A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL MOTIVACAO NO TRABALHO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL MOTIVACAO NO TRABALHO."— Transcrição da apresentação:

1 BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL MOTIVACAO NO TRABALHO

2

3 MOTIVACAO Espera-se que com altos níveis de motivação, o desempenho se eleve, assim como o lucro. Nem sempre acontece essa relação direta.

4 MOTIVACAO Gondim e Silva (2004, p.145) dizem que a palavra é derivada do latim motivus e significa mover. E esse sinigficado fez disseminar a crença de que motivação significa ação.

5 MOTIVACAO Pelo fato da ação humana ter caráter multicausal e contextual (depende do lugar e momento), os estudos sobre motivação passaram a usar vários critérios para medi-la, até mesmo relacionando com outros conceitos (satisfação, desejo, envolvimento, expectativa, recompensa, necessidade, etc.) para compreendê-la.

6 MOTIVACAO o que é ? Para Gondim e Silva (2004, p.146): motivação pode ser definida como uma ação dirigida a objetivos, sendo auto-regulada, biológica ou cognitivamente, persistente no tempo e ativada por um conjunto de necessidades, emoções, valores, metas e expectativas.

7 MOTIVACAO : ABORDAGENS VÍDEO DE MOTIVAÇÃO BASEADO NAS PALESTRA DE LEILA NAVARRO

8 MOTIVACAO : RESPOSTAS DAS TEORIAS ÊNFASEFOCOPERGUNTARESPOSTA ATIVAÇÃO DIREÇÃO INTENSIDADE PERSISTÊNCIA ESTADO INICIAL DA PESSOA OBJETO OU ALVO DA AÇÃO VARIAÇÃO DA FORÇA DA AÇÃO MANUTENÇÃO DA ATIVAÇÃO COMO É ATIVADA? HÁ ESCOLHA DO ALVO? ONDE ESTÁ A FORÇA? O QUE MANTÉM A AÇÃO? FATORES INTRÍNSECOS OU EXTRÍNSECOS CONSCIENTE OU INCONSCIENTE NECESSIDADE DESEJO AFETO OBJETIVO PESSOA OU AMBIENTE (GODOI, 2002, CITADO POR GONDIM E SILVA, 2004, p. 147)

9 Vídeo de motivação criado especialmente para um treinamento da Central de relacionamentos da NET/ES. MOTIVACAO : ABORDAGENS

10 TEORIAS DA MOTIVACAO 1943 MASLOW (Teoria das Necessidades) 1959 HEZBERG (Teoria Bilateral) 1969 ALDERFER (ECR) 1971 DECI (AVALIAÇÃO COGNITIVA) BANDURA (APREND. SOCIAL OU AUTO- EFICÁCIA) 1977 KANFER (AUTO- REGULAÇÃO) LOCKE (ESTABALEC. DE METAS) VROOM (EXPECTÂNCIA)

11 TEORIAS DA MOTIVACAO Abraham MASLOW, 1943: hierarquia das necessidades. As necessidades são biológicas e estão em hierarquia porque o ser humano tende ao autodesenvolvimento. À medida que as necessidades inferiores vão sendo satisfeitas, as superiores vão nortear a ação humana.

12 TEORIAS DA MOTIVACAO Abraham MASLOW, 1943: hierarquia das necessidades. Auto-estima Sociais Segurança Fisiológicas Auto- realização

13 TEORIAS DA MOTIVACAO Herzberg, Mausner e Snyderman (1959): Teoria Bifatorial. FATORES HIGIÊNICOS Extrínsecos ao trabalho. FATORES DE MOTIVAÇÃO Intrínsecos ao trabalho NÃO SATISFAÇÃO SATISFAÇÃO POLÍTICA DA EMPRESA SUPERVISÃO SALÁRIOS CONDIÇÕES DE TRABALHO RELACIONAMENTO COM COLEGAS REALIZAÇÃO RECONHECIMENTO A ATIVIDADE RESPONSABILIDADE CRESCIMENTO

