A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COLOSTOMIAS IGOR DOS SANTOS HOLTZ. INTRODUÇÃO 0 COLOSTOMIA é definida pela abertura do segmento cólico na parede abdominal visando o desvio do conteúdo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COLOSTOMIAS IGOR DOS SANTOS HOLTZ. INTRODUÇÃO 0 COLOSTOMIA é definida pela abertura do segmento cólico na parede abdominal visando o desvio do conteúdo."— Transcrição da apresentação:

1 COLOSTOMIAS IGOR DOS SANTOS HOLTZ

2 INTRODUÇÃO 0 COLOSTOMIA é definida pela abertura do segmento cólico na parede abdominal visando o desvio do conteúdo fecal para o meio exteno.

3 CLASSIFICAÇÃO Cecostomia Transversostomia Sigmoideostomia LOCALIZAÇÃO Transitórias Definitivas PERMANÊNCIA Descompressiva Derivativa FINALIDADE Em Alça Com duplo lumem Com estoma único ou terminal TÉCNICA

4 INDICAÇÕES COLOSTOMIAS TERMINAISCOLOSTOMIAS TRANSITÓRIAS Após amputação abdominoperineal do reto Para proteção de anastomoses colo-anais ou colorretais Após operação de Hartmann (sigmoidectomia ou retossigmoidectomia com colostomia terminal e sepultamento do coto retal). No tratamento inicial da obstrução do cólon esquerdo (procedimento em três tempos) No tratamento da perfuração do reto extraperitoneal No tratamento paliativo da neoplasia obstrutiva do cólon associada a carcinomatose peritoneal ou múltiplas metástases à distância No tratamento dos processos infecciosos perineais graves

5 COLOSTOMIA EM ALÇA 0 Colostomias em alça são construídas geralmente no transverso (próximo à flexura cólica direita) ou no sigmóide que representam os segmentos móveis do cólon. O local para sua construção depende do motivo que levou à necessidade de derivação fecal.

6 COLOSTOMIA EM ALÇA 0 TÉCNICA: 1. Incisão de 6cm no quadrante abdominal superior direito (transversostomia). De preferência à 5 cm da cicatriz umbilical. 2. Incisão da aponeurose do músculo abdominal reto e divulsão do mesmo. 3. Liberação do colón transverso. Com a ajuda de uma sonda, exteriorização do cólon transverso. 4. Incisão transversa ou longitudinal do cólón transverso. 5. Fixação cólon-cutânea através de sutura com fio absorvível 4.0.

7 COLOSTOMIA EM ALÇA

8

9

10 COLOSTOMIA COM DUPLO LÚMEN

11 SIGMOIDOSTOMIA EM ALÇA 0 TÉCNICA semelhante à descrita anteriormente. No entanto, a incisão deve ter 5cm de comprimento e ser feita na fossa ilíaca esquerda entre o umbigo e a espinha ilíaca antero superior.

12 SIGMOIDOSTOMIA EM ALÇA

13 COMPLICAÇÕES 1. Hérnias 2. Extrusão do estoma 3. Necrose do estoma

14 CECOSTOMIA 0 TÉCNICA: 1. Incisão na fossa ilíaca direita tipo McBurney de aproximadamente 4 cm. 2. Identificação do Ceco com posterior apendicectomia ou colotomia na parede anterior do ceco. 3. Posicionamento de uma sonda (dreno tipo Petzer ou sonda vesical tipo Foley calibrosa) no interior da luz do ceco (que é mantido no local após sutura em bolsa) e 4. Fixação na parede abdominal. Após síntese da incisão e curativo cuidadoso, a sonda é conectada a sistema fechado tipo coletor de urina. 0 Após a resolução do quadro de distensão do intestino grosso e reestabelecimento do trânsito intestinal, a sonda pode ser retirada (não antes de três semanas) sendo então criada fístula colocutânea que evolui com fechamento espontâneo na ausência de obstrução real do cólon distal.

15 COLOSTOMIA TERMINAL 0 A colostomia definitiva,normalmente, são executada devido a neoplasias localizadas à 1 – 2 cm da junção anorretal. 0 Vem sendo menos realizadas devido ao conhecimento que ressecções com margem de 1 cm são suficientes para previnir recidivas.

16 BOLSAS DE COLOSTOMIA

17 REVISANDO

18 FIM!


Carregar ppt "COLOSTOMIAS IGOR DOS SANTOS HOLTZ. INTRODUÇÃO 0 COLOSTOMIA é definida pela abertura do segmento cólico na parede abdominal visando o desvio do conteúdo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google