A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MOTIVAÇÃO Motivação é o processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos ESFORÇOS de uma pessoa para atingir uma determinada meta. (Druker,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MOTIVAÇÃO Motivação é o processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos ESFORÇOS de uma pessoa para atingir uma determinada meta. (Druker,"— Transcrição da apresentação:

1 MOTIVAÇÃO Motivação é o processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos ESFORÇOS de uma pessoa para atingir uma determinada meta. (Druker, 1954) Intensidade Esforço despendido Direção Qualidade do esforço Persistência Tempo do esforço

2 MOTIVAÇÃO Esforço - é uma medida de intensidade. Portanto, quando alguém está motivado se esforça mais. Pergunta: Níveis altos de esforço levam a resultados favoráveis de desempenho no trabalho?

3 PROCESSO BÁSICO DE MOTIVAÇÃO Necessidade não satisfeita TensãoVontade Comportamento de busca Necessidade satisfeita Redução da Tensão

4 Desempenho individual Recompensa organizacional Metas pessoais TEORIA DA EXPECTATIVA Esforço individual ExpectânciaInstrumentalidadeValência= Motivação xx (Robbins, 2002) Motivação = V x I x E Motivação = Combinação de Desejo+Esforço Desejo ocorre quando: V e I => Altas Esforço ocorre quando: V, I e E => Altas

5 DIMENSÕES DO DESEMPENHO Capacidade (Aptidão) Motivação Oportunidade e Recursos Desempenho Desempenho = f (C x M x O)

6 VALÊNCIA 1.Teoria da hierarquia das necessidades de Maslow 2.Teoria X e teoria Y 3.Teoria dos dois fatores 4.Teoria ERG 5.Teoria das necessidades de McClelland Conceito: é a satisfação que um pessoa prevê receber de um determinado resultado; As teorias de necessidades fornecem importantes descobertas sobre como as valências se desenvolvem e podem se alterar com o passar do tempo.

7 TEORIA DA HIERARQUIA DAS NECESSIDADES DE ABRAHAM MASLOW Fisiológicas Segurança Sociais Estima Auto- realização

8 TEORIA X e TEORIA Y (McGregor) Teoria X: –Premissa de que os funcionários não gostam de trabalhar (evitam o trabalho), são preguiçosos, evitam responsabilidade, precisam ser coagidos e controlados para mostrar desempenho e colocam a segurança acima de todos os fatores associados ao trabalho. Teoria Y: Premissa de que os funcionários gostam de trabalhar, são criativos (têm a capacidade de tomar decisões inovadoras), buscam responsabilidades e podem demonstrar auto- orientação.

9 TEORIA DE DOIS FATORES (Herzberg) Fatores higiênicos Afetam a insatisfação com o trabalho Fatores motivacionais Afetam a satisfação com o trabalho Alta Insatisfação com o trabalho I Satisfação com o trabalho 0 Qualidade da supervisão Remuneração Políticas da organização Condições físicas do trabalho Relacionamento com os colegas Segurança no emprego Oportunidade de promoção Oportunidade de crescimento pessoal Reconhecimento Responsabilidade Realização

10 TEORIA ERG (Clayton Alderfer) Existência Relacionamento Crescimento Requisitos materiais básicos (Fisiológicas e Segurança) Desejo de se manter importante; Relacionamentos interpessoais (Sociais e Estima extrínsecas) Desejo intrínseco de desenvolvimento pessoal (Auto-Realização e Estima intrínsecas)

11 TEORIA DAS NECESSIDADES (McClelland) Realização: –Busca pela excelência, por se realizar em relação a determinados padrões e de lutar pelo sucesso. Poder: –Necessidade de fazer as pessoas se comportarem de uma maneira que não fariam naturalmente. Associação: –Desejo de relacionamentos interpessoais próximos e amigáveis.

12 INSTRUMENTALIDADE: TEORIAS DE APRENDIZAGEM 1.Aprendizagem Operante 2.Aprendizagem Social 3.Teoria da Equidade O que as pessoas acreditam que levará à obtenção daquilo que desejam? Comportamentos X Recompensas

13 APRENDIZAGEM OPERANTE O indivíduo se engaja em um comportamento específico porque esse comportamento foi reforçado por um resultado específico. Tipos de Reforço 1- Reforço Positivo : acréscimo de algo que as pessoas desejam 2- Extinção: tendência de um dado comportamento se estinguir por não mais estar associado a um reforço positivo 3- Reforço Negativo: remoção de algo que as pessoas detestam 4 – Punição: determinado comportamento diminui porque é acompanhado por algo que as pessoas detestam

14 APRENDIZAGEM SOCIAL (Albert Bandura) Acontece quando a pessoa aprende comportamentos observando os outros e modelando os comportamentos que percebem ser eficazes. Auto-reforço (reforço ou punição dos próprios comportamentos) –Recompensas tangíveis encontram-se disponíveis para o uso imediato; – As pessoas negam a si mesmas o livre acesso a essas recompensas; – Apenas se permitem obter as recompesas depois de alcançar metas difíceis auto-impostas.

15 EXPECTATIVA: TEORIA DA AUTO-EFICÁCIA Conceito: A percepção que as pessoas fazem sobre sua capacidade de agir no trato com situações esperadas. Quatro origens das crenças de Auto-Eficácia: - Realizações passadas; - Observações dos outros; - Persuasão verbal; - Verificação lógica.

16 PRECISÃO DAS PERCEPÇÕES DO PAPEL Teoria da Fixação de Metas: –Específicas –Difíceis –Feedback –Ciclo de melhoria contínua –Alto comprometimento com a meta

17 MODELO DE MOTIVAÇÃO E DESEMPENHO VALÊNCIA INSTRUMENTALIDADE EXPECTATIVA APTIDÃO PRECISÃO DAS PERCEPÇÕES DO PAPEL PRECISÃO DAS PERCEPÇÕES DO PAPEL Desejo de desempenhar Desejo de desempenhar Desempenho Esforço Primeiro passo Segundo passoTerceiro passo Quarto passo


Carregar ppt "MOTIVAÇÃO Motivação é o processo responsável pela intensidade, direção e persistência dos ESFORÇOS de uma pessoa para atingir uma determinada meta. (Druker,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google