14 TEORIAS DA MOTIVACAO Alderfer (1969): Teoria das necessidades (ECR). Auto-estima Sociais Segurança Fisiológicas Auto- realização EXISTÊNCIA RELACIONAMENTO CRESCIMENTO

15 TEORIAS DA MOTIVACAO Mc Gregor (1960): Teoria X e Y. TEORIA X TEORIA Y O HOMEM NÃO É MOTIVADO E NÃO QUER SE DESENVOLVER. ÊNFASE NO CONTROLE O HOMEM É MOTIVADO E QUER SE DESENVOLVER. ÊNFASE NA PESSOA

16 MOTIVACAO e TRABALHO FATOR MEDIADOR MOTIVAÇÃO DESEMPENHO EXISTEM FATORES QUE SE INTERPÕEM ENTRE A MOTIVAÇÃO E O DESEMPENHO NO TRABALHO. ISTO DENOTA COMO SÃO COMPLEXAS AS AÇÕES NAS ORGANIZAÇÕES.

17 MOTIVACAO e TRABALHO CARACTERÍSTICA FOCO DA MOTIVAÇÃO FATOR MEDIADOR 1.SIGNIFICADO DO TRABALHO TRABALHO ATRAENTE E DESAFIADOR MOTIVA TAREFAS ESTIMULANTES E IMPORTANTES PARA AS PESSOAS 2.RECOMPENSAS E PUNIÇÕES RECOMPENSA MELHORA A MOTIVAÇÃO. PUNIÇÃO EVITA AÇÕES INDESEJÁVEIS USAR RECOMP. SIMBÓL. E MATERIAIS. USAR PUNIÇÕES QUE ORIENTEM 3.AMBIENTE PSICOSSOCIAL (Tom. Decisão e Estilo gerencial) 4.Valores pessoais E organizacionais AS PESSOAS DESEJAM AUMENTAR PODER DE DECISÃO. IDÉIAS NEGATIVAS SOBRE O OUTRO INTERFEREM NAS RELAÇÕES E GERENCIAMENTO ADOTAR POLÍTICAS DE PARTICIPAÇÃO CAPACITAR GERENTES PARA INTERAGIR COM O TRABALHADOR CONVERGÊNCIA ELEVA COMPROMETIMENTO ESTIMULAR ADESÃO AOS VALORES DO TRABALHO E COOPERAÇÃO

18 MOTIVACAO e TRABALHO Motivaçao e Reebok

19 MOTIVACAO e TRABALHO DA TEORIA À PRÁTICA: LIMITES 1 É NECESSÁRIO PESQUISAR PARA AVALIAR A VALIDADE DAS TEORIAS. 2 GERENTES PRECISAM ESCOLHER MÉTODOS E TÉCNICAS DE PESQUISA PARA IDENTIFICAR OS ASPECTOS DO TRABALHO QUE MOTIVAM OS TRABALHADORES NA REALIZAÇÃO DE SUAS TAREFAS.

20 MOTIVACAO e TRABALHO QUAL TEORIA ADOTAR? CADA TEORIA NÃO É UM MODELO UNIVERSAL QUE EXPLICA O COMPORTAMENTO HUMANO EM TODAS AS SITUAÇÕES. AS TEORIAS SÃO ABORDAGENS PARCIAIS QUE PODEM SER ÚTEIS NA MOTIVAÇÃO DOS EMPREGADOS DE VÁRIAS FORMAS E EM VÁRIAS SITUAÇÕES.

21 Um dos temas relacionados com motivação é o comprometimento dos funcionários com a organização na expectativa de ter mais produtividade e lealdade. Esse será um dos temas abordados do nosso seminário. O TRABALHADOR NA ORGANIZAÇÃO DO 3º MILÊNIO

22 Referências GONDIM, Sônia Maria Guedes. SILVA, Narbal. ZANELLI, José Carlos. BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo. BASTOS, Antônio Virgílio Bittencourt. Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004, cap. 4, p


Carregar ppt "BÁRBARA GUIMARÃES COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL MOTIVACAO NO TRABALHO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google