não podem ser diretamente observados ou medidos; Um determinado comportamento pode ser despertado por diversos motivos diferentes ou por uma combinação de motivos; Um determinado comportamento pode ser despertado por diversos motivos diferentes ou por uma combinação de motivos; Comportamentos diversos podem satisfazer a mesma necessidade Comportamentos diversos podem satisfazer a mesma necessidade Os Motivos não produzem necessariamente comportamento que vise a satisfazer as necessidades que foram despertadas (Deslocamento) Os Motivos não produzem necessariamente comportamento que vise a satisfazer as necessidades que foram despertadas (Deslocamento) Muitas vezes os seres humanos não estão conscientes de seus próprios motivos. Bloqueamos as necessidades ameaçadoras especialmente as ligadas a sexo e agressão. Muitas vezes os seres humanos não estão conscientes de seus próprios motivos. Bloqueamos as necessidades ameaçadoras especialmente as ligadas a sexo e agressão.

17 Psicólogo Virgilio Gomes17 Obstáculos à Realização Expectativas de Fracasso Expectativas de Fracasso Expectativas negativas a partir de Pessoas Significativas (pais, família) Expectativas negativas a partir de Pessoas Significativas (pais, família) Estereótipos Culturais (ligado a papéis) Estereótipos Culturais (ligado a papéis) Auto-conceito negativo (sucesso à casualidade, fracasso a falta de inteligência) Auto-conceito negativo (sucesso à casualidade, fracasso a falta de inteligência) Auto-estima baixa Auto-estima baixa Temores a respeito do sucesso Temores a respeito do sucesso Medo de rejeição social (destaque social) Medo de rejeição social (destaque social) O sucesso produz culpa, tristeza e dúvida quanto a ser normal. O sucesso produz culpa, tristeza e dúvida quanto a ser normal. Sucesso como cristalização de um personagem. Sucesso como cristalização de um personagem.

18 Psicólogo Virgilio Gomes18 Como Motivar Alguém ou um Grupo? Questione-se sobre seus reais Motivos na missão de Motivar. Questione-se sobre seus reais Motivos na missão de Motivar. Como me sinto na missão de Motivar? Como me sinto na missão de Motivar? O que representa para mim? O que ganho com isso? O que representa para mim? O que ganho com isso? Qual o destino de minha influência? (onde quero chegar) Qual o destino de minha influência? (onde quero chegar) Desenvolva sensibilidade de conhecer os participantes do Grupo. Desenvolva sensibilidade de conhecer os participantes do Grupo. O que cada pessoa provoca em mim? E porque isto é provocado? O que cada pessoa provoca em mim? E porque isto é provocado? Respeite a percepção do outro. Sintonize suas emoções com as dele. Desenvolva a empatia. Respeite a percepção do outro. Sintonize suas emoções com as dele. Desenvolva a empatia. Trace Desafios de acordo com cada perfil individual. Trace Desafios de acordo com cada perfil individual. Atualize-se em relação as motivações pessoais. OUÇA. Atualize-se em relação as motivações pessoais. OUÇA. Busque qualificar-se em trabalhar com Grupo. Busque qualificar-se em trabalhar com Grupo.

19 Psicólogo Virgilio Gomes19 Virgilio Gomes Psicólogo Mestrado em Sexologia Formação em Terapia Familiar e de Casal Coordenador do Grupo dos Psicólogos Adventistas do RJ Tel (21) – Acesse:


Carregar ppt "Psicólogo Virgilio Gomes 1 MOTIVAÇÃO HUMANA Compreendendo as forças que movem o comportamento Humano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